História Jogue os Dados - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Aposta, Colegial, Drama, Férias, J-hope, Jimin, Jungkook, Menção Yoonjin, Namjin, Namjoon, Romance, Seokjin, Taehyung, Yoongi
Visualizações 173
Palavras 1.731
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii Gente!!! Demorei mas ficou MUITO grande!! Rsrsrsr

Quando verem o símbolo (∆) liguem a música Pillowtalk do Zayn.
A música vai estar nas notas finais se precisarem!!

Boa Leitura!!!

Capítulo 38 - Capítulo 38


Fanfic / Fanfiction Jogue os Dados - Capítulo 38 - Capítulo 38


Capítulo 38 - Jogue Os Dados


Levantei uma sobrancelha para ele, que apenas negou com a cabeça à minha pergunta silenciosa. Nada de Jin? Não, nada do meu garoto.

Sem dizer mais nada, ele saiu de casa sobre o meu olhar restritivo. Assim que a porta se fechou, eu voltei para o quarto, trancando a porta apenas por precaução - nada que não fizesse o som sair, mas que impedisse JungKook de voltar, se ele fosse maluco de tentar. Eu sabia que ele seria.

Jin estava exatamente na mesma posição, exceto que ele estava empinando a bunda em minha direção, sabendo exatamente que eu estava ali, mesmo sem me olhar. Mordi o interior do lábio e caminhei até ele, encaixando minhas mãos nas bandas da sua bunda e apertando-o contra a parede. Ele rebolou em minhas mãos e eu mordi sua orelha. Uma das minhas mãos foi ao seu cabelo e puxei um bom montante, fazendo sua cabeça ir para trás, em minha direção.

- Agora estamos sozinhos. - Sussurrei.

Senti todos os pelos de seu corpo se arrepiarem e eu ri da maneira que eu mexia com ele. Beijei, lambi e mordi seu pescoço, empurrando-o contra a parede outra vez.

- Vira pra mim. - Exigi, em pé, de frente à ele. Ele nem pestanejou e era assim mesmo que eu gostava. - Você me deve uma aposta, não acha?

- Devo...? - Ele perguntou em dúvida, em meio a tanta tensão sexual.

- Sim baby, estou ansioso por isso. Não me negue isso baby. - Disse beijando seu pescoço avidamente, me afastando rapidamente e me sentando na cama, olhando-o desafiador.

Ouvi um leve resmungar vindo dele, mas este não se moveu um centímetro sequer, ameacei me levantar de onde estava e isso foi o suficiente para que ele caminhasse em direção ao rádio na estante e selecionasse uma música.

O corpo de Jin era o paraíso. Não era nada de mais, nada de menos. Era tudo perfeito, as curvas, os ombros largos, o tamanho das coxas e de seus glúteo. O olhar que ele mantinha era penetrante, eu poderia ficar por horas olhando-o, admirando-o cada expressão ou movimento com a maior vontade do mundo.(∆)

A música do Zayn Malik começou a tocar e finalmente tinha chegado a hora do show. O olhar de Jin continuava o mesmo enquanto ele rebolava o quadril levemente em minha frente.


Ooh

Climbon board

( Suba a bordo )

We'll go slow and high tempo

( Vamos devagar e rápido )

Light and dark

( Luz e escuridão )

Hold me hard and mellow

( Me segure forte e calmamente )


Jin rebolava de acordo com a música, as mãos começando a passear entre suas curvas ainda meios tímidas, por muitas vezes ameaçando tirar sua camiseta mas sempre soltando-a quando ela atingia o meio de seu tórax, a deixando cair de volta para o lugar novamente.

Ele movia seu corpo de um lado para o outro, enquanto eu o observava com atenção, lentamente e sem tirar os olhos de seu corpo levei minha mão em direção ao meu membro, o acariciando levemente, enquanto observava Jin empinando a bunda em minha direção com o olhar mais safado que ele já demonstrou.

