História Jimin - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Fluffy, Hopemin, Jihope, Jijin, Jikook, Jinmin, Kookmin, Minjoon, Nammin, Sugamin, Taemin, Vmin, Yaoi, Yoonmin
Exibições 230
Palavras 1.624
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Luta, Romance e Novela, Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa primeira OS é uma VMin, como diz no título do capítulo. Essa não tem nenhuma putaria, resolvi começar com fluffy, mas obviamente eu (sendo a tarada que sou) tenho várias outras que não são só fluffy.

Capítulo 1 - {VMin} Batatas e Beijinhos


Fanfic / Fanfiction Jimin - Capítulo 1 - {VMin} Batatas e Beijinhos


Como sempre, mais uma vez, lá estavam eles em uma situação causada por algo bobo e insignificante.

Jimin queria bater seu anjinho de pelúcia em Taehyung até que o mesmo desmaiasse com a maciez contra seu nariz sufocando-o. E Taehyung queria nada mais do que sacudir Jimin ao ponto do menor ter seu cérebro mais batido do que milkshake.

Não leve pelo lado errado, eles se adoram profundamente, apenas estavam em mais um de seus momentos meio brincando/meio brigando. Verdadeiramente como crianças. Não, não importa que tenham 20 anos. Idade conta pra nada quando se tem um pacote vazio de batatas com apenas farelo dentro e duas pessoas querendo. Oh, meu amigo, o farelo é sagrado para eles. É salgadinho e... E é o farelo, caramba!

Sendo assim ali estavam. Jimin gritando sobre o pacote de batatas ter sido comprado com seu dinheiro e Tae gritando de volta que ele foi o único a levantar a bunda do sofá para ir compra-lo, o que, em sua mente, lhe dava total direito de ter o farelo para si.

O maior conseguiu pegar o pacote e saiu correndo para o quarto deles, com Jimin quente em sua cola e Jin gritando que se um deles, ou ambos, caísse e quebrasse alguma parte do corpo ele não estaria levando ao hospital.

Claro que os mais novos ignoraram porque sabiam que, mesmo brigando com eles todo o caminho para o hospital e recitando "eu avisei" vez ou outra, o mais velho jamais os deixaria com dor sem fazer nada.

Quando chegaram no quarto subiram na cama, Jimin pulando e tentando pegar o pacote da mão estendida alto de Taehyung.

"Me dá! Me dá, Tae!" Gritou o menor. "Me." Ele salta novamente "Dá!" Grita. Ele grita de alegria quando consegue pegar e corre para o canto do quarto com o pacote na mão sendo agarrado firmemente.

Porém, a infeliz percepção de que não restou farelo deixado no pacote provoca um beicinho em Jimin. Ele olha para Taehyung, que olha para o teto enquanto assobia, fingindo não ter visto o olhar desolado no rosto fofo do outro.

Com um rápido olhar em direção ao menor, Taehyung se sente triste com o olhos castanhos chateados. Tae pula da cama e vai até o amigo, ele puxa o braço do menor.

"Eu queria muito o farelo. Mas sinto muito." Mas Jimin não comprou a desculpa e bateu na mão grande, com um bico ele virou o rosto e cruzou os braços.

"Não acredito." Resmungou, o maior engasgou parecendo a ponto de desespero.

"Mas é verdade, sim!" Taehyung disse com a voz estridente.

Ele puxou seu tão adorado par 95 para a cama e começou a pular ali. Pular na cama sempre fazia seu Jiminie-ah rir, e ele queria que o outro estivesse feliz, mesmo que não tenha ficado com o farelo. Mas seu par não se moveu para pular junto.

"Pula!" Tae tenta fazê-lo, mas é em vão. Ao invés o maior ganha um empurrão de leve. Como Taehyung estava no ar em meio a um pulo no momento ele desequilibrou e caiu da cama levando Jimin junto já que o mesmo tentou segura-lo. "Ai!" Gritou o maior, sua cabeça bateu no chão e ele podia sentir a visão embaçada pelas lágrimas, porque, além do baque forte de sua cabeça, suas costas foram batidas também e ele ganhou o peso adicional do amigo caído em seu peito, o que resultou em um pobre alien sem ar em seus pulmões e a cabeça latejando. "A-Ai! Ai!" Gemeu, os olhos úmidos fizeram Jimin com seus próprios arregalados.

"Tae! TaeTae!" Chamou desesperado, sentando nos quadris do maior e segurando o rosto em suas mãos. "Sinto muito, sinto muito!" Ele estava uma bagunça naquele momento.

"Está doendo" o rapaz no chão fez beicinho.

O mais velho, que não sabia o que fazer, mas sempre faria o possível para se redimir com alguém que ele prejudicou de algum modo, resolveu perguntar: "O que vai fazer melhorar mais rápido?"

Ele estava falando sobre o nome de um bom remédio para a dor passar mais rapidamente, claro, e Taehyung sabia, mas com seus pulmões já funcionando e sua cabeça doendo menos - pelo menos por enquanto - o maior optou por uma resposta diferente e fofa para amenizar a preocupação do outro.

"Beijinho" Taehyung fez biquinho.

Jimin corou ligeiramente, mas logo assentiu e se abaixou, colando seus lábios aos do amigo por um segundo antes de se afastar e encarar os olhos arregalados e bochechas coradas de seu par. Jimin não entendeu o choque do outro, foi ele quem pediu Jimin um beijo, em primeiro lugar. Em segundo, Tae sabe que o menor faria o necessário para se redimir por ter machucado seu amado amigo alien estranho e fofo, mesmo que isso implicasse um beijinho nos... bem, nos lábios. E também, não é como se nunca aconteceu antes.

