História Jikook - Por trás das câmeras - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Namjin, Vhope
Visualizações 98
Palavras 8.773
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas lindas, demorei um pouco, mas voltei .... E o que eu tenho a dizer sobre esse cap. É que ele foi o meu preferido na FIC até agora, acho que como eu já tinha antecipado os acontecimentos desse cap. na hora de escrever as palavras apenas fluíram.... Espero que gostem....
PS: Leiam as notas finais

Boa leitura!

Capítulo 14 - Beautiful life


Fanfic / Fanfiction Jikook - Por trás das câmeras - Capítulo 14 - Beautiful life

Taehyung acompanhava JK andando por diferentes lojas comprando várias coisas aleatórias que o outro não estava interessado em saber o motivo.
- Eu não entendo - V disse enquanto JK escolhia algumas pulseiras com cuidado - Você ficou o tempo todo em cima do Jimin ou reclamando por não poder "estar" com ele e agora que finalmente tem a oportunidade me arrasta para fazer compras? Você sabe que o Jimin deve estar surtando agora né?
- Tae - JK encarou o outro - Eu vou compensá-lo mais tarde.
- Aish - V suspirou, ele pegou um colar e pensou em como aquela peça ficaria bem em Hoseok e isso o entristeceu. Ele queria resolver as coisas com o outro, a rejeição estava lhe deixando mais mal do que ele pensou que se sentiria. 
- Você queria estar com o Hobi-hyung né?  - JK disse escolhendo finalmente dois pares de pulseiras e juntando aos anéis que tinha já havia separado para comprar
- Eu não imaginei que iria sentir tanta falta daquele idiota - V confessou - Como ele pode ser tão cabeça dura?
- Tem certeza que é ele o cabeça dura? - JK foi até o caixa pagando os itens escolhidos
- Quanto tempo mais você vai me arrastar por essas lojas? - V disse mal humorado
- Eu já comprei quase tudo o que eu preciso - JK disse conferindo as sacolas - Preciso ir em uma floricultura agora.
- Aish - V disse em tom irônico - Você é tão romântico. 
- Você deveria se esforçar um pouco também - JK deu de ombros deixando a loja, agora ele procurava uma floricultura. 
- Ei Kokkie - V perguntou para o outro - O que você faz para o Jiminnie te perdoar quando você age como um idiota?
- O que eu faço? - Kook deu um sorriso safado
- Eu estou falando sério - V deu um tapa no outro - Eu sei que você é um idiota frequentemente, mas Jimin sempre te perdoa. Por quê?
- Eu sempre digo o quanto eu o amo - JK respondeu simplista
- Só isso? - V encarou o outro com desdém - E o Jiminnie te perdoa? Aigo, meu amigo é tão fácil. 
- Taehyung -JK encarou o outro sério - Se você ama o Hobi-Hyung então você deve ser sincero.
- E se eu não amar? - Tae encarou o outro de forma firme
- Então você também deve ser sincero - Kook respondeu da mesma forma - Não é justo com ele isso, ele merece ser feliz.
- Eu sei - V desviou o olhar - Eu sei...
Os dois encerraram aquela conversa ali, quando JK terminou de comprar tudo o que precisava já se passava da hora do almoço. Ele e V comeram alguma coisa na rua mesmo já que JK não tinha pretensão de voltar para a casa tão cedo.
- Deixa eu ver se eu entendi - V pegou um cartão entregue por JK - Você quer que eu leve o Jiminnie para esse hotel?
- Sim - o outro assentiu
- Você quer que eu perca o meu dia livre ajudando você? - Tae protestou - Eu já perdi metade do meu dia comprando flores e velas e agora você quer que eu seja o guia do Jiminnie? Eu vou lhe dar o cartão e o endereço e ele que se vire...
- Não hyung - JK resmungou - Você sabe como o Jimin é perdido e péssimo no inglês. Se ele sair sozinho eu não tenho confiança que ele chegue ao destino. 
- No minímo ele vai perder alguma coisa pelo caminho ou falar o endereço errado para o taxista - O outro concordou
- Então, por favor - JK insistiu - Traga o Jiminnie para o hotel, eu prometo compensar depois. 
- Você me deve uma JK - Tae se deu por vencido - E uma bem grande. 
- O mais importante de tudo - JK sorriu - Ele não pode saber do que se trata.


