História Juntos Outra Vez - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Drama, Larry, Mpreg, Romance, Yaoi, Zayn Malik
Exibições 7
Palavras 2.842
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Festa, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem!
Trafagal Square-Londres

Capítulo 1 - PROIBIDO nadar na fonte!


Fanfic / Fanfiction Juntos Outra Vez - Capítulo 1 - PROIBIDO nadar na fonte!

                                     Hazell Winds

Abri  mais uma vez a minha página no Facebook, nada além do normal, nada de novo, exceto pelas mensagens de parabéns pelos meus 21 anos.
Fazer 21 não me deixa feliz, significa que estou envelhecendo, ganhando mais responsabilidades, em compensação já tenho idade para viajar sem muita cobrança dos meus pais, não me entenda mal, eu os amo, sempre fui uma boa filha, educada e estudiosa, mesmo assim sempre foram muito protetores, então fico feliz por poder passar três anos fora.
Estou indo hoje  mesmo para Londres com minha amiga Pamella, estou tão animada que nem consegui dormir direito. A Pam não fala de outra coisa dês dos nossos 18 anos quando decidimos fazer essa viajem, então não é difícil que ela não tenha nem pregado os olhos, ela tem o brilhante sonho de conhecer os boys da One Direction, acredita que mesmo depois deles terem se separado ela ainda sonha em conhecer todos eles juntos? As vezes acho que ela é louca, são só meninos fofos que cantam bem, okay admito, sou fã deles também. Não é como se eles fossem reparar na gente...

-HAZELL, JÁ LEVANTOU?

-JÁ VOU MAMÃE.

Fechei a mala, dei uma olhada em volta, vou sentir saudades, olhei para uma foto da minha família reunida, é a única foto que tem o Thomas, depois que ele morreu minha mãe não quis mais nada que lembrasse o meu irmão, vovô viu que eu sentia falta dele então ele escondeu e me deu essa foto de presente.
Não suportei a ideia de ficar sem a foto por três anos, então coloquei na mala também.
Desci as escadas e  minha família começou a cantar parabéns pra mim,tomamos café, peguei minhas coisas no andar de cima e desci novamente, parei em frente a porta e comecei a chorar descontroladamente, vou sentir muita falta.

-Ei Ell não chore querida, você vai voltar daqui a três anos e seu pai e eu vamos estar esperando você.-Abracei minha mãe.

-Fico feliz Nataly, que já deu seu pai como morto.

-Que isso vô, ela  não disse por mal, e pelo que eu estou sabendo o senhor esta planejando viajar com a sua namorada pra Itália e sabe se lá quando vai voltar.-O abracei, mamãe sorriu e nos abraçou também.  Papai só olhava a cena com lágrimas nos olhos, ele sempre foi o mais emotivo da família, vê se pode( risos).

-Querida, não se esqueça que lá faz muito frio então lembre-se sempre de colocar um casaco..um não, dois ou três...Ah não sei, mas se agasalhe bem e nada de pegar resfriado! Sabe que papai se preocupa com você não é?

-Ah eu comprei esse casaco vermelho pra você Ell, papai e eu escolhemos,sabe por que vermelho?.-Pensei em dizer que é significado da paixão ou algo que envolvesse corações e amor, mas logo ela completou- Pois sabemos que é sua cor favorita!

