História Jogos Explícitos (Imagine Surubangtan - BTS) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Sexo, Suga, Surubangtan, Você
Exibições 1.238
Palavras 3.536
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Festa, Harem, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


AAAAH VOLTEEEEI <3
Senti tantas saudades de minhas unicórnias(os), foram quase 4 meses offline! Mas já superei e decide regressar *3*

E como recompensa de esperar tanto tempo por imagines dos boy magia, decide fazer combo e colocar todo mundo junto! Não sei se ficou bom, afinal é meu primeiro surubangtan... Era para eu postar sábado, mas ia demorar demais e eu sou muito ansiosa para tais coisas, então vai ser hoje mesmo *-*

Era para ser surpresa, porém eu mesmo acabo a surpresa
Recomendo ler longe de todos! O negócio está perigoso....

Capítulo 1 - Vamos brincar, docinho?!


"Abra suas pernas

deixe-me sentir como é bom entrar em você

marcas eram feitas, assim como promessas que serão cumpridas"

Capítulo Único - Surubangtan

 

(S/N) On

Seria mais uma tarde tranquila se não estivéssemos tão empolgados para nos divertir. Mas uma vez estava com eles, meus amigos de longa data e também ficantes atuais. Vivíamos em paz, nós sabíamos que cada garoto do grupo tinha relações comigo, porém aceitaram esse novo "estilo de vida". Mentiria se dissesse que não gostava dessas brincadeiras perigosas e tentadoras, erámos tão íntimos que já transamos na frente de outros. Desta vez seria em minha casa, essa pequena reunião seria lembrada para sempre em nossas vidas. Ninguém desconfia que uma estudante do ensino médio, é comida por sete garotos deliciosos que a levam ao paraíso com apenas um oral. Era tão picante nossos joguinhos, bem gostosos na verdade, às vezes eu pensava que era mentira ter vários meninos me proporcionando o prazer. E eu? Estava apenas aproveitando e recompensando eles com meus gemidos deleitosos, pois os mesmos diziam que era como melodias das músicas mais lindas. Seria tanta idiotice se reclamasse sobre tal assunto, sete beldades que querem de levar a beira da loucura e estão loucos para foder, e eu apenas concedi a eles minha lealdade, uma bonequinha sexual que faria o possível para seus donos ficarem felizes. 

– O que está pensando, docinho? – perguntou Suga enquanto passava seus braços por meu pescoço. Estávamos andando a alguns minutos, ficamos encarregados de comprar as bebidas e salgadinhos. – Sabia que a visão de sua bunda rebolando me deixa completamente insano? Me lembra quando você fica subindo e descendo sobre meu pau... – apalpou minha bunda. Eu ri de sua comparação. – E então, vai me deixar te arregaçar hoje? Ou vai ser gulosa e querer todos? – questionou. 

– Apenas iremos brincar, açúcar! – olhei para ele e soltei um beijo. Ele revirou os olhos e passou a língua pelos lábios. – Porém a sua princesinha aqui, vai te deixar completamente pirado... – sorri de lado e beijei seu pescoço. 

– Suas provocações me atingem como se fossem flechas, baby! Não posso esperar para quando chegarmos, quero chupar sua bocetinha apertada. – puxou-me pela cintura, fazendo-me encostar minha bunda em sua pélvis, enquanto ele forçava seu pau contra a mesma. – Ele quer tanto entrar em você... – disse em meu ouvido, lambendo-o logo em seguida. 

– Estamos em público, Yoonie. – comentei e me afastei de seu corpo. – Chegamos em casa, acalme-se... – adentramos pelo portão, logo me deparando com JungKook apenas de calça. – Guukie, você vai me enlouquecer desse jeito! Acho que estou molhada... – olhei inocentemente para o mais novo e mordi meus lábios. O garoto com sorriso de coelho sorriu perverso para mim e chamou-me com os dedos, e eu o obedeci chegando perto dele, o abraçando. 

– Sua pequena maliciosa... – Suga disse rindo, e logo em seguida pegou as compras levando-as para dentro. 

