História Jikook - Baby ... Daddy - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 189
Palavras 1.635
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii Gente!!! 200 e poucos favoritos ❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤ amo vocês negada . Ta aí o capitulo tão esperado . Está grande, boa leitura! ✌

Capítulo 24 - O bebê morreu


Fanfic / Fanfiction Jikook - Baby ... Daddy - Capítulo 24 - O bebê morreu


P.O.V Dahyun ( amiga da Sana para quem não lembra) 



Eu e Suga estavamos  indo buscar  Sana  para    irmos  ver  no  cinema animais fantásticos e onde habitam . Desses tempos para cá ele tem ficado bastante com a gente. Ele é um cara legal e admito que uma gracinha. Chegando  no prédio fomos pegar o elevador ; 10 minutos se passaram e nada. Aish assim vamos perder a seção!  Esse negócio deve estar com problema. 

Vamos pela escada - ele sugeriu. E assim fizemos, já que ela não mora no ultimo andar nem nada. 

                    .................

AI MEU DEUS! JUNGKOOK!!! -berrou ao ver o menino ensanguentado no chão. Tapei a boca antes que um grito saísse. 

Chama uma ambulância! Vou avisar a Sana... - mandei, ele tremia com o moreno nos braços enquanto pegava o celular e tentava discar. Corri como nunca escada acima, quase caíndo diversas vezes. Chegando no andar  dela escancarei a porta. 

Ah oi - deu  uma  ultima  olhada  no  espelho  se  virando  para  mim  e  terminando de passar o gloss. 

RAPIDO , SEU  IRMÃO ...- fui cortada por uma risada um tanto maligna .

Eu sei - sorriu - Fui eu que o empurrei - disse na maior naturalidade do mundo. A  ficha  caíu. Não sei o que aconteceu comigo, quando vi já tinha levado minha mão a sua cara, um estalo ecoou no ar.

Sua louca! - saí de controle , Sana levou a mão ao rosto agora com a marca de meus dedos - ainda bem que Jimin se livrou de você! 

Quer acabar que nem aquele diperdício de espaço lá em baixo? - me ameaçou .

Não mas você vai acabar em um hospício sua desgraçada - peguei a chave que estava na mesa, fechei a porta num estrondo e tranquei-a lá dentro. 

Abre essa bosta Dahyun ou vou te matar sua piranha - batia na porta com tanta força que fiquei com medo dela conseguir sair. Voltei lá para baixo com as lágrimas escorrendo. Eu sou amiga dessa fámilia desde de sempre... Não acredito nisso; Chorei por perder minha melhor amiga e chorei por medo de perder meu irmãozinho postiço. Vi os paramédicos colocando Kookie dentro da ambulância, corri para os braços de Yoongi que também se afundava em lágrimas. Ficamos ali abraçados por um tempo, até termos forças para ir ao hospital. Chegando lá ficamos na sala de espera. 

Vou ligar para o Jimin - solucei infantilmente - liga pro Tae. - ele concordou .




P.O.V  Jimin


Já  fui  e  voltei  umas 5 vezes  do  mercado  e para  piorar  ele  não  atende  minhas  ligações . Passei  a  mão  por  meus  fios  de  cabelo  irritado  mas  na  verdade  minha  vontade  era  de  arranca-los  de  raiva. Meu  ataque  de  desespero  foi  interrompido  pelo  toque  do  meu  celular. Atendi  imediatamente.

PORRA  JU...- ouvi uma  voz  feminina baixinha  e trêmula: Dahyun. - ah  desculpe , pensei  que  fosse  outra  pessoa - suspirei  aflito.

Jimin... O  Jungkook - parou  . não  falei  nada , apenas  ouvia  não  querendo  saber  o  que  vinha  a  seguir - ele  está  no  hospital. 


MEU  MUNDO? então  caiu . Na verdade  meu  mundo  é  ele . Ele  é  meu  tudo. Senti  como  se  tivesse  levado  um  soco  direto  no  estomâgo  retirando  todo  o  meu  oxigêneio. Meu  oxigêneio: Jungkook. Não  posso  perdê-lo. Se  ele  se  for  eu  vou  junto. E  nosso  filho?! Se  algo  acontecer  a  ele...