-Não brincaaa!!! Vocês lembraram, que lindo, mãe, pai, eu amo vocês!-Dei um forte abraço nos dois, uma buzina soou do lado de fora e sabíamos que era a Luana, mãe da Pam, ela nos levaria até o aeroporto, meus pais gostariam de me levar mas eles trabalham em um hospital, meu avô vai com a gente para ficar mais tempo comigo, ele disse que é por que está ficando velho e quer passar mais tempo com quem ele ama, sem falar que ele ADORA a mãe da Pam.
Abri a porta e dei de cara com uma Pam louca e sorridente na minha frente, ela abraçou meus pais e saiu me arrastando, entramos no carro e fomos.
O caminho todo Pam me fez decorar todas suas musicas preferidas do 1D, eu tenho as minhas musicas preferidas deles, não vou negar que toda vez que começa a música History  deles começamos a chorar.
Chegamos no aeroporto com uma hora de antecedência, claro que por exigência minha e da tia Lu, por que se fosse pela Pam estaríamos aqui faltando cinco minutos pro avião decolar, tô falando que ela é louca (risos).
Descemos do carro, tia Lu me deu um forte abraço e quase começou a chorar, ela foi se despedir da filha, meu vô veio falar comigo.
-Neta querida, você entende por que seus pais se preocupam com sua saúde não é?
-Sim vovô, Thomas, papai ainda se sente culpado por ele ter adoecido...Queria poder fazer alguma coisa pra que ele perceba que não foi culpa dele...
-Não tem nada que se possa fazer, sabe que seu pai é cabeça dura e quando teima com alguma coisa vai até o fim.-Ele me estendeu uma sacola embrulhadinha e um livro.-Quando vocês tiverem a oportunidade de usar vestido quero que usem esses que eu comprei pra vocês e não se preocupe, o seu não é vermelho, é azul, sinceramente eu não sei como aqueles dois conseguem errar em algo tão óbvio, o seu quarto é azul dês dos seus onze anos- Nos abraçamos e começamos a rir.
-Eles dão o máximo para serem os melhores vovô.Ah deixe me ver se o senhor se lembra, a cor da Pam é?
-Ora, eu cuido das duas dês de que eram uns fetos nas barrigas de suas mães, quer duvidar de mim Ell?- Olhei pra ele com cara de quem não acredita, ele soltou um suspiro e disse- A cor da Pam é Vinho, se bem que isso está mais para bebida do que cor.- Começamos a rir, Lu e Pamella se aproximaram e Pam abraçou Arthur (meu vovô), ele disse pra ela:
-Trate de se cuidar e agarrar o Zayn de jeito!
-Até você acredita nessa bobagem vô?
-Pra você ver Ell como seu avô é a melhor pessoa do mundo ever!
-Puxa saco.-Terminamos de dar os últimos abraços e entramos, estou tão animada, se deixarem corro uma maratona de tão elétrica estou.
Meia hora depois estávamos no avião, sentadas lado a lado, demos as mão, estávamos animadas mas ao mesmo tempo com medo.
Pam abaixou levemente a cabeça e começou a sussurrar baixinho, deduzi que estava rezando, ela não é dessas coisas,porém  é bastante compreensível devido ao seu medo de altura e que são 11 horas e 30 minutos até Londres. Tentei acalma-la:
-Calma Pam, se você dormir quando chega lá não vai nem perceber que demorou.
-Ell, não estou rezando por um medo de altura bobo, estou rezando para que a sua alma receba com carinho a  alma do meu Nini.
-Alma?Nini?
-É, sabe eu acho que sou espírita e também acho que você está com medo de se apaixonar pelo Niall, então estou rezando pra que você possa se entregar sem medo.
-Bem que meu avô tem razão, vinho está mias para bebida do que pra cor e o que  sua mãe disse sobre você ser espirita?
-Ô familinha do mal viu e nem pense em comentar algo sobre isso perto da minha mãe, sabe que ela é católica fervorosa, me mata se souber.
-Que exagero Pam, sua mãe te ama, ela vai entender.
-Sim, sim, no Natal a gente se fala senhora " não posso contar pros meus pais que vermelho é a cor favorita do Thomas e não a minha se não eles me matam".
-Isso não é assunto pra agora Pam, alem de ser bem delicado.
-Tem razão, eu exagerei, bom agora eu vou dormir por que não quero ter uma crise de pânico nas alturas, beijo flor me liga.-Ela puxou o cobertor e virou pro lado.
-Eu estou do seu lado coisinha, bom sonhos.-Só percebi o quão cansada eu estava quando o avião levantou voo, meu corpo pesou, resolvi dormir também.
Tive um sonho maluco, eu estava em uma fonte no meio de uma pracinha e milhares de pessoas passaram por mim, uma delas me empurrou e eu entrei com tudo na fonte,me molhando inteira, assim que sai pude sentir o frio tomando conta do meu corpo, alguém chegou perto de mim...

-Hey senhora Horan.-Abri um olho encontrando um ser me encarando.-está tudo bem* Você estava muito gelada.
-Sim, só tive um pesadelo. Espera, do que me chamou?
-De senhora Horan.-Ela disse indiferente.
-Senhorita pra você sua bruxa!
- Nossa moça, vai com calma ai...Aiin não acredito que você não se importou com a parte do Horan, minha prece deu certo, tô tão feliz xuliana!
-Que Horan?será que dá pra explicar o da xuliana?
-COMO ASSIM?Niall Horan, sua desalmada, humf e ainda se diz directioner, xuliana é Juliana meu amor, uma piadinha que  estava rolando na internet mas é claro que você não sabe disso, vive enfiada nos livros...
-Gosto das musicas deles, não quero me casar com nenhum e muito menos ser stalker, já está de bom tamanho saber o primeiro nome deles! E não perdi nada com a cara nos livros viu? Janeti.
-Geneti, está meio atrasada nessa ai, mas enfim, já acabou Jessica?.-Começamos a rir desesperadamente, concordamos que somos duas idiotas.
O avião pousou, fomos para um hotel, já que o apartamento que alugamos só pegaríamos na manhã seguinte, como isso já estava planejado tínhamos dinheiro para pagar pelo quarto.Colocamos nossos pijamas e fomos dormir.

