História Jogo da Vida - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Drama, One Direction, Rebeldia, Romance, Tortura
Exibições 462
Palavras 1.045
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 29 - Adeus


Fanfic / Fanfiction Jogo da Vida - Capítulo 29 - Adeus

Narrador:

Infelizmente Isa partiu antes que pudesse colocar seu plano em pratica, porém Liam conseguiu fazer com que Harry acreditasse que Melissa realmente morreu, a pequena vai ser criada por Liam e Fernanda como se fosse realmente filha deles, Harry está desolado, não consegue acreditar que ela realmente se foi, o enterro esta marcado para a tarde de hoje e o caixão não vai poder ser aberto porque a bebê tem que está la junto com a mãe, pelo menos é o que o        Harry deve pensar, mas na verdade só quem vai estar lá vai ser a Isa, a pequena que vou uma guerreira, que enfrentou barreiras, que amou intensamente e que conseguiu realizar seu sonho antes de partir, muito não conseguem acreditar que ela se foi, mas sim, ela virou uma estrelinha agora, a mãe dela, a Fê, o Liam e até o Niall choram descontroladamente, eles sabiam que ela poderia ter ido e ela se foi, o maior medo deles se tornou real, ela se foi, se foi pra sempre.

 

(...)

 

- Isa, você foi a minha melhor amiga durante anos, dividimos segredos, compartilhamos roupas, compramos brigas, sorrimos, brigamos, nos divertimos e agora dói saber que depois de tudo isso você não vai estar mais aqui pra me ajudar quando eu brigar com o Liam, pra me fazer rir quando eu quiser chorar, você não vai estar mais aqui, de você agora só sobraram às lembranças, sua voz que vai viver sempre em mim, me desculpa amiga por às vezes não ter sido a amiga que você merecia, eu te amo. – Fernanda tentava falar enquanto as lagrimas desciam, até que chegou a vez do Liam.

- Eu decidi ler um texto que eu tenho certeza que ela ia ficar feliz se eu lesse, ela me mostrou quando descobriu que tinha câncer, quando estava com medo de morrer, o texto diz assim:

“Se eu morrer antes de você, faça-me um favor. Chore o quanto quiser, mas não brigue com Deus por ele haver me levado. Se não quiser chorar, não chore. Se não conseguir chorar, não se preocupe. Se tiver vontade de rir, ria. Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito, ouça e acrescente sua versão. Se me elogiarem demais, corrija o exagero. Se me criticarem demais, defenda-me. Se me quiserem fazer um santo, só porque morri, mostre que eu tinha um pouco de santo, mas estava longe de ser o santo que me pintam. Se me quiserem fazer um demônio, mostre que eu talvez tivesse um pouco de demônio, mas que a vida inteira eu tentei ser bom e amigo. Se falarem mais de mim do que de Jesus Cristo, chame a atenção deles. Se sentir saudade e quiser falar comigo, fale com Jesus e eu ouvirei. Espero estar com Ele o suficiente para continuar sendo útil a você, lá onde estiver. E se tiver vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diga apenas uma frase: Foi meu amigo, acreditou em mim e me quis mais perto de Deus! Aí, então derrame uma lágrima. Eu não estarei presente para enxugá-la, mas não faz mal. Outros amigos farão isso no meu lugar. E, vendo-me bem substituído, irei cuidar de minha nova tarefa no céu. Mas, de vez em quando, dê uma espiadinha na direção de Deus. Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz vendo você olhar para ele. E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai, aí, sem nenhum véu a separar a gente, vamos viver, em Deus, a amizade que aqui nos preparou para Ele. Você acredita nessas coisas? Sim? Então ore para que nós dois vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, e que morramos como quem soube viver direito. Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo. Eu não vou estranhar o céu… Sabe por quê? Por que… Ser seu amigo já é um pedaço dele.” — Vinicius de Moraes – ele deu uma pausa tentando não chorar e logo completou – O pai dela deixou pra ela antes de morrer e agora eu deixo pra vocês. A Isa sempre foi a dona da verdade, a que nunca ia na cabeça dos outros, ela vai fazer muita falta, muita falta, ainda mais por saber que ela não vai me ligar mais, que não vai mais me fazer ter que contar piadas sem graças só pra tirar um sorriso dela, fica aqui meu agradecimento por todos os momentos felizes que você me deu pequena, obrigado por tudo. Eu te amo.

 

Harry estava lá e escutou tudo, palavra por palavra e ele só chorava e chorava e chorava, ele não queria que ela morresse, ele o amava, o amava e muito.

Depois do enterro, todos foram para sua casa, Harry ainda sem direção e sem rumo, saiu pelas ruas de Londres com o carro a mil por hora, as lagrimas que dele saiam faziam sua visão embaçar, faziam com a cada minuto sua vista ficasse pior e a chuva que começou a cair ali não ajudava em nada, até que ele perde o controle do carro e acaba capotando não uma, nem duas, mas três vezes com o carro, ele ficou em coma por um mês e quando saiu a primeira pessoa que ele foi procurar foi a Isa na esperança de que aquilo fosse só um pesadelo, mas não, era real, ela tinha mesmo ido embora, ele nunca se odiou tanto, ele queria ter morrido naquele acidente, mas Deus deu um castigo maior a ele, a vida. Agora ele vai ter que aprender a viver apenas com as lembranças de um passado que era perfeito e que agora não vai mais voltar, ele lamenta não ter dado valor a ela em vida e agora vai ter que aprender a viver sem ela por um bom tempo.

 

Sobre a Isa:

Ela foi chamada de louca, sem coração, grossa, tacaram mil pedras nela, muitos julgaram - na, muitos mesmo, mas ela é apenas uma menina normal de 17/18 anos, ta certo que ela era um pouco rebelde, mas a vida dela foi dura e agora ela pode descansar em paz.

 

“As pessoas que amamos não morrem, apenas partem antes de nós.” – Autor Desconhecido 


Notas Finais


Esperem a segunda temporada, ela promete *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...