História Jovens Titãs: A transformação de Ravena - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Novos Titãs (Teen Titans)
Personagens Asa Noturna, Ciborgue, Estelar, Mutano, Ravena
Visualizações 67
Palavras 955
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Magia
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente espero que gostem. Talvez eu demore um pouco para postar o próximo capítulo.

Capítulo 1 - Aparências Enganam


Era um dia comum como todos os outros na torre dos titãs. Mutano estava jogando vídeo game com Cyborg, Robin estava preparando o café da amanhã e Estelar estava sentada no sofá ao lado de Mutano com a Silkie.
Ravena entrou na sala e encheu uma xícara de chá de ervas. Estava estressada e com a pressão um pouco baixa. Então Mutano largou o controle remoto.

- Bom dia Ravena! -disse ele abrindo um sorriso.

Ravena o ignorou e começou a beber o chá.

- Quer torrada Ravena? - perguntou Robin.

- Não - Ravena respondeu baixo.

- Ta tudo bem amiga? -perguntou Estelar com sua voz doce de sempre.

Ravena a ignorou assim como fez com Mutano. Cyborg estava focado demais no vídeo game e nem percebeu a presença de Ravena.

- O gato comeu sua língua hoje gatinha? - Falou Mutano com um sorriso estranho.
Estelar soltou uma risadinha.

- Mutano eu não estou com paciência para suas brincadeiras hoje - Rae disse com as mãos tremendo e com os olhos fechados aparentando estar com dor de cabeça.

- A verdade é que você nunca está com paciência para minhas brincadeiras,você medita 6 horas por dia e não tem paciência para nada.

- Faz 3 dias que eu não consigo meditar Mutano, por favor não me encomode hoje.

- Ta bom - ele revirou os olhos - Chatonilda! -sussurrou.

A xícara de chá de ervas se quebra com toda a força. Todos olham para Ravena com os olhos arregalados. Rae dá um soco sobre a mesa e logo em seguida se retira da sala e se tranca em seu quarto.

- Que Revolta nessa hora da manhã! - Cyborg levanta do sofá.

- Mas é ela que se irrita com qualquer coisa,eu não posso falar nada que ela começa a implicar! - Mutano falou irritado.

- Na verdade você é meio irritante - Robin disse dando uma risadinha.

- Mutano dá um descontinho, ela falou que não medita faz 3 dias. Talvez não esteja mesmo com paciência - disse Estelar.

-  Ela não medita porque ela não quer - Mutano cruza os braços.

- Hoje então é seu dia de azar. Eu e a Estelar vamos atrás de um OVNI que caiu perto de Gotham City. O Cyb vai ficar no depósito arrumando o carro e você vai ficar aqui com a Ravena caso aconteça alguma coisa aqui em Jump City - disse Robin.

- Ah não Robin. Não quero ficar sozinho com a Ravena. Ela me odeia. Está estressada.

-Ela não odeia você,muito pelo contrário. Caso ocorra algum problema, só você chamar o Cyborg.

- Porque eu não posso ficar com o Cyb no depósito? - Mutano deu um sorriso forçado.

- Porque o Cyborg não prescisa de ajuda. Não é tão ruim conviver com a Ravena. Talvez ela nem saia do quarto. E se não sair,você pode chamar ela para conversar ou sei lá. - Robin dizia com a intenção de dizer que Ravena estava agindo estranho e prescisava de orientação.

- Ah Robin. Qual é maninho, me deixa ir com vocês!

- Mutano, a nossa Rae anda agindo meio estranho nesses últimos dias. Porque você não tenta conversar com ela? - disse Estelar.

- Quer que eu arrisque minha vida?

- Essa piada não teve graça - Estelar balançou a cabeça.

Logo depois ela e o Robin saíram e o Cyborg foi para o depósito. Mutano ficou na sala jogando vídeo game. Depois de um tempo foi até o quarto de Ravena e bateu na porta.

- Quem é? - Rae perguntou.

- Ahm...sou eu...o Mutano. Olha eu só quero conversar. Eu to entediado achei que você poderia... sei lá, me fazer companhia? - ele falava nervoso.

- Teria paciência comigo?

- Lhe faço a mesma pergunta.

Ela abriu a porta e saiu andando pelo corredor.

- Vem comigo -ela olhou para trás.

Ravena levou mutano para cima da torre. Eles se sentaram na cobertura de frente para o sol.

- Então sobre o que quer conversar? - Rae falou tranquila.

- Sei lá, você anda se sentindo bem? Robin acha que tem algo te perturbando.

- Só não consigo meditar nesses últimos dias.

- Porque não?

- Não consigo me concentrar, tem alguma coisa me encomodando. E sim, o Robin tem razão. Desculpa por ter te tratado daquele jeito, hoje de manhã - ela falou sem jeito.

- Não foi nada, você não me odeia?

- Claro que não Mutano, eu me importo muito com você.

- Sério?

- Sim.

- Sério mesmo?

- Não começa. - ela revirou os olhos.

- Desculpa por eu te achar uma chata. Eu nunca tinha imaginado que você era...divertida. Até que é legal conversar com você. - ele deu um sorriso.

- Até?

- Ta bom, é muito bom conversar com você!- ele abraçou Rae com força.

- Dá para me soltar? -ela revirou os olhos.

- Desculpinha! - Mutano soltou a Ravena com calma.

Ela abriu um leve sorriso.

- Então... o que você fica fazendo naquele seu quarto escuro o dia inteiro? Curiosidade de saber de como você consegue passar o dia inteiro trancada em um quarto...- enquanto ele falava,Ravena olhava para suas mãos e percebia que elas estavam avermelhadas e arregalou os olhos.
Ela se levantou e respirou fundo.

- Ravena ,ta tudo bem com você?  - Mutano perguntou achando que sua pergunta tinha lhe deixado naquele estado.

- To,só me deixa sozinha.

- Mas...

- Por favor! - ela falou pálida e se teletransportou para seu quarto e começou a procurar livros de efeitos colaterais. Quanto mais o tempo passava, mais suas mãos ficavam vermelhas, e esse vermelhão começou a subir para os braços tomando conta de seu corpo.


Notas Finais


Me perdoem pelos erros ortográficos. É meu primeiro Fanfic😀


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...