História Junto e misturado, nova geração. (HIATUS) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, Monsta X, Seventeen, UNIQ
Personagens Cho Seung Yeon, Eunwoo, Hong Jisoo "Joshua", I'M, Jeon Wonwoo, Jimin, Jin, Jinyoung, Jisoo, Joo Heon, Jungkook, Ki Hyun, Kim Mingyu, Lee Jihun "Woozi", Lisa, Mark, Moonbin, Soonyoung "Hoshi", Suga, V, Wang Yibo
Tags Astro, Binwoo, Blackpink, Bts, Eunwoo, Hoshi, Jikook, Jimin, Jinyoung, Jisoo, Jooheon, Jookyun, Jungkook, Kihyun, Lisa, Mark, Markjin, Meanie, Mingyu, Monsta X, Seventeen, Soonhoon, Suga, Wonwoo, Woozi
Visualizações 163
Palavras 2.278
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Sozinhos.


Fanfic / Fanfiction Junto e misturado, nova geração. (HIATUS) - Capítulo 17 - Sozinhos.

Wonwoo: Você me magoou.

Mingyu: Me perdoa? Sei que não podia dizer aquilo, mas eu estava com tanta raiva.

Wonwoo: Não justifica.

Mingyu: Eu sei... mas admita que tem culpa também.

Wonwoo: Eu não disse que não tinha, mas eu não te magoei em nenhum momento. Você... gosta de mim desde quando?

Mingyu: Do quase beijo no ano passado.

Wonwoo: E não me disse?

Mingyu: Você parece uma puta no corpo de um garoto, e se você me magoasse? E se eu tomasse um fora?

Wonwoo: Eu tomei um fora, dois e ainda ouvi coisas vindo de você.

Mingyu: Tem que entender meu lado.

Wonwoo: Eu entendo, mas não concordo, e eu não sou uma puta no corpo de um garoto.

Mingyu: É sim, não sabe quantas coisas eu imaginei fazendo com você. – Ele estremeceu. – Você sabia que... – Me curvei na direção do ouvido dele. – Eu já me toquei pensando em você?

Wonwoo: Já?

Mingyu: Eu queria ir pra cama com você tanto quanto você queria ir comigo, mas eu não podia me arriscar e me magoar depois, você não dava nem se quer um sinal de que eu era diferente pra você. – Me afastei. – Teve um dia em especial que... eu ouvi o Chul do time de basquete falando que vocês transaram na festa do começo do ano... é verdade? – Ele assentiu relutante e eu mordi os lábios contendo meu ciúmes. – Ai ele ficava falando disso, ficava te olhando jogar sem camisa, então eu comecei a propor que usássemos colete de cores diferentes por cima da camisa, em vez de jogar um time sem camisa e o outro com.

Wonwoo: Era por isso? – Riu e eu sorri.

Mingyu: Era...

Wonwoo: Você disse que o técnico falou que não podíamos jogar sem camisa.

Mingyu: Só que eu menti... – Sorri e ele me fitou, em seguida me deu um soco no peito.

Wonwoo: Filho da... – O beijei.

Mingyu: Não me bate... – Mordi seus lábios.

Wonwoo: Sobre o que mais mentiu?

Mingyu: Ah não, não vou dizer.

Wonwoo: Vai sim.

Mingyu: Lembra da festa no final do ano passado? A festa da escola? – Ele assentiu. – Que você estava no banheiro com o Ruan? – Ele cruzou os braços. – Bom... foi eu que quebrei o cano pra jorrar água em vocês. – Ele arregalou os olhos incrédulo.

Wonwoo: Mingyu!

Mingyu: Na festa do dia dos namorados que você estava com a Li no banco da escola, eu interrompi de propósito, Taehyung pediu pra chamar qualquer um, mas eu vi você com ela e chamei você.

Wonwoo: Você é inacreditável.

Mingyu: Sabe o que eu percebi? Que nenhum deles faz você sentir tanto prazer quanto eu faço. – Passei a mão pela cintura dele e desci apertando sua bunda. O peguei no colo e ele entrelaçou as pernas na minha cintura, o beijei e o coloquei sentado no chão da piscina enquanto ficava entre suas pernas.

