História Jelena - Crazy In Love - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Personagens Originais
Tags Jelena
Exibições 99
Palavras 1.307
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiee amores muito obrigado por comentarem, estou muito feliz em saber que gostaram então vai mais um pra vocês ai lovee vocês♥😍♥😍♥😍 gente eles são tão fofos guiis como shippooo😘😘

Capítulo 2 - Mãos Inquietas


Fanfic / Fanfiction Jelena - Crazy In Love - Capítulo 2 - Mãos Inquietas

― papai, pelo amor de deus fala alguma coisa o que fizeram pra você? Continuo aflita

Ele chora ― filha quero que saiba que eu te amo muito, e nada do que acontecer vai mudar absolutamente nada.

― papai do que está falando, está me assustando.

― Selena, eu... Eu te apostei no jogo, e perdi.

Nessa hora meu coração acelerou estava quase saindo pela boca ― o que? Papai bebeu?

― filha eu te perdi pro um homem do cassino. Ele vai vir te buscar

― papai o que você fez, pode ir pra cadeia por essa atitude. Digo levantando e caminhando de um lado para o outro

― ele me ameaçou, disse que se você não for com ele, o mesmo me colocará na cadeia, eu não quero ir para aquele lugar. Ele chora

― paii pelo amor de deus pai, que besteira foi essa que fez comigo. Eu não consigo parar de chorar

― me perdoa Selena me perdoa filha. Ele deita sua cabeça em meu colo

...

Meus olhos ardem me aproximo do meu pai, abraço ele

― pai como pode fazer isso comigo, eu não conheço esse homem, o que ele quer comigo? Digo não segurando as lagrimas que insistiam em rolar por a minha face

― se não quis aceitar eu entendo, pagarei pelo meu erro. Meu coração doía, eu não quero que meu pai vá preso.  ― pai? Ele me olha ― eu vou com ele, eu vou, faço isso pra não te acontecer nada, mais qurro que saiba que eu vou com muito medo. Limpo as lagrimas

Ele chora mais e me abraça bem forte.

― você não poderia ter feito isso comigo. Desfaço o abraço e saio pro meu quarto

Deito sobre minha cama, abraçando meu travesseiro, e o medo me invadia por completo.

meu deus, quem é ele? O que ele quer comigo?” Meu pensamento não parava de me fazer perguntas, eu estou com muito medo, o que será de mim agora? Diante de tanto sofrimento acabo dormindo.

[...]

― onde está a menina?

― ela está dormindo, não pode pegá-la mais tarde?

― não, tenho ordens para levá-la agora, o senhor Justin quer vê-la.

Acordo pela manhã com umas vozes na sala. Abro meus olhos com dificuldades, me invadi um desespero, meu coração está acelerado, de repente vejo meu pai abrir a porta do meu quarto devagar, ele coloca a cabeça e me dá um sorriso forçado

― filha, o motorista dele está ai, ele quer te levar logo, pense bem, se quiser desistir faça isso eu pagarei por meu erro, eu seria mais feliz até. Papai me diz com um olhar arrependido

― pai, eu vou com ele, saberei me cuidar. Digo com cara de choro.

Levanto-me e vou até o banheiro tomar banho. Visto um vestido preto curto e um pouco soltinho, me vesti de preto porque pra mim, isso é o fim da minha felicidade.

Vou em direção da sala, e vejo o motorista dele me esperando, mais até motorista ele tem? Deve ser um velho rico e de nariz em pé. Meu pai vem até mim e me abraça pela ultima vez

― adeus filha. Sua voz sai rouca

...

Quando ia entrando no carro, aparece dinda e se assusta a me ver dentro desse carro chique

― Selena pra onde vai minha filha?

― eu vou, eu vou trabalhar em uma casa dinda, não sei quando volto. Tento disfarçar a cara triste

Ela me olha apreensiva

Dou um abraço nela, logo em seguida entrando no carro. Taylor dá partida e saímos. Vejo dinda e meu pai.

