História Jigoku no kettō - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anjos, Luta, Originais, Poderes, Yuri
Exibições 38
Palavras 580
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Ecchi, Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Primeiro capítulo
Espero que gostem!!

Capítulo 1 - A presença


Fanfic / Fanfiction Jigoku no kettō - Capítulo 1 - A presença

Já era tarde , a janela estava aberta e a luz lá fora estava bem fraca. 

SN já deveria estar na cama, mas se perdeu em meio as postagens no Tumblr e estava em sua hipnose diária, momento em que as suas idéias fluíam a mil por hora e sua mente não parava de borbulhar informações, péssima hora, ela tinha que dormir,porque queria chegar a escola antes de todos e sentar-se na primeira cadeira bem em frente ao quadro, ela fazia o tipo hipster nerd, as pessoas não gostavam dela na escola então ela se perdia noa livros, e quando chegava em casa as seis da tarde  só saia do quarto para jantar quando o pai a chamava .O pai era médico , sempre foi bom aluno e não queria menos da filha. Era exigente quanto as notas , apesar de nem sempre estar por dentro da vida escolar da filha, mas cuidava dela com muito carinho. 

SN : Nossa ! - Olhando o relógio na parede e em seguida para a tela do PC para ter certeza que o relógio não estava errado - Já passou muito da hora de dormir , droga ! - Correndo para a cama - Boa Noite SN ! Hora de hibernar. 

 Ao dizer isso sentiu uma estranha " presença " como se ... houvesse alguém no quarto com ela, não muito longe da cama como se estivesse se aproximando dela, logo a sensação passou e ela puxou as cobertas para cima de si. Depois novamente sentiu mas como se estivesse num abraço quente , ela se confortou nesse abraço , sentiu como se esse alguém cuidasse dela , fechou os olhos e dormiu. 

SN geralmente dormia bem mal , nunca encontrava a posição certa para que suas costas não doessem, e nunca dormia antes de ter uma longa conversa com sua consciência , ela achava que algum dia ia ficar louca por causa disso.     

                     ~ 

 Já era de manha , o sol havia acabado de nascer e seus raios já passavam pela janela entrando no quarto e acordando SN, ela havia dormido como se estivesse no céu e sua cama fosse feita daquelas nuvens de algodão doce com que se sonha quando é criança. 

 SN : Bom dia SN ! Parabéns pelo seu primeiro dia como uma colegial - reverenciando-se na frente do espelho - kkkkkkkkk é , to falando sozinha, eu fico louca mais cedo ou mais tarde :).  

 Entrou no banheiro pra se arrumar saiu de casa mais arrumada que filha de barbeiro , e é um pouco irônico já que seu pai poderia ser considerado um barbeiro ... No trânsito :

Dr.N : Ô Maluco!! Sai da rua ! Não sabe dar seta não ?! 

 SN : Papai ! Foi o senhor quem não deu seta , e por favor para de gritar com os outros no trânsito ! Se um deles chega armado e atira em vc como espera que eu fique sem o meu pai ?? Para vai. 

 Dr.N : Ta bom , tem razão dona. 

SN : Dona ? Ha ha ha engraçadinho.  

 Dr.N : Kkkkkkkk Olha , chegamos - parando o carro em frente a escola - Boa Aula meu amor  

 SN : Bom trabalho papai ^^ - Beijando-lhe o rosto - Me pega as 6 hein. 

 Dr.N : Certo, certo - Saindo com o carro - Até as seis. 

 SN olhou para a fachada da nova escola , fechou e  os olhos , suspirou e entrou.   





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...