História Jogue os Dados - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Aposta, Colegial, Drama, Férias, J-hope, Jimin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Romance, Seokjin, Taehyung, Yoongi, Yoonjin
Exibições 33
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii Gente!!!! Desculpa a demora mas estava ocupada com coisas da escola, acumulei muito trabalho escolar 😥😥

Boa Leitura!!!!

Capítulo 11 - Capítulo 11


Fanfic / Fanfiction Jogue os Dados - Capítulo 11 - Capítulo 11


Capítulo 11


Eu realmente precisei de uma cama nova. A verdade é que assim que SeokJin voltou a se trancar no quarto, eu percebi que as coisas não iam andar tão rápido quanto eu gostaria, então eu fui até a casa grande e deixei meu Appa saber que eu precisaria de uma cama nova. Ele não entendeu porque não entrei em detalhes, mas achou graça do meu pedido. Apenas duas horas depois, dois dos nossos funcionários levaram a cama, que foi instalado no lugar da mesa do jantar, provavelmente retirada de algum quarto de hóspedes​. 

E então era isso. Eu estava assumindo que SeokJin era mais difícil e complicado do que eu queria. No duro, não era de todo o mal, tinha certeza de que ele cederia em algum momento e aquele joguinho que jogávamos não era de todo ruim. 

Mas o que me irritava era ele fingir que não se importava quando sabia que não era possível que ele não tivesse sentido as mesmas coisas que eu. 

Comecei a perceber que SeokJin saia do quarto em intervalos regulares de aproximadamente quatro horas, pegava alguma coisa para beliscar e voltava para o seu refúgio. Das primeiras vezes, apenas aproveitei a informação para usar o banheiro, tomar banho, respeitando um pouco seu pedido mudo por privacidade, na esperança de que isso amolecesse seu coraçãozinho zangado. 

No segundo dia, porém, eu achei que talvez devesse utilizar essa informação para outras coisas, como para obrigá-lo a me notar ou coisa assim. Parei a esperar por ele próximo a geladeira, ou arriscando fazer alguma comida e, com isso, trocamos algumas palavras educadas e restritivas. 

E descobri que ele não estava tão zangado quanto queria aparecer. 

Então, depois de uma noite bem dormida na minha nova cama, pensei que eu talvez devesse trocar de tática. Se eu cedesse, talvez ele cedesse também. E aí talvez... Quem sabe o que poderia acontecer? 

Então, pela manhã, estava debruçado na bancada da cozinha quando ouvi a porta se abrindo e SeokJin soando pela pontas dos pés, provavelmente preocupado em não me acordar, sem notar que eu já estava desperto. Bem naquele momento, meu celular apitou e eu descobri minha atenção para o mesmo, vendo SeokJin adentrar o espaço da cozinha por rabo-de-olho.

- Bom dia. - Eu disse, distraidamente, abrindo a mensagem que havia acabado de receber, com as sobrancelhas unidas. 

O mistério era que a mensagem era de JungKook e eu não imaginava que isso era possível; ele acordado e comunicativo naquela horas da manhã, nas férias. Já era difícil durante as aulas e ali estava ele, em plena sexta-feira, me mandando uma mensagem antes do café da manhã. Impressionante. 

- Bom dia. - Ele me respondeu, sem nem virar os olhos em minha direção, o que me fazia crer que só podia ser algum sinal sobre a minha irresponsabilidade. 

" Cara, vai trr uma fedta densacional ns. Octavio essa npitr! Tô com und ingreddos p vc r p sie garots. Vc vrm? "

Bem, certamente JungKook mãos estava tão acordado assim. 

Pela descrição, um pouco complicada de enteder, ele tinha ingressos para mim e para SeokJin, para uma boate em Incheon chamada Octagon, que era realmente ótima e nós já tínhamos umas duas vezes. Soltei um suspiro porque o complicado seria conseguir conversar com SeokJin e tentar convencê-lo a me acompanhar.