                 .....................

Já no hospital chorando Deus e o mundo corri pelos corredores. Avistei Suga com a blusa cheia de sangue, chorava agarrado aos joelhos ; e Dahyun em pé, andando de um lado para o outro com lágrimas finas escorrendo de seus olhinhos. Assim que me viu veio de encontro a mim me abraçando. Deixei-me desmoronar por completo. 

                    ....................


    [ ~ quebra de tempo - tarde do dia.                                             seguinte]  


Estávamos todos ali, Tae e Hobi haviam vindo correndo de Nova York, Namjoon e Jin chegaram ontem  a noite  e eu , Suga e Dahyun ainda não havíamos comido nada. Eu não queria, tudo que eu queria era meu noivo. E não tinhamos nenhuma notícia do mesmo ainda. Ninguém falava nada, com medo de espressar sua opinião, choravamos e nada mais. Dahyun nos contou toda a história e eu definitivamente quase perdi a cabeça,  quase fui até aquela vadia e a matei mas não o fiz, primeiro porque me empediram e segundo porque não queria sair dali. Ja de noite, avistamos o doutor vindo em nossa direção enquanto anotava algo na prancheta. Desincostei minha cabeça do ombro de Tae e todos levantaram juntos. 

Então - o médico pronunciou-se prendendo a atenção de todos - o paciente finalmente se estabilizou - meu coração pareceu voltar a bater por um instante - já o bebê ainda corre grave risco de vida. - e o momento de alívio se foi, lágrimas e mais lágrimas. Vários braços me apertaram . - Deviam  ir  para  casa , o  paciente  está  desacordado, caso  acorde  mandarei  avisá-los.-  Insisti , insisti  mesmo  para  ficar  mas  no  fim das  contas  Tae  me  arrastou  para  sua  casa. Deitei  desanimado  depois  de  ter  enfiado  goela  abaixo  um  macarrão  contra  a  vontade. Não  conseguia  dormir  de  jeito nenhum. No  fim  das  contas  acabei  na  cama  do  V , com  ele  acariciando  meus  cabelos  até  conseguir  pegar  no  sono, o  que  demorou. Assim  que  amanheceu  voltamos  ao  hospital.

                      ..................

Por  volta  de  umas  3 horas  da tarde uma enfermeira  se  dirigiu  a  nós.

O  paciente  Jeon  Jungkook acordou , querem  ve-lo ? - mas  que tipo  de  pergunta  é  essa  minha  filha. Fui  o  primeiro é  claro, não  aguentava  mais.

Adentrei  o quarto  branco,  vendo  meu  coelhinho  na  cama  com  a  cabeça  enfaixada  e  alguns  cortes  no  rosto  mas  ainda  assim  lindo.

Oi  Minie - sorriu  fofo  para  mim. Corri  até  seu  lado  selando  nossos  lábios, me  controlei  porque  ele  ainda  está  fraco.

Oi meu amor - esfreguei meu nariz no dele. - como se sente ?

Um pouco dolorido mas é suportável - olhou para o próprio colo desviando o rosto de mim - o que é insuportável é a ideia de perdermos nosso bebê - soltou alguns soluços e o choro veio. Abracei-o  de  lado .

Shhh  vai  dar  tudo  certo , confie  em  mim  e  nos  médicos - apoiou  a  cabeça  em  meu  ombro, fiz  carinho  em  sua bochecha  molhada. Não  me lembro  de  por  quanto  tempo  ficamos  assim  até  nós  dois  caírmos  no  sono. 



P.O.V Jungkook



                        .............

Acordei  antes  que  Jimin  e para  me  distrair  fiquei  brincando  com  seu  cabelo  sedoso. Ele  acordou  uns  minutos  depois  se  mechendo  demais destruindo  minha  xuquinha  que  fiz  em  seu  cabelo . Um  bico  enorme  se  formou  em  meus  lábios.

Aish  seu  chato ! - reclamei .

Ownnt  bebê , desculpe  vida - me  fiz  de  difícil  por  mais  ou  menos 5 segundos  até  me  virar  sorrindo .