Foi sempre sem querer, obviamente, mas ainda aconteceu. Tinha vezes que um deles ou ambos acordavam sentindo-se particularmente enérgico e em algum momento no dia acabariam virando um para o outro rápido demais e por terem seus rostos tão perto terminariam por tocar de leve os lábios. Também acontecia quando o par 95 se virava ao mesmo tempo com a ideia igual de beijar o outro na bochecha. Depois desses episódios eles permaneciam com um tom leve de rosa nas bochechas, sorrisos e risadinhas tímidas até a estranheza passar.

No momento não foi muito diferente, embora nenhum ria.

"O q-que foi?" Jimin desviou o olhar.

"Você me beijou!" Taehyung disse como se maravilhado com a descoberta. Como se tivesse acabado de ser dito por outros e ele não tivesse percebido antes.

O rapaz sentado franziu o cenho "Uhmm... Bem, sim." Olhou o amigo e apontou "Mas você disse!"

"Sim, mas na bochecha!"

"Mas você disse!" O menor repetiu mais alto e fez beicinho, os braços cruzados. "Você fez biquinho. Eu pensei que era pra beijar nele, caramba!"

"Bem, sim. Mas era só para indicar que era um beijinho que eu queria, e não indicar que era na boca." De repente ele apontou o rosto de Jimin e gritou, totalmente esquecendo a conversa anterior "Ei! Você tem farelos na boca!" Então sorriu, seu sorriso retangular tão adorável. "Viu!? Eu te dei farelo!"

O menor tocou a ponta dos dedos nos lábios e logo passou a ponta da língua, sentindo o gosto salgado. Jimin riu junto a Taehyung.

"Você quer mais?" Tae disse animado e Jimin corou
fazendo uma careta fofa.

"Mas nós teríamos que nos beijar."

"E daí? Já aconteceu um monte de vezes mesmo. E não tem nada de mais beijar amigo, não é? Tipo, atores amigos às vezes têm que se beijar."

Jimin ainda estava meio incerto, mas deu de ombros e se abaixou colando seus lábios e fazendo barulho de beijinhos ecoar pelo quarto enquanto ele beijava ao redor dos lábios de Taehyung e nos lábios também. Tinha gosto de batata e eles estavam soltando barulhos juntos e rindo.

Foi quando Jin entrou desesperado. Olhos arregalados e assustados do mais velho pousou na cena dos dois rapazes no chão, um sentado no colo do outro em uma posição bem... Uhm, íntima, se sua opinião foi pedida. O intruso arqueou uma sobrancelha.

Eles olharam para cima quando a porta, que estava meio aberta, bateu na parede, felizmente pulando sentados antes de Jin ver o que estavam fazendo anteriormente.

"Namjoon disse que viu vocês caindo com força no chão enquanto pulavam na cama" ele diz devagar, ainda estranhando a posição dos mais novos. "Está tudo bem?"

Lembrando-se do baque Taehyung tocou a parte de trás da cabeça e fez beicinho para o mais velho de pé poucos passos distante dele, sua cabeça voltou a latejar com a lembrança do tombo.

"Minha cabeça dói, Omma Jin, hyung."

Jin apertou os lábios juntos em reprovação e pela maneira que foi chamado, ele é o único que pode se chamar assim. "Quantas vezes eu avisei a vocês dois para não pular na cama?" O par 95 permaneceu calado e olharam para baixo em vergonha. "Bem," Jin põe as mãos na cintura "eu avisei." Ele se virou para a porta. "Venha tomar remédio agora, Kim Taehyung!" E disse enquanto caminhava para fora: "E as bocas de vocês estão sujas."

Eles se encararam uma última vez, as bochechas aderindo o tom rosa novamente quando desviaram o olhar e se ergueram de seu lugar no chão. Então houve um sorriso tímido no rosto deles antes de Taehyung falar.

"Então..."

"Então..."Jimin disse de volta, seus olhos observando com espectativa o maior.

"Foi, umm... Legal." Jimin assentiu. Ele também achou legal, e ele tinha aquela sensação engraçada em sua barriga.

"Uh. Tae?" O menor tocou o abdômen.

"Sim?"

"Tem uma sensação engraçada na minha barriga. Acho que estou com fome, mas não tenho certeza."

"Oh." Taehyung assentiu furiosamente e segurou o próprio abdômen. "Sim, eu também!" Eles se olharam na maravilha. "Será que é assim que os gêmeos se sentem?"

Jimin pensou um pouco e logo fez biquinho balançando os ombros para cima uma vez. "Acho que sim."

"Oh." Eles ficaram alguns minutos em silêncio e então: "Nós estamos conectados de alguma forma."

"Sim." O mais velho concordou.

"Mas nós não somos gêmeos."

"Não." Jimin balançou a cabeça.

"Que estranho." Tae franziu o cenho.

"É." Jimin concordou, tombou a cabeça e disse, olhando nos olhos do amigo: "Deve ser porque somos muito amigos. Amigos de verdade."

"Mas é claro!" A dupla sorriu.

"Kim Taehyung e Park Jimin! Aqui, agora! Ou vão ficar sem o jantar!" Eles pularam ao som da voz de Jin fora do quarto.

Após mais um olhar trocado entre eles, Tae disse: "Quem chegar por último fica sem o farelo do próximo pacote!"

E saíram correndo.


Notas Finais


Bom, espero que você que leu tenha gostado. Qualquer erro é só avisar. E eu realmente tenho dúvida de qual ship vai ser postado a seguir, então sugestões são muito bem-vindas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...