História Jogos Vorazes(Hunger Games) 59 Edição :Meguri Youba - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Personagens Caesar Flickerman
Tags Ação, Hunter Games, Jogos Vorazes, Survival
Exibições 17
Palavras 2.394
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Romance e Novela, Saga, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem ^^

Capítulo 25 - Final Sangrento


Fanfic / Fanfiction Jogos Vorazes(Hunger Games) 59 Edição :Meguri Youba - Capítulo 25 - Final Sangrento

   Continuamos a caminhar pela floresta praticamente o dia inteiro sem descanso,rumo a cornucópia parece estranho a floresta está mais densa e maior do que de costume,dessas horas de caminhada a menos pude ver sinal do chifre da cornucópia,continuo andando com Nola destruindo os abetos e arbustos com seu Tridente,a noite paira com o por do sol mostrando seus últimos exuberantes pelo céus,que é tomado pela escuridão terna com o surgimento das primeiras constelações,com os pássaros se acomodando em seus ninhos cantando a sua canção de ninar para seus filhotes.

Continuamos a andar,quando a insígnia da capital surge no céu reesplandecendo,logo mostra a reportagem nenhuma morte ocorreu por hoje, o frio assolante chega impetuoso batendo com toda força nas árvores balançando seus galhos,não estou conseguindo enxergar praticamente nada.

__Nola não acha que é melhor descansarmos? digo

__Sim,melhor acharmos um lugar para acampar. diz-Nola

__Não vamos achar um lugar em meio a essa escuridão,não estou enxergando nada. digo

Ele retira um par de óculos semelhante aos de Hana,de sua mochila e me entrega.

__Para que isso?digo

__Coloque. diz-Nola

__Já experimentei,tenho um par igual a esse em uma de minhas mochilas são horríveis a luz do dia. digo

__Eles são para serem usados a noite. diz-Nola

Coloco o óculos e consigo ter uma visão ampla enxergando tudo,desde a cor das folhas a pequenas cabeças dos esquilos encolhidos em ninhos.

__Impressionante,esses óculos posso enxergar qualquer coisa.

digo

__Usamos muito eles na pescaria noturno em casa. diz-Nola

__Vocês pescam durante a noite?pergunto

__As vezes. diz-Nola

__Toma,tenho um semelhante não vou precisar do seu pegue. digo

__Tudo bem então. diz-Nola

Continuamos andando quando escutamos uivos as proximidades,pelo som só podem ser lobos não tinha visto ou ouvindo nenhum antes desde o primeiro dia em que pisei na arena,será que é alguma armadilha que a capital nos impôs?caso for temos que ficarmos atentos a qualquer movimento suspeito,continuamos andando lentamente pela floresta,quando escutamos movimentos entre os arbustos,e logo barulhos de grunhidos um pouvo intenso,quando um grito águdo surge por toda a arena,e o canhão dispara,pelo tom da voz só pode ser a garota do dez,será que Steves à matou?Não ele não ia se expor a um perigo desses,correria o risco de revelar sua localização

,já deve ter imaginado que Nola e eu estamos juntos como aliados,e combater nós dois de uma vez seria morte certa para ele.

__Oque foi isso? pergunta-Nola

__A garota do dez. digo

__Steves à matou? pergunta-Nola

__Não sei,más seja oque for não quero estar aqui para descobrir. digo

Começo a correr por toda a florestas obscura junto a Nola,quando escuto movimentos agilidosos entre os arbustos,como pulos e os grunhidos estão cada vez mais fortes quando três lobos cercam a nossa frente com seus dentes serrados,exibindo liquido estranho de suas presas,más não são lobos comuns são bestantes horrendas criadas pela capital,a cabeça são a de um lobo,mais o corpo com a pelagem e a camada grossa escura como a de um urso,com as garras metálicas e dentes afiados com uma fibra metálica letal,Nola e eu damos passos lentos para atrás nos viramos, e damos de cara com mais cinco lobos bestantes,só tem um geito de escapar,corremos para a direção contrária da floresta,entre os abetos que são estreitos dificultando nossa locomoção,estou ficando ofegante,continuamos correndo quando uma nuvem surge nas próximidades disparando uma carga elétrica em nossa frente explodindo,nos jogando uma certa distância nos fazendo recuar,me levanto apoiando em Nola,e a enorme alcateia de lobos bestantes no cercam.

