História Jogo da Vida - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Drama, One Direction, Rebeldia, Romance, Tortura
Visualizações 563
Palavras 1.541
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Pega de surpresa


Fanfic / Fanfiction Jogo da Vida - Capítulo 20 - Pega de surpresa

~Harry narrando:

Hoje é mais um dia sem ela, já se passaram três dias depois que descobri tudo, é como se uma parte de mim tivesse morrido, eu quero estar com ela, mas não sei como chegar e dizer “Isa, eu sei de tudo”, eu a magoei muito e talvez seja mesmo melhor eu me afastar, mas por mais que eu queira, eu não consigo, eu amo ela demais, minha cabeça diz” se afasta” e meu coração diz “fica e tenta”, eu quero tanto poder ter ela de novo em meus braços, sentir o cheiro dela, sentir a maciez dos lábios dela encostando-se aos meus, a voz dela dizendo “Harry, eu te amo”, só agora consigo entender o idiota que eu fui, eu não estou com pena, eu quero ela pra mim, quero ela em meus braços novamente.

 

~Isabella narrando:

Hoje Liam não pode vir à escola, ele tinha umas coisas para resolver, resultado, to sozinha, mas o Harry não tirou o olho de mim, é estranho porque mesmo negando eu ainda amo e muito esse idiota, ele marcou a minha vida, os momentos passados com ele foram os melhores, mas não, eu não posso deixar ele me domar de novo, eu tenho que destrui – lo, pois ele me destruiu e me destrói, “destrua o que destrói você” esse é o meu lema de vida desde os 15 anos de idade, depois que fui estuprada eu fiquei mal, mas eu destrui o cara que fez o que fez comigo fui até a porta do inferno caçar ele e honrei o meu nome, não, eu não o matei, só o infernizei até o dia em que ele se matou, sim, eu fiz ele se matar, eu não me arrependo de nada do que fiz, ele merecia, eu o persegui, o atormentei, contei coisas pessoais dele para todos e ainda mandei uma foto dele nu para todo mundo, mandei mensagens que ele me mandava e daí passaram a debochar da cara dele, ele teve o que merecia e eu só me arrependo às vezes, porque a família dele sofreu, mas só por isso mesmo e agora eu quero destruir o Harry, mas caraca eu não consigo, não consigo fazer mal a ele, meu dia ta perfeito né, porque sem o Liam aqui só consigo pensar no ser que não deve ser pronunciado e pra completar o puto não para de olhar pra mim, ta ótimo meu dia, nossa, será que tem como ficar melhor? Falei tarde demais.

- O que você quer comigo? – perguntei

- Calma, eu só vim falar do Harry.

- Eu não quero saber dele Louis e nem de você – falei.

- Ele sabe sobre você em todos os sentidos

Ele memorizou cada parte do seu rosto de dentro para fora da cabeça aos pés, ele sabe tudo que deveria saber – ele falou.

- Claro que sabe, não foi pra isso que ele entrou na minha vida? – eu perguntei

- Que seja eu estou aqui pra te entregar isso – ele tirou o papel do bolso e peguei, mesmo não querendo eu estava curiosa, queria saber o que estava escrito então peguei

- Pronto, agora já pode ir – falei

- Não o deixe ir, ele te ama e agora é pra valer e mesmo não gostando muito de você, quero meu amigo feliz e vice é a felicidade dele.

- Tchau Louis. – falei, ele se calou e se foi, abri o bilhete e nele estava escrito:

"Fecho os meus olhos e tudo que consigo imaginar é você. Fico pensando, no que você está fazendo, se é em mim que está pensando. Será que você pensa em mim com a mesma frequência em que eu penso em você? Será que me deseja tanto assim como eu desejo você, será que morre de vontade de sentir novamente teus lábios nos meus? Será que você precisa segurar minhas mãos para se sentir segura? Será que sente saudade de ver o brilho dos meus olhos ao te olhar? E será que no final disso tudo, sua reação ao ouvir as batidas do meu coração quando seus abraços eu receber vai ser a mesma? Será que precisas tanto de mim, assim como preciso de ti? Isa me desculpa, eu sei que errei e muito feio, mas eu te amo e preciso de você. Eu não consigo pensar em mais ninguém que não seja você, não consigo me concentrar em mais nada, eu penso em você 25 horas por dia, não faço mais nada direito porque perdi a outra metade de mim, fui um garoto ingênuo e bobo, meus erros me fizeram te perder e te perder me fez ver o quanto meu mundo é pequeno e vazio sem você, eu te amo”.