Ta  bom daddy mas  na  próxima  não  terá  perdão - estiquei  minha  mão  e  ele  a  beijou  rindo.

                      .............

Minie  teve que  se  retirar  para  que  eu  visesse  varios  exames, passei  a  tarde  inteira  assim  e  no fim do dia me  sentia  cansado . Por  fim  o  médico  veio  me  dar  os  resultados.

É o seguinte senhor Jeon , a  única  saída  é  uma  cirurgia  de  risco, tanto  para  você  tanto  para  o  bebê . - me  olhou  sério . Não  tinha  duvida sobre  minha  escolha, se era  a  unica  chance  de  meu  bebê  sobreviver  é  óbvio  que  o  faria.

Certo doutor - concordei  totalmente  decidido .

Bem , então  em breve  daremos  início ao  procedimento , quanto  mais  rápido  melhor. - retirou-se  do  quarto  dando  passagem  para  meu  noivo. Suspirei  já  sabendo no que ia  dar .

E  então ? - perguntou-me  nervoso , segurei  sua  mão  pequena  e  gordinha.

Cirurgia  é  a única  saída , de  risco , mas  o  único  jeito,  então  o  farei - nossa  troca  de  olhares  era  intensa  e  logo  vi  seu  rosto  endurecer.

Jungkook  eu acho melhor  não  arriscar - soltou-se  de  mim - isso  é  se  minha  opinião  vale  de  alguma  coisa.

Claro  que vale ! - elevei  a  voz  chateado - só  estou  fazendo  o  que  é  melhor  pro  meu  filho !

Nosso  filho - corrigiu-me , revirei  os olhos - eu também  sou  o  pai  dessa  criança

Então  haja como  tal ! - gritei  fora  de  mim . - Acha  que  é  facil  para  mim  escolher  isso?! Estou  com  medo - eu  já  chorava  cansado  de  tudo .



P.O.V Jimin


Apesar  de  tudo  Jungkook  tinha  razão. O  bebê  morreria  se  não  o  fizesse , só  estava  sendo  egoísta  porque  não  queria  que  nada  acontecesse  com  ele. Ele  já  sofreu de  mais. Hora  de  tomar  meu  papel  de  pai  e  noivo  e  apoiá-lo.

Não  foi  você  que  me  disse  para  confiar  nos  médicos? - sua  voz  estava  chorosa  e  seu  rostinho  molhado  pelas  lágrimas  que  desciam  sem  sessar.

Tem  razão  meu amor, esqueça  esses  meus  ultimos  momentos  como  idiota - abracei-o  mas  de  uma  maneira  diferente, podia  ser  a  ultima  vez  que  o  veria - obrigada - deixei  escapar.

Pelo  o  que ? - olhou-me  confuso.

Por  ser  essa  pessoa forte que você é - consertei , não  queria  assustá-lo  e  alias  o  que  eu  disse  é  totalmente verdade. Dei-lhe  um  selinho  cheio  de  significado.

Está  na hora rapazes - disse  o  médico  na  porta.

Até  depois kookie - beijei sua  testa .

Até  depois  hyung - acenou  infantilmente  antes  de  eu  sair  do  quarto  deixando-me  chorar  em  um  banco  solitário. Por  incrivel que  parece  dormi  em  questão  de  segundos , acho  que  meu  cérebro  não  aguentava  mais .

                       ............

Acordei  mal sabendo  onde  estava  e  quase  infartei  ao  ver  o  doutor  sentado  ao  meu  lado  me  encarando , Puta  que  pariu  hein  ainda  morro  hoje. Fiz  sinal  para  que  fosse  direto  ao  ponto , se  é  pra  morrer  que  seja  agora  e  sem  mimimi.

A  cirurgia  foi  bem  sucedida, seu  filho  e  seu  noivo estão  bem .


Avisinho: 


Então se vocês quiserem que o baby seja menino comentem : 1 Se vocês quiserem que seja menina comentem : 2 


                                                                           






Notas Finais


O título era só pra assustar gente linda. Falei para confiarem , gostaram? 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...