Wonwoo: Pega meu celular. – Assenti e mergulhei, peguei o celular e entreguei pra ele.

[...]

Wonwoo Pov’s

Tae: Então... ele sabe? – Se chutaram que ele chegou tocando a campainha insistentemente interrompendo tudo que estávamos fazendo, vocês acertaram.

Wonwoo: Eu achei que tinha sido você.

Tae: Óbvio que não, ta me achando idiota?

Wonwoo: Desculpa, mas só você sabia.

Tae: Eai, o que deu? – Sorri e ele entendeu. – É sério?

Wonwoo: Bom, não sei, ele não disse nada... – A campainha tocou e eu levantei, quando abri era a Lisa.

Lisa: Tae está ai? – Assenti e dei passagem para ela.

Ela sentou do lado dele e deu um selinho no mesmo.

Lisa: Volta lá pra casa.

Tae: Porque?

Lisa: Porque eu to com saudade.

Wonwoo: Fui. – Subi as escadas. – Não sou pago pra ficar de vela.

Entrei no quarto e ele estava lendo, com óculos e apenas de cueca em cima da minha cama.

Que tentação.

Wonwoo: Você não tem roupa não? – Levantou o olhar levemente. – Você parece um ator pornô. – Ele riu e voltou a ler.

Mingyu: Senta aqui... – Revirei os olhos e sentei na cadeira, ele abaixou o livro no peito e me olhou. – Não quer sentar na mesma cama que eu?

Wonwoo: Não porque vai resultar em sexo.

Mingyu: Porque tem tanta certeza?

Wonwoo: Você de óculos e cueca é a minha morte. – Ele riu. – Taehyung está ai e Lalisa também.

Mingyu: Você falou pra ele?

Wonwoo: O que exatamente? – Peguei o livro do peito dele. – Não tinha o que falar sendo que só... nos acertamos. – Ele sorriu. – Porque está sorrindo assim?

Mingyu: Você disse “nos acertamos” – Sentou e me puxou pela mão, mas eu não levantei. – Senta aqui comigo.

Wonwoo: Não vai rolar.

Mingyu: Eu não vou fazer nada. – Arqueei a sobrancelha.

Wonwoo: Quer que eu sente no seu colo para não fazer nada?

Mingyu: Posso te tocar? – Ri e neguei. – Então é pra nada mesmo.

Wonwoo: Você está com muito fogo, precisa de um banho pra apagar.

Mingyu: Só nos acertamos?

Wonwoo: Sim.

Mingyu: Ainda to esperando você declarar amores eternos por mim e me pedir em namoro.

Wonwoo: Isso não vai acontecer. – Ele riu e eu levantei, me puxou e num movimento rápido, ficou sobre mim na cama.

Mingyu: Você vai me pedir em namoro, sim. – Beijou meu pescoço.

Wonwoo: To achando que você que vai pedir.

Mingyu: Veremos.

[...]

Mingyu: Volta pra casa do Jihoon, por favor.

Wonwoo: Estou muito bem aqui.

Mingyu: É, mas eu não estou bem.

Wonwoo: Dramático. – Suspirei. – Amanhã eu volto.

Mingyu: Porque não hoje?

Wonwoo: Porque são dez horas da noite já.

Mingyu: Taehyung foi pra lá agora.

Wonwoo: Que bom. – Desci as escadas, caminhei para a cozinha com ele logo atrás, coloquei o copo na pia e fui para a sala sentando no sofá.

Mingyu: Bem que eu to querendo ficar sozinho com você. – Sentou do meu lado, abriu minhas pernas e passou a mão entre elas parando sobre o meu membro apertando levemente.

Mordi os lábios e ele beijou meu pescoço enquanto acariciava meu membro por cima do short. Peguei em sua mão o fazendo parar e a conduzi para dentro do meu short e da minha cueca, soltei um gemido baixinho quando senti seus toques e ele chupou o lóbulo da minha orelha.

Apoiei a cabeça no encosto do sofá sentindo suas caricias, ele aumentou a velocidade, tirou minha camisa com uma mão só e distribuiu beijos pelo meu peito enquanto passava a língua.