– Coelhinha, você está tão apetitosa nesse vestidinho. Vamos nos divertir tanto hoje à noite, aposto que você está tão ansiosa quanto eu e os hyungs. – segurou com as duas mãos em meu rosto, selando brevemente nossos lábios.  – Jiminnie hyung estava gemendo seu nome enquanto se masturbava na sala, você mexe tanto com ele... – sorri e fomos para dentro da casa, logo avistando mais três deles sentados no sofá. 

– Jiminnie... fiquei com saudades de você, parecia uma eternidade sem estar nos seus braços. – sentei em seu colo e abracei ele, deixando seu rosto em meus seios, enquanto eu afagava seus cabelos. Ele apertava minhas coxas e às vezes minha cintura. – O Yoonie é tão descarado, ele queria me foder no meio da rua... – ele olhou para seu hyung e negou com a cabeça. 

– Você não pode fazer isso com nossa bonequinha, ela não aguentaria a vergonha depois de ser fodida publicamente, sabe que em quatro paredes é melhor, pois ela vai abrir suas pernas e você vai aproveitar essa bocetinha docinha, hyung! – exclamou fazendo os demais rirem. 

– Vai me dizer que se ela estivesse andando como se estivesse rebolando com esse vestido, e você está atrás observando cada movimento dessa bunda deliciosa... Jimin, você iria jogá-la dentro de um beco e a foderia até ela não aguentar andar. – retrucou. 

– Qualquer um de nós iriamos fazer isso! – Taehyung se pronunciou enquanto entrava na sala. – Não vai falar comigo, baby? Então não irá ter recompensa hoje... – deu de ombros e me aproximei dele, beijando sua bochecha. Tae segurou minha bunda a apertando forte, fazendo-me arfar. – Mudei de ideia. – capturou meus lábios entre dentes e o chupou em seguida. 

– Cadê os outros? Estou louco pela festa, só em pensar que vou estar dentro dela, fico até tonto. – Hoseok chegou na sala com os cabelos molhados, por causa do recente banho. – Vem aqui no seu Daddy, (S/N)! Senti saudades de você... – agarrou minha cintura colando nossos corpos e cheirando meu pescoço. 

– Aonde está Jonnie e o Jin? – perguntei, mas foi em vão, vi eles se aproximando e logo me abraçaram. – Vamos começar? – assentiram e colocaram as músicas, logo pegamos as bebidas. 

– Tira o vestido, baby... – a voz rouca de Tae me fez arrepiar. 

– Façam o que quiserem... – disse em alto e bom som para eles, e os mesmos sorriam perversos. 

[...] 

Estávamos bêbados, mas conscientes. Dançava com cada um deles, sempre passavam as mãos por meu corpo e também me beijavam e provocavam. Meu corpo fervia, estava tão entregue aos encantos deles. – Que tal jogarmos um jogo muito prazeroso? – sugeriu Jiminnie. Abaixamos um pouco o som e fomos sentar no sofá, mas fui agarrada por trás pelo Jungkook. 

– Rebola vai, (S/N) – prendeu minha cintura. – Devagar... – mandou colocando seu rosto na curvatura de meu pescoço. Obedeci seu pedido, e deixei seu pau mais duro do que já estava. Olhava para os outros, enquanto o maknae se deleitava, arfando em meu ouvido deixando-me arrepiada. 

– A cada erro cometido pelas perguntas que faremos a ela, a mesma terá que ser punida. Cada um escolhe a punição, mas se nós errarmos ela irá nos recompensar. E a cada acerto, também terá seus favores. – Joonie falou, e deu mais um gole em sua bebida. – Aceita, docinho? – olhei para ele tentando controlar meus gemidos, pois Guukie estava estimulando meu clitóris. Afirmei rapidamente com a cabeça. – (S/N) está tão necessitada de carinhos... – sorriu ladino. 

– Larga ela JungKookie! – Jinnie disse. 

– Posso fazer a primeira pergunta? – questionei e eles assentiram. – Hoseok... – apontei para ele, logo em seguida sentando sobre a mesa de centro. – Qual posição você mais gosta de me foder? – estava tão absorta. 