Tenho que confessar, eu me derreti nessa carta e eu to acreditando nele, não cara, eu não posso amolecer agora, não isso vai contra meus ensinamentos, ele tem que ser destruído, mas eu não consigo fazer mal a ele, coração besta, coração filho da mãe, porque gostar de alguém que me faz sofrer tanto? Porque eu não posso gostar de alguém que me faz feliz? Que me faz bem, tipo o Liam? Porque tanto sofrimento em uma vida só? Maldito coração, maldito cupido, meu cupido é drogado e burro, ele não devia ta nesse emprego, ele tem problemas, eu to revoltada!

 

~Harry narrando:

Louis entregou a carta a ela, depois deu insistir muito, afinal, ele não gosta dela né, mas ele fez isso porque quer me vê bem e feliz.

Porque nós jovens temos que fazer tanta merda? Minha vida já tava perfeita com ela, jovens são ingênuos, se deixam levar, erram e quebram a cara, vivem intensamente e acabam deixando uma pessoa importante demais escapar, eu sou muito burro, depois que o sinal do final do intervalo bateu, caiu uma chuva que senhor, na saída da escola ainda tava chovendo, mas não tanto quanto antes, Isa saiu na minha frente, eu fui atrás ela estava sozinha vai que ela passa mal e sei lá, quando ela chegou no pátio, já estava toda molhada e acabou escorregando, mas antes que ela pudesse cair, eu a peguei e lá estávamos nós, frente a frente de novo, ela com os cabelos molhados e aqueles lindos olhos castanhos que ela tem, ela estava de novo em meus braços.

 

~Isabella narrando:

Sim, lá estava eu, de novo nos braços dele, pronta para beija – lo, porque esse efeito todo sobre mim? Porque em Harry? Eu amo você, amo seu cheiro, sua boca, seus olhos, seus sorrisos, seus olhos, seu jeito, seu cabelo, seu beijo, amo tudo em você, ele estava se aproximando de mim, já dava para sentir sua respiração e acabou que nós beijamos ambos estávamos molhados, muito molhados, depois que o beijo acabou ele me colocou em pé e fiquei frente a frente com ele.

- Cuidado, você pode cair – ele falou.

- Você acha que é assim? – perguntei

- Assim como?

- Você acha que é só me mandar cartinha, chegar aqui, me pegar no colo me impedindo de cair e me beijar que tudo vai voltar? – perguntei

- Sim.

- Sim? – perguntei

- Não, que isso, claro que não.

- Você não entende né? – perguntei

- Sim, eu entendo, pode não parecer, mas eu entendo.

- Então porque faz isso comigo?

- Isa, eu não to fazendo nada, já tentei parar de gostar de você, mas cada detalhe em você me fascina.

- Não Harry, isso não pode acontecer, não de novo! – bati o pé

- Não vai acontecer de novo, eu só quero te fazer feliz dessa vez – ele falou.

- Não Harry, não vou te dar outra chance, eu odeio você!

- Não, você não odeia.

- Eu não vou ficar aqui na chuva discutindo com você, você é um idiota, um besta, um moleque fútil.

- E você é orgulhosa, muito orgulhosa, admite logo que me ama!

- Eu não te amo!

- Para com essas suas mentirinhas, você ta negando a pra si mesmo, mas sua boca pode falar não, só que seus olhos te entregam, eles brilham quando me vêem você me ama e eu te amo você sabe que dessa vez pode confiar em mim, só é orgulhosa demais pra admitir!

- Eu vou embora. – eu estava fugindo? Sério mesmo? Dana – se virei de costas e segui meu caminho até que...

- Não você não vai – ele me puxou pelo braço e me beijou novamente, cara eu amo muito ele.

- Eu não posso ser fraca – sussurrei.

- Admitir que me ama não é fraqueza, eu admiti meu erro e te pedi desculpas, vencer o orgulho é ser forte e madura para poder seguir em frente e se você não acredita que meus sentimentos são puros, eu grito para todos e ainda me ajoelho aqui nessa poça pra poder te pedir em namoro, me da mais uma chance por favor. Eu te imploro, te suplico, me deixa provar que posso fazer diferente dessa vez, me deixa provar que eu posso te fazer feliz, só mais uma chance, por favor, Isa, eu amo você, ninguém me fez tão homem como você me faz, confia em mim, por favor – O que eu faço? Eu literalmente, fui pega de surpresa, e agora?


Notas Finais


Demorei muito né? Sorry me girls and boys (se é que tem algum rs) , to fazendo a máximo que posso pra postar, mas não ta dando, desculpem mesmo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...