História Jovanna - Pra sempre com você - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel, Cúmplices de um Resgate, Giovanna Chaves, João Guilherme Ávila, Larissa Manoela, Lucas Moura, Lucas Santos, Maisa Silva, Thomaz Costa
Personagens Benjamin, Chloé, Giovanna Chaves, Isabela Junqueira, João Guilherme Ávila, Joaquim Vaz, Julia Vaz, Larissa Manoela, Lucas Moura, Manuela Agnes, Maria Joaquina Medsen, Omar Ferraz, Priscila Meneses, Sabrina
Tags Cumplices De Um Resgate, Giihlari, Giovanna Chaves, João Guilherme, Jolari, Jovanna, Larissa Manoela, Mhalari, Mharessa Fernanda, Romance, Tholari
Visualizações 213
Palavras 956
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Queria entender a minha grande capacidade de ter imaginação para inventar inúmeras histórias durante o dia e não conseguir escrever a mais importante em menos de uma semana... É duro, mas a gente releva...

Capítulo 16 - O fim do que parecia ser perfeito


LEIAM AS NOTAS FINAAAAAIS!!!!


Giovanna

Passou-se um ano desde que decidi desistir do João. Nesse meio tempo, muitas coisas aconteceram, foram tantas que nem me lembro direito, afinal, foram doze meses, em doze meses pode acontecer inúmeras coisas.

Depois que o casal se assumiu, eu meio que parei de me importar com tudo. Tanto que nem falava com eles direito, apenas o necessário. Fiquei até surpresa quando chegou para mim o convite da festa dela... Realmente achei que não seria convidada. Talvez o convite foi somente por educação, não sei. Só sei que fui à festa, estava até agradável, nós três conversamos e tal, não foi lá aquele papo de amigos, mas foi uma conversa civilizada, entre três pessoas educadas, apenas. Porém isso foi somente na festa mesmo, porque depois voltou tudo ao normal, voltamos a não nos falar e eu comecei a fingir a inexistência deles, atitude que foi bem retribuída. Tinha vezes que dávamos alfinetadas uns nos outros na Internet ou até pessoalmente, mas nada muito grave.

O curioso é que em vários momentos eu era excluída pelo grupinho (Larissa, Mharessa, Bia e até o João) nunca me chamavam para nada, nunca ficavam muito tempo perto de mim, e quando ficavam, sempre algum deles vinha com indiretas (que sempre eram bem diretas)… o problema é que eu nunca fiz nada para eles, sempre fui legal e simpática, até hoje não vejo motivos para me odiarem tanto… mas é como dizem, o que não me acrescenta não me faz falta, até hoje não precisei deles para nada, e pretendo continuar assim. A única exceção é o João, quem sabe um dia voltamos a ser amigos, ele sim é uma boa pessoa, só está convivendo com gente que não lhe faz bem. Nele eu tenho esperanças, já as outras, não mudam nada em minha vida! Pelo menos tenho amigos de verdade, Graci, Luckas e Gabs sempre estavam comigo, tanto nas cenas quanto fora delas… até o Lipe e o Fhelipe com quem eu não gravava, conversam comigo até hoje...!

Não vou dizer que odeio essas pessoas que implicam tanto comigo, ódio é uma palavra muito forte. Posso dizer que não tenho afinidade nem nada contra, admiro e respeito todos profissionalmente, mas não passa disso. Só que admiração e respeito não envolvem baixar a cabeça para desrespeito alheio, mexeu comigo, leva também, posso ser lerda, mas não sou trouxa!

A notícia (fãs lêem tragédia) do ano foi o término do casal favorito de todos, JOLARI. Sim, eles terminaram. Eu me surpreendi, se mostravam ser um casal tão “perfeito”, tão feliz… mas algumas pessoas exibem uma felicidade às vezes inexistente. Ninguém tem cem por cento de certeza sobre o motivo, na verdade apenas os amigos mais próximos, e isso com certeza não me inclui, mas devido a algumas coisas que ambos andaram falando por aí, suspeito que tenha sido uma traição da parte dele. Mas isso não tem nada a ver com a minha vida, então o que eu tenho a dizer é: É a vida! 

Mudando de assunto, minha festa de quinze foi um arraso!!! Eu AMEI, foi mágico!! Fiquei mega feliz, os vestidos estavam super chiques, o bolo estava lindo e delicioso, a decoração estava perfeita, os convidados foram os melhores... enfim, estava tudo um sonho. O MEU sonho!


João Guilherme

Um ano. Um ano de felicidade. Um ano de sorrisos. Um ano de gargalhadas. Um ano de carinho. Um ano de amor. Um ano de surpresas. Um ano de lágrimas Um ano de ciúmes... Enfim, um ano de namoro. Completamos esse marco há uns três meses. A comemoração foi muito bem, romântica e tal… só que nem tudo são flores. Desde que completamos doze meses de namoro, eu vinha não estando muito feliz, isso não estava mais me fazendo feliz. Eu já estava cansado. Meus sorrisos não eram os mais sinceros, queria que fossem, mas não dava para forçar uma felicidade que não existia mais. Sorrisos se fecharam. Gargalhadas cessaram. Lágrimas secaram. O ciúme irritou. O amor acabou.

No início eu nem era assim tão próximo dela, não dá para dizer que me apaixonei de cara, na verdade esse sentimento demorou a chegar. Por mais ou menos dez meses eu a amei, amei com todas as forças que eu tinha, a tratei com muito amor, muito carinho, cuidei dela como um bom precioso… a defendi de muitas coisas, comprei brigas por ela, terminei uma amizade por conta dela, só que chegou uma hora que eu cansei. Senti que não amava mais como antes, o carinho não era mais o mesmo, eu nem me preocupava tanto… Foi nesse momento que me dei conta de que eu devia terminar aquilo tudo e voltar a ser feliz, voltar à minha vida normal, mas sabia que não podia, se não eu me daria muito mal.

Meus amigos já estavam percebendo, os fãs já estavam percebendo, minha família já estava percebendo, acho que até ela estava notando. Foi aí que eu fiz uma grande burrada, se não a maior de minha vida: fiquei com outras meninas ainda estando com a Larissa. Em outras palavras: eu traí ela! Repito uma frase que disse antes: me envergonho muito por isso, mas não dá para voltar no passado, o que eu fiz já tá feito, mas me sinto alguém horrível por isso. Ela não merecia. De certa forma ela nem tinha culpa de eu estar infeliz. Me sinto um babaca em ter machucado uma garota tão legal, tão especial... se eu tivesse feito de outra forma, talvez hoje seríamos pelo menos amigos, mas acho que nem isso dá mais.

Amanhã irei viajar rumo a Orlando para esfriar a cabeça e curtir minha FÉRIAS!! Pretendo voltar só "ano que vem".  (N/a: lembrando que eles já estão em dezembro de 2016).



NOTAS FINAIS.  NOTAS FINAIS.  NOTAS FINAIS


Notas Finais


Ollaaa meu povo!!! Gostaram do capítulo? Então comentem!! Não quero escrever para fantasmas!!!

Abri uma conta lá no Instagram, como um blog de opinião... Quem quiser ir lá dar uma olhada, tá aí o link:
https://www.instagram.com/opineiteens/


- Página do Facebook: https://www.facebook.com/CrazyGih/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...