– Com certeza, é ver você de quatro, enquanto meu pau entra e sai dessa sua vagina apertadinha... – lambeu os lábios. Fui até ele e o puxei para mim, levantando-o do assento. – Acertei não foi, pequena? – balancei a cabeça afirmando. – Agora, você vai me deixar eu te chupar, até sentir seu sabor... – olhei para os outros e eles estavam analisando cada movimento meu e de Hoseok, esperando para a melhor parte. Ele me deitou no carpete, e rapidamente retirou minha calcinha, deixando exposta minha bocetinha que clamava por atenção. – Tão molhadinha, baby. – esfregou forte sua palma em minha intimidade, fazendo com que eu arqueasse as costas e gemesse intensamente. Não demorou muito para sentir a língua de Hoseok descendo e subindo por meu clitóris, a mesma ameaça em me penetrar, me deixando ansiosa. 

– H-Hobi... – segurei em seus fios, enquanto eu buscava mais contato daquele oral esplendoroso, rebolando contra seu rosto. Senti seus dedos forçarem meu interior, adentrando rudemente o mesmo, permitindo-me soltar um gemido agudo ao mesmo tempo que ele me fodia ligeiramente. Revirava os olhos por causa do tanto prazer que consumia meu corpo, estava chegando aos meus limites, mas Hoseok não pararia até ele ver meu líquido escorrendo. Os meninos olhavam atentamente, sem deixar de perder qualquer ação que fizéssemos. 

– Você gosta? Quando te fodo com os dedos até perder a sua noção? – diz dando mais uma lambida em meu botãozinho excitado. – Vai gozar (S/N)? Hum, docinho... minha mão está toda melada, quero sentir seu sabor novamente. – olhou em meus olhos, instigando, falando coisas obscenas em meu ouvido. Espasmos em todo meu corpo anunciavam a chegada do meu orgasmo, o qual seria intenso. Minhas paredes apertaram dos dedos de Hoseok, avisando-o que faltava pouco para eu gozar. – Vem, princesa... – depois que ele falou tal coisa, senti uma forte ardência em minha vagina, logo em seguida meu gemido alto. Hobi batia incansavelmente em minha bocetinha, que agora estava sensível. Muitos dos garotos já apertava seus membros, gemiam baixinho e mordia seus lábios enquanto eu tentava me recuperar do meu ápice magnífico. – Você é gostosa demais. – puxou pelos braços, e avançou em minha boca, beijando-me intensamente com mordidas e chupadas nos lábios. Sua língua adentrava minha boca, às vezes ele chupava a mesma ou então as enroscava, fazendo com que eu agarrasse sua nuca e aprofundasse aquele ósculo. – Chega, baby! Os meninos querem brincar agora... – exclamou nos levantando, e Hoseok me colocou em seu colo, completamente nua e carente. 

– Responda-me, princesa... Qual pau você gosta mais? – questionou Suga. 

– Yoonie, você é mau! O que eu mais gosto é o do Jonnie... – falei e em seguida recebi um beijo no pescoço de Namjoon, fazendo-me rir e levantar-me do colo de Hoseok e ir para o do mesmo. 

– Eu vou te punir, princesa! Você que é uma garotinha muito má e levada, seu Daddy não gosta quando você não o elogia... – Suga disse vindo em minha direção enquanto eu sentia beijinhos serem posto em minhas costas por Joonie. – Vou lhe dar boas palmadas nessa sua bunda redondinha, minha mão vai ficar marcada nela. – levantei-me e virei de costas para ele, fazendo seu corpo se colidir com o meu, causando um atrito maravilhoso na área pélvica. 

– Ela está louquinha para que você a espanque, hyung! – disse JungKook lambendo os lábios enquanto apertava seu pau ainda coberto. 

– O próximo vai ser eu! Quero marcar todo esse corpo da lindinha... – Jimin disse. 

– Jiminnie... – gemi seu nome quando Yoonie friccionou seus dedos em minha entradas, porém levei um forte tapa na coxa. O baixinho sorria por eu ter dito seu nome enquanto recebia prazer do seu hyung. – S-Suga você é o melhor! – digo entrecortado. 

– Eu ainda vou te bater por ter quebrado uma das regras, baby. – sentou novamente no sofá onde Jin estava, deixando deitada em seu colo de barriga para baixo. – Recompense meu hyung, (S/N)! – mandou e eu sorri. 

