História Junto e misturado, nova geração. - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, Monsta X, Seventeen, UNIQ
Personagens Cho Seung Yeon, Eunwoo, Hong Jisoo "Joshua", I'M, Jeon Wonwoo, Jimin, Jin, Jinyoung, Jisoo, Joo Heon, Jungkook, Ki Hyun, Kim Mingyu, Lee Jihun "Woozi", Lisa, Mark, Moonbin, Soonyoung "Hoshi", Suga, V, Wang Yibo
Tags Astro, Binwoo, Blackpink, Bts, Eunwoo, Hoshi, Jikook, Jimin, Jinyoung, Jisoo, Jooheon, Jookyun, Jungkook, Kihyun, Lisa, Mark, Markjin, Meanie, Mingyu, Monsta X, Seungyi, Seventeen, Soonhoon, Suga, Wonwoo, Woozi
Visualizações 284
Palavras 2.647
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Filme e zíper.


Fanfic / Fanfiction Junto e misturado, nova geração. - Capítulo 16 - Filme e zíper.

Seokjin Pov’s

- Ah não, tudo bem crianças, eu só estou cansado e tenho um paciente que está indo para a cirurgia, o irmão de vocês está bem, ele só precisa de repouso, terá que ficar aqui algumas horas em observação. – Sorriu. - Com licença.

Mingyu: Que susto da porra. – Relaxou.

Jihoon: Idem, já estava imaginando o pior.

Seokjin: Ok, então só nos resta esperar. – Eles assentiram.

Cerca de 2 horas depois, liberaram ele, Jihoon foi até o quarto dele e cerca de vinte minutos depois apareceu com ele no colo segurando um balão verde.

Lisa: Que susto meu amor. – Levantou e deu um beijo na bochecha dele.

Joshua: Mas eu disse que tinha gosto de terra. – Formou um biquinho nos lábios. – E ninguém me levou a sério.

Jihoon: Own, ninguém te levou a sério né? – Fez voz de bebê.

Joshua: Não. – O abraçou pelo pescoço.

Jihoon: Hã, gente... acho que já podemos ir, estamos de pijama no hospital e... – Olhamos nossas roupas. – Vamos embora logo.

[...]

Seokjin: Perdi o sono.

Lisa: Idem. – Vinha descendo as escadas após colocar Joshua para dormir.

Jisoo: Que horas são?

Hoshi: Três e dezenove.

Mingyu: Que tal um filme?

Lisa: Ótima ideia. – Sentou na poltrona enrolada na coberta. Mingyu levantou e colocou um filme qualquer. Jisoo sentou do meu lado e Mingyu nem pareceu notar, a abracei pelo ombro e ela se enrolou na coberta.

Jihoon: Colocou o que?

Mingyu: Invocação do mal.

Hoshi: Ah não, não, não, tira isso agora. – Rimos.

Jisoo: Sem chance, eu não vou assistir isso. – Levantou já se preparando para subir e Hoshi também.

Jihoon: Hoshi, relaxa. – O puxou de volta e eu puxei Jisoo.

Seokjin: Eu estou bem aqui. – Dei um beijo em sua bochecha após ver Mingyu distraído conversando com a Lisa.

Jisoo: Se eu tiver um pesadelo, eu vou chutar seu saco com tanta força que você vai ficar impossibilitado de ter filhos. – Sorri e rocei meus lábios no pescoço dela.

O filme começou, olhei Hoshi e ele nem olhava para a televisão, estava com as mãos no rosto, rimos e demos pausa.

Mingyu: O que está fazendo, Hoshi? É só a introdução.

Hoshi: É, mas esses filmes já começam no suspense. – Começamos a rir e Jihoon tirou as mãos dos olhos dele, deu um beijo na bochecha dele e o abraçou de lado.

O filme continuou, a cada cinco minutos de filme era um grito da Jisoo e um susto do Hoshi, mais riamos deles do que assistíamos o filme, aquilo estava tão épico que gravaram.

