História Juntos pelo perigo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Guns N' Roses
Visualizações 314
Palavras 1.027
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom, essa a minha primeira fanfic aqui no AnimeSpirit. Eu escrevia no Nyah! Mas devido à regra, eu mudei-me. Creio que a ideia da minha história é algo bem novo na categoria do Guns. Porque em todas as fics eles são uma banda, pois bem, aqui eles não são. "Guns n' Roses" é o nome da mafia deles.
Enfim, vemos-nos lá em baixo, espero que gostem:

Capítulo 1 - Im a badass!


Fanfic / Fanfiction Juntos pelo perigo - Capítulo 1 - Im a badass!

- CORRAM! CORRAM MAIS DEPRESSA! – Michelle gritava que nem desesperada.

- Meninas acalmem-se. Não consigo correr mais. – Eu tentava falar, enquanto recuperava o folego.

-Tá louca?! Parar?! Você cuspiu Jack Daniels na cara de Axl Rose, o maior ladrão de Nova York. – Savannah

- Ele vai fazê-la em picadinhos. –Michelle

- Exageradas!  -Eu simplesmente ria, no meio de todo o exagero absurdo.

- Jennifer, até parece que não sabe do que ele é capaz. –Savannah

-E até parece que vocês não sabem do que eu sou capaz! – Revirei os olhos, dando-lhes as costas e fazendo o caminho de volta para a boate.

-Vai voltar? –Michelle

-Sim, posso cuspir na cara de quem eu quiser. Sou Jennifer Driver, babys. Não tenho de correr de ninguém.

Voltámos para a minha boate “Killers Club” e avistei Axl, Slash, Duff, Izzy e Steven no balcão. Decidi aproximar-me, quem eles pensavam que eram para me afastar da minha própria boate?!

Encostei-me ao balcão, ao lado do Axl.

-Então, o ardor no olho passou?

-Já parou de correr? –Ele deu um forçado sorriso de lado.

-Não tenho de correr, esta é a minha boate e se você encostar um dedo em mim, provavelmente não sairá daqui e se sair, não será vivo. –Provoquei-o e ele riu.

-Querida, ambos sabemos que não é só um dedo que quer que eu encoste em você. –Revirei os olhos.

-Você se acha pra caramba. O nosso lance é passado, se enxergue.

-Claro, pelo nosso lance ser passado é que eu nunca mais a vi fazendo strip aqui, engraçado que antes você fazia-o regularmente. –Nossa, como esse homem me irritava.

-É mesmo?! Observe! –Falei, subindo o balcão e começando a dançar ao som da musica. Rapidamente, vários olhares se direcionaram para mim, enquanto eu dançava de forma sensual para os homens presentes. Ouviram-se alguns assobios no ar, peguei do balcão uma garrafa de vodka e comecei a beber enquanto dançava. Fui retirando os meus acessórios e só depois a roupa…

***

***

Axl olhava-me com uma cara de cachorrinho abandonado, serio que ele estava a pensar que eu não faria mais strip? E ainda por causa dele? Coitado!

-Nossa, o que você fez… Manola, arrasou!! –Michelle

-Mas sério, o que o Axl disse que a fez fazer isso? –Savannah

-Nada! Ele não disse nada.

-Sério? Porque na nossa ultima conversa sobre strip, você disse que não faria mais. –Michelle

-Eu só mudei de ideias.

-Tá bom. De qualquer forma, temos mais em que pensar. –Michelle

-Verdade, amanhã chega uma das cargas a Manhattan Beach. –Savannah

- Eu sei, vamos sair daqui. Já tenho o plano traçado, liguem para as outras…

Rapidamente chegámos a minha casa, em frente já estavam parados os carros da Angela e da Barbie Von Grief. Abri a porta e passei apressadamente pelo jardim de casa.

-Arthur, pegue as chaves e arrume o meu carro na garagem! –Ouvi-o murmurar algo como um “Sim, menina.”

-Onde estão os planos? –Barbie

-No escritório!  - Ele é bastante seguro. Tem duas portas, uma primeira de madeira, que se abre com uma frase de segurança e uma segunda porta grossa de ferro, para abrir essa segunda porta, é preciso inserir um código. Ninguém além de mim e do meu segurança pessoal, Romeu, sabe a combinação desse código. Mas, para abrir a primeira porta, as outras meninas sabem a frase. Apesar de só obedecer à minha voz, seria bem fácil de alguém me gravar falando a frase. Passei por toda a sala e finalmente, no canto abaixo das escadas, o meu covil. Eu poderia trancar-me lá por horas. – “Você sabe, amor, existem mais coisas a se considerar”

-Essa é a sua frase de segurança? –Angela

-aham. –Assenti.

-É… surpreendente. Digo, quem iria se lembrar de uma frase dessas? –Angela

A grande porta de madeira abriu e eu coloquei o código para abrir a de ferro. Entrámos no escritório e