História Jisoo hates world ❁ Chaesoo - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink
Personagens Jennie, Jisoo, Lisa, Personagens Originais, Rosé
Tags Blackpink, Chaesoo, Jenlisa, Jennie, Jisoo, Lisa, Rose
Exibições 71
Palavras 1.068
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 3 - T h r e e


Fanfic / Fanfiction Jisoo hates world ❁ Chaesoo - Capítulo 3 - T h r e e

                                 Lisa P.o.v

   Após o ataque de panico de Jisoo com a presença de Rosé, ela parecia mais calma, mas só parecia. Eu sabia que Jisoo tinha "medo de gente", e quando uma estranha aparece do nada em sua casa, é aceitável que ela aja desse jeito.
   Ela tinha falado que foi expulsa de casa por sua sexualidade, no fundo fiquei feliz por encontrar alguém que me entendia, mas ao mesmo tempo tensa, pois Jisoo ainda não sabia desse fato. Sim, eu sou lésbica, e namoro Kim Jennie, uma jovem bonita e talentosa, que sempre me faz companhia quando estou em Seul, eu a amo muito. Jisoo ainda não sabe desse namoro, não sei como ela irá reagir. Não é que eu pense que ela seja preconceituosa, pelo contrário, Jisoo é super mente aberta, mas sabe... É só nervosismo, espero que ela não tenha notado.

   - É... Hm... - ela estava tímida  - Eu poderia ficar aqui durante alguns dias...? - se encolheu e fechou os olhos rapidamente, no mesmo momento olhei pra Jisoo -

   - OQUE?! - Jisoo estava em pé, com os olhos arregalados - COMO ASSIM FICAR AQUI? -

   - É-é que eu não tenho o-onde ficar e... - levou a mão até a testa se levantando - B-bom, me desculpem incomoda-las. - ela foi andando apressada até a porta -

   - Ei, calma - segurei seu pulso, recebendo um olhar confuso da mesma e um olhar fatal de Jisoo - Podemos conversar não é, Jisoo? - olhei pra ela a incentivando, mas a menina apenas me fitava com os olhos arregalados e postura rígida - Sente-se Rosé, ja voltamos.

   Um pouco hesitante, Chaeyoung se sentou e eu empurrei Jisoo - já que a mesma estava tão perplexa que não tinha o controle das pernas - até o meu quarto, me sentei e a mesma permaneceu em pé.

   - Jisoo, vamos conversar. - disse calma batendo no espaço da cama ao meu lado -

   - Lisa, eu sei onde quer chegar. - ela disse se sentando - Eu não sei...

   - Por favor, ela não parece ser do mal. - eu falei manhosa e ela revirou os olhos - Eu entendo como ela se sente, vamos ajudá-la!

   - Como assim, entende? - ela me olhou desconfiada. -

   - É-é... Nada, só deve ser dificil ser abandonada pelos país, e não mude de assunto! - bati em seu ombro - Aceita ou não?

   - Durante todo esse tempo, as únicas pessoas com quem eu me relacionei foi com você e Songyeon... É dificil pra mim - ela disse abaixando a cabeça, eu a entendia, mas aquela menina estava realmente precisando de ajuda - E ainda tem o seu trabalho, vai ter que pegar mais turnos no café, vai ficar muito pesado e eu não quero ver você cansada e fraca, por eu não poder fazer nada... - ela ja falava com voz de choro. -

   - Hey hey, não chore unnie. - a abracei e ela desabou em meu ombro - Eu vou ficar bem no trabalho, não se preocupe. E sobre Rosé, tudo bem se não quiser ela aqui... Vamos. - a ajudei a levantar -

   Por mais que esteja triste por não podermos acolher Chaeyoung, eu entendia Jisoo. Ela ja passou por tanta coisa, e uma estranha querendo morar na sua casa sem mais nem menos, pode ser extremamente assustador para ela.

   Estávamos atravessando a porta do quarto quando Jisoo pega em meu pulso.

   - Tabom... Ela pode ficar. - disse revirando os olhos, no mesmo momento eu abri um sorriso enorme - E pode ir tirando esse sorriso do rosto, não sei como vai ser minha relação com ela aqui, vai ser dificil de acostumar.

   - Obrigada, obrigada, obrigada, muito obrigada unnie! - eu pulava de alegria levando Jisoo junto comigo -

   - Ta ta, vamos logo. A garota ja deve estar pensando que estamos mortas aqui dentro. - dessa vez ela foi a primeira a sair, mas quando ia chegando na sala hesitou - Vem logo. - ela me deixou passar na frente.

                                      Rosé P.o.v

   Que demora, será que elas morreram lá dentro?
   Logo esse pensamento foi expulso da minha cabeça pelas duas garotas que entravam na sala.

   - Então Rosé... - Lisa disse com a cabeça abaixada, ja estava esperando um "NÃO!" e me imaginando dormindo em baixo da ponte - Você pode ficar! - ela levantou a cabeça e sorriu docemente -

   - Oi?! S-sério mesmo?! - eu disse boquiaberta de tanto alivio e felicidade - Obrigada meninas, muito obrigada! - disse indo abraçar Lisa e logo depois a linda morena de seu lado, mas ela se afastou bruscamente e eu desisti do abraço, poxa... -

   - Olha, eu prometo que não irei fazer bagunça, que vou ajudar em tudo, que não vou arranjar problemas pra vocês, que vou arranjar um emprego e ajudar nas dispesas, eu prometo... - Lisa me interrompeu segurando a risada, diferente de Jisoo que estava com uma expressão séria o tempo todo -

   - Calma Rosé, uma coisa de cada vez! - disse colocando uma mão sobre meu ombro - Fique a vontade, não precisa se preocupar! - ela disse simpática.

   Logo ela me levou até o quarto onde eu ficaria. O caminho todo ela falou sorridente e foi gentil, diferente de Jisoo, que manteve a mesma expressão e logo se trancou em seu quarto. Seja qual for o problema que a morena tenha comigo, todo esse mistério só faz eu me encantar mais.

                                       Jisoo P.o.v

   Eu realmente odeio o mundo.
 
   Eu não tenho nenhum problema com a ruiva, pelo contrário, ela me parece ser boa pessoa e é muito bonita, mas meu medo é mais forte do que qualquer simpatia que eu tenha com um "estranho", apesar dela não ser mais uma.

   Eu vou tentar de tudo para me inturmar, mas espero que ela não tente ser íntima demais logo nos primeiros dias, eu não gosto disso, gosto de dar tempo ao tempo.

   Bom, é melhor eu me deitar, apesar de que estou me sentindo muito tensa em saber que uma pessoa a não ser Lisa esta dormindo no quarto ao lado.

   É, espero que Rosé não me traga problemas.



Notas Finais


Aee, ela aceitou! Como vai ser a relação dessas duas a partir de agora?? Comentem! Por favor.
Twitter : @twicota
Até o próximo capítulo! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...