Tudo ocorria bem até chegar numa parte que começa aquela musiquinha de suspense e surge alguma coisa do nada para assustar, Jisoo gritou e escondeu o rosto no meu pescoço.

Jisoo: Meu cú! – Tapou os olhos e nos arregalamos os olhos rindo. – Não passa nem ar! – Chorei de rir.

Hoshi: Ta repreendido em nome de Jesus... – Olhou em volta. – No Getsêmani foi que meu Jesus orou... – Começou a cantar e nós gargalhamos, minha barriga chega doeu.

[...]

Estavamos nos arrumando para dormir e toda hora Hoshi olhava em volta enquanto cantava música gospel.

Seokjin: Relaxa, é só um filme. – Ele assentiu e deitou, deitei também e apaguei a luz do quarto na tomada perto da cama, deixei o abajur aceso e o olhei. – Boa noite.

Hoshi: Boa noite.

Em poucos minutos, adormeci.

[...]

Jihoon Pov’s

- Woozi... – Sentei sonolento e cocei os olhos, olhei para a porta e lá estava Hoshi me olhando.

Jihoon: O que foi? – Estendi os braços e ele veio, sentou próximo a mim e eu o puxei para abraça-lo.

Hoshi: Posso dormir com você? Estou com medo. – Deitei e ele ficou deitado em meu peito.

Jihoon: Tudo bem... – Acariciei seu braço, minutos se passaram, mas ele não dormiu e nem eu queria dormir e deixa-lo sozinho. Fiz ele deitar no travesseiro e me curvei sobre ele. – Não vai dormir? São cinco horas da manhã. – Murmurei e ele negou com um biquinho nos lábios. – Só um pouquinho? – Acariciei sua bochecha com as costas da mão.

Hoshi: Você está com sono? – Neguei e dei um selinho nele que logo se transformou em um beijo que foi finalizado com uma mordiscada.

Jihoon: Quer fazer o que? – Ele sorriu e me beijou mais profundamente, senti sua mão por baixo da minha blusa e me arrepiei. Ele a tirou vagarosamente e me beijou em seguida.

Hoshi: Você quer?

Jihoon: Só se você quiser. – Acariciou minha cintura.

Hoshi: Eu quero... – O fitei e acariciei seu rosto.

Jihoon: Eu também...

Hoshi: Mas a gente podia esperar... – Sorri e assenti.

Jihoon: Melhor. – Dei um selinho nele.

Hoshi: Mas se quiser ficar assim eu não me importo.

Jihoon: Safado. – Beijei seu pescoço.

Hoshi: Só com você. – Sorri de encontro ao pescoço dele. – Posso fazer uma pergunta?

Jihoon: Pode.

Hoshi: Você é virgem? – O olhei.

Jihoon: Advinha. – Mordisquei seus lábios.

Hoshi: Não é... – Apertou minha bunda e me puxou para mais perto de si.

Jihoon: Porque acha que não sou?

Hoshi: Porque de santo você só tem a cara. – Tocou meus lábios com os dedos e eu acabei rindo.

Jihoon: Só por isso?

Hoshi: Você não é virgem, tenho certeza. – Sorri.

Jihoon: Sou sim. – Arqueei a sobrancelha.

Hoshi: Está mentindo. – Riu.

Jihoon: Não estou.

Hoshi: Amor você não é virgem.

Jihoon: Me chamou de amor? – Ele corou e eu sorri selando nossos lábios. – Tem razão, não sou.

Hoshi: É sério?

Jihoon: Sim.

Hoshi: Com quem foi?

Jihoon: Não vou te falar da minha vida sexual antes de você;

Hoshi: Eu quero saber. – Fez biquinho.

Jihoon: A capitã das lideres de torcida.

Hoshi: É sério? – Assenti. – Foi bom?

Jihoon: Está com ciúmes de uma relação antes de você?

Hoshi: Não, só quero saber.

Jihoon: Foi maravilhoso. – Ele me fitou e eu ri. – Foi minha primeira vez e foi uma aposta.

Hoshi: Aposta do que?