Na manhã seguinte levantamos cedo e fomos para a imobiliária,o primeiro ano de aluguel os nossos pais pagariam, nos dando bastante tempo para procuramos um emprego e pagarmos nós mesmas.
Depois de uma semana explorando os arredores do nosso bairro, Pam não é de ficar parada então já tinha saído e conhecido bem mais de Londres do que eu, sem contar é claro que ela achava que em qualquer esquina ia dar de cara com os meninos da 1D.
Na tarde de quarta-feira da nossa segunda semana eu estava sentada na varanda do nosso apartamento lendo o livro que meu avô me deu, quando Pam entrou desesperada e gritando:
-Hazell Winds, a senhorita não vai acreditar no que eu vou te contar!
-Conta.
-Não, primeiro vamos ver se você adivinha!
-Hmmm, a julgar pela sua cara, conheceu um boy magia ?
-Ah qual é, não está nem tentando, sabe que sou totalmente devota ao Zayn Malik!
-Então...
-Então...
-Arrg desisto Pamella, conta logo.
-Bom, vai rolar o BRIT Awards 2017 e  alguns meninos do 1D vão concorrer, separadamente é claro, então assim,suahsuah, o Niall chegou na cidade hoje e vai fazer uma aparição publica as quatro e meia na Trafalgar Square, para tocar para as fãns e é óbvio que ele vai tocar This Town, por que né, é mara! Além de que ele avisou que vai ter uma suuuper festa depois, pra comemorar...
-Legal, então vai se arrumar, já são três e meia, as meninas já devem estar acampadas lá.
-Pera lá mocinha, você vem comigo!
-Mas eu estou lendo Pam, depois eu vou.
-Depois nada que uma oportunidade dessa não temos todo dia!Se quiser pode levar o livro do seu avô.
-Era do Thomas...Bom vamos logo, ah vamos colocar os vestidos que o vovô nos deu?
-Já estou colocando o meu baby.
Pamella colocou seu vestido vinho,  renda preta e solto da parte superior pra baixo.
-Esta linda Pam, agora só colocar o seu all star dourado.
-Que mané all star o que, vou de salto isso sim.
Neguei com a cabeça, ela sabe que vamos andar e que tênis é mais confortável que salto alto.Peguei meu vestido azul, um vestido azul por baixo de um vestido de renda azul, me vesti, coloquei meu all star de cano alto preto brilhante. Paramos no frente do espelho, nos olhamos e devo confessar que o tênis não combinou muito com esse vestido, mas não vou contar pra ela.
Saímos do apartamento e fomos, não prestei atenção no caminho, estava imaginando as cenas do livro enquanto a Pam fazia amizade com todos as sua volta. Chegamos na praça e como esperado estava lotada de gente, consegui me manter junto a Pamella por pouco tempo, começou uma agitação e ela tratou de correr para onde supostamente estaria o Niall, tentei acompanha-la mas me perdi, não a enxergava mais, subi então na borda da fonte e fiquei procurando por ela,de lá deu pra vê-lo entrando no mini palquinho,ele pegou o violão e começou a cantar, liguei pra ela várias vezes, nada da Pam me atender, resolvi ficar ali até o show acabar e ela vir atrás de mim.
Assim que acabou Niall repetiu a todas sobre sua festa e sumiu do palco, ninguém da plateia conseguia saber pra onde ele tinha ido, então na rua passou um carro preto,com as janelas fechadas, eles logo entenderam que Niall Horan estava no carro e saíram correndo, em uma dessas correrias alguém que passou por mim me derrubou, cai dentro da fonte, me molhando inteira,assim que me dei conta do que tinha acontecido me levantei correndo na tentativa falha de salvar meu livro, ele já estava todo encharcado, igualzinho a dona, saí da fonte e fui andando pra perto da rua, não sei o caminho de volta, não sei aonde a Pamella se meteu e está muito frio fora da água, minha boca começou a tremer,alguém colocou um casaco nas minhas costas, me virei surpresa pronta pra agradecer e lá estava ele, aquele ser loirinho que minha amiga pede tanto pra que eu me apaixone...Niall Horan me deu o casaco e  também enganou as fãs.
-Ah, desculpe por estar sendo intrometido, mas é que você está molhada e tremendo...Eu quis ajudar sabe...
-Agradeço sua ajuda, não era pra você estar indo pra festa?
-Era sim, mas meu motorista viu você toda molhada pelo retrovisor, ai demos meia  volta e cá estou eu, feliz?
-Agradecida,irritada, perdida, mas infelizmente senhor Horan, não estou feliz.
-Irritada?
-Meu livro está todo molhado!
-Deixe me ver...Ah não se preocupe, eu peço pra  comprarem outro pra você...
-Eu posso comprar outro Horan, a questão não é dinheiro e sim que esse livro tinha um enorme valor sentimental.
-Bom, se lembrasse disso antes de dar um mergulho na fonte ele não estaria molhado, a propósito, é proibido nadar na fonte.-Ele me encarou com um olhar sapeca.
-Horan, agradeço a sua gentileza mas nossa conversa acaba aqui, eu preciso achar minha amiga.
-Ei espera, estava indo pra minha festa certo?Então deixe te emprestar umas roupas que eu tenho.
-Suas roupas não caberiam em mim, além de serem masculinas e eu já disse que eu quero achar minha amiga!-Falando na bruxa que me abandonou horas atrás, lá vem ela correndo com os saltos na mão, ela parou na nossa frente ofegante, ela encarou o Niall, abriu um sorriso, depois me  encarou, seu sorriso foi ao chão.
-Ell o que aconteceu com você*Precisamos trocar você rápido, está ficando gelada.
-Está tudo bem Pam, nada de mais, já podemos ir?-Niall fez sinal para um carro preto e ele parou na nossa frente.
-Vamos?
-Ah obrigada Horan, mas acho que já fez muito por mim hoje.
-Entra no carro Ell, você não vai pegar essa friagem.
-Está tudo bem Pamella,vamos.
-Entra no carro AGORA Ell!
-Não precisa,já disse que estou bem!-Espirrei uma, duas, na terceira vez Pam ficou mais irritada ainda.
-EU ESTOU POUCO ME LIXANDO PRA QUEM ESTÁ DANDO CARONA, EU QUERO VOCÊ DENTRO DO CARRO AGORA! OU VOCÊ QUER MORRER TAMBÉM?
-Pam...-Estava começando a querer chorar, Niall abriu a porta do carro e pediu ao motorista que ligasse o aquecedor. Pamella me segurou pela cintura e me levou pro carro.

