História Jogos de Amor (Game of Love) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Elsa, Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin)
Tags Emma Swan, Jennifer Morrison, Lana Parrilla, Morrilla, Ouat, Regina Mills, Swan Queen, Swanqueen, Swen
Exibições 245
Palavras 1.950
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura!!!

Capítulo 7 - Mais Confusões


Regina sorriu zombando da loira que imediatamente saiu do taxi e logo foi correndo atrás da moto que ela estava. Emma estava vestida de calça, blusa soltinha e tênis nos pés, então ficou fácil de correr atrás da moto.

- Acelera cara, a loira maluca ta vindo ai atrás

- Calma moça o engarrafamento tá feio até pra motos. - Emma passou perto de uma banquinha que vendia frutas

- Ei quanto custa essas laranjas?

- 2 Dólares

- Me vejam dez dessas

O rapaz colocou as frutas dentro da sacola e entregou pra loira, que saiu correndo atrás da moto que a morena estava, sabia que o motoqueiro não ia conseguir sair com tanta facilidade daquele monte de carros. Correu e se aproximou, começou a tacar a laranja em direção a Regina, acertou o motoqueiro no capacete, tacou outra e acertou o braço da morena. O rapaz saiu da moto

- Você é perturbada e, você sai da minha moto

- Regina saiu tirando o capacete

A loira se aproximou e começam a discutir

- Você está tentando me sacanear Regina, não sabe com quem ta lidando

-Ah sei sim, sua estressadinha

- Eu vou chegar primeiro - empurrou a morena que se desequilibrou no salto e caiu derrubando uma banquinha. Emma saiu correndo pelo meio dos carros, viu um ônibus de turismo que ia saindo, entrou nele  toda sorridente.  O ônibus saiu do engarrafamento, ela foi apreciando a cidade sorrindo, só que não percebeu que Regina entrou no veículo sem ela ver. Estava distraída quando Regina falou ao seu lado

-Olá espozinha apreciando o passeio - Emma respirou fundo

-Aí Regina, você é uma idiota - chegaram no central park, saiu correndo e Mills foi atrás. Swan correu pro meio do Park a morena tirou os saltos e correu atas dela. A loira pegou um pão grande que os pessoal que faziam piquenique tinham, bateu Regina com ele, a morena fez a mesma coisa, ficaram uma tacando na outra, depois saíram correndo dinovo, já estavam próximas ao consultório, pularam um muro que não era alto e atravessaram a rua e chegaram no consultório. Entraram uma empurrando a outra.  Hope estava sentado as aguardando, ajeitou seu óculo.

Regina puxou Emma antes que ela sentasse e cairam no chão, uma ficou por cima da outra bolando no tapete do consultório. A loira sentou em cima da morena

-Cuidado amorzinho - deu uma piscada safada pra loira

-Aí credo - saiu de cima da morena e sentou no sofá. Hope tava perplexo com a loucura das duas, toda suadas e sujas.

Dr Hope olhou bem para elas e anotou em seu prontuário - vocês já podem ir.

-Todo esse sacrifício para isso

-Vocês não sabem o avanço que tiveram, passar bem

As duas saíram caladas pegaram um taxi juntas, chegaram em casa e Emma foi pro banheiro. Regina ficou no sofá pensativa. Após Emma sair do banho ela entrou. Tomou  o seu foi para o quarto  se arrumou e saiu pra da uma volta. Emma ficou assistindo tv

Jantou no restaurante que tinha próximo a sua casa, pagou a conta e voltou, quando chegou na porta de seu apartamento ouviu risadas do lado de dentro, abriu a porta e seu pai e sua mãe estavam sentados na sala de jantar com Emma na maior alegria. - Paralisou

-Oie querida você demorou- Emma fingiu

-Mãe, pai o que estão fazendo aqui?

-Bom meu amor- Emma se aproximou e deu um selinho na morena - ouvi um recado deles na caixa postal e resolvi chama-los pra vim te fazer uma surpresa e jantar com a gente.