Jihoon: Delas.

Hoshi: Como assim?

Jihoon: As amigas desafiaram ela, disseram que duvidava ela conseguir ir pra cama comigo.

Hoshi: E você caiu como um patinho?

Jihoon: Ta me achando estúpido? – Gargalhou. – Eu sabia desde o inicio que era aposta, perguntei e ela confirmou.

Hoshi: E você ainda foi pra cama com ela?

Jihoon: Fui, ela quis e eu estava... precisando. – Arqueou a sobrancelha e me virou na cama, ficando entre minhas pernas.

Hoshi: Porque apostaram você? – Beijou a extensão do meu peito e eu acabei me arrepiando. – Porque todo mundo tem medo de você? – Mordi os lábios e ele passou a língua enquanto dava alguns chupões.

Jihoon: Para com isso. – O puxei para cima. – E eu não sei do que você ta falando. – Selei nossos lábios, desci minha mão pelas costas dele e parei em sua coxa, o puxei e ele sentou em cima de mim.

Hoshi: Não? Você sabe que todo mundo ali tem medo de você, apostaram você porque devem imaginar que sexo com você deve ser uma delicia. – Mordiscou minha orelha.

Jihoon: Isso vai acabar mal. – Ele riu e eu o empurrei, sentei e vesti a camisa. – Você é muito safado. – Engatinhou na minha direção.

Hoshi: Bem que você gosta. – Passou a mão entre as minhas pernas e apertou meu membro, me beijou e sentou no meu colo.

Jihoon: Cadê sua vergonha na cara?

Hoshi: Sei lá. – Rimos.

Dia seguinte

Mingyu Pov’s

Toquei a campainha e esperei, coloquei as mãos no bolso e ouvi passos do outro lado da porta, logo ele abriu, estava apenas de cueca e blusa.

Wonwoo: Ah... oi. – Corou e me deu passagem. Entrei e notei de canto de olho ele abaixar mais a blusa.

Mingyu: A gente pode conversar? – Ele assentiu.

Wonwoo: Eu já volto. – Subiu as escadas e em poucos minutos retornou vestindo um short. Sentou na poltrona e esperou.

Mingyu: Você tem que voltar para casa do Jihoon... Wonwoo eu não queria...

Wonwoo: Ficar comigo, você já deixou isso claro. – Riu confuso.

Mingyu: Deixa eu terminar.

Wonwoo: Não, você fica fazendo isso, você... – Levantou. - ...fica me seguindo, você me beija, você tem vontade de foder comigo, mas depois você fala pra mim esquecer, ai depois você vem, pede desculpa e me beija de novo, eu não sou uma roupa, você não pode me usar e depois jogar fora.

Mingyu: Você faz isso com muitas pessoas.

Wonwoo: O que? Mas você é inacreditável, você fica com medo de alguém te usar e depois te dispensar, mas você ta agindo da mesma forma e pior, você ta dizendo que eu faço isso, você não pode vim aqui e impor o que eu faço com a minha vida.

Mingyu: Não finja que não faz, você faz... eu não vim aqui pra te julgar, eu vim aqui para acabarmos com isso, sem... beijos, sem nada, para simplesmente esquecermos.

Wonwoo: Você já disse isso, duas vezes, você não sabe.

Mingyu: O que eu não sei? – Ele cruzou os braços, olhou para o lado e comprimiu os lábios. – Fala, Wonwoo, o que eu não sei?

Wonwoo: Vai embora. – Sua voz saiu embargada.

Mingyu: Você é infantil, eu tento conversar com você, mas você fica me tratando assim, o que você quer? Você quer transar? É isso? Não vai parar até conseguir transar comigo para poder se vangloriar depois? Só que eu não vou para a cama com você nunca! – Ele apenas assentiu, passou por mim e subiu as escadas. Respirei fundo e sai batendo a porta.

[...]

Seokjin Pov’s

Jisoo: Credo, que cara é essa? – Perguntou assim que Mingyu passou em disparada para o andar de cima.