Niall pediu para a empregada me guiar até o quarto dele e me dar alguma coisa pra vestir, ela foi muito simpática, me deu uma blusa de frio cinza e uma calça que aparentemente ele usou para dormir, eu pedi para ela ver se não tinha outra que ele não estivesse usando ela me disse que aquela era a calça mais quente que ele tinha, depois de vestida ela saiu me deixando sozinha com a Pam.
-Desculpe por ter gritado com você Hazerell, mas você sabe que sua saúde é frágil...
-Eu que peço desculpas, eu estava sendo teimosa, achei que você só queria ficar perto do Niall.
-Sua otária, eu te mataria se você morresse e sua família também...
-Eu sei, desculpa...- A porta do quarto é aberta, Niall pergunta do lado de fora se eu já estou vestida e lhe digo que sim, ele entra no quarto e abre um leve sorrio.
-Ah desculpe por ter te forçado a vir pra cá e usar minhas roupas, eu só estava tentando ajudar.
-Obrigada Horan e me desculpe por ter sido teimosa...
-Pare de me chamar assim, não gosto.
-A-ah , tudo bem Ho...Niall, obrigada por tudo, mais uma vez.
Ele fechou a porta e veio se sentar com a gente, ficamos conversando por longas horas, não sei dizer exatamente quando foi que eu dormi, só sei que na manhã seguinte quando acordei Pam não estava no quarto mas ao meu lado estava Niall, me apertando contra seu corpo, estávamos enrolados em dois cobertores. A única coisa que posso dizer sobre essas pessoas que cuidam de mim, é que elas são exageradas, dois cobertores?Sério?
Niall se mexeu, abriu os olhos e me pegou o encarando, nossas barrigas roncaram juntas, ele franziu o cenho e  levantou.
-Quer panqueca ?


Notas Finais


Bom, eu dei uma outra olhada nesse cap pra ver se tinha algum erro, provavelmente tem alguns por ai, se puderem me ajudar, agradeço dês de já!!!
Esta mt parado esse cap, vou tentar dar uma animada nos próximos.
Se tiver algum * por ai me avisem hahahah
Até a próxima, eu acho...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...