____________________________________________


- Cadê o JungKook? - Jimin tinha acabado de acordar e andava pela casa irritado, devido a medicação que ainda tomava o menor dormiu por mais tempo que o normal, acordando próximo do horário do almoço.
- O que foi Jimin? - Suga acabou acordando pela movimentação do outro
- JK saiu e não me acordou - JM disse ainda não acreditando no que estava acontecendo - Onde ele foi?
- E eu sei? - Suga andou até o sofá onde se jogou, seus planos eram de dormir pelo menos mais algumas horas - Vai ver ele ficou com dó de te acordar, já que você ainda tá tomando os remédios.
- Eu disse que queria passar o dia com ele - JM disse pegando o celular e tentando ligar para ele - Eu queria acordar com ele, tomar café e sair juntos. Como ele pode me trair assim.
- Bom dia - Hoseok chegou um pouco depois, pelos seus cabelos molhados logo os outros concluiram que ele estava na praia 
- Aish - Jimin disse jogando o seu próprio celular no sofá - Ele não esttá atendendo.
- Pelo jeito nem tão bom - Hoseok disse para si mesmo ao ser ignorado pelo outro - Onde estão os outros?
- Eu acordei agora - Yoongi deu de ombros - Mas Jin-hyung deixou um bilhete dizendo que ele e NJ iriam sair o dia inteiro e JungKook e V também saíram.
- Como ele pode sair com o Tae e me deixar? - Jimin se sentou no sofá ainda mais irritado - É sua culpa Hobi.
- Minha? - O outro olhou confuso - O que eu fiz?
- Por que você está deixando o Tae tão solto? - Jimin  descontou sua raiva no amigo 
- E ele é uma criança por acaso? - Hobi respondeu o outro irritado - E eu o seu guardião?
- Aish - Jimin se arrependeu de sua fala - Eu sei hyung é só que...
- Eu vou tomar banho - Hoseok olhou o relógio - Já passou da hora do almoço, vocês comeram?
- Acabei de acordar - Yoongi respondeu 
- Você vai querer fazer compras ainda? - Hope perguntou - Podemos comer alguma coisa e aproveitar a tarde.
- Ok - o outro concordou
- Você pode vir com a gente também Jiminnie - Hope disse docemente para o outro - Você deve estar de mal humor porque está com fome. 
- Aish - Jimin se sentou no sofá pegando novamente o seu celular, tentando ligar dessa vez para Taehyung e depois para JK.
JHope e Hobi apenas o deixaram sozinho e foram para o qurto trocar de roupa e tomar banho para sair. Passou-se alguns minutos e os dois já estavam quase prontos para sair, mas JM continuava jogado no sofá  desmotivado.
- Vamos com a gente Jiminnie - Suga disse docemente - Não vai adiantar nada você ficar ai, porque não tenta aproveitar o resto do dia?
- Eu não quero hyung - JM tinha um bico nos lábios - Eu só vou ficar aqui curtindo minha solidão.
- Aish Jiminnie - YG não queria deixar o amigo - Vamos ...
- Tae - Jimin se virou para encara o outro que acabava de retornar - Onde está o JungKook?
- Eu não sei - o outro mentiu de forma tão convincente que ninguém contestaria suas habilidades de atuação - Nós nos separamos já que ele queria continuar fazendo compras.
- Por que ele não me chamou? - um bico ainda maior se formou em seus lábios - Ele nem ao menos está atendendo minhas ligações.
- Vai ver ele cansou de você - V deu de ombros
- Ei Yoongi... - Hoseok voltou depois de tomar um banho e encontrou V ali
- Hyung - o outro se aproximou - Onde você estava?
- Eu sai para tomar um banho de mar - Hope o respondeu superficialmente - Ei Yoongi você está pronto? 
- Sim - o outro assentiu
- Onde vocês vão? - V perguntou apreenssivo 
- Compras - o outro respondeu
- Ah - V não sabia como acabar com o clima estranho que se formara entre ele e Hope e isso estava o matando.
- Você vem com a gente Jimin? - Hobi se virou para o outro - Se você quiser, também pode vir - ele disse agora se virando para V
- Oh - V ficou feliz pelo convite, mas se lembrou do maldito favor que aceitou fazer para Kook. Ele odiou por ter concordado em ajudá-lo, pois sabia que sua situação ficaria ainda pior com Hope. - Na verdade, Jimin tem uma coisa que precisamos fazer. Vá trocar de roupa.
- Eu? - Jimin estava jogado no sofá desanimado - Eu não tenho vontade nenhuma de sair, vou ficar aqui nesse sofá que é o único que me ama.
- Para de drama Jiminnie - Tae o repreendeu - Vai se trocar logo.
- Vamos Yoongi? - Hoseok deu um sorriso forçado, como ele se sentia patético. Após a sua manhã na praia ele havia pensado bastante sobre sua relação com V e chegara a conclusão de que estava sendo muito duro com o outro. Talvez se ele desse uma chance de se reaproximar poderia resolver tudo, pelo menos era o que ele achou...
- Vamos - Yoongi pegou sua carteira e celular andando até o outro
- Hobi- Taehyung se deu conta do que fez - Me desculpe é só que eu tenho que fazer uma coisa com o Jiminnie, se pudermos conversar depois...
- Você não tem que me dizer nada Taehyung - o jeito frio que o outro chamou o seu nome fez V paralisar - Se divirtam.
Hobi apenas deixou a casa sendo seguido por Yoongi. Jimin estava sentado no sofá observando tudo estático, ele abriu sua boca tentando dizer algo para Tae, mas sabia que nada que disesse naquele momento seria uma boa opção então apenas permaneceu calado.
- Vai se arrumar - Tae demorou alguns minutos para se recuperar do choque - Temos um lugar para ir.
- Ok - Jimin não argumentou, ele correu para dentro e se enfiou no banheiro tomando um banho demorado.
- Eu sou um idiota - V sorriu irritado - Droga, assim eu realmente vou perder o Hobi. 