Não parei de chorar a viagem toda, olho e vejo que entramos em um bairro de luxo

POINT OF VIEW. JUSTIN GREY BIEBER

Mandei Taylor ir até a casa do cara que perdeu a filha pra mim, eu estou muito ansioso pra ver a jovem. Vou em direção a janela do meu quarto e vejo Taylor chegando, minhas mãos estão suadas, desço saio o mais rápido possível.

Quando chego até a sala principal, dou de cara com uma jovem de costa, ela estava olhando tudo

― Selena? Falo ela se vira pra mim, então vejo que ela é mais linda do que imaginei, seus lindos olhos que transmitiam medo e inocência eles simplesmente me deixaram com excitação, sua boca pequena e carnuda, corpo adequado para me satisfazer com os mais loucos desejos que tenho. Ela é perfeita pra mim.

Ela baixa a cabeça estava assustada. Vou até ela ― espero que tenha gostado da casa, pois é aqui que vai morar daqui pra frente entendeu?

Ela me olha novamente. ― senhor?

― diga

― posso ir pro meu quarto? Ela diz com uma voz tremula

― eu lhe mostrarei seu quarto. Pego em sua mão macia e pequena, subindo as escadas. Chegamos ao corredor e ela sempre olhava tudo, coitadinha estava assustada, imagina quando ela souber o que terá que fazer comigo.

Chego a um quarto bem aconchegante. Abro a porta e ela faz uma cara de que gostou do quarto.

― Selena quero conversar com você, sabe que agora está sobe minhas ordens não é?

Ela acena que sim ― terá que me obedecer em tudo o que eu mandar, caso você faça alguma coisa que me desagrade, ou me desobedeça, darei em você umas boas de umas cintadas... No bumbum, entendeu?

― eu não acho isso certo senhor Grey. Ela diz com uma voz calma

― não precisa ser certo precisa ser minhas ordens, tem que fazer o que eu mandar, absolutamente tudo mesmo, e tudo ficará entre nos, caso diga a alguém o que te mando fazer seu pai é quem sofrerá na cadeia. Vou deixar você se instalar melhor, quero que desça pro almoço, e não se atrase eu odeio atrasos, estamos entendido?

Mais uma vez ela apenas acena positivo

Saio de seu quarto a deixando a sós.

POINT OF VIEW. SELENA GOMEZ STEELE

Choro em silencio, enquanto olho para esse quarto imenso, que sem duvidas é maior que minha casa anterior. Que saudades da dinda e do meu pai, apesar de tudo não consigo sentir remorso dele

Eu imaginava que o senhor Grey fosse de outra maneira, mais ele é jovem, e também é muito bonito, eu não sei o que devo fazer, o que será que ele vai me mandar fazer, que eu não posso dizer a ninguém? Ele me parece tão misterioso.

Tomo um banho, e vou até o closet, vejo varias roupas, pego um vestido verde com um decote ousado, e uma sapatilha preta, não faz meu tipo, mais são as únicas coisas que tem aqui, espero no quarto até chegar a hora do almoço, eu não quero dar de cara com o senhor Grey. Depois de um bom tempo de espera, abro com cuidado a porta do quarto, e caminho pelo corredor, eu estou perdida nessa casa imensa. Eu não conseguirei me adaptar nunca aqui.

Desço as escadas, e saio da sala principal indo até a sala de almoço, vejo Justin sentado em uma enorme mesa, e meu prato estava outro no fim da mesa bem distante dele. Apenas os criados os serviam, e ele me lançou um olhar dos pés a cabeça.

― gostei da escolha, sente-se lá. Ele apontou pro final da mesa

...

O silencio estava a mil, eu não abria minha boca pra nada, absolutamente nada. De repente ele levanta-se e puxa uma cadeira perto de mim.

― quero que você se alimente, terá que ter muita energia pra hoje a noite... Sinto sua mão passar por entre minhas pernas, minha respiração estava forte, e eu não sei como agir diante dessa situação, nunca presenciei nada igual a isto.

― o que está fazendo? Falo com a voz bastante tremula

Ele sorri subindo mais suas mãos ― agora nada, mais logo-logo farei...


Notas Finais


♥♥♥ Até o proximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...