História Jikook| Save Me - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bts, Depressão, Jikook, Jimin, Jungkook, Mutilação, Psicopatia, Tragedia
Visualizações 87
Palavras 1.154
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - .the night we met.


Fanfic / Fanfiction Jikook| Save Me - Capítulo 11 - .the night we met.

*Jimin pov on*

Acodei atrasado, quase que caindo da cama com o terceiro toque do despertador. Desliguei aquela desgraça que não parava de apitar e me levantei, finalmente, indo até o banheiro. Lavei meu rosto e escovei meus dentes, logo em seguida indo ate meu quarto e vestindo o uniforme da escola. Ate que escutei batidas na porta do quarto, era a minha mãe.

- Jimin, tem alguem querendo te ver. - isso é impossível. Eu não mantenho amizades longas, e duvido que alguem da minha familia além da minha mãe se importe comigo.

- Tá bom, ja vou. - digo calçando os sapatos e logo em seguida indo em direção a porta.

Desci as escadas e me surpreendi com a figura a minha frente. Min Yoongi. Seus cabelos não estavam mais esverdeados como da ultima vez que eu o havia visto, dessa vez estavam loiros, e eu admito que os preferia da coloração atual. O sorriso continuava o mesmo, e os olhos continuavam brilhantes, assim como da ultima vez...

- Mãe, o que ele está fazendo aqui? - pergunto meio desconfiado com o ser a minha frente saindo do transe em que me encontrava segundos atrás. Boa coisa não podia vir dele.

- Oi pra você também, Park Jimin! - ele vem até mim e me abraça. - Eu senti sua falta, sabia?

- Nossa, pelo menos um de nos sentiu! - digo com deboche e saio de seus braços.

- Duvido que não tenha sentido minha falta. - ele fala e dá um sorriso. Puta merda, aquele maldito sorriso.

- Eu tenho que ir para a escola. Você me acompanha ate la?

- Com certeza. - ele responde. - Tchau Sra.Park, obrigado.

- Não há de que Yoongi. - ela fala e saímos de casa.

No meio do caminho, assim que chegamos longe o suficiente da minha casa, ele começa a me encarar e sorrir.

- Então quer dizer que você voltou para a escola? - ele sorri novamente.

- Sim. Algo de errado? - falo tentando me conter.

- Nada, é so que você mudou Park...

- Não me chame de "Park", temos intimidade o suficiente para você me chamar de Jimin.

- Eu sei. É so que eu não te vejo a muito tempo. Eu realmente estou morrendo de saudades de você... Jimin eu...

- Chegamos! - corto sua fala rapidamente antes que ele falasse o que não devia.

- Ok... então tchau... - ele fala e seu sorriso some, mas antes de ir me dá um beijo perto da boca. - Não pense que a nossa conversa acabou. Eu passo na sua casa hoje a noite, e não deixa a sua mãe saber.

- Tá... - respondo meio desconfiado e entro na escola, indo diretamente para a sala, afinal, ja estava atrasado.

Bato na porta e o professor de historia me deixa entrar, com a mesma cara que ele sempre olhou para mim. Jungkook me encarou ate eu me sentar no meu lugar, e logo depois voltou a sua atenção para o seu caderno. Estava me sentindo culpado por ter o magoado ontem a noite. De qualquer jeito, mesmo se ele não me perdoar, o segredo dele está a salvo comigo.

Lembra no ínicio quando eu disse que nunca tinha amado ninguem? Bem, essa parte foi mentira. O Yoongi foi o meu primeiro amor. Estranho não? Amar alguém? Principalmente para mim, eu achava isso horrivel. Não conseguia aceitar que eu finalmente tinha sentido algo por alguém que não fosse a minha mãe, e eu odiava aquilo. Eu conheci o Yoongi 3 anos atrás, quando eu tinha 14 anos, e naquele dia eu tinha acabado de ir a uma das minhas mais antigas psicologas. 

[ flashback on ] 

Eu estava com raiva, por que ela tinha dito que eu tinha que fazer amigos, e eu simplismente não queria, então eu fui para a mesma pracinha de sempre e me sentei naquele maldito banco de frente para a fonte. A noite estava escura, e as ruas de Seul ja estavam começando a ficar perigosas, mas eu não ligava, só queria continuar ali. Ate que uma unica alma veio e se sentou ao meu lado, sem notar minha presença. Era um garoto de cabelos pretos e pele clara.

- Posso te ajudar? - pergunto irônico.

- Desculpa, não vi você ai... está sozinho. - ele suspira. - Quer conversar?

- Na verdade não. 

- Calma, com esse seu jeito não vai chegar a lugar nenhum... prazer, Min Yoongi.

- Park Jimin... - estendo minha mão. - então, o que um garoto indefeso como você faz andando por Seul a uma hora dessas da noite? Pode fter gente perigosa por aí...

- Como você? - riu debochado.

- Sim, como eu. - falei em um tom mais sério.

- Ah, qual é, aposto que não faria mal a uma mosca. - ele fala e continua tranquilo olhando para a fonte. Ah se ele soubesse... - então... quantos anos você tem?

- 14. - respondo sem muita animação. - e você? 

- 15. - ele fala. - E respondendo a sua primeira pergunta, eu estou vagando pelas ruas a essa hora da noite porque eu fugi de casa.

- Por que? - pergunto surpreso. Parecr que estamos lidando com um adolescente rebelde afinal.

- Eu disse para o meu pai que eu queria viver de musica, e que era o meu sonho, e bem... ele meio que estraçalhou o meu sonho.

- Como assim?

- Ele disse que eu tinha que arranjar um emprego de verdade e um bando de bla bla bla sem fim. Além disso ele falou que se eu fosse mesmo fazer isso com a familia "perfeitinha" dos Min, que pelo menos eu fosse independente antes...

- Hum... eu so queria dizer para você seguir o seu sonho... - eu encorajando pessoas. Que original.

- Obrigado. - ele sorri para mim sem mostrar os dentes. - Sabe, você é diferente de todos os garotos que eu já conheci. Qualquer outra pessoa que eu conheço que eu contasse isso diria que eu estou exagerando ou então que eu nunca vou conseguir alcançar meu sonho... obrigado Park Jimin.

- Me chama so de Jimin... 

[ flashback off ]

Saio de meus pensamentos voltando para o mundo real ao ouvir o sinal bater. Já era a hora do intervalo, e como sempre, os 3 primeiros horários tinham passado voando, ainda bem.

Senti uma mão em meu ombro e me virei para ver quem era.

Era o Jungkook.

- Oi Jimin... desculpa por ontem. - ele estava me pedindo desculpas? - Eu não deveria ter sido tão grosso com você só por que não queria me contar o que estava acontecendo com você. Você me perdoa?

- Não... - ele me encara. - digo, não, porque quem deve se desculpar sou eu, você se abriu comigo e eu quis me afastar. Desculpa... 

- Hum... então tá. A-Amigos? - ele pergunta.

- Claro, por que não? - eu sei "porque não". Porque eu machuco as pessoas, e por algum motivo não queria machucar ele. Ele era especial para mim... por alguma razão.

O que você está fazendo comigo Jeon Jungkook?




Continua...  







Notas Finais


A B A C A T E

Oi... voltey hahshha

Mais uma vez voltando no passado do jimin... hum...

Espero q estejam gostando


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...