História Jogo da Perdição - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emmaswan, Evilqueen, Lesbicas, Ouat, Reginamills, Swanqueen
Exibições 157
Palavras 1.451
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpem a demora, mas estou cheia de trabalhos escolares pra finalizar!
O capítulo está quente, pegando fogo - como já diz no título -
Espero que gostem, e comentem; a opinião de vocês é imensamente importante para mim e me encoraja a escrever a fic!
Desde já, muito obrigada meninxs ♥

Capítulo 6 - Pegando fogo


Fanfic / Fanfiction Jogo da Perdição - Capítulo 6 - Pegando fogo

 

POV REGINA

- Swan está lhe tirando a consciência? Hum? – Rebcca  gentil para mim, mas eu a fitava séria e de cenho franzido

- Como assim, Rebecca? Só por que dei carona a ela?

- Regina, fala sério, não é só pela carona; vocês quase se comem com os olhos, você sempre vai atrás dela quando discutem e você distribui suas ofensas – a reprovei com o olhar

- É bem normal isso – Eu arqueei a sobrancelhas

- Normal? Nem quando Belle era sua assistente e você deixava aquela outra menina na recepção você fazia isso, você sempre deixou ela ir sozinha.

- Cuida minha vida agora, irmãnzinha? – Soltei irônica

- Só estou dizendo que se está realmente acontecendo o que suponho que está acontecendo, você se policie, pra não machucar nem Emma e nem você; ela já sofre diariamente demais, sei que você precisa recomeçar, que o passado não foi dos melhores; mas Emma também não merece sofrimento, ela só quer ser amada, é isso que percebo desde o dia em que a conheci; enfim... Reflita, até amanhã, Mills!

            A verdade é que Rebecca tinha total razão, eu precisava cuidar pra não machucar Emma, ela era amável demais, dócil demais, gentil, bondosa... um poço de doçura! E que diabos eu estava fazendo, a seduzindo como sempre fiz com todas outras, como se ela fosse mais uma... – Sorri irônica

 

~~Três semanas depois~~

            Swan e eu continuávamos distribuindo olhares quentes e cheio de desejos, eu estava pronta para agarra-la em qualquer do escritório, mas eu tinha um pouco de sanidade em mim ainda, e sei que não posso fazer isso, não sem aviso prévio e sem consentimento.

            Devo confessar que ela se mostrou uma ótima funcionária, deveras competente. Mesmo sem experiência ela sabia como dirigir as coisas como uma assistente pessoal de alto nível!

            Eu me dei o final de semana, sem pensar em trabalho, sem pensar, nem sequer toquei em meu notebook para responder os e-mails insistentes de clientes desesperados que achavam que só existia a causa deles no mundo.

            Sábado à noite? Vejamos, eu estou em casa, sozinha, por que não sair pra tomar algo? ÓTIMA IDEIA, REGINA MILLS! EU SOU INCRÍVEL! – Subi as escadas até meu quarto animada, eu precisava me distrair antes que Miss Swan tomasse meus pensamentos novamente para ela, já faz quase quatro semanas que trabalhávamos juntas e não tirávamos uma os olhos da outra.

            Vesti-me com um vestido preto onde meu colo estava exposto, com ombros a mostra, e um cinto prata extremamente fino para dar o toque final; iria beber, e possivelmente dançar – não que faça o meu estilo, mas quem sabe depois de alguns goles de vodka eu não estivesse disposta a dançar loucamente – então não carreguei na maquiagem, apenas iluminei um pouco meu rosto, passei um rímel e um batom um tanto avermelhado que realçava minha boca e a pequena cicatriz; não era o meu charme, mas eu até gosto dela, calçava um Stiletto preto.

            Definitivamente eu estava arrasadora, estava na hora de ir, já eram 22:00 em ponto, e as boates e galerias começavam a ferver a essa hora.

           

POV EMMA

            Eu estava muito animada, a festa estava ótima, tocavam músicas ótimas, e eu estava bêbada, já havia tomado alguns shots de tequila e aquilo estava me deixando altinha.

            Eu decidi que estava na hora da dança, a galeria a recém tinha sido inaugurada e as pessoas estavam quentes, fervilhavam desejos obscuros e que eram escondidos por trás das entrelinhas.

            Lá estava eu, dançando de forma agitada, remexendo as curvas que tinha, sentia mãos másculas e femininas rodeando meu corpo; a música estava alta, eu estava tonta, estava gostando de tudo aquilo; mas em um colapso de tempo que parei e olhei em volta tomei um choque, lá estava ela, bebendo vodka, com uma roupa deslumbrante; meu coração parou por instantes e eu senti que o chão havia desaparecido; ela fitava a pista de dança, e eu fechei meus olhos e inspirei devagar como se isso pudesse fazer ela me notar.

            De repente eu a vejo acenando, e largando o copo em cima do balcão – definitivamente minhas pernas fraquejaram, minha cabeça rodopiou e eu achei que estava desmaiando; mas me mantive firma – Ela foi se aproximando, com aquele corpo, aquele vestido, seus ombros.... Oh! Ela me mataria!

