História Jelsa - Destinos Imortais - Ame e Alice - Capítulo 9


Escrita por: ~

Exibições 17
Palavras 737
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Suspense, Terror e Horror, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Pouco retorno. Pouco tempo. Pouco tudo. Este é o fim.

Capítulo 9 - Capitulo Final


*~Alice~*

- Celeste, ouça. Eu prometo encontrar seu filho. Ele saberá o que houve, mas não deixe que minha família sinta esta mesma dor. Você me deu a eles. Não me tire deles assim, por favor.

                Lágrimas cristalinas saem de seus olhos brilhantes.

- Por que está fazendo isso? Não sabe o quanto é difícil para mim suportar essa dor.

- Então, por favor, não permita que eles sintam o mesmo.

- SELENE! – Um homem gigantesco e velho aparece.

- Zeus?! O que faz aqui?

- Então o que Deryon me disse estava certo! Pare com isso já e deixe a garota ir!

- Mas Zeus-

- Agora!

- Tudo bem. Alice você escapou desta vez. – Diz Selene desfazendo tudo.

- Celeste, irei encontrar aquela pessoa custe o que custar.

- Seu nome é Flynn.

- Certo. – Me jogo do alto das nuvens.

                Chego em casa. Mamãe e papai estão na sala de jantar abraçados. Mamãe está com o rosto enfiado no peitoral do papai.

- Atrapalho em algo?

                Mamãe vira-se subitamente para trás e corre até mim.

- Alice! Você está bem?

- Sim. Mais que bem. Zeus apareceu e fez com que Selene desfizesse tudo, mas...

- Mas? – Diz papai.

- Preciso ajudar Estela a voltar e Celeste a encontrar seu filho perdido.

- Oh. – Diz Ame que entra sem avisar.

- AME! – Salto pra cima dele e o abraço.

- Ainda bem que você voltou. Queria ter lhe dito algo. – Ele põe suas mãos em meu rosto. – Eu nunca viveria sem você. NUNCA. Me ouviu?

- Sim. Eu ouvi. Também não viveria sem você.

- Alice. – Estela sussurra em meu ouvido. – Encontrei Flynn. Ele está em Holanda. Teremos que ir até lá.

- Certo. Gente, Estela encontrou o filho da Celeste. Mamãe e papai, sei que acabamos de nos encontrar, mas eu e Ame estamos indo para Holanda.

- Estamos? – Ame pergunta surpreso.

- Sim! Vamos encontrar Flinn e fazer com que ele se encontre com Celeste.

- Alice, vejo que está de volta. Sabia que meu pai não deixaria algo acontecer. Ele odeia que façam algo por suas costas.

- Ele apareceu lá, senti muito medo.

- Já me acostumei com ele, então...

- Entendo. Estamos indo pra Holanda, quer vir junto?

- Não, não. Preciso ir salvar outra princesa em apuros, mas agradeço pelo convite.

- Ok, você quem sabe.

- Espera, você acabou de voltar. – Diz Rapunzel, ela deve ter ouvido da tia Anna o que houve comigo.

- Rapunzel, há quanto tempo! – Vou até ela e lhe dou um abraço.

- Eu estava viajando, acabo de voltar. Anna me disse o que houve, você está bem?

- Sim. Muito bem. Estou com um pressentimento bom. Ame e eu vamos viajar para Holanda, você aceita ir conosco?

- Mas eu acabei de chegar.

- Por favorzinho! – Faço bico.

- Ok, o que você não faz sorrindo que não faço chorando. – Rimos todos juntos.

                Acertamos as passagens e embarcamos para a Holanda dois dias depois do acontecido. Não pretendo contar detalhes da viagem. Flinn mora em um apartamento velho, trabalha de recepcionista em um consultório odontológico e é um rapaz bastante difícil de se convencer. Depois de bastante insistir ele aceitou vir conosco conhecer a mãe que o abandonara.

                Voltando a Arendelle fizemos o que era preciso para que o dois se encontrassem. A princípio Flynn não acreditou que sua mãe fosse uma deusa, mas quando a viu ficou surpreso e soube o por que de seu abandono. Ele a perdoou, depois de um tempo claro, pois pensou que ela poderia ter ido atrás de se bebê mesmo que Zeus não permitisse. Agora ele reconhece que o sacrifício que ela fez foi para mantê-lo vivo, Zeus poderia mata-lo caso ela insistisse. Celeste  ficou sabendo que Zeus deixou o menino com o pai, mas que o mesmo faleceu enquanto Flynn era pequeno.

                Esqueci de contar para vocês. Flynn e Rapunzel entenderam-se muito bem e começaram um romance. Foi Rapunzel que o convenceu a vir para cá, que o fez entender o lado de sua mãe e que o ajudou a compreender suas habilidades de semi-deus. Sobre Estela, ela foi aceita de volta ao nosso mundo. Ela e minha antiga mãe estão matando a saudade.

                Enquanto a mim e Ame estamos juntos, felizes e bem. Papai e mamãe vivem apaixonados como sempre, um sempre completando o outro em tudo, dois grandes parceiros de eternidade. 


Notas Finais


Adeus.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...