____________________________________


- Vamos provar isso - Jin disse apontando para uma barraca no meio da rua
- Nós acabamos de almoçar- Nam resmungou - Isso sem contar em todas as outras coisas que comemos no caminho. Sinto que comi por uma vida.
- Só se vive uma vez - Jin sorriu - E eu quero aproveitar todas as delícias que essa vida pode me proporcionar.
- Culinárias né - NJ suspirou
Jin apenas ignorou o comentário do outro comprando mais uma iguaria que Nam recusou mesmo quando o outro tentou enfiar em sua boca. Os dois começaram a andar pela praia e Nam agradeceu mentalmente já que cada vez mais se afastavam da área movimentada e consequentemente os carrinhos de comida e restaurantes. Quando se deram conta estavam em uma praia sem nenhum movimento ou comércio em volta. 
- Aqui é bem silencioso - Jin suspirou
- Aqui é inadequado para o banho - Nam apontou para uma placa - Além das ondas forte, também tem as pedras e corais. 
- Vamos nos sentar ali? - Jin apontou para uma formação rochosa um pouco adiante
- Bela vista - Jin disse se acomodando na pedra
- Sim - Nam se sentou ao seu lado - Mas eu estou preocupado com os meninos. Jimin e JungKook são tão inconsequentes e o clima entre o V e o Hope não está nada bom...
- Eles são adultos - Jin sorriu - Não tem com o que se preocupar.
- Eu gostaria de pensar assim - NJ suspirou enquanto Jin ficou encarando o outro. Ele sorriu ao observar os traços de seu rosto e se perguntou como alguém poderia considerar aquele homem feio. É certo que Nam não tinha as feições delicadas da maioria dos idols, mas mesmo assim ele conseguia ser tão fofo e viril ao mesmo tempo que o outro não conseguia resistir. Ele se lembrou das palavras de Jimin sobre Nam esperar mais dele e sobre ser irresponsável... 
- Acho que vou registrar esse momento - Nam se virou para Jin que continuava o encarando-o fixamente - O que foi hyung?
- Sabe Monnie- Jin continuou encarando o outro fixamente - Nós nunca fizemos nada impensado antes né?
- Como assim? - o outro encarou Jin confuso
- Quero dizer - Jin justificou - Jimin e Kook estão sempre agindo impulsivamente e com os hormônios a flor da pele e V e Hope apesar de brigados agora também são um casal bem ...
- Bem? - o outro ainda não estava entendendo onde Jin queria chegar
- HOT - Jin sorriu
- Quente? - Nam repetiu em coreano corando logo em seguida 
- Aish você consegue ser tão fofo as vezes - Jin se levantou ficando em frente ao outro. Ele olhou em volta para confirmar o fato de que os dois estavam completamente sozinhos naquela praia que tinha o cenário paradisíaco. 
- Jin o que você... - Nam sentia seu rosto queimar, normalmente Jin não tomava a iniciativa e se o fazia era sempre em casa. No entanto, naquele dia ele estava simplesmente agindo impulsivamente. Ele se posicionou no meio das pernas de NJ e beijou os seus lábios. NJ  apesar de confuso no início apenas cedeu ao outro. Jin envolveu seus braços no pescoço do outro, enquanto as mãos de NJ envolveram sua cintura aprofundando o beijo. 
- Tenho que confessar - Jin disse ofegante quando os lábios finalmente se separaram - Isso é muito excitante.
- Eu não sei o que está acontecendo com você - NJ estava no mesmo estado - Mas eu estou adorando.
- Eu ainda nem comecei - Jin deu um sorriso safado antes de voltar os seus lábios para a pele do outro, beijando o seu pescoço. Jin intercalava pequenas mordidas e chupões que faziam Rap Monster arfar e gemer baixinho arrepiado. 
Namjoon levou suas mãos até as nádegas de Jin e as apertou ouvindo agora o mais velho soltar um gemido alto. Ele sorriu ao perceber que Jin não estava apenas brincando consigo e que ele realmente estava pensando em fazer algo ali, ao ar livre com o barulho das ondas e o céu sobre suas cabeças. Ele apertou novamente as nádegas do outro só que agora as puxando em sua direção fazendo com que suas intimidades se tocassem.
- Jin-Hyung - NJ disse entre os gemidos - Eu...
- Não tem necessidade de palavras Monnie - Jin disse afastando levemente o seu corpo do outro o que fez com que NJ o olhasse confuso, mas foi só por alguns segundos. Pois logo viu o sorriso devasso nos lábios do outro. Jin levou suas mãos até o cós do shorts jeans do outro desfivelando o cinto, abrindo os botões e abaixando o zíper lentamente o que fez NJ se arrepiar em expectativa.
- Oh shit - Nam jogou a cabeça para trás e deixou o palavrão em inglês escapar de sua boca quando Jin se ajoelhou iniciando o sexo oral. Jin envolveu o membro todo do outro com a sua boca enquanto com suas mãos massageava o escroto do mesmo. A única coisa que Nam foi capaz de fazer foi gemer sem se importar com onde estavam, ele levou suas mãos até a nuca de Jin se agarrando em seus cabelos com medo de que se perdesse naquele prazer surreal que estava sentindo. Jin intensificou os movimentos até que o prazer ficou insuportável demais para que NJ se segurasse. 
- Jin-Hyung eu vou... - NJ disse quase em desespero 
Jin não precisou que ele completasse a frase, ele apenas intensificou ainda mais os movimentos até que o maior se desfizesse em sua própria boca. NJ deu um gemido alto e rouco que ecoou por toda a praia, e ele agradeceu mentalmente por estarem bem afastados da civilização.
- Você gostou? - Jin se levantou satisfeito, após engolir o liquido do outro
- Você está brincando? - Nam ainda tentava controlar a própria respiração.
Jin novamente envolveu os lábios do outro, fazendo com que ele pudesse sentir o seu próprio gosto que ainda estava presente na boca do outro. O beijo que começou devagar aos poucos foram se intensificando até que Jin sentiu novamente Nam excitado. 
- Vamos foder aqui? - Ele sussurrou ao ouvido de NJ e se afastou para ver sua reação

O líder era um misto de excitação e surpresa. Sua bochechas estavam vermelhas e seus olhos ainda maiores. Essa era uma face de Jin que ele não conhecia, mas estava adorando. Onde esse Jin havia se escondido por tanto tempo? NJ não pode mais se conter então ele apenas agarrou a cintura do outro invertendo as posições. Ele virou Jin de costas que se apoiou nas rochas. Ele beijou a sua orelha enquanto o seu membro livre roçou as nádegas de Jin ainda cobertos pelo shorts.  
- Você provocou isso Jin-Hyung - Nam sussurrou em seu ouvido - Não se arrependa depois.
Dizendo isso Nam deslizou suas mãos para dentro do calção de Jin até que pudesse tocar o seu membro. O mais velho gemeu e quase caiu devido suas pernas trêmulas, mas foi segurado por Nam que agarrava firme sua cintura.  
- Vamos Monnie - Jin gemeu sófrego - Não brinque comigo, eu quero você dentro de mim.

NamJoon estava a ponto de perder toda sua sanidade, então apenas atendeu o outro. Ele retirou apressado as calças de Jin seguido por suas roupas íntimas abaixando-as até o joelho. Enquanto uma mão continuava a sustentar sua cintura, a outra foi direto para a sua entrada massageando ali.
- Nós não temos lubrificante - Ele disse em um misto de preocupação e ansiedade
- Tudo bem Monnie - Jin gemeu frustado - Apenas faça.
Apesar das palavras de Jin, Namjoon não queria machucá-lo, ou melhor, ele nunca poderia fazer isso. Ele o amava demais!
NJ tentou fazer o possível utilizando os seus dedos e um pouco de saliva para lubrificá-lo, ao perceber que Jin não sentiria tanta dor finalmente posicionou o seu membro em sua entrada o penetrando finalmente. Jin gemeu alto, mais de prazer do que qualquer outra coisa, tanto que foi o primeiro a começar mexer os quadris intensificando o contato. NJ começou a se mexer lentamente, até que já não podia fazer nada além de estocá-lo fortemente. Os sons pervertidos dos dois corpos se chocando e os gemidos se misturavam com o barulho das ondas que cada vez batiam mais fortes contra as pedras. Aquela cena se repetiu por alguns minutos até que finalmente os dois se desfizeram atingindo o ápice do prazer. 
- Isso foi intenso - Os dois agora estavam abraçados, Jin estava de costas para Nam que envolvia sua cintura e apoiava sua cabeça em seu ombro. 
- Sim - Jin concordou - Sentindo as ondas que haviam alcançado onde os dois estavam encobrindo seus pés
- Hyung - Nam se sentia muito bem em relação a Jin e ele nunca teve dúvidas do que sentia pelo mais velho. Ele o amava e ainda que não soubesse dos sentimentos do outro exatamente, ele estava feliz em tê-lo ao seu lado. 
- Monnie - Jin sabia o que o outro falaria e apesar de ter feito algo ousado e saber que foi influenciado pelas palavras de seu dongsaeng, ele ainda não podia dar um passo além disso - Eu stou faminto.
- O quê? - NJ piscou algumas vezes 
- Vamos continuar o nosso tour gastronômico - Jin disse puxando o mais novo pela mão de volta para a vila.
Nam sabia o que isso significava, Jin ainda não estava pronto. E  apesar de se sentir decepcionado, ele não pode deixar de sorrir ao perceber que o outro ainda segurava sua mão firmemente enquanto andavam pela praia. Ele apenas aproveitou aquele momento, por Jin ele podia suportar aquilo, ainda que nada fosse dito, ele era feliz!