Seokjin: Uh, acho que ele foi na casa do Wonwoo. – Movi uma peça do jogo de xadrez.

Jisoo: Porque acha isso?

Seokjin: Porque só existe uma pessoa no mundo que consegue tirar Mingyu do sério e essa pessoa é o Wonwoo.

Joshua: Woozi meu bilau ta doendo! – Nos olhamos e começamos a rir.

Jihoon: O que ta doendo? – Gritou de volta, ambos estavam fora do meu campo de visão, deduzi que Joshua estava no banheiro e Woozi no quarto.

Joshua: Meu bilau!

Jihoon: O que diabos você fez pro seu pinto estar doendo?

Jisoo: Gente, que conversa obscena.

Joshua: Prendi ele no zíper da calça! – Gargalhei.

Jisoo: Estou com fome. – Levantamos e caminhamos para a cozinha, mas antes de chegar ouvi uma pequena frase dita pelo Hoshi.

Hoshi: ...mas se ele gosta, porque não fala? Assim Mingyu não o trataria desse jeito.

Lisa: Por que... – Chegamos e ela se calou.

Jisoo: Quem gosta do Mingyu?

Hoshi: Q-que?

Jisoo: Você disse “mas se ele gosta, porque não fala” – Colocou as mãos na cintura. – Quem gosta do Mingyu?

Mingyu: Quem gosta de mim? – Ele chegou.

Hoshi: Não existe só ele de Mingyu no mundo.

Seokjin: Porque estariam falando de um Mingyu que não seja ele? – Arqueei a sobrancelha, Wonwoo gosta do Mingyu? É isso mesmo?

Lisa: Vocês tem que parar de se meterem onde não são chamados. – Mingyu cruzou os braços.

Mingyu: Estão falando de mim, então eu quero saber.

Jisoo: É o Wonwoo, não é? – Eles ficaram quietos e Mingyu saiu da cozinha.

Lisa: Mingyu espera! – Ela foi atrás e nós também. – Não vai falar nada com ele.

Mingyu: Por quê?

Hoshi: Porque vocês vão brigar... de novo. – Suspirou. – E ele vai achar que foi o Tae que disse.

Mingyu: O que o Taehyung tem... – Parou. – É isso? É por isso? – Lisa sentou no sofá. – É por isso que ele me odeia? – Se virou e abriu a porta.

Hoshi: Você não pode falar nada pra ele... Mingyu! – Ele não deu atenção e saiu.

[...]

Mingyu Pov’s

Toquei a campainha diversas vezes e cerca de 10 minutos depois ele atendeu sem camisa.

Wonwoo: Aish, o que você quer?

Mingyu: Falar com você.

Wonwoo: Mas que merda. – Ele estava irritado? – Entra, já atrapalhou mesmo. – Franzi o cenho e entrei, ele subiu as escadas, voltou vestindo uma camisa e uma das garotas lideres de torcida vinha logo atrás fazendo um coque no cabelo. – Desculpa por isso. – Falou com ela, me fitou e abriu a porta.

- Tudo bem, acho que não era pra ser. – Sorriu e deu um beijo na bochecha dele. – Tchau Mingyu. – Acenei e ela saiu da casa.

Wonwoo me olhou.

Mingyu: Ia transar é? – Arqueei a sobrancelha.

Wonwoo: Você não tem nada haver com isso.

Mingyu: Toda essa raiva porque não conseguiu transar?

Wonwoo: O que você quer?

Mingyu: Você gosta de mim? – Ele me fitou.

Wonwoo: É só isso?

Mingyu: É.

Wonwoo: Gosto, agora vaza. – Se virou e caminhou para a área da piscina enquanto tirava a camisa.

Foi mais fácil do que eu imaginei.

O segui e ele estava com o celular na mão, levou até o ouvido e pareceu dar na caixa postal.

Wonwoo: Acho bom atender essa droga, Taehyung. – Desligou, jogou o celular de lado e mergulhou.

Mingyu: Não foi ele que me contou. – Afirmei após ele emergir.