Mingyu: Wonwoo-ah. – Estremeci e tirei sua mão, controlei a respiração e tirei seu membro pra fora da cueca, o masturbei lentamente enquanto o beijava, um beijo carregado de malicia e segundas intenções. Abri suas pernas e me ajoelhei no chão, fiquei entre elas e tirei sua cueca.

Passei somente a língua e o olhei, ele cerrou os olhos implorando por mais e eu sorri dando alguns beijos na extensão do membro dele. Passei a língua e chupei a cabeça, ele soltou um gemido e pendeu a cabeça para um lado. Abocanhei seu membro, comecei alguns movimentos enquanto o masturbava, segurei seu queixo levemente e fiz ele me olhar. Ele mordia os lábios e quando parava, gemidos roucos saiam por entre eles.

Wonwoo: Goza na minha boca, bebê. – Isso pareceu deixá-lo cheio de desejo.

Mais um pouquinho e ele gozou, me puxou rapidamente e me beijou enquanto controlava a respiração, fiquei em pé, soltei seu membro e a cueca subiu. Beijou minha barriga enquanto descia meu short, abaixou minha cueca e levantou o olhar para mim enquanto roçava os lábios no meu membro.

Wonwoo: Mingyu... – Saiu como um gemido e ele sorriu passando a língua, em seguida abocanhou. Segurei seu cabelo, puxei, ele começou a sugar somente a cabecinha e eu podia sentir que iria gozar em breve. Então afastei sua cabeça, ele me olhou sorrindo e me puxou para seu colo após tirar a cueca, sentei de frente pra ele e gemi ao sentir nossos membros se tocarem.

Encaixei e sentei devagar em seu membro, ele fechou os olhos e eu me aproximei envolvendo seu pescoço com os braços. O beijei sentindo seu membro entrando e saindo vagarosamente para poder me acostumar com a dor, aos poucos meus gemidos de dor foram sumindo dando espaço para gemidos de prazer. Passei a língua em seu pescoço e chupei com certa pressão para deixar marcado.

Me afastei e não consegui conter os gemidos altos, podia ouvir os dele que saiam quase que em uníssono com os meus, ele beijou meu pescoço, apertou minha bunda, chupou meus lábios e ainda murmurava coisas completamente obscenas em meus ouvidos.

Não sabia se me concentrava em sua mão me masturbando maravilhosamente ou em suas estocadas, minha boca estava entreaberta, ele me beijou enquanto me desmanchei em sua mão, o afastei e deixei o gemido alto sair da minha garganta, olhei meu membro e ele continuou me masturbando lentamente enquanto fazia certa pressão, alguns resíduos ainda saiam e aos poucos parei de gemer, mas logo avancei em seus lábios e comecei a rebolar em seu membro.

Wonwoo: Você gosta? – Mordisquei sua orelha e ele gemeu arrastado. Acariciei seu peito e o fiz deitar no sofá, comecei movimentos lentos enquanto passeava com a língua pelo seu peito, seus gemidos saiam tão gostosos. – Fala bebê. – Ele mordeu os lábios e assentiu, rebolei e fiz um vai e vem lento, me aproximei sorrindo e selei nossos lábios. – Devagar é tão gostoso. – Ele se arrepiou e eu sorri de encontro aos seus lábios. Ele apertou minha bunda com as duas mãos e eu gemi ao sentir seu membro pulsar dentro de mim, continuei os movimentos, aumentei o ritmo, ele fechou os olhos e em poucos segundos, gozou, fui diminuindo os movimentos, mas continuei sentado sobre ele. – Eu gosto assim, e você?

Mingyu: Nossa, como você é safado.

Wonwoo: E você gosta. – Mordi seus lábios com força. - Eu quero mais...

Mingyu: Mais?

Wonwoo: Aham... bem forte e rápido. – Ele sorriu maliciosamente e me virou no sofá.

[...]

Jihoon Pov’s

Joshua: Posso ficar acordado até mais tarde pra assistir aos desenhos?

Jihoon: Já está acordado. – Sorri.

Joshua: Mais tardão.

Jihoon: Mais? Já são onze e meia.

Joshua: Por favor... – Juntou as mãos diante do rosto.