__Oque vamos fazer Nola?! digo

__Não teremos outra saída,a não ser entrar em combate. diz-Nola

__Combate? digo

__Tem alguma ideia melhor? diz-Nola retirando o tridente das costas.

Não temos outra alternativa fugir vai ser impossível e mesmo se tentarmos a capital irá mandar outro raio ou alguma armadilha para nos atrasar,esse é o único geito,retiro a Katana da bainha,e fico atenta ao movimento dos lobos,estou de costas a Nola cobrindo boa parte dando cobertura,quando a matilha avança para cima,rolo levantando a espada para cima perfurando o primeiro lobo bastante,logo outro avança mordendo minha túnica chuto a cabeça do mesmo,e gravando a espada em seu crânio outro corre saltando em uma árvore,pulando emcima de mim com sua garras,desvio mais uma ponta das garras pega em meu braço causando um ferimento leve,ele salta em alta velocidade salto na direção dele com a espada embanhada em minhas mãos na posição reta,que decapita a cabeça do mesmo a fazendo rolar para longe,quando algoe surpreende pelas costas,outro lobo bestante,está encima de mim,pego a espada e coloco na frente como defesa para evitar que suas garras alcance minha pele e a retalhe,a força do bestante e maior que a minha não vou aguentar por muito tempo,quando ele arranca a espada e se prepara para dar o golpe devastador,com suas garras metálicas fecho os olhos,esse é o meu fim,quando um grunhido de dor sai da boca do animal,abro os olhos ele está com todas as pontas do tridente atravessadas em seu peito ele é erguido e arremessado para longe,logo vejo e Nola que estende a mão para mim, e rapidamente o abraço.

__Você está bem? pergunta-Nola

__Estou,obrigado você me salvou. digo

__E o mínimo que posso fazer por você. diz-Nola

Estou começando a sentir que os sentimentos que Nola que ele sente por mim,são realmente verdadeiros paramos de nos abraçar,e vamos seguindo atentos,a qualquer coisa ou perigo que venha nos atacar e pegar de surpresa,logo Nola acha um acampamento escondidos e ocultado por arbustos e várias árvores,eu acho que conheço esse lugar achei nunca ia encontrá-lo novamente,aquele pequeno lago sim foi o meu primeiro esconderijo durante os primeiros dias na arena no início dos jogos está intacto,Nola corta alguns arbustos para podermos entrar.

__Esse foi um dos primeiros lugares que acampei no início dos jogos. digo

__Você achou um ótimo esconderijo. diz-Nola

__Foi uma sorte grande. digo tirando as mochilas das costas.

Nola pega alguns gravetos e junta -os em um pequeno montinho fazendo uma fogueira,com o ocorrido de hoje,deixou me literalmente faminta,sorte que tenho ainda metade da raposa que Evee deixou comigo guardado,tenho que comelo ja está começando a estragar,coloco a carne mal passada da raposa no meio da fogueira,a esquentando,logo retiro a mesma do fogo pego a faca e corto em pedaços em cima de uma folha,para não ter contato com o solo,ofereço a Nola e comemos a carne toda,retiro o odre de água e tomo vários goles o secando totalmente,logo retiro dois sacos de dormir na mochila,e jogo um para Nola.

__Pegue. digo

__Obrigado,más vou ficar a noite de vigia. diz-Nola

__Não precisa fazer isso,você precisa descansar. digo

__Não eu estou bem. diz-Nola

__Não está. rebato

__Não se preocupe comigo,sua vida e mais importante que a minha. diiz-Nola

__Porque? digo

__Você sabe o porque,eu te amo. diz Nola chegando perto de mim me dando um abraço.

__Aconteça oque acontecer,nunca vou lhe abandonar. diz-Nola

__Se puder te protegerei contra tudo. digo

__Agora descanse,te chamarei se eu precisar de algo. diz-Nola

Ele me da um beijo em minha testa,e volta para o seu posto de guarda,me acomodo aconchegadamente dentro do sack de dormir e fecho os olhos e caio em um profundo sono,minha mente e aprofundada pelos lobos bestantes dilacerando minha carne a retalhando,acordo e olho para os lados, e o sol paira com os cantos dos pássaros por toda região,observo e Nola está apagado no chão,saio do saco de dormir,me alongando quando escuto um barulho vindo do céu,olho para cima e vejo algo flutuando vindo em minha direção,e fica presa entre os galhos da árvore,pego é um paraquedas será que é alguma dádiva da capital acima do contêiner metalico está um cartãozinho escrito:

-Aproveite!

