História Júlia,a História de Uma Nerd! - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 95
Palavras 1.088
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 14 - Tudo de novo não! Logo agora?!... (Continuação)



Capítulo 14
Eu: o que foi?-perguntei na esperança de não ser nada.
Pai:senta aqui.
Mãe:espero que nos entenda
Eu:fala logo! Já To nervosa!
Pai:Eu fui promovido e a empresa que eu trabalho vai abrir uma filial em Buenos Aires,na Argentina.
Eu não podia acreditar no que estava por vir 
Pai:e vamos ter que nos mudar!
Eu:que?? Eu não vou! Vão vocês!
Mãe:filha! Você tem que ir com a gente. 
Eu:Dane-se! Eu não vou! 
Pai:o que é isso Júlia??
Eu:vocês sempre fizeram isso comigo! Quando eu começo a ficar feliz,vocês vem e acabam com tudo!
Mãe:filha calma! Não é assim.Temos que ir com seu pai onde ele for!
Eu:não! Você que tem ir!
Mãe:somos uma família.Queremos o bem um outro.
Eu:Aah é?! E ir pra Argentina é bom pra mim?! Não! Não é.
Pai:Chega! Vai pro seu quarto! Agora!
Eu: vou sim! Afinal,vocês sempre controlam a minha vida,faço sempre o que vocês querem. Ahh!!E muito obrigada por estragarem a minha vida!

Subi pro meu quarto e chorei!Chorei muito! Que ódio dos meus pais.Logo agora?!
Tentei ligar pro Arthur,mas ele não atendeu.Eu tinha esquecido que ele tava no ensaio.Liguei para as meninas e elas também não atenderam.Liguei pro Felipe,que nem deixou o celular chamar mais de duas vezes.
•Ligação on•
Felipe:Oi Ju!
Eu:oi... Preciso de você!
Felipe:Tá chorando? O que foi?!
Eu:preciso ver você!
Felipe:claro,to indo pra sua casa.
Eu:não! Eu vou aí.
Dei um jeito de sair sem meus pais me verem e fui até a casa do Felipe,ele já estava na varanda me esperando.Eu corri e o abracei
Eu:ai Felipe
Felipe:Da última vez que me abraçou assim,estava prestes a ir embora!
Eu:se eu não fizer alguma coisa,talvez eu vá mesmo.
Saí dos braços dele.
Felipe:do que você tá falando?
Eu:meu pai foi promovido e a empresa quer eu ele vá pra Argentina!
Felipe:Que?!
Eu:isso mesmo!
Felipe:Mas não dá!De novo não Ju.Eu não suportaria perder você de novo.
Ouvir aquilo foi maravilhoso!
Eu:eu também não quero ir! Mas eu sou menor de idade nee?
Felipe:Temos que fazer alguma coisa!Quanto tempo temos?
Eu:não sei,parece que uns 6 meses.Essas coisas demoram.
Felipe:é tempo suficiente.Vamos pensar em alguma coisa e você não vai precisar ir pra longe de mim... E nem de todos .
Eu:tá bom!
Ele me abraçou e minha cabeça estava repousada sobre seu peito,eu podia ouvir as aceleradas batidas do coração dele,enquanto ele acariciava meu cabelo!
Felipe:Vamos entrar! Eu tenho uma coisa que sempre te anima.
Entramos e nos sentamos à mesa da cozinha.
Felipe:tcharaaaam!! Sorvete de limão!
Eu:hahaha! Aí que maravilha! Você me conhece mesmo!
Felipe:É eu conheço sim.
Ficamos nos olhando e ele tocou minhas mãos,segurando-as
Felipe:Nós vamos dar um jeito! Confie em mim.
Eu:tudo bem!
Ele fez com que eu me distraísse e esquecesse do meu problema.Ficamos por horas ali,conversando.
Eu:bom,eu preciso ir.Se não meus pais vão notar minha falta.
Felipe:tá bom.Mas olha,não fica pensando nisso,gaste energia em pensar numa solução.
Eu:tá bom! Obrigada por estar comigo,por me ouvir.Você é muito importante para mim.
Felipe:você também é importante pra mim.
Nos abraçamos e ele beijou minha testa.E nossos olhos se encontraram novamente.
Eu:é... Já vou.
Saí de lá e entrei em casa,fui pro meu quarto e meus pais pareciam não ter nem notado que eu saí.Tomei um banho,me troquei e fui dormir.