– Não faça isso, Yoongi. Sabe que eu vou acabar a fodendo antes de todos terminarem de brincar... – Jinnie jogou a cabeça para trás, pois eu estava apertando ou alternando por beijinhos no seu membro ereto. – Princesa, você vai me deixar louco. – mordeu aqueles lábios carnudos que me davam vontade de beijá-los. Senti a mão pesada de Yoongi em minha nádega, batendo forte repetidamente, fazendo-me gritar e gemer de dor e prazer ao mesmo tempo. Eu era uma verdadeira masoquista, quando se tratava de punições, quebrava as regras de propósito para somente sentir a dor e em seguida ser bem recebida por eles. Jin puxou meu rosto e me beijou, era tão bom sentir sua boca em contato com a minha, era simplesmente saboroso. 

– É minha vez no jogo, hyung! Você está tomando minha atenção... – todos riram, e eu sentei de frente para Suga, começando o lap dance que ele tanto gostava. – Uh, agora tenho devida concentração em seus movimentos. – ele batia e apertava com certa força minhas coxas, enquanto depositava beijos e mordidas em meu pescoço e clavícula. Meus seios chamavam sua atenção, e então Yoonie abocanhou eles, fazendo-me jogar a cabeça para trás gemendo arrastado seu nome. 

– Yoonie... – agarrei seu cabelo. – Acho que vou gozar, apenas por você estar fazendo isso. – confessei ouvindo seu riso. – São apenas preliminares ou ele pode me foder? – perguntei vendo Taehyung arquear a sobrancelha. 

– Isso depende dá pergunta, não é mesmo? –questionou Tae, levantando-se da poltrona, chegando perto de mim e segurando meu queixo. – Jimin... – olhou para seu amigo. – Que tal proporcionarmos prazer para ela juntos? Podemos colocar em prática já que queríamos fazer isso a tempo... – deu de ombros, e Jiminnie aceitou. 

– Acabou o tempo, Suga! – Namjoon comentou. 

– Precisa fazer perguntas, (S/N)? – Minnie perguntou e eu neguei. Saí do colo de Yoongi, deixando um selinho em seus lábios. – Vem cá, minha bonequinha! – sorri e fui até ele. – Agora se ajoelhe... – fiz o que mandou. Já imaginava o que estava por vim, os meninos reclamariam, porém deixariam fazer o que Jimin pediu. – Chupe-me, faça-me um boquete maravilhoso, até eu gozar na sua boca. – jogou a cabeça para trás rindo da reação dos meninos. 

– Jogo sugo, hyung! – Kookie disse. 

– Guukie, senta aqui ao lado do Minnie. – mandei e olhei para Taehyung que já estava sentado ao lado do baixinho. – TaeTae você é muito rápido! – digo. Abaixei a calça junto com a boxer de Jimin até os joelhos, vendo seu pau todo excitado e com suas veias saltando. Lambi a cabecinha, logo em seguida chupando seu prepúcio. Kook e Tae já não estavam mais com suas vestes, apenas se masturbavam olhando para mim fazendo um oral em seu hyung. Passava minha língua por cada centímetro de seu membro, enquanto acariciava os testículos de Park, sugava sua fenda, e deixava beijinhos na mesma para em seguida abocanhá-lo por completo. 

– Caralho, (S/N)! – gemeu rouco, segurando meus cabelos em um rabo de cavalo desajeitado. Levei minhas mãos para os membros dos garotos que estavam ao meu lado, começando a dar carinho a eles. Jungkook mordia os lábios rudemente, e Tae estava com os olhos fechados aproveitando.

– Ah, docinho... – gemeu Namjoon, olhei para sua direção sorrindo. Voltei meus olhos para Jimin, e o mesmo limpou a saliva que estava no canto de minha boca, sorrindo para mim. 

– Você está tão gostosa com essa bunda empinada enquanto você chupa o pau de Jimin, eu quero entrar em ti... – diz Jin, enquanto descia e subia sua mão por seu membro. 

– Jinnie, não faz isso! – digo manhosa. Os outros meninos que estavam ao meu lado continuaram a se masturbar. Deixei um beijinho na glande de Minnie e me levantei do chão, olhando para aqueles que estavam no outro sofá. – Qual a próxima pergunta? – questionei animada. 

