História Jikan o Oritatami - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 1
Palavras 945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Ficção Científica, Harem, Mistério, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Viagens no tempo vêm sendo o sonho de muitos cientistas, as vezes essa ambição é classificada como loucura ou ficção-científica. Mas a partir de hoje , esse sonho será realidade , o curso da humanidade entrará em colapso.

Capítulo 1 - O Candidado


Nossa história começa num lugar chamado de Casa Branca, lá homens  de grandes poderes  discutem propostas com seu líder.

- Senhor presidente , esse pode ser nosso grande salto para a humanidade.
Afirmava o primeiro ministro  inquieto e nervoso.

- Eu já disse que não !. Esse projeto deveria ser queimado para o bem de toda nação.
Falou o presidente de costas para o primeiro ministro.

- Senhor , irá sair tudo conforme com os planos , você conhece nossa eficácia.

- Certo , mas que fique registrado aqui entre nós dois, se esse projeto sair nas mídias estamos acabados.

- Ninguém saberá a existência disso senhor , os civis nem imaginariam isso.

O presidente então se vira para ele mostrando sua face , ele tinha uma cicatriz sobre um olho e uma barba grossa.
- Certo , que o projeto A45-P9-DT comece. Que deus nos perdoe.

Houve um aperto de mão com o primeiro ministro e o mesmo saiu da sala deixando o presidente só.

- Que tudo dê certo.

O primeiro ministro pegou um elevador numa área secreta e desceu para o subsolo. Lá era a central de testes do governo aonde se desenvolviam as principais armas e vacinas.

- Senhores , eu trago boas notícias , o nosso projeto foi aprovado pelo presidente !.
Disse todo entusiasmado e feliz.

Todos ali festejaram e comemoraram , seus anos de estudo tinham valido a pena.

- vamos ao trabalho pessoal ! Temos muito oque fazer por aqui.
Disse andando para a sala de comandos da base quando encontrou a primeira ministra o olhando com seu olhar sério.

- Oque foi ?.
Perguntou ele desconfiado.

- Mesmo que terminamos esse projeto não teremos cobaias para o teste.
Disse olhando para ele.

Ele a olha e então exibi um sorriso que só um mesquinho rico sabia fazer.
-Não se preocupe , eu já tenho uma cobaia , alias você deve conhecer ele.

Mostra para ela uma foto aonde se via um retrato falado do presidiário mais procurado dos Estados Unidos , Flary Horts que agora estava numa prisão ultra-secreta.

- Ele vai ser nossa cobaia ?. Tem certeza que vai arriscar seu trabalho com esse maldito ?.
Questionava ela olhando para a foto e os feitos pelo então preso.

- Escute , ele é nossa melhor opção , não poderíamos testar em civis comuns. Com ele temos uma chance , e se falhar poderíamos matar-lo pelo que fez e ninguém saberia.

- Você pode ter razão , poderíamos nos livrar desse filha da puta com isso.

- agora você entendeu. Estarei providenciando a chegada dele até nós , isso não deve demorar mais que uns 10 minutos.

- Então vamos deixar tudo conforme o planejado.

Um barulho de correntes era ouvido vindo do corredor , era o presidiário chegando na base , muito mas cedo do que o previsto.

- Não pode ser....todos para os seus lugares , ele chegou !. Repetindo : ele chegou !.

A porta de entrada foi aberta e para surpresa de Flary lá dentro tinha uma bancada com um vidro transparente e uma bela recepcionista. Aquilo estranhamente parecia uma recepção de um aeroporto.

- Seja bem vindo senhor, que bom que chegou a tempo.

Ele ficou meia hora olhando estranho para aquilo tudo, por que raios um aeroporto ?.

- Eu estou no lugar certo ?.
Perguntou ele algemado olhando para a bela moça.

- O senhor está no seu lugar certo, agora por favor , se direcione aquela porta ali.
Apontava ela para a porta escrita embarque.

- Tudo bem....eu não tenho opção mesmo.
Diz se direcionando a porta e entra na porta , a única coisa que se lembra foi ter ouvido a mulher ter dito algo , mas não pôde ouvir , pois um muro na cara  o acertou o fazendo desmaia.

Nesse instante memórias do seu passado retornam, ele estava em sua casa com sua esposa e filha. Era uma noite calma e serena , tudo ia bem até que um fogo começou por causa de um curto-circuito numa tomada ao lado da cama aonde sua esposa dormia.
  Ele nada pode fazer em menos de um minuto,a casa pegou fogo e só ele e sua filha  sobreviveram,a polícia local colocou a culpa nele. Diante aos Berros da filha ele foi preso injustiçado.

  Horas se passaram depois disso, quando acordou percebeu que estava amarrado a uma cadeira e na sua cabeça tinha uma especie de capacete. Seria aquilo a sua morte ?.

- Bem vindo senhor Flary Horts,espero que se sinta a vontade.
Disse uma voz que não pôde reconhecer e nem ver quem estava falando pois aonde estava não havia iluminação.

- Oque querem de mim ?.
Disse nervoso com a situação.

- Apenas um teste, não irá machucar o senhor.
Disse a voz que agora pôde reconhecer o tom, era uma mulher.

- Sua desgraçada !. filha da puta !. Me soltem , eu não quero realizar isso.
Berrava se mexendo na cadeira.

- vamos acabar logo com isso.
Aciona um botão que libera um gás que faz Flayr desmaiar. Depois , a maquina foi ligada , tudo parecia ir bem quando uma descarga vindo do sol alterando a máquina acelerando o processo de iniciação.
Uma explosão de luz aconteceu na sala a iluminando, quando a luz finalmente se fora a maquina não estava mais lá.

- Oque houve ?.
Perguntou o primeiro ministro assustado.

- eu não sei , mais olhe funcionou !.
Disse feliz a primeira ministra.

- Assim espero.

Enquanto isso a máquina se movia no tempo para um passado aterrorizante. Ele não sabia aonde ia parar e nem aonde iria.


Notas Finais


Contínua no próximo capítulo.....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...