Wonwoo: Ainda está aqui?

Mingyu: Porque está na defensiva? – Ele suspirou, então notei o porquê dele ter mergulhado, estava excitado. Saiu da piscina, pegou o celular e passou por mim, segurei seu braço e o virei pra mim, ele me empurrou e eu me desequilibrei, cai na água e o puxei junto comigo.

Wonwoo: Me solta!

Mingyu: Porque está com tanta raiva?

Wonwoo: Porque? Você acha que eu tenho cara de idiota? Você me beija, depois fala “já conseguiu o que queria, pode espalhar” – Seus olhos encheram de lagrimas. – Depois me beija de novo e pede pra esquecer, ai de novo você me beija e fala que não deveria ter feito, depois vem na minha casa e fala um monte pra mim, fora as outras coisas que você falou... – As lagrimas misturaram com a água da piscina em seu rosto. – Que tipo de pessoa acha que eu sou? Acha que não tenho sentimentos?

Mingyu: Wonwoo o que você queria? Você foi pra cama com metade daquele escola e...

Wonwoo: Mas isso não te da o direito de me tratar como lixo! – Me aproximei. – Não chega perto de mim. – O ignorei e ele deu passos para trás, por fim encostou na parede e eu parei.

Mingyu: Se gosta de mim, porque dorme com tanta gente? O que você quer que eu pense de você? Que sou mais um, que queria ir pra cama comigo e depois me dispensaria, você faz isso com todo mundo, porque comigo ia ser diferente, me beijou e eu cedi, não era isso que você queria?

Wonwoo: Eu queria você! – Me calei, ele respirou fundo e se virou para sair da piscina, o virei para mim novamente e o prensei na parede.

Mingyu: Wonwoo e não sou advinha, eu sei que não justifica falar aquelas coisas pra você, mas eu fiquei com raiva.

Wonwoo: Do que?

Mingyu: Porque você ficava atrás de mim o tempo inteiro, na minha cabeça era só até transarmos, porque não me disse? – Ele ficou quieto. – Por quê? – Não respondeu e eu o prensei mais na parede. – Me responde.

Wonwoo: Porque eu tive medo. – O fitei.

Mingyu: Quanto tempo?

Wonwoo: Uns cinco anos. – Arfei.

Mingyu: Nada que eu disse, eu penso realmente, eu só disse pra te afastar de mim.

Wonwoo: Porque?

Mingyu: Porque eu gosto de você, mas você tem todos aos seus pés, porque me olharia? Ai você começou a ficar me perseguindo e droga eu não conseguia conter, eu te beijava, eu queria fazer tantas coisas com você... Mas eu tinha medo, medo de depois você sumir, como sempre faz... Eu ficava ouvindo todas aquelas meninas falando o quão gostoso você é, que sexo com você é isso e aquilo, eu ouvia até os meninos do time de basquete falando, céus, com quantas pessoas você já dormiu?

Wonwoo: Quer mesmo que eu responda?

Mingyu: Porque tanta gente?

Wonwoo: Porque você não me dava bola... – O fitei. – Fiquei tão bonito com o passar do tempo, treinava com o meu pai, eu fiquei tão... – Conduziu minha mão por seu abs. – Gostoso. – Mordi os lábios. – Chamei a atenção de todo mundo, menos de você. – Afirmou entre dentes.

Continua...


Notas Finais


Na vida eu sou a Jisoo e o Hoshi assistindo filme de terror :')

Hoshi e Woozi até numas saliências são fofos, não posso com isso cara, não posso.

Mingyu e Wonwoo tem tanto fogo entre eles (sem malicia) que eu fico imaginando na hora do sexo kkkkkkkkkk'

Seokjin e Jisoo são mt amorzinhos, fala sério, não posso com esse shipp gente :')

O que acharam? Me contem nos comentários e visitem meu canal no youtube gente, se puderem, se inscrevam, amo vcs -> https://www.youtube.com/channel/UCc3k7X8U4WkhpCWmaO0fFWA?sub_confirmation=1


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...