– Não é pergunta, e sim ordem! Yoongi e eu vamos te foder com os dedos... – Hoseok se pronunciou ou e mordi os lábios, eu já me encontrava tão encharcada e minha bocetinha pulsava. – Vem (S/N)... – bateu em sua coxa. Fui até ele e sentei de lado em seu colo, abrindo um pouco a perna. Sua mão foi diretamente para minha vagina, acariciando a mesma, em seguida espalhou meu líquido por toda área. Às vezes eu tremia, e soltava alguns arfares. – Tão sensível! – exclamou e Suga veio para perto, e o mesmo se ajoelhou deixando seu rosto rente com minha intimidade. – Mete nela! – mandou Hoseok. Yoonie levou dois dedos a minha boca e me fez chupá-los. Depois de deixá-los bem encharcados, ele os guiou até minha entrada, forçando-os na mesma. Um grito de prazer escapou, o qual reagiu em cada um deles. Hoseok estimulava meu clitóris enquanto Suga estocava seus dedos rapidamente dentro de mim. 

– Yoonie... Hobi-ah... E-Eu vou gozar! – avisei pondo minha cabeça no ombro de Hoseok, gemendo perto de seu ouvido. 

– Vai, docinho... Quero chupar todo seu líquido. – lambeu os lábios e beijou minha coxa, em seguida a mordeu. Arqueei as costas e segurei no braço de Yoongi, parando seus movimentos, logo me incentivei a esfregar meu botãozinho, deixando meu gemido de alívio sair, gozando, fazendo Suga lamber-me. Hobi desceu sua mão ao meu centro de prazer e o esfregou mais um pouco, por impulso fechei as pernas e sorri safada para ele. – Tão saborosa... – limpou com punho sua boca. 

– Jinnie... Nammie... – olhei para eles e ambos sorriram. – Fodam-me... por favor! – supliquei manhosa. 

– Você vai subir e descer no pau? – Joonie perguntou e eu assenti. 

– Depois vai ficar de quatro, enquanto eu te fodo você chupa ele... – Arfimei com a cabeça para Jin. Namjoon retirou suas roupas e me chamou com o indicador, sentei com as pernas em cada lado de seu corpo. Rebolei contra deu pau melecado de pré-gozo, ele posicionou o mesmo na minha entrada. Comecei os movimentos, indo devagar, sentindo cada centímetro de seu membro me preencher. 

– Ele continua tão apertadinha... – disse para seu hyung. A rapidez das estocadas provocavam barulhos excitantes, nossa pele se chocando... Era tão bom. – Porra, (S/N)! –segurou forte em minha cintura, acelerando ainda mais e me empurrando para baixo. Enquanto Namjoon chupava meus seios, Jin distribuía beijos em minha costas e pescoço, passando pela bochecha e por fim selando nossos lábios. Era um beijo afoito e desajeitado, mas não deixava de ser delicioso. 

– Joonie... – ele acertou meu ponto. Segurei em seu pescoço e abracei sua cabeça. Ele continuou acertando aquele lugar, revirava meus olhos, gemendo descontroladamente. 

– Está chegando? – perguntou ofegante, assenti balançando a cabeça, não conseguia formular nenhuma frase. Jonnie me enlouquecia, assim como todos os outros meninos, eles sabiam como me deixar louca por apenas palavras inadequadas que me excitavam ligeiramente. Meus seios balançavam, mas logo foram segurados por Jin, o mesmo apertava o biquinho rijo, fazendo-me arrepiar. Minhas pernas fraquejaram e deixei meu orgasmo vir, caindo por cima de Joonie, abraçando ainda mais seu corpo tentando normalizar minha respiração. Ele ainda continuou a estocar minha vagina, até o mesmo gozar e gemer alto e rouco no meu ouvido. – Agora você é do meu hyung, baby! – beijou-me brevemente, envolvendo minha língua com a sua, como se fosse uma dança erótica. 

– Namjoonie, deixa eu comer ela logo! – Jin diz manhoso, o mesmo me puxou e já deixou-me na posição, de costas para ele sentindo sua ereção roçar em minha bocetinha vermelhinha e melecada. O mais velho pincelou seu membro em minha entrada e enfiou o mesmo de uma vez. Senti seus dedos se enroscarem em meus cabelos, os puxando para trás enquanto ele me fodia forte. 

