História "O que custa tentar?" - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Juvia Lockser, Natsu Dragneel
Tags Juvia, Naju, Natsu, One-shot
Visualizações 107
Palavras 868
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Famí­lia, Fluffy, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo


Capítulo Único

Qualquer pessoa de fora diria que hoje é só mais um dia normal em Magnólia,mas seus habitantes não dizem o mesmo

Era o primeiro dia de primavera,o que deixava todos naquela cidade ansiosos para verem suas amadas árvores de cerejeira desabrochando,e colorindo todo o local. Nessa época,os passarinhos também ficavam extremamente agitados,o que os fazia voar cantarolando sem parar por todo os lugares,alegrando as manhãs dos moradores

E mesmo que todos estivessem felizes,ninguém superava Natsu

O rosado estava incrivelmente feliz naquele dia. Fazia meses que vinha pensando em se declarar para Lucy no primeiro dia de primavera. Queria que fosse perfeito,em um ambiente bonito,e em um momento inesquecível. Conseguia ser bem romântico quando queria

Todos na rua percebiam a felicidade do rapaz,que quase saltitava ao andar,enquanto distribuía belos sorrisos a todos

― “Acho que já está tudo certo,só me resta ir a guilda para pegar o buquê que deixei com Mira” ―  Pensou já se dirigindo em direção a guilda

Pela primeira vez,abriu as portas da guilda devagar e silenciosamente,tomando todo cuidado para não chamar atenção,precisava passar o mais despercebido possível

Seguiu em direção ao balcão,onde Mira o olhava disfarçadamente,para não levantar suspeitas. Natsu nem precisou dizer nada,só foi se sentar em um dos bancos que a maga logo pegou o buquê embaixo do balcão e o entregou sem que ninguém percebesse

Duas partes do plano já estavam completas,havia pedido a Levy que dissesse a Lucy para esperar embaixo da árvore de cerejeira que ficava no centro da praça,com a desculpa de que as duas iriam se encontrar para lerem um livro que a baixinha havia se interessado. O rosado não poderia estar mais agradecido as duas amigas que o ajudaram a montar o plano,agora só lhe restava se encontrar com Lucy e dizer tudo que estava guardado a muito tempo

Mas antes mesmo que pudesse se levantar,as portas da guilda se abriram,revelando duas pessoas muito conhecidas por Natsu

Gray e Lucy… De mãos dadas

O mago tentou ficar calmo,e não imaginar nada que não fosse comprovado. Mas tudo foi por água abaixo logo que Gray se pronunciou em alto e bom som para todos na guilda ouvirem

― Minna! Gostaria de anunciar que eu e a loira aqui estamos namorando! ― Todos sem hesitar se levantaram e foram parabenizar o novo casal,com exceção de Mira,Levy e Happy,que sabiam da situação do rosado

― E então? Estão namorando a quanto tempo? ― Gajeel se pronunciou

― Na verdade,acabei de pedi-la em namoro. A encontrei sentada embaixo de uma bela árvore no centro da praça,e percebi que era o momento certo para revelar meus sentimentos,e graças ao senhor ela me correspondeu ― Natsu fechou seus punhos ao ouvir aquilo de Gray,usou tanta força que sentiu arder pelas pequenas feridas que se formaram ― E acho que não poderia ter escolhido hora melhor,só peço desculpas a Levy,pelo jeito minha loira estava te esperando não é? Me desculpe,mas eu e Lucy achamos que você não se importaria,levando em conta o motivo por ela ter saído de lá

― A-Ah,n-não,tudo bem G-Gray! S-Sem p-problemas ― Olhava disfarçadamente para Natsu com pena,não sabia que o plano iria resultar nisso

Natsu sem aguentar mais aquilo,saiu da guilda em passos rápidos,o que fez todos finalmente se tocarem do que acontecia. E então,enquanto corria sem direção,a primeira lágrima escorreu por seu rosto…

Corria enquanto chorava desesperadamente,até parar em um rio muito bonito ali próximo,com a chegada da primavera,o rio estava ainda mais belo,com as pétalas das árvores que caíam sobre ele,e as flores em sua margem

Ia se aproximando do local,até avistar uma silhueta sentada com suas perna sendo banhadas pelo rio

Juvia…

Natsu se aproximou dela e tocou seu ombro,vendo-a levar um pequeno susto ao se virar rapidamente,suavizando sua expressão quando viu quem era. E com esse simples ato,o rapaz pode ver que haviam lágrimas em seu rosto

Se aproximou ainda mais,e sentou-se ao lado da maga,que continuou na mesma posição

― Você viu não é? Você os viu não é,Juvia?

― Sim Natsu-san,Juvia estava seguindo Gray quando ele se encontrou com a Lucy-san e disse tudo o que sentia para ela ― Natsu estranhou a falta do “sama” depois do nome de seu amigo,mas não questionou,afinal,já sabia muito bem o motivo

― Entendo…

O silêncio se instalou entre os dois,e ficaram assim por um certo tempo,até Natsu se levantar bruscamente,assustando a garota ao seu lado

― Olha Juvia,eu não queria passar por isso,realmente não queria,mas não temos o que fazer! O que vamos ganhar chorando aqui? Exatamente,nada! Não ganharemos nada! A única coisa que nos resta é erguer a cabeça e seguir em frente ― Parou por um momento,enquanto enxugava seu rosto com as costas de sua mão ― Não chore Juvia,um rosto tão bonito não merece tamanha tristeza ― Ela corou ao notar que ninguém nunca a elogiou de tal forma,e o viu sorrir em sua direção. Um sorriso muito bonito e reconfortante,que só o Dragon-Slayer sabia dar ― E então,o que acha de tentarmos superar isso juntos? Afinal... O que custa tentar? ― E com um sorriso no rosto,ele a entregou o buquê que ainda residia em sua mão

E então,mesmo com lágrimas no rosto,Juvia pela primeira vez verdadeiramente... Sorriu


Notas Finais


Espero que tenha ficado boa essa nova versão da fanfic ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...