Abro o contêiner e me surpreendo a capital me mandou,uma cestinha com pequenos pãezinhos gratinados em queijo derretido,quatro ameixas e aquela deliciosa torta com creme de limão,que é uma das coisas mais deliciosas que experimentei na capital,logo pego a faca e arranco um pedaço enorme e como e olho para cima para que escutem.

__Hey Jenny,agora você não pode me impedir de comela inteira,estou com saudades de você. digo-com a esperança que ela me ouça.

Logo Nola se levanta,me dando bom dia,e seus olhos brilham ao banquete,logo ele se acenta e corta um pedaço da torta a degustando.

__Está torta está uma delícia. diz-Nola

__Sim,queria ter Evee ou Hana para dividir isso com agente. digo

__Essas são aquelas garotas,que estavam com você na sala de jantar do ginásio?pergunta-Nola

__Sim. digo

__Eu sinto muito. diz-Nola

__Tudo bem afinal alguma de nós ia morrer de qualquer forma. digo

__Você sente muita falta delas?pergunta-Nola

__Sim,principalmente de Evee. digo

__A pequena do distrito doze?pergunta-Nola

__Sim,ela era tão jovem e não pude salvala,prometi que ganharia esse jogo. digo

__Más você vai. diz-Nola

__Como Sabe?Tenho você e Steves como inimigos ainda. digo

__Você pode achar que sou um inimigo mais penso totalmente ao contrário. diz-Nola

__Desculpe. digo

Nola só quis ficar perto de mim e me proteger dos perigos todo esse tempo,a manhã se passa assim como o resto da tarde,o sol está s e pondo entre as montanhas geladas da arena o canto dos pássaros está cessando,e o nascimento da noite surge junto com a camada de ar gelado que cobre a arena quando a insígnia da capital surge no céu, reesplandecendo mostrando a reportagem a garota do dez,com ela vinte e um tributos estão mortos,não vai demorar muito para que isso acabe,no jantar comemos boa parte dos pãezinhos,e decido dormir mais cedo que de costume,e caio em um profundo mundo de sonhos,onde Evee e Hana estão em paz em seus distritos assim como eu.

Acordo,percebo algo branco caindo sobre meus cabelos olho a cor branca e alva,está nevando,olho ao redor e não vejo Nola,aonde ele está?Será que foi caçar algo para comermos,isso é estranho não teria sentido,sobrou um pouco dos pãezinhos e as ameixas,ele só pode ter me abandonado ou... essa não,ele não fez isso,só pode ser ele foi atrás de Steves na cornucópia,ele só pode ter feito isso para me proteger,me levanto guardando o saco de dormir de qualquer geito,pego as mochilas e duas ameixas e saio correndm em direção a cornucópia,espero que não seja tarde demais,não ouvi o som do canhão então ele está bem continuo correndo com o frio cortante rachando meus lábios,enquanto corro,dou uma mordida em uma das ameixas sugando seu suco adocicado, cítrico,vejo a ponta do chifre dourado brilhante,estou bem perto,e começo a gritar.

__Nola!!

Chegando ao campo com a grama esverdeada coberta por uma camada branca de neve,quando eu vejo uma figura caído em meio a todo aquele branco ele estende a mão e logo abaixa,saio correndo e Nola caído com uma sangramento em todo o corpo.

__Nola!!! grito-desesperadamente

__Meguri.... você veio. diz-Nola com uma voz moribunda

__Sim,como pode fazer uma loucura dessas. digo

__Eu tinha que vir,não queria que ele te fizesse algum mal,más acabei caindo em uma emboscada. diz-Nola

__E onde está Steves? digo

__Não sei,simplesmente fugiu. diz-Nola

__Vamos dar um geito nisso. digo precionando o ferimento de Nola.

Rapidamente ele da um tapa em minha mão e coloco sua mão em meu rosto o acariciando.