Acordei no dia seguinte com muita dor de cabeça,tomei um remédio,vesti meu uniforme e desci.Fui até a cozinha peguei é uma maçã e...
Mãe:Vem tomar café filha!
Eu:To sem fome
Pai:ainda está cedo,espera que te dou carona.
Eu:Não precisa! Eu vou andando.
Mãe:filha não faz assim.
Eu:tchau!
Sai e fui andando,no caminho encontrei as meninas e contei tudo à elas.
Ana:como assim Ju? Logo agora?!
Babi:pois é.Que sacanagem.Ta pensando em fazer alguma coisa?
Eu:ainda não sei o que fazer.O Felipe tá me ajudando.
Ana:você é o Felipe estão bem próximos mesmo né?!
Eu:é.Ele tá sendo um amigo  incrível!
Babi:eu ainda acho que lê te olha diferente.
Eu:aí esquece isso tá?! temos problemas maiores.
Ana:Verdade!
Babi:mas calma que vamos dar um jeito!
Chegamos ao colégio e ficamos conversando no pátio até o sinal tocar.
Passei praticamente todas as aulas distraída e preocupada.
No intervalo...
Eu:vou pegar um suco vocês querem?
Ana:não
Babi:nem eu.
Fui até a lanchonete 
Eu:oi,um suco por favor?
Xx:Laranja né?!
Eu:haha! To ficando previsível 
Xx: pra quem te conhece é mesmo.
Eu:oiii!
Era o Arthur,com aquele sorriso que me hipnotizava 
Arthur:como você tá?! Vi sua ligação só tarde da noite,por isso não liguei 
Eu:Tudo bem! 
Arthur:então me conta,o que queria ?
Xx:seu suco!
Eu:obg!Bom,basicamente é que meu pai foi promovido e temos que nos mudar pra Argentina 
Arthur:como assim? Pra quando isso!?
Eu:uns 6 meses. Até que tudo se resolva demora.
Arthur:Não to acreditando.Vou desmarcar o ensaio de hoje pra ficar com você!
Eu:não precisa,eu ainda vou demorar! E eu To ajudando o Felipe com as matérias das provas deles.
Arthur:hm... Felipe? Estão bem próximos né?
Eu:sim! Somos amigos!
Arthur:bom,ok então.Acho que não precisa de mim!
Eu:eei! Que isso?Ele só me deu apoio quando precisei,ele é meu amigo!
Arthur:eu estava ensaindo ontem,por isso não te atendi.
Eu:eu sei.Não to insinuando nada.
Arthur:Não é o que parece
Eu:acho melhor pararmos por aqui.
Sai andando,o sinal já havia tocado e no caminho pra sala esbarrei no Felipe.
Felipe:Opa! Calma!
Eu:aí desculpa!
Felipe:Tá tudo bem?!
Eu:tá sim. vamos? Temos aula de química.
Felipe:tá! Mas sei que ta rolando alguma coisa à mais do que a viagem.
Eu:eu conto no caminho pra casa.
Felipe:ok!te espero.

No final da aula ia saindo pra esperar o Felipe,quando o Arthur apareceu.
Arthur:vamos conversar?
Eu:seja breve.
Arthur:Desculpa.Eu fui grosso e me arrependo,mas fiquei com ciúmes do Felipe.Tipo,você odiava ele é aí do nada são melhores amigos?Eu não quero perder você.Nunca senti por ninguém o que sinto por você.
Eu:Ele é meu amigo é só.Não precisa sentir ciúmes! 
Arthur:Eu sei.Desculpa!Você tá passando por um momento ruim e eu fui um babaca.
Eu:Tudo bem! E eu também nunca senti por alguém o que sinto por você.
Arthur:Vamos caminhando?Eu pedi pra chegar um pouco mais tarde!
Eu:vamos!
Ele me beijou,ali na frente de todos,na saída do colégio.Eu retribuí,mas fiquei supresa.
Poov's Felipe
A Ju não estava muito legal,e combinamos de ir juntos pra casa pra ela ir me contando, mas quando saí pra encontrá-la,ela estava conversando com o método do Arthur.Eu ia me aproximar,mas eles estavam conversando sério e depois foram embora juntos.
Isso deveria ser irrelevante,mas sinceramente... Não foi,nem um pouco.
Eu:o que?Ela foi com ele?
Xx:Falando sozinho?
Eu:Ah oi Cadu!
Cadu:Tá esperando o que? vamos?!
Eu:Tava esperando alguém,mas... Deixa pra lá.


Notas Finais


Até amanha Amores!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...