História Jikook It's Real ♥♥ - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Álcool, Black Pink, Bts, Ficções, Gays, Jeonkook, Jikook, Jikook It's Real, Lalisa, Lemon, Park Jimin, Parkjimin, Suga, Traição, Vhope, Violencia, Vkook, Yaoi
Exibições 136
Palavras 829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Slash, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 44 - Bebendo Além da Conta


Fanfic / Fanfiction Jikook It's Real
♥♥ - Capítulo 44 - Bebendo Além da Conta

-Jeon pare de beber.-diz Tae se sentando ao meu lado. Aqui estou. Sentado em um bar me embebedando desde que liguei para Park Jimin. Tae rastreou meu celular e foi atrás de mim depois deu ignorar todas as suas ligações. 

-Me deixa em paz. Você é um saco.-pego mais uma dose de uísque e tomo tudo em um mesmo gole. Aquilo descia queimando na minha garganta. Faço uma careta pelo o gosto ruim que aquilo tinha depois deu ter misturado várias bebidas juntas.

-Você que terminou não sei por que está assim.-ele me encara e toma o copo das minhas mãos.-Chega de beber. Você precisa comer e dormir. Vamos.

-Vai você. Sai daqui.-pego o copo de volta, encho o mesmo e viro tomando tudo novamente. Sinto minha cabeça rodar.

-Acha que vou embora e te deixar por aí nesse estado?-ele me olha parecendo bastante irritado e preocupado ao mesmo tempo. 

-Estou bem Tae. Vai pro J-hope vai.-reviro os olhos e olho para a mulher que está no balcão nos servindo. -Traz mais uma por favor.

-Ok então vejo que você não vai me ouvir.-ele se levanta e sai logo em seguida bufando. Não estou nem aí.  Só quero beber.

-Aqui está senhor.-diz a mulher me trazendo mais uma boa garrafa de uísque e outras mais.

-Obrigado. -digo abrindo as garrafas e coloco um pouco de cada no meu copo. Viro a mistura na boca de uma vez. Ficou bastante forte. Talvez eu esteja exagerando. -Me traz um cigarro. -peço-a e ela traz em alguns minutos. Acendo o mesmo e começo a fumar não me preocupando nada com a minha saúde. Exalo toda a fumaça pelo o meu nariz. Já experimentei de tudo só faltam as drogas para completar a lista.

-Que porra é essa?-olho para trás e fico completamente pasmo ao ver Park Jimin logo a minha frente. Ele não está com um olhar nada agradável. Usava uma jaqueta de couro preta, acompanhado por uma calça jeans e seus cabelos estão meio atrapalhados. Ele está lindo. 

-...Jimin...-digo com a voz rouca me levantando. 

-O que pensa que está fazendo aí desse jeito?- ele me sacode apertando meus braços. Está muito puto.

-Me larga.-o empurro.-Como sabia que eu estava aqui em?-pergunto.

-Tae me chamou. -ele me encarava. 

-Tae? Claro. Outro entrometido. Vá embora vai. -pego uma das garrafas sobre a mesa e saiu em seguida passando pela multidão na pista de dança. Acabo vomitando ao chegar lá fora. Que merda! Era só o que me faltava. 

-Isso que dá beber sem comer nada.-diz Park Jimin chegando atrás de mim. Que irritante.-Vou levar você pra casa.-ele coloca uma das mãos sobre o meu ombro gentilmente.-Por favor Jeon...-viro-me limpando minha boca suja de vômito e o olho. Ele nem me espera responder e já sai me puxando até o carro.

-Divia está cuidando da sua filha. É sua única prioridade agora.-digo ao entrar no carro sport dele.

-Não começa com esses seus ciúmes malucos Jeon. Ela é só uma criança. -diz entrando no banco do motorista e partimos em seguida.

-Não é ciúme. -ainda estou com minha garrafa nas mãos e viro a mesma na boca

-Para de beber essa merda porra. -ele toma  das minhas mãos e joga a garrafa pela janela do carro. O olho surpreso e puto ao mesmo tempo. 

-Desgraçado. Você é um insuportável. -o empurro e ele quase bate o carro por se distrair comigo

-Quer nos matar agora é?-diz parando o carro no meio da estrada. 

-Abre abre abre eu quero sair. -tento abrir a porta do carro. Sem sucesso. Ela está travada.

-Você é um completo idiota e infantil. -ele me puxa no mesmo instante em que começa a me beijar devagar. Tento o afastar, mas quando me dou conta eu já estava o cedendo. Começo a retribuir passando minhas mãos pelos seus cabelos macios e intensificamos o beijo cada vez mais. Ele leva uma das mãos ao meu rosto, acariciando o mesmo gentilmente e morde meus lábios devagar me fazendo arrepiar.

-Agora fique quieto. -diz se afastando, liga o carro de volta e parte novamente. Fico o olhando surpreso e ao menos tempo um pouco excitado. Não queria que ele parasse. Que porra. Fico olhando a vista pela janela e de vez em quando o pego olhando para mim. Ele não vai me pedir pra voltar porque fui eu quem o dispensei. Eu devia fazer algo. 

-Jimin...-começo com a voz falha. 

-Nós chegamos.-diz parando o carro em frente a minha casa.-Entre, tome um bom banho e vá dormir. Mas coma algo antes. 

-Você...não quer entrar?-pergunto o olhando. 

-Não. Vou cuidar de Sofy agora.-afirma.

-Claro...obrigado.-digo saindo do carro. Ele deve está me achando um completo infantil. Ele devia está cuidando da filha mas veio aqui cuidou do marmanjo que só faz merda. Olho para trás  e o carro dele parte em seguida.  Ele sequer olha pra trás.  

Entro em casa e sinto lágrimas escorrerem pelo meu rosto.  Droga. Não quero chorar. Subo direto para o meu quarto, me jogo na cama, choro como uma criança  e adormeço depois de alguns poucos minutos. 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...