Jihoon: Meia hora. – Ele sorriu, me deu um beijo e subiu as escadas correndo. Ia subir, mas Hoshi me puxou, fazendo eu sentar novamente. – Que foi?

Hoshi: Lisa pediu para eu ficar com você.

Jihoon: Porque?

Hoshi: Porque Taehyung está na sala de jogos com ela. – Levantei e ele me puxou de novo. – Deixa eles.

Jihoon: Não, Taehyung é um garotinho tarado que só pensa em sexo.

Hoshi: E como chegou a essa conclusão?

Jihoon: Porque ele tem minha idade e eu penso em sexo, penso em você gemendo, penso na gente na minha cama... – Ele me deu um tapa. – Se eu penso, ele pensa 3x pior com a minha irmã, deve imaginar ela com uma banana sei lá. – Ele me fitou.

Hoshi: Confia um pouco nela, por favor?

Jihoon: Confio, claro que eu confio na inocência da minha irmãzinha. Não confio naquele garoto safado que esta com ela sozinho numa sala de jogos, ele pode fingir que a bola de ping pong caiu, ai ela abaixa pra pegar, a saia levanta e ele vê até o útero dela. – Me deu outro tapa.

Hoshi: Qual o seu problema?

Jihoon: É o que eu faria com você.

Hoshi: Não uso saia, muito menos a Lisa usa.

Jihoon: Com uma bunda do tamanho da sua, nem precisa, só de olhar eu já...

Hoshi: Jihoon! – Ele corou.

Jihoon: Desculpa amor, mas é a verdade.

Hoshi: Para de olhar para a minha bunda.

Jihoon: Você olha para a minha que eu sei. – Ele corou. – Acha que eu não sei? Você olha e ainda morde os lábios imaginando altas putarias, já saquei a sua, de anjinho você só tem a cara, fofuxo da minha vida. – Ele corou e eu beijei seu pescoço, abaixei um pouco sua camisa e passei a língua naquela área. – Esse seu jeitinho me excita tanto que você nem imagina.

Hoshi: Pode me dizer como a conversa mudou tão der repente? – O olhei.

Jihoon: Você que começou.

Hoshi: Não, a gente estava falando do Taehyung.

Jihoon: Um assunto leva a outro, o que eu imagino fazendo com você, ele imagina fazendo com ela.

Hoshi: Céus, você é paranoico.

Jihoon: Não, eu sou irmão mais velho, tenha uma irmã de 14 anos e você entenderá.

Hoshi: Jihoon, Taehyung não iria fazer nada com sua irmã nem se quisesse, ela é uma criança praticamente.

Jihoon: Não vai me deixar subir né?

Hoshi: Não. – Bufei e deitei no sofá, ele abriu minhas pernas, ficou entre elas e deitou no meu peito.

Jisoo: O que estão fazendo?

Hoshi: Nada.

Jihoon: Você ta fazendo nada, eu to pensando no que eles estão fazendo.

Seokjin: Eles quem?

Hoshi: Tae e Lisa.

Jisoo: Ai deixa ela.

Jihoon: Vou contar pro Mingyu que você e Jin estavam se pegando na cozinha.

Hoshi: Jih deixa eles.

Seokjin: Você não vai contar realmente, vai? – Sorri.

Hoshi: Não, ele não vai.

Jihoon: Quem disse?

Hoshi: Ele não está falando sério.

Jisoo: Eu sei. – A olhei e ela riu.

Seokjin: Pra sua informação, eu não vou fazer nada com ela.

Jihoon: Sei. - Começamos a assistir e logo Lisa e Taehyung vinham descendo as escadas sentaram no tapete, em seguida começaram a assistir também.

Hoshi: Sabe o que eu estava pensando? – Murmurou levantando a cabeça para me olhar, colocou a mão no meu peito e apoiou o queixo na mesma me olhando.

Jihoon: O que?

Hoshi: Que o meu pai vai surtar e muito.

Jihoon: Quem vai ser castrado sou eu não você. – Ele riu.

Hoshi: Ele não vai fazer nada com você.

Jihoon: Não, Imagina, só minha cabeça que vai rolar.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...