Ele levou as mãos aos seus joelhos continuando a rebolar devagar, como se estivesse em câmera lenta. Apoiou suas costas na estantes e continuou balançando seu corpo, com movimentos sensuais e precisos. Suas mãos começaram a viajar entre as curvas do corpo, parando na barra da camiseta e tirando-a. Eu estava achando aqui extremamente excitante, eu nunca pensei que SeokJin poderia ser mais sexy daquele jeito, e aquilo estava fazendo aumentar o desejo que eu sentia por ele.


I'm seeing the pain, seeing the pleasure

(Estou vendo a dor, estou vendo o prazer)

Nobody but you, 'body but me

( Ninguém além de você, além de mim, além de nós)

'Body but us, bodies together

(Corpos juntos)

I love to hold you close, tonight and always

(Adoraria te abraçar perto de mim, esta noite e sempre)

I love to wake up next to you

(Adoraria acordar ao seu lado)

I love to hold you close, tonight and always

(Adoraria te abraçar perto de mim, esta noite e sempre)

I love to wake up next to you

(Adoraria acordar ao seu lado)


SeokJin me chamou com o dedo indicador, pedindo para que eu me aproximasse, e logo atendi o seu pedido. Suas mãos seguraram as minhas e as encaminharam juntas até o seu quadril sentindo-o ondular com os movimentos da dança.

Ainda com as mãos sendo seguradas pelas dele, ele deixou que meus dedos escorregassem por sua pele quente, desde de suas coxas até seus ombros largos onde ele deixou minhas mãos. Seus lábios se roçaram nos meus deixando-me sentir sua respiração pesada em meu rosto.

Senti suas mãos macias segurarem minha cintura na linha da boxer juntando nossos corpos chocando nossas ereções fortemente, gemendo em minha boca. Jin continuou rebolando agora com o corpo colado no meu, me deixando sentir ainda mais seu corpo e seus movimentos precisos.


So we'll piss off the neighbours

(Então vamos deixar os vizinhos bravos)

In the place that feels the tears

(No lugar que sentimos as lágrimas)

The place to lose your fears

(No lugar para se perder os medos)

Yeah, reckless behavior

(Yeah, comportamento imprudente)

A place that is so pure, so dirty and raw

(Um lugar que é tão puro, tão sujo, tão bruto)

In the bed all day, bed all day, bed all day

(Ficar na cama o dia todo, cama o dia todo, cama o dia todo)

Fucking in and fighting on

(Transando e brigando)

It's our paradise and it's our war zone

(É nosso paraíso e nossa zona de guerra)


- It's our paradise and it's our war zone. - Jin cantou em meu ouvido e gemeu manhoso quando deixei uma de minhas mãos apertarem sua bunda enquanto a outra se encaminhava para sua nuca para beijá-lo enquanto caminhavámos em passos incertos para mais perto da cama.

Seu corpo se chocou contra o meu e o ósculo se tornou mais violento. A perna de Jin estava inquieta e se movimentava tentando se enrolar em meu corpo, eu o apertava com força enquanto ondulava meu quadril forçando-o contra o dele. Encerrei o beijo puxando Jin ainda pelos cabelos, fazendo a cabeça dele pender para trás, tornando seu pescoço exposto. Afundei-me meu rosto naquela região, e o loiro suspirava e gemia deliciosamente ao ele ter a pele marcada com gosto. Levantei sua cabeça e deixei que meu olhar se prendesse com o dele, enquanto acariciava seus fios da nuca.

Nunca vi olhos tão mergulhados em desejo como aqueles. O tesão brilhava intensamente.

Soltei Jin e fui para suas costas, ficando atrás dele. O empurrei com força e ele caiu de bruços sobre o colchão, se movimentando apenas para se acomodar melhor ali. Deitei-me estrategicamente sobre o outro e passei a esfregar minha ereção no meio de suas nádegas, para incitar sua entrada, percebi que Jin tentava segurar os gemidos mais altos em meio de suspiros.

- Geme baby... - Falei com a voz mais grave, mantendo os olhos nas costas de Jin. - Geme para mim te ouvir. - E como o bom submisso que ele estava, passou a soltar gemidos mais audíveis.