            - Hey Swan, não sabia que curtia festas assim? – Sorriu

            - Miss Mills, eu adoro festas assim! – Sorri – da onde eu havia tirado tanta coragem para lhe responder assim? – E a senhorita? Não é o tipo de festas que você parece frequentar frequentemente! – Ironizei

            - Às vezes, Swan, - ela chegou mais perto, eu podia sentir seu hálito, aquele perfume amadeirado que me entorpecia aos poucos, aquilo estava me torturando profundamente – eu gosto de dançar, beber, me divertir. – Ela colocou o indicador em meu queixo e o acarinhou com cuidado; enquanto ela provocava senti um calor incomensurável abaixo do meu ventre.

            - De vez em quando é ótimO, Regina – Pisquei pra ela e me dirigi ao meio da pista dançando sensualmente para a atrair a Evil Queen.

            Eu rebolei lentamente, e voltei a fitar o ponto onde Regina estava, mas eu não a vi, busquei por cada ponto próximo, mas não encontrei ela  -

            - Swan, não me enlouqueça, eu preciso manter a sanidade, sou sua chefinha querida – Senti as mãos de Mills tocando minha bunda com certa veemência por contato, ela apertava, arranhava e eu simplesmente estava ali; rebolando, me insinuando – Vai mexer com fogo mesmo, Swan? Você quer mesmo tentar jogar comigo? – Senti seu hálito perto da minha orelha, o que arrepiou cada centímetro do meu corpo

            - Sim, senhora Mi-lls! – Falei pausadamente, ao rebolar lentamente

 

This Is What You Came For – Rihanna feat. Calvin Harris

 

Baby, this is what you came for

Lightning strikes every time she moves

And everybody's watching her

But she's looking at you, oh, oh

 

POV REGINA

 

            Eu cheguei naquele lugar e já estava entrando a loucura, poucos goles de vodka, mas eu já estava mais alta que antes, eu não estava acostumada; mas não era uma visão, eu não estava delirando; Emma Swan estava na pista de dança radiante rebolando com uma sensualidade inexplicável; trajava um vestido vermelho que realçava todas as possíveis curvas de seu belíssimo corpo, delineava cada pedacinho, calçava um Ankle Cuffs, Alexander McQueen preto, e seus cabelos estava completamente desengrenhados.

            Foi tudo tão rápido, quando vi eu estava lá, dançando com ela, vendo ela rebolar única e exclusivamente pra mim, eu estava perdidamente excitada a ponto de explodir; Emma virou-se e falou cortando qualquer distância que existia entre nossos corpos

            - Vem comigo, Mills? – Disse rouca, com uma voz sensual, meus pelos se ouriçaram, meus mamilos afloraram, senti minha calcinha umedecer; o que Swan queria? O que ela estava tentando fazer comigo?

            - Com certeza, Swan! – Ela sorriu e me arrastou pouco se importando com as pessoas em que eu esbarrava sem querer, mas que pouco ligavam por conta do estado do álcool no sangue

            Adentramos o banheiro da galeria que era belíssimo, possuía espelhos gigantes, o que me agradava muito, eu podia ver Swan em todos os ângulos, mas aquilo não durou muito quando ela me arrastrou para uma das cabines.

            - Swan, não pense em fazer algo comigo em uma cabine de banheiro! – Ironizei

            - Mills? Hahahaha, que convencida; só quero te mostrar uma coisa! – Eu arrepiei da cabeça aos pés, meu coração batia como se estivesse saindo pela boca, era perturbador, era gostoso e ao mesmo tempo desconcertante. A tensão sexual que ali pairava era gigante

            Ela colocou sua perna entre as minhas e pressionou firme - senti meu clitóris gritar pedindo o toque, pedindo a língua, os dedos ali, tocando com maestria; mas não aconteceu- E aproximou-se do lóbulo da minha orelha e sussurrou lentamente com aquele tom rouco e sexy que só Swan podia me mostrar.

            - Eu estava doida pra te tocar, Mills.... Essa sua boca, - mordeu meu lábio inferior, o que me fez soltar um gemido baixo, mas que Emma ouviu e sorriu vitoriosa – Sua bunda - deu um tapa que me fez sentir um fervor no meio da pernas – Deve estar toda molhada? Está, chefinha?

            - Um-hum – Falei com dificuldade, minhas boca estava seca, estava tremula, dopada de tesão; implorava  internamente que Swan tivesse o bom senso e parasse por ali, ou me tocasse de uma vez

 

Emma largou minha bunda e deslizou uma mão até minha virilha, e ficou ali provocando; eu estava soltando gemidos baixos e olhava firmemente os olhos dela como se implorasse; ela arredou a calcinha um pouco pro lado e tocou meu clitóris com movimentos circulares lentos; eu por extinto rebolei de encontro, lentamente, como se fosse uma dança.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...