_____________________

Taehyung pegou um táxi com Jimin e mostrou o endereço para o motorista, os dois estavam sentados em silêncio há um bom tempo até que Jimin resolver quebrá-lo.
- Onde estamos indo TaeTae? - Jimin não queria ser chato, mas ele estava desanimado para sair. Ele só queria voltar para a casa e dormir até o dia seguinte.
- Você vai descobrir quando chegar lá - Tae também não era um exemplo de animação
- TaeTae - Jimin encarou o outro - Por que você e o Hobi brigaram?
- Nós não brigamos - o outro mentiu, não poderia lhe dizer o motivo sem confessar os seus sentimentos
- Eu sou seu amigo Taehyung - Jimin segurou a mão do outro - Seu melhor amigo, você não confia em mim?
- É claro que eu confio Jiminnie - o outro suspirou - É só que as coisas estão confusas agora e nem eu consigo entender ao certo. Eu só preciso pensar um pouco...
- Hobi te ama - Jimin não queria forçar o amigo - Tenho certeza que ele vai te entender não importa o que aconteça.
- Jiminnie - Tae olhou para suas mãos entrelaçadas - Eu quero que você seja feliz.
- Eu também quero que você seja feliz - Jimin disse com um sorriso sincero - Eu quero que você seja MUITO feliz!
- Chegamos - O táxi disse parando em frente ao hotel
- O que estamos fazendo aqui? - Jimin olhou confuso
- Aqui - Tae lhe entregou o cartão - Vá para esse quarto.
- Por quê? - Jimin estava ainda mais confuso - E você? O que tem lá?
- Apenas vá Jimin - Tae suspirou - Digamos que é a sua felicidade que está lá. 
- Hã? - Jimin continuava sem entender
- Vai logo Jiminnie! Vai antes que eu te segure - Taehyung disse  a última frase em tom baixo que não foi ouvido pelo menor que olhava fixamente para o luxuoso hotel.
- Você vai me esperar aqui? - Jimin perguntou 
- Qualquer coisa você me liga que eu venho correndo te buscar - Tae o encorajou- Agora vai antes que o taxista expulse nós dois.
- Ok - Jimin saiu ainda inseguro do carro e acenou para o Tae que apenas fez sinal para que ele seguisse em frente. O maior ficou observando o maior se afastar até que entrasse no hotel em transe.
- Onde nós vamos agora? - O motorista de táxi interrompeu os seus pensamentos
- Para qualquer lugar - Taehyung respondeu com o olhar perdido
- O quê? - O motorista perguntou já que ele havia falado em Coreano
- Come back - Tae respondeu rapidamente - Please Come back.