__Não seja boba,ganhe estou apostando em você,estou quase indo mais antes eu so quero algo como despedida. diz-Nola

__Oque? digo

__Chegue mais perto. diz-Nola

Chego mais perto ele com suas poucas forças,me agarra e coloca seus lábios quentes contra os meus gelados com a respiração profunda.

__Um último beijo. diz-Nola

__Eu devia ter lhe dado isso a muito tempo. digo

Iniciamos um beijo lento e profundo,beijo e meio estranho bem molhado e suave,mesmo ferido Nola me envolve entre seus braços,sua boca e tão quente está com gosto metálico de sangue,estou ficando sem respiração com esse beijo,logo abro os olhos e vejo que Nola está chorando,logo paro o beijo ele da um sorriso e passa a última vez a mão em meu rosto e vira a cabeça a deitando,e o canhão dispara logo meus olhos se enchem de lágrimas,dou um beijo na testa de Nola.

__Desculpe-me por não lhe dar oque você queria. digo

Quando ouço barulho de uma espada arrastando pela grama,olho para trás é Steves vindo em minha direção lentamente.

__Que cena mais romântica. diz-Steves em um tom sarcástico

__Você. digo

__Eu a subestimei,você e minha verdadeira adversária aqui. diz-Steves

__Cheguei até aqui porque tive pessoas que me protegeram e cuidaram de mim. digo

__Como quem?Aquelas duas garotas que se achavam valentes?e o seu Love Boy,bem todos estão mortos. diz-Steves

__Não ouse falar assim deles,todos foram guerreiros honrados. digo

__E mesmo?todos sentiram o poder de minha espada,e logo será a sua vez. diz-Steves

Tiro minha Katana jogando a bainha fora,"Hana,Evee,Nola"isso será somente por vocês,se eu morrer será com honra,fico em posição com a Katana,encarando Steves quando ele avança e me da um golpe rebato com a espada,ele puxa minha capa me jogando no chão e tenta me perfurar,ponho a espada como escudo logo com as duas pernas juntas do um cavalo duplo em seu abdômen,fazendo cair no chão,me levanto e salto em direção dele com a espada,ele agarra meus punhos e me da um soco com seu punho em meu rosto,caiu para lado e logo me levanto,tomando posição quando ele vem como um bufalo e pega em meu pescoço me jogando no chão me suficando ficando em cima de mim,quando pego em sua camisa puxo com minha perna o levanto o jogando no chão, logo rolo para atrás pegando minha espada me recompondo,quando ele se levanta e avança e me gospeia com a espada na cabeça,logo me defendo,e ficamos nos encarando por alguns segundos.

__Você é fantástica,mais não tem chance. diz-Steves

Após ouvir as palavras dou um rodopio com a espada em embanhada nas mãos usando minha agilidade efetuo um corte na barriga do mesmo,que o faz dar uma parada brusca,logo dou mais um corte em seu peito que o faz cair de joelhos,ele põe a mão nos ferimentos e logo se levanta a toda brutalidade,pego o braço dele empurro indo com meu corpo para atrás aperto o botãozinho metálico que faz sair uma pequena lâmina metálica na parte inferior do cabo e cravo nas costas dele,que o faz gemer de dor,tiro a lâmina das costas dele e ele avança a toda brutalidade dando um corte em minhas costas que me desequilibra e me persegue,e começo a correr ele pula tentando dar uma investida traseira com sua espada mais defendo, ficando em posição ele está todo trêmulo devido a perda de sangue,ele avança tentando o dar o golpe final,desvio embanhando minha espada cortando sua garganta,que o faz cair e agonizar no chão enquato a enorme possa de sangue impregnava o grama com rastes brancas da neve,largo minha espada no chão,e me ajoelho chorando quando o canhão dispara e começo a ouvir os sons dos trompetes e a voz de Caesar Flickerman.

__Senhoras e Senhores,quero anunciar a vencedora da quinquagésima nona edição dos jogos vorazes,Meguri Youba.


Notas Finais


Espero que tenham gostado ja esta em reta final ain;-;//estou começando a sentir saudades:3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...