- Queria falar com você. - Eu disse a ele, levantando o olhar da mensagem com um plano em mente. 

Ele levantou a cabeça bda geladeira e não pareceu muito feliz em concordar, pegando um pratinho de morangos que estavam abandonadas. Caminhou até a bancada e sentou-se ao meu lado, com uma cadeira vazia entre nós dois, quase como uma margem de segurança. 

Ah, baby, se eu quisesse te pegar, não seria essa cadeira que ia conseguir te proteger não. 

- Queria te pedir desculpas. - Eu disse. 

Isso certamente o pegou desprevenido porque ele se engasgou com um dos morangos e tomou um bocado do copo de água que eu havia deixado por ali a noite. Eu ri baixinho, enquanto ele tossia, tentando voltar ao normal. 

- Desculpas? - Ele disse, em um tom meio de pergunta, como se não pudess acreditar no que estava ouvindo. 

Ah, qual é? Eu não era tão orgulhoso assim. Eu podia ver, eu tinha feito algo e ele não havia gostado. Não foi como nosso passeio com Luvas, que não fora intencional, o que me ausentar da culpa, e seu afastamento fora apenas por vergonha do que eu podia fazer com o seu corpo; eu havia o beijado. Beijara depois de uma briga estúpida pelo controle da TV, quando estava chateado por ele estar dando mais atenção ao filme do que ao fato de que eu estava acordado e bem. 

Apesar de saber que ele tinha gostado e de que provavelmente queria mais, eu não tivera seu consentimento. E isso não era o tipo de coisa que eu estava acostumado a fazer por aí. Era somente ele que me tirava do sério daquela maneira. 

- Sim, desculpas. - Eu disse. - Não vou dizer que não queria te beijar porque é mentira, mas eu não queria que você não quisesse. E eu sinto muito por ter feito isso sem você querer. 

Eu desviei o olhar da minha caneca de café para ele e o encontrei me encarando com a expressão lívida de surpresa e admiração. Bom, era algo assim que eu queria mesmo, então eu sorri meio de lado, incapaz de me conter. 

- Isso é... - Ele se cortou, incapaz de encontrar a palavra certa. - Bom, tudo bem, eu acho. - Disse, por fim. 

Balancei a cabeça afirmativamente e apertei o botão para acender o celular e desbloqueei-o, arrastando em direção a ele, para que ele pudesse ler. Ele curvou-se para poder ver melhor a tela e franziu a testa, mexendo os lábios, provavelmente tentando decodificar a mensagem de JungKook. 

- Isso é incompreensível. - Disse, por fim. 

Soltei uma gargalhada, puxando o celular de volta bloqueando-o. Virei minha cadeira em direção a ele, deixando minha caneca de café abandonada em cima da bancada. SeokJin continuava a morder os morangos e apenas virou o rosto em minha direção. 

- É uma festa em Seul hoje, uma boate maneira que eu conheço. - Expliquei. - JungKook tem uns convites, você quer ir?

Ele pareceu pensar por um momento e sua expressão, mas acabou por concordar com a cabeça, em um suspiro cansado. 

- É, por que não? - Ele pareceu aceitar apenas por não encontrar uma desculpa educada, mas ignorei isso. 

Sorri e maneei a cabeça, deixando-me tomar mais alguns goles de café. SeokJin soltou um longo suspiro, como se estivesse se arrependendo automaticamente da sua resposta, então eu tentei continuar falando para distraí-la. 


Notas Finais


Rsrsrs a parte do JungKook lembra muito eu de manhã tentando conversar com as pessoas 😂😂😂

Vamos fingir que as cidades que irá ter na fanfic são perto uma das outras rsrsrsr okay 😅😂😂😂

E o que será que irá acontecer nessa festa...? 🤔😏😏 Eu tenho o capítulo 12 pela metade quase no fim, então hoje ou amanhã de manhã ele sai okay 😘😘

Até o próximo capítulo!!! 😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...