Sai de cima de Jin, que virou-se para mim na cama e se apoiou nos cotovelos para me encarar enquanto eu tirava a cueca, puxei Jin para um beijo mais feroz. Jin tirou a última peça que o cobria. Beijava o pescoço de Jin quando senti seus dedos apertando minha bunda e o ardor de um tapa sendo desferido junto da sua risadinha que foi interrompida por ofegos pesados ao sentir meus dedos tocando sua entrada, preparando-o.

Nossos corpos se enroscavam em desejo, enquanto trocavámos carícias quentes. Coloquei-me entre as pernas abertas de Jin que ergueu seu quadril e agarrou a cabeceira da cama se segurando enquanto tinha meu membro contra sua entrada penetrando-o.

O gemido manhoso de Jin ao ser penetrado combinava com o meu rouco e baixo que sentia suas paredes internas me apertarem fortemente.

- Namjoon... - Jin gemia. - Com força! - Jin gemia o que queria e eu apenas intensificava os movimentos ouvindo o rangido da cama por causa da atividade.

Jin depois de um tempo soltou a cabeceira e tentava se manter apoiado nos cotovelos enquanto eu o estocava com ainda mais força do que antes. Depois de uns momentos os gemidos do Jin se tornaram mais altos e frequentes e eu tive a certeza que eu tinha acertado seu ponto de prazer fazendo-o ir à loucura.

Trocamos de posição. Sentei-me com as costas na cabeceira e Jin lentamente sentou-se meu colo, encaixando meu membro em si. Naquela posição eu conseguia ver perfeitamente as expressões de prazer de Jin, os olhos fechados, o rosto vermelho e suado por causa do esforço e a boca entreaberta que escapavam gemidos e suspiros pesados. A verdadeira visão do pecado.

Jin começou a rebolar para frente e para trás que aumentava gradativamente o ritmo, enquanto minhas mãos apertavam suas coxas e sua cintura. Jin tinha o rosto afundado em pescoço enquanto murmurava palavras sujas em ouvido arranhando minhas costas. Empurrei Jin pela cintura posicionando-o de quatro voltando a penetra-lo mais rápido.

- Ah Jin... - Gemi. - Aah... - Era difícil controlar os suspiros e gemidos de prazer ainda mais quando sentia Jin impulsionar seu quadril em minha direção fazendo uma fricção gostosa entre suas nádegas e a minha virilha.

- Namjoon... - A voz de Jin saia completamente entrecortada e pesada. - Toca o seu Jin... - Ele soltou um gemido manhoso.

Levei minha mão até o membro de Jin quando ele pediu e o estimulei ajudando-o a gozar, ele logo se desfez em um gemido longo e aliviado. Não parei de estocá-lo aumentando a velocidade gradativamente por estar perto do meu ápice. Deixei um gemido rouco e longo escapar por meus lábios enquanto me desfazia no interior de Jin apoiando minha cabeça em suas costas me deitando ao seu lado na cama, percebendo que ele tinha um sorriso cansado no rosto.

- Você... É um bruto. - Ele sussurou, apoiando a cabeça no travesseiro, me olhando fazendo um bico fofo.

- Foi você que me provocou por dois anos. - Eu lhe lembrei.

Ele riu suavemente, enquanto o puxava pela cintura, encaixando minha mão em sua cintura. Ele meio molenga, depositou a cabeça em meu peito.

- Bom... - Murmurei. - Meu Jin, somente meu. - Declarei, fazendo-o rir, ainda meio devagar. - Vou ser mais carinhoso da próxima vez. Agora feche os olhos para descansar um pouquinho.

Ele não reclamou, apesar de soltar um suspiro leve se ajeitando melhor em cima do meu corpo e e nos travesseiros, deixando-me com um sorriso satisfeito.


Notas Finais


Música : https://youtu.be/C_3d6GntKbk

E então, gostaram? Eu achei que ficou um pouco grande mas não tinha muito o que mudar 😅😅.

Até o Próximo!!!

Beijão da Mochi!!! 💖💖😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...