– Eu estou tão excitado, só em vê-la tão vulnerável aos toques. – Kookie disse, sabia que ele fazia algo para parar a dor entre as pernas, assim como os outros, estavam todos tentando se aliviar. Jin soltou minhas madeixas, porém Joonie as pegou, levando meu rosto ao seu membro. 

– Vai, (S/N)... Deixa eu foder essa boquinha maravilhosa! – assenti, lambendo a pontinha de sua glande inchada. Os apertos em minha cintura, que também eram seguidos de tapas me instigavam ainda mais a gemer loucamente, suplicando por eles. O membro de Namjoon entrava e saia da minha boca, os sons de prazer eram abafados e causavam mais estimulo para o boquete que eu fazia nele, por causa das vibrações. 

– Oh (S/N)... – escutei o gemido rouco de Taehyung, olhei para ele e sua mão estava com seu líquido viscoso, seus cabelos bagunçados, sua respiração descompassada e seus lábios maltradados por mordidas... Um dos pecados capitais

– Eu vou gozar... – Jinnie avisou. Sabia que Namjoon estava quase chegando ao seu ápice também, então eu o chupei velozmente, em seguida podendo sentir seu sêmen em minha boca. O mais velho me puxou pelo pescoço e segurou vigorosamente em minha cintura, enterrando com forçar em minha boceta, fazendo com que nós dois gemêssemos aliviados. Caí deitada no sofá, recebia beijinhos e apertos. 

Em seguida, Jungkook me fodeu loucamente, fazendo-me revirar os olhos e deixar minha vagina ainda mais vermelhinha e inchada, ele chupava tão devagar que eu rebolava contra seu rosto, buscando por mais. Ele mordia minhas coxas, e quando eu estava quase lá, o mesmo batia em minha intimidade. Seu pau entrava rudemente em minha entradinha lubrificada, chocando nossos quadris deixando o barulho ecoar. Os meninos eram judiados, queriam me comer a qualquer custo e eu estava ali para servi-los. Depois desse sexo selvagem com o Guukie, o próximo foi ainda melhor com direito a dupla penetração Hobi e Yoonie são os melhores, acordaria rouca no outro dia por gritar seus nomes. A boquinha do Suga fez um ótimo trabalho deixando marcas em toda extensão do meu corpo enquanto Hoseok me fodia com seus dedos que logo foram substituídos por o membro de Yoongi que também compartilhou aquele espaço apertado com o amigo. Taehyung e Jiminnie foram os últimos, já estava cansada por ter que satisfazer 6 meninos, mas eles me fizeram ter energias para aguentar o TaeTae me foder em minha outra entrada, eu encima de Jimin e ele atrás metendo intensamente. Meu corpo estava com marcas de dedos, chupões e mordidas... completamente destruída. 

– Nós deixamos nossa docinho sem forças... – dizia Jin enquanto alisava meu cabelo, deitei em sua perna para descansar. 

– Ele merece uma recompensa por ser uma BabyGirl tão obedediente. – Yoongi comenta e os outros concordam. Não aguentaria fazer mais nada nesta noite, e talvez nem quando eu me acordasse de manhã. 

– Você gostou, (S/N)? – pergunta Hobi eu confirmei com a cabeça. 

– Em breve teremos outra festa, e espero que tudo o que aconteceu aqui se repita! – TaeTae se pronuncia. 

– Não vamos deixar nossa coelhinha sem atenção, ela ama quando nós a fodemos com a presença de outros. –JungKookie exclama  e sorri para mim. 

– É tão bom sentir vocês... – fiquei sentada com as pernas dobradas, mostrando minha bocetinha sensível de propósito. 

– Não nos provoque... – diz Namjoon e Jimin ao mesmo tempo. – Você acaba de quebrar uma das regras, (S/N)! – Minnie fala. – E você sabe o que acontece quando garotinhas quebram as regras? – perguntou e eu assenti mordendo os lábios. 

– Elas são punidas, Daddy! – sorri inocentemente.


Notas Finais


Desculpe se tiver algum erro, irei revisar mais tarde!
Espero que gostem, ficarei feliz em saber sua opinião sobre a fanfic!
Agradeço por me receberem tão bem novamente, eu amo vocês! <3

Provavelmente sábado irá ter mais um imagine, estou com ideias... *-*
AAAAH EU ESTOU TÃO FEEELIZ <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...