-Amor eu já comi

-Não faz desfeita e senta na mesa

-Sabia que nunca fui convidado pra vim aqui

-Não, é mesmo querido sogro

-Regina porque não contou que tinha se casado. Sei que ficou zangada por eu ter te demitido, mais se casar e não contar para os seus pais, isso é muito cruel, principalmente com uma beleza dessa -apontou pra Emma que sorriu, Regina arregalou os olhos.

-Estamos tão orgulhosos de você Regina, achei que nunca ia sossegar, minha filha você não podia arrumar uma maravilha melhor - Cora abraçou as duas juntas. Gold falou

-Faço as palavras de sua mãe as minha, estou orgulhoso - abraçou a morena. Regina olhou pra Emma

-Meu anjo será que eu posso falar um instantinho com você

-É claro minha vida- olhou pra sogra- aposto que ela quer me dá um beijinho e tá com vergonha é, que a gente não se viu o dia todo. - Emma pegou na mão da morena e foram para o quarto

-Será que é estranho quando seus pais forem no tribunal testemunhar ao meu favor

-Claro, não contou pra eles

-Esperava que fizesse isso - ficaram se encarando

-E se não contarmos – Emma ficou seria

- O que você quer pra guardar segredo por uns tempos?

- Eu quero a porta do banheiro de volta e eu quero a tampa da privada sempre abaixada e, se levantar uma vez eu ligo pra eles e, conto que nosso casamento é obrigado, que só estamos juntas porque o juiz nos obrigou.

-Feito

-Tabom

Voltaram pra sala e sentaram na mesa pra jantar

- É tão bom conhecer o homem e a mulher que ensinaram a Regina tudo o que ela sabe

- Eu tentei – falou Gold

-Alguma coisa ficou, sabia que ela desenhou e fez toda essa decoração do apartamento, não está lindo

- Não ficou bem decorado – Emma olhou para a morena que tava triste

-Para mim ficou lindo – Regina olhou pra loira e deu um sorriso sincero

-Até pensei que Regis poderia virá decoradora

-Eu não sei não, ela nunca termina o que começa

-Então seria melhor você dizer que não quer que ela faça e, talvez ela faça e termine

Todos riram e Regina deu uma gargalhada bem alta fingindo

-O que vão fazer amanhã? Poderiam ir no aniversário do Taylor no park

-Quer saber eu adoraria sogrinha – Regina fechou os olhos e sacudiu a cabeça o resto do jantar transcorreu tranquilo. Quando os pais da morena foram embora ela saiu e foi pra casa de Elsa, já era tarde. Bateu na porta da loira e ela veio atender

-Hora dessa Regina, o que aconteceu?

- A Emma envolveu minha família

-Quer saber o que eu acho amiga – Regina não respondeu

-Eu acho que a Emma já está afetando você

-É eu sei, agora eu vou descobrir como afeta-la - pegou uma maleta de Elsa que estava em cima da mesa

-Nunca deixe uma garota esperta fazer isso, por isso eu nunca converso com minhas namoradas. - Regina não encontrou o que procurava no notebook de Elsa. Lembrou de uma coisa e saiu correndo do apartamento da loira, pegou um taxi e foi pro seu apartamentou entrou e foi no quarto, Emma estava deitada em sua cama de baby doll, mordeu os lábios e fechou a porta. Foi para o banheiro e pegou a aliança que Emma deixou dentro de um potinho no dia da festa - É isso, como não pensei nisso – pegou a aliança -se ela quer jogar sujo eu irei revidar. Pegou seu notebook e pesquisou o endereço que Neal trabalhava, encontrou, sorriu perversa e deitou no sofá pra dormir. Acordou antes da loira fez sua higiene se arrumou e saiu para a empresa onde Neal trabalhava, era sábado. Chegou no local já era 8:00 da manhã entrou e falou na recepção que queria falar com Neal, a moça mandou ela subir. Entrou numa sala enorme tinha mesa de sinuca e uns caras jogando e, Neal no sofá com o notebook achou o local de trabalho bem descolado, isso era pra deixar os trabalhadores mais relaxados.