________________________________ 

Jimin andou timidamente pelo hotel que era bem luxuoso. Ele foi até a recepção e mostrou o cartão para a recepcionista que apenas deu um sorriso e apontou para os elevadores. O menor assentiu e andou até lá, ele conferiu o número do quarto.
- Quarto 1313 - Ele sorriu pelo número já que 3 era seu número favorito enquanto o de Kook era o número 1 
Ele apertou o botão e o elevador fechou as portas rumo ao 13º andar. Jimin mordia os lábios nervoso no caminho, ele sabia muito bem que aquilo tinha relação com JungKook, mas ele ainda não sabia ao certo o que o mais novo estava tramando. Quando o elevador parou no andar ele quase teve um ataque cardíaco e só conseguiu sair do elevador quando a porta começou a se fechar novamente. 
- Calma Jimin - Ele recitou para si mesmo no caminho até o quarto, que felizmente não estava muito longe do elevador. 
JM colocou o cartão na trava e ouviu o clic indicando que a porta havia sido liberada. Alguns segundos depois e ele finalmente abriu a porta entrando no quarto.  As luzes estavam totalmente apagadas e Jimin teria tropeçado se não fosse o caminho de velas preparadas especialmente por JungKook o guiando-o até o interior do quarto. Ele andou lentamente e sorriu ao perceber o que o mais novo tinha preparado, toda a raiva que ele havia sentido durante o dia desaparecera como mágica quando ele avistou JungKook em pé lhe esperando. Jimin olhou ao redor do quarto, na mesa havia um "jantar" preparado e uma garrafa de vinho além de velas e flores deixando tudo ainda mais romântico. A cama também estava toda coberta de pétalas de rosas em formato de coração e JungKook, ah esse Jimin se permitiu olhar por um longo tempo. O maknae estava vestido com uma camisa branca e calças pretas, seu cabelo estava penteado perfeitamente formando uma pequena ondulação em sua franja. JungKook parecia tão viril que Jimin deixou escapar um suspiro.
- Então era aqui que você estava se escondendo - o menor disse quando finalmente voltou aos seus sentidos
- Eu estava te esperando mochi - JungKook sorriu satisfeito
- Você tem ideia do quanto eu te amaldiçoei hoje? - Jimin andou lentamente até onde JungKook estava 
- Eu imaginei - Kook sorriu - Mas vou fazer você esquecer isso.
- Você preparou um jantar romântico - Jimin disse observando a mesa - Mas ainda é de tarde.
- Eu imaginei que você não tinha comido nada - o outro palpitou - Sem contar, que se eu esperasse o jantar então teríamos pouco tempo para "aproveitarmos a sós".
- Eu estou faminto - Jimin confessou - Eu gastei toda a minha energia e tempo bravo com você.
- Vem cá hyung - Kook puxou a mão do outro e o obrigou a se sentar - Você é tão previsível.
JungKook havia pedido uma massa italiana que sabia que seu Hyung gostava, mais alguns acompanhamentos além é claro que uma garrafa de vinho, que ele serviu em duas taças. JungKook não tinha fome, mas acompanhou Jimin do mesmo jeito. Ele sorria ao ouvir seu hyung falar sobre coisas triviais, mas na verdade ele estava prestando atenção mesmo era nas expressões faciais de Jimin. Seus olhos pequenos que praticamente se fechavam quando o mais velho sorria animado, as bochechas que apesar da perda de peso continuavam fofinhas e sempre coravam quando ele estava envergonhado, a pele branca e lisinha e os seus lábios carnudos e tão vermelhinhos que ele sentia vontade de beijar a todo momento. Como podia existir alguém tão perfeito em todo o universo e como ele poderia estar ali ao seu lado tão alheio a sua própria perfeição? 
- Eu sou tão sortudo - Kook que estava perdido em seus devaneios, deixou escapar esse último pensamento em voz alta
- O quê? - Jimin que falava sobre alguma coisa qualquer encarou o outro confuso
- Eu disse que... - Kook sorriu ao perceber que os lábios do menor estava sujos com um pouco de molho então impulsivamente beijou o local retirando-o
- O quê? - Agora os lábios de Jimin não era a única coisa vermelha em sua face, suas bochechas estavam completamente coradas.
- Você 'tá' estranho - Jimin desviou o olhar de Kook enquanto tentou acalmar as batidas de seu coração 
Kook apenas sorriu satisfeito pela reação do outro, com certeza Jimin era adorável. 
- Está na hora da sobremesa - Kook se levantou, voltando logo em seguida com um bolo.
- Que lindo - Jimin sorriu ao ver que o bolo tinha detalhes de corações por toda a sua extensão
- Aqui hyung, prova - Ele estendeu uma colher para o outro que apenas fez o que ele pediu
- É alguma data especial e eu não sei? - Jimin encarou Kook seriamente, ou você fez alguma coisa errada?
- Todos os dias ao seu lado é especial baby - ele disse carinhosamente
- Você quer me fazer infartar né? - Jimin levou as mãos ao próprio peito sentindo seu coração acelerar pela milésima vez naquele dia 
- Na verdade - JK se levantou indo até o armário e voltou com uma caixa de presentes. Jimin deixou a colher sobre a mesa e se virou para lhe dar atenção - Tem uma coisa que eu não fiz apropriadamente.
- O que é? - Jimin perguntou confuso ao ver o maior se ajoelhar a sua frente
- Jiminnie-hyung - o outro disse carinhosamente - Quando eu te conheci minha vida se tornou uma montanha russa emocional. No inicio eu tentei ignorar o jeito que você me fazia sentir e o quanto eu queria estar perto de você. Mas sem que eu percebesse eu estava te seguindo por todos os lados, meus olhos sempre vão te encontro a você e eu não consigo controlar isso. É como se tivesse um imã me atraindo para você a todo momento.
- JungKook - Jimin sentia seus olhos marejados com a confissão do outro
- É por isso que as vezes eu acabo fazendo besteiras - o outro continuou - Eu tento me controlar a todo momento, mas as vezes eu não consigo evitar essa minha necessidade de você. Eu sei que isso não é saudável, que por nós e pelo grupo eu tenho que me controlar e eu vou me esforçar para não decepcionar você e os membros...
- Está tudo bem - Jimin acariciou o rosto de Kook
- Aish - JunKook suspirou e Jimin percebeu o quanto o outro estava nervoso - O que eu quero dizer é que mesmo eu sendo impulsivo, controlador e um pouco ciumento...
- Pouco? - Jimin sorriu
- Você também não colabora né hyung - Kook sorriu
- Tá bom - Jimin apenas concordou para que o mais novo seguisse com o seu discurso
- Continuando - Kook segurou as mãozinhas de Jimin - Mesmo que eu seja assim, com todos esses defeitos e falhas... Você ainda sim pode me aceitar? 
- O que... - Jimin estava paralisado devido a surpresa
- Jiminnie-Hyung - Kook encarava o outro de forma intensa - Você aceita namorar comigo?
- Oh - JM sentiu seu coração falhar, ele se lembrou quando os dois começaram e definitivamente não era o pedido de namoro que ele sempre esperou de JungKook.


Flash Back

- Ei eu gosto de você - eu fui o primeiro a dizer
- Você quer começar um relacionamento hyung? - o jeito despreocupado que ele me perguntou isso fez com que tudo parecesse tão normal e tão sem importância
- Acho que sim - eu respondi confuso
- Então está certo. Vamos fazer assim então. 
- Então...? 
- Nós estamos juntos, não é? Acho que isso te faz "meu" namorado.
FIM Flash Back

Definitivamente aquele não havia sido o começo de relacionamento mais romântico que Jimin sonhara, naquele tempo ele nem ao menos tinha certeza dos sentimentos de JK em relação a ele.
- Eu quero passar o resto dos meus dias ao seu lado baby - JK continuou - Eu sei que ainda somos novos demais para dar um passo adiante, mas mesmo assim eu não tenho dúvidas de que nao importa o futuro que nós tenhamos, eu quero que ele seja com você. Eu te amo Jiminnie! Eu te amo como nunca amei ninguém e não acho que conseguirei amar outra pessoa do mesmo jeito.
- Eu também te amo Kokkie - JM limpou uma lágrima que escorria - Eu também quero você sempre ao meu lado. Então, eu aceito...
- Você me faz o homem mais feliz do universo - JK disse com um sorriso abrindo a pequena caixa de presentes e revelando duas alianças e duas pulseiras - Eu sei que não podemos gritar ao mundo sobre o nosso relacionamento - ele pegou o anel e segurou delicadamente a mão de Jimin - Mas contanto que nós dois saibamos disse - ele colocou o anel em seu dedo e depois a pulseira em seu pulso - Eu estou bem.
- Nós pertencemos um ao outro - Jimin encarou o anel e pulseira e ajudou Kook a colocar as dele - Eu sei disso e você sabe e só isso importa.
- Eu te amo! - Kook eenvolveu seus dedos delicadamente nos cabelos de Jimin puxando-o para perto de si, o suficiente para lhe dar um beijo terno. 
Jimin não conteve o sorriso de felicidade ainda quando se beijavam o que fez com que JK separasse os seus lábios e unissem suas testas. Os dois ficaram assim por mais algum tempo até que finalmente se separaram. 
- Vamos comer o bolo - Jimin disse envergonhado, ele passou um dedo na cobertura do bolo e depois no rosto de JK que o encarou indignado.
- Hyung - JK olhou o outro com uma falsa expressão de irritação e se preparou para sua vingança repetindo o mesmo movimento só que com mais chantily dessa vez e em uma área maior do rosto de JM.
- Isso não é justo - o menor resmungou se levantando
- Você que começou "hyung" - JK provocou - Agora você tem que aguentar.
- Eu estava brincando - JM tentou se esquivar, mas JK apenas agarrou sua cintura lhe prendendo em seus braços
JM tentou se livrar, mas logo desistiu. JK era mais forte que ele e ele sempre perderia em qualquer disputa física. O maior sorriu satisfeito com a rendição e dirigiu sua boca até as bochechas do outro dando um beijo enquanto limpava o chantily que ele mesmo havia espalhado. Ele repetiu a ação por cada cantinho do rosto sujo de Jimin que já estava com os olhos fechados apenas curtindo aquela sensação gostosa e cheia de carinho. JK deu alguns passos com o outro ainda em seus braços até se aproximar da cama. Ele deitou Jimin suavemente na mesma que estranhou a suavidade das rosas espalhadas por ali.
JK se afastou dele e foi até o seu celular selecionando uma música e aumentando o volume. JM sorriu ao ver que o maior agora começava a se despir enquanto lhe encarava firmemente e cantava a música com sua voz suave e profunda. JM conhecia bem a música, JK ficava incrivelmente sexy dançando e cantando aquela música e JM tinha um show particular apenas para ele naquele momento. 


Eu serei um menino mau, eu tenho que ser um garoto mau
Eu serei um garoto muito mau, eu tenho que ser um garoto mau
Eu serei um menino mau, eu tenho que ser um garoto muito mau
Eu serei um garoto muito mau, eu tenho que ser um garoto mau
Olhe nos meus olhos
Como você se sente quando eu faço esse barulho? (faço barulho)
Mesmo se você tentar evitar ainda vai sentir o meu Rainism
Eu vou lhe fazer o rainism, o rainism
Agora você esta totalmente entregue a mim
Agora eu vou ser um louco , muito louco agora
Agora você não consegue sair dele
(...)
Dentro de seu corpo eu estou girando
Minha varinha mágica (varinha mágica)
Ficou impossível fugir
Requebre (requebre)

JungKook cantava enquanto se despia e fazia alguns passos de dança improvisado fazendo JM ir a loucura. Quando o menor terminou de retirar praticamente todas suas peças de roupa ficando apenas com sua roupa intima, se deitou sobre o outro voltando a lhe beijar de forma intensa. JM apenas segurou firme as mechas de JK intensificando o beijo. 
- Hyung - JK separou os seus lábios ofegantes - Eu vou fazer você feliz.
- Sim - Jimin já havia entendido isso, Kook o amava e ele também sentia o mesmo. Ele não precisava de mais palavras. Kook beijou a testa de Jimin, seu nariz sua bochecha e cada canto de seu rosto de forma terna. E então se dirigiu para o seu pescoço arrancando suspiro do outro, Kook deu um chupão em seu pescoço que certamente deixaria marca no dia seguinte e continuou o seu caminho explorando cada centímetro do corpo de Jimin. Ele então começou a despí-lo com agilidade, Jimin apenas gemia e se contorcia debaixo do outro. Quando Kook atingiu o seu membro o outro gemeu alto sentindo toda sua pele se arrepiar, Kook continuou o seu caminho retirando então as peças de roupa inferior de Jimin o deixando completamente nu. Jimin se agarrou nos colchões e gemeu alto quando Kook envolveu o seu membro, primeiro com as mãos e depois com sua própria boca. 
- Kokkie-ah - Jimin gemeu baixinho quando sentiu os lábios quentes do outro se afastar
- Eu quero me desfazer dentro de você hyung-  JK sussurrou no ouvido de JM que apenas acenou
Ele se afastou do outro e pegou algo na gaveta da comoda que ele havia preparado com  antecedência, depois aproximou novamente seu corpo ao do outro já com o frasco na mão. Jimin sentiu o liquido frio em contato com sua pele e novamente gemeu. Kook sorriu ao ver o menor rendido com os olhos fechados e totalmente entregue a ele. Cuidadosamente ele aproveitou o lubrificante e inseriu um de seus dedos na entrada de Jimin que gemeu apertando-o. Fazia algum tempo desde que ele e Jimin haviam tido sua última relação sexual devido os acontecimentos dos últimos dias então ele ansiava por esse momento, assim como Jimin ansiava por seus toques. Jimin se contorceu e gemeu sobre o dedo de JK que apenas o movia lentamente, espalhando o liquido por dentro de Jimin. Quando ele enviou outro dedo, com o objetivo agora de prepará-lo para seu membro sentiu as pequenas mãos de JM envolvendo seus ombros e apertando-os.
- Eu quero você Kookie-ah - o baixinho disse autoritário
- Então eu não posso fazer nada além de obedecê-lo Hyung - Kookie sussurrou as últimas palavras no ouvido de Jimin dando uma mordida em sua orelha no final. 
- Ah... - Um gemido alto escapou pelos lábios de Jimin e Kook sorriu ao perceber que aquele era o seu som favorito em todo mundo, melhor do qualquer música. O tom de voz de Jimin, não importa o que ele fizesse era o som mais doce que ele conhecia. 
JK segurou o próprio membro até então esquecido após retirar a última peça de roupa que ainda tinha. Ele posicionou o seu membro na entrada do outro e roçou sua cabeça ali, fazendo Jimin se contorcer debaixo dele. 
- Kokkie-ah - o outro disse novamente, mais impaciente dessa vez 
JK apenas sorriu antes de finalmente penetrá-lo gentilmente. Primeiro JungKook colocou apenas a cabeça de seu membro deixando escapar um gemido por sentir a pressão da entrada apertada do outro, depois ele colocou o resto do membro até finalmente atingir o interior de JM.
- Você é tão apertado e gostoso Mochi - ele disse entre os gemidos
- Eu quero mais Kookie-ah - Jimin pediu, seus olhos estava fechados e suas mãos envolveram totalmente o pescoço de JK
- Então olhe para mim hyung - Kook disse firme - Veja o meu rosto e o quanto eu te desejo e deixe que eu veja o seu.
JM apenas obedeceu abrindo os olhos  encarando firme JK que sorriu ao ver a cena. Jimin tinha o rosto vermelho e apesar de sua expressão sexy contnuava adorável. JK beijou sua testa carinhosamente antes de começar a se mexer dentro dele. Os movimentos que começaram lentamente, rapidamente se tornaram mais intensos. Os sons pervertidos de seus corpos se chocando ecoaram pelo quarto e juras e gemidos também podiam ser ouvidos a todo momento. Jimin gemeu ainda mais alto quando sentiu o membro de Kook pressionando sua próstata e o outro percebendo isso continuou atingindo o mesmo local, várias e várias vezes até que Jimin se contorcesse debaixo dele de tanto prazer. Quando o menor finalmente se desfez, JK sentiu a entrada o outro ainda mais apertada e nada pode fazer quando segundos depois todo o seu liquido jorrou para dentro de JM. 

Os dois ficaram na mesma posição por um tempo até que suas respirações sincronizassem e se acalmassem. Quando finalmente conseguiram, JK elevou o seu corpo e encarou JM que descansava em seu braço.
- Você escolheu uma ótima trilha sonora para hoje - JM disse enquanto brincava com os dedos em cima do abdômen de JK
- Eu escolhi pensando em você - JK disse orgulhoso - Desde que me apaixonei, parece que todas as músicas de amor foram escritas pensando em nós dois.
- Kokkie - JM disse envergonhado, ele não podia se acostumar com as declarações de JK 
- O que foi? - Kookie virou o rosto para encará-lo acariciando o seu rosto - Eu te amo Jiminnie, eu nunca me cansarei de lhe dizer isso.
- Eu também te amo - JM disse timidamente.

Os dois apenas ficaram ali abraçados enquanto a música ecoava pelo quarto dizendo tudo o que eles queriam dizer.


É uma bonita vida
Eu estarei ao seu lado
É uma bonita vida
Eu estarei de pé atrás de você
Bonito amor
Se estou com você sob sua pele
Apenas respirar sozinho me faz feliz
É uma bonita vida
Bonito dia
Eu vivo em suas memórias
Bonita vida
Bonito dia
Fique ao meu lado
Bonita, meu amor
Bonito é o seu coração...
Eu estarei sempre te protegendo
É uma bonita vida
Então se apoie em mim...
Suas lágrimas, seu sorriso
Então nós podemos estar juntos...
Memórias que se assemelham a você
Permanecem comigo
Suas lembranças, suas lembranças
Eu não posso vencer a tristeza
Vida dolorosa, dia doloroso
Então não me deixe
É uma bonita vida

________________________

Após voltar para a casa onde estavam hospedados, V ficou sozinho já que todos os outros haviam saído. Ele pegou o seu celular e tentou se distrair vendo outras coisas. Mas quando abriu a galeria de foto e começou a ver suas fotos, fotos com os membros, fotos com Jimin seu amado amigo e então... Fotos com o Hoseok. Ele sorriu ao se lembrar o quanto Hobi o divertia em momentos assim, se o mais velho estivesse ali com certeza estaria contando uma piada idiota ou propondo uma brincadeira infantil. 
- Droga - V colocou o telefone ao lado do seu corpo e escondeu seus olhos com as mãos, ainda que ele lutasse sentiu seus olhos molhados e então percebeu que chorava.
- Droga Hobi - Ele lamentou para si mesmo - Você não pode simplesmente continuar me amando?


_____________________________


- Você está bem? - Yoongi e Hope carregavam algumas sacolas de compra, sem perceber o dia já havia anoitecido
- Sim - o outro não conseguia esconder sua tristeza
- Tem música ao vivo ali - YG apontou para um bar - Ou se você quiser voltar...
- Vamos ali - Hope disse animado - Eu não quero voltar agora. 
- Ok - Suga sorriu

Os dois foram até o bar e se sentaram em uma mesa, pediram algumas bebidas e petiscos ainda que não tivesse interesse em comer. O show que estava era de um grupo local e por isso havia muitos turistas pelo local. Os dois começaram a beber enquanto conversavam e aproveitavam o show.
- O V ia adorar isso - Já havia se passado algumas horas e muitos copos de drinks diferentes quando Hope deixou que essas palavras escapassem 
- Por que você não liga para ele? - Yoongi perguntou ao amigo
- Oh - Hope percebeu o que tinha feito - Foi só um momento de loucura.
- Ei Hobi - Suga o encarou o - Até quando você vai agir assim? V parece arrependido e você está ... - Yoongi suspirou
- Eu quero andar pela praia - Hope disse virando o copo de bebida que estava praticamente inteiro e se levantando- Vamos Yoongiiiiiiii.
Apesar de saber que o outro apenas queria fugir, Suga não teve outra alternativa a não ser segui-lo.
- Isso é tão bom - Hope deitou na praia estendendo os braços - Quando eu me aposentar vou me mudar para o litoral.
- Isso é a sua cara - Suga se sentou ao seu lado observando o mar noturno que parecia tão calmo
- Eu amo o Taehyung - Hope respirou fundo - Eu acho que o amei desde a primeira vez que o vi. Naquela época eu já sabia dos seus sentimentos por Jimin, ele era tão óbvio. Quando ele aceitou minhas investidas eu achei que finalmente teria alguma chance. "Você é capaz Hoseok, você pode fazê-lo olhar apenas para você"... Cada vez que ele encarava Jimin com amor era isso que eu dizia para mim mesmo... Eu sou um idiota.
- Acho que todos os apaixonados são - Suga suspirou lembrando de sua própria história. Ele também se sentira assim por muito tempo em relação ao Jimin - Mas chega um momento em que você percebe não é?
- Sim - Hope se sentou - Não importa o quão duro você tente, nada vai mudar. 
- Então você segue em frente - Yoongi ainda encarava o mar, ele não falava sobre Hoseok e V e sim sobre ele mesmo - Descobre que o mundo continua a girar mesmo que você tenha um coração partido. 
- Girar não é? - Hoseok que também encarava o mar, parou um momento para observar Suga. Ele o admirava, sempre o admirou. A aparente frieza do outro e seu jeito despreocupado era tudo o que Hope desejava ser, mas não conseguia. Mas mesmo que ele sabia que pos trás de toda aquela casca havia alguém sensível e havia alguém sofrendo. Hobi era quem estava ajudando-o nos últimos tempos, ouvindo suas reclamações e lhe dando conselhos, era ele quem estava ao seu lado.
- Eu queria que o mundo girasse mais rápido - Yoongi se deitou - Até que nós ficássemos tão tontos que não sentiríamos mais nada.
- Você ainda ama Jimin? - JHope apoiou uma de suas mãos ao lado de Suga para poder observá-lo melhor
- Eu me pergunto se realmente o amei ou então... - Suga fechou os olhos
- Ou então?- Hobi insistiu
- Ou eu só o invejava tanto a ponto de confundir meus sentimentos com amor - O outro suspirou
- Amor e inveja são sentimentos bem diferentes - Hope se aproximou - Não dá para confundir os dois. 
- Talvez... - Suga ia continuar seu discurso, mas antes de conseguir sentiu algo quente e úmido tocando os seus lábios. Ele abriu os olhos assustado e percebeu que JHope o beijava. Ele ia afastá-lo, mas percebeu que o o mais novo chorava, então não foi capaz de recusá-lo. 
- Me desculpe hyung- Hope disse quando finalmente seus lábios se separaram
- Tudo bem - Suga se sentou rapidamente e agradeceu por JHope não ser capaz de encará-lo já que suas bochechas estavam completamente vermelhas. 
- Eu sou um idiota - Hope recolheu suas pernas as abraçando e escondendo o seu rosto - Me desculpe, eu não quero ser um idiota que usa as pessoas.
- Tudo bem - Suga repetiu - Somos amigos cara, está tudo bem. 

Hope não foi capaz de dizer mais nada, nem Yoongi que apenas ficou ao lado do amigo até que ele finalmente se acalmasse. Os dois caminharam silenciosamente de volta para casa.
- Onde você e o Yoongi estavam até essa hora? - V perguntou impaciente assim que viu os dois entrarem na casa
- Eu vou para o meu quarto - Yoongi disse deixando os dois sozinhos
- Nós fomos assistir um show local - Hoseok suspirou
- Até essa hora? - V tentava manter a calma, mas estava difícil 
- Sim - o outro respondeu simplista, ele ainda estava confuso.
- Eu fiquei te esperando - V tentava não perder o controle - Você não recebeu minhas mensagens?
- Você não estava com o Jimin? - Hoseok se surpreendeu - Eu não levei meu celular...
- Eu só fiz um favor para o JungKook, por isso sai com o Minnie aquela hora - V se explicou - Foi só por isso, eu queria conversar com você...
- O que você quer conversar? - Hobi encarou o outro seriamente, ele estava cansado de fugir
- O que eu quero conversar? - V deu um risada forçada - O que eu quero conversar? Que porra está acontecendo com você Hoseok? - nesse momento ele já não conseguia controlar o tom de voz que se alterou devido a raiva - Eu sei que eu beijei o Jimin e me desculpe, eu já disse que eu estava bêbado. 
- Você acha que é só isso o que me perturba? - Hope tentava controlar o seu tom de voz - Nós já conversamos sobre isso
- É por que eu gosto do Jiminnie? - V disse ainda mais irritado - Você sempre soube disso Hoseok, eu nunca te enganei sobre os meus sentimentos. Mas agora você está agindo como se eu tivesse te traído e olha só é você quem está se jogando nos braços do Yoongi. 
- Taehyung - Hoseok se alterou - Não fale o que você não sabe.
- O que foi? - V não se intimidou - Eu estou cansado Hobi, até quando você vai me punir por aquela noite?
- Você está cansado? - Agora era Hobi que gritava - E quanto a mim? Como você acha que eu estou me sentindo Taehyung? Eu sou um idiota por pensar que nós dois algum dia poderíamos...
- Ei vocês dois - Jin que havia voltado há pouco com RapMonster apareceu na sala - Eu sei que vocês tem muito para conversar, mas não se esqueça que os produtores estão na casa ao lado.
- Me desculpe hyung - Hope respondeu
- Você é tão.... - Taehyung encarou tristemente Hoseok - Patético hyung. É por isso que nós estamos como estamos.
- Taehyung - Jin o repreendeu
- Eu sei o quanto sou patético - Hope encarou o outro tristemente - Eu sei muito bem, não preciso que você me diga. Então por favor, apenas me deixe em paz. 
- Jung Ho Seok - Tae gritou, mas o outro apenas deixou a casa

Hoseok andava pela praia sem direção, em seus olhos escorriam lágrimas que ele não podia mais controlar. Ele amava Taehyung, ele o amava a ponto de poder ignorar os seus sentimentos em relação ao Jimin, mas ele não podia simplesmente ignorar a ausência de sentimentos em relação a ele. Não importava o quanto ele tentasse, Tae não o entendia.
- Eu estava errado - as mãos de Tae envolveram sua cintura fazendo com que ele parasse - Me desculpe, eu estava errado. 
- Por que você não me deixa ir? - Hoseok disse sem forças - Você não me ama, então por quê?
- Eu não posso - V chorava - Eu não posso te deixar hyung, eu gosto de você...
- Mas você ama o Jimin - Hoseok disse desfazendo o abraço e se virando para encará-lo - E você quer estar com ele nesse momento.
- Eu estou aqui - Taehyung o encarou - Eu estou aqui agora, não estou?
- Apenas por que não pode estar com ele - Hope retrucou
- Aquele beijo - V procurava as palavras certas - Não significou nada para nenhum de nós. Jimin nem se lembra e eu...
- E você... - Hope o encarou ansioso
- Mesmo que eu tenho o beijado - V continuou - A única coisa que eu posso pensar é em quão idiota eu sou por te afastar de mim. Eu não quero isso - V deu alguns passos em direção ao outro - Eu preciso de você, eu não sou capaz de superar isso se você não estiver ao meu lado. 
- Taehyung - Hope disse sem forças - Devemos apenas parar aqui.
- Não - o outro se aproximou ainda mais envolvendo sua cintura - Eu não quero parar Hyung, eu não vou parar. Então por favor, não me deixe.
- Taehyung - Hope se rendeu ao abraço
- Eu não posso gostar de vocês dois? - V se aconchegou afundando sua cabeça no peito do outro - Eu amo o Jimin e eu amo você Hobi, é tão errado isso assim? Eu não posso amar os dois?

Hoseok não sabia o que responder ele levou suas mãos até os cabelos de V acariciando-os, ele queria lhe dizer que isso era errado e impossível. Mas então ele se lembrou de mais cedo quando beijara Yoongi, o que sentiu naquele momento e então ele pode entender os sentimentos de V. Afinal será que era possível estar apaixonado por duas pessoas?


Notas Finais


É isso hahaha
Espero que tenham gostado do cap. pq u amei muito escrevê-lo, ainda que em minha cabeça ele tenha ficado muito mais impactante....
Como sabem a musica que rolava durante o stripper era Rainism do prinipe Rain que o JungKook fez um cover aliás: https://www.youtube.com/watch?v=Y7wBxZ7D_vw

E a música que inspirou o tit do cap. que também aparece na FIC é do drama GLOBIN (perfeito) que tem o meu ator preferido GoongYo qe o JK também fez um pequeno cover...https://www.youtube.com/watch?v=3_7Syf-0e7g

É isso, espero que tenham gostado e desculpe os erros e a demora. Podem comentar, será que vocês aprovariam um relacionamento a 3? Ou quem o Hobi deve escolher? Façam suas apostas!

Obrigado pelos cometários e favoritos e sintam-se á vontade para comentar mais.... Até o próximo cap!!!

Obrigado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...