- Oie você é o Neal

- Sim - olhou de cima a baixo pra morena e ficou animado

-Eu sou Reginas Mills – estendeu as mãos para ele que apertou com gosto

- Sente-se

-Eu sou amiga de Emma Swan

- Da Emma?

-Sim, eu queria te devolver isso - pegou o anel e mostrou pra Neal, ele se endireitou no sofá

- Emma jogou no lixo, acredita, mais eu como uma pessoa que odeia desperdícios, não poderia deixar ficar lá, você pagou uns seis mil por ele

- Na verdade foi 30 mil - Regina ficou relutante em entregar depois que Neal falou o valor, mais ele puxou da sua mão.

-Pode soltar - Regina soltou - tudo bem obrigado –  ficou olhando pro babaca que ficou olhando pro anel. Levantou e quando ia saindo parou e continuou a andar dinovo.

- Como ela está? Regina sorriu e virou de frente pra Neal

- Ela tá muito bem

- Ela deve ter engordado, por comer demais devido ao rompimento

Regina sentou novamente ao lado de Neal

-Sabe você é exatamente como ela te descreveu, ela disse que você era um cara muito bacana

-Ah - Neal sorriu animado.

- E disse também que estava tentando ser perfeita pra você, porque ela nunca se sentiu boa o bastante pra ficar com você. - Neal olhou serio para a morena – mas essas inseguranças acabaram faz tempo, ela está muito confiante ela tá a mil cara, não vai ficar por muito tempo disponível não, viu.

- Hurum

-Tá cheio de pretendentes

-Muitos é?

-É, bom deixa pra lá – Regina levantou – eu tenho que ir agora o meu tio ta dando uma festa de aniversário no Park Grove e eu vou com a Emma, mais vou primeiro buscar o presente que ela comprou, um saco de maconha é ideia dela.

-Sério – Neal estava surpreendido e interessado em ver a loira

- Ela tá muito feliz

- Sim - Regina foi saindo, já tinha jogado

-Obrigado dinovo- Neal ficou com sorriso animado.

-Falou - Regina saiu

Todos estavam no park alegres. Emma e Ruby chegaram, Elsa ia passando e falou pra Ruby

-Striper

- Eu odeio essa loira

-Porque sempre quer arrebentar tudo, da logo uns pegas nela.

Cora viu Emma chegando e correu para cumprimentá-la, adorou sua norinha, finalmente alguém tinha dado um jeito em sua filha bandoleira. – se abraçaram

-Esse é minha amiga Cora

- Olá – apertou a mão de Ruby

-Cadê a Regina?

Cora apontou  – ela é arbitra de beisebol- a morena estava com short curto e uma blusa regata, brincando com as crianças. Emma não saiu junto com ela, tinha ido pegar Ruby. A loira ficou olhando pra ela brincando com as crianças, seu coração bateu forte sorriu pra cena. Cora puxou Emma e foi apresentar a família. Regina continuou brincando, Emma depois de apresentada, foi arrumar a grande mesa junto com sua sogra e mais outras mulheres. Regina chegou sorrindo com uma garotinha de uns cinco anos no braço bagunçando, Emma virou pra ela

-Oie

-Oie - ficaram se encarando- essa é minha sobrinha e melhor amiga Sammy e essa é a sua tia Emma

- Muito prazer Sammy

- Muito prazer tia Emma

- Eu não sabia que era treinadora de crianças

- Tem muitas coisas que você não sabe ao meu respeito - Regina começou a brincar com a garota novamente. Depois a garotinha foi com sua mãe e a morena foi sentar ao lado de Emma que segurou sua mão e apertou, Regina sentiu um arrepio gostoso. Cora começou a contar sobre a infância da morena

-Ah não mãe

- Regina usou um chapéu e uma jaqueta de couro por seis meses na escola

- Ah quem não queria ser indiana Jones

-Concordo plenamente, os caçadores da arca perdida. - Regina olhou pra loira sorrindo - deve ser o maior filme que já fizeram. Ficaram se encarando rindo, Gold e Cora sorriram.

-Elas estão apaixonadas

-Estão querida.


Notas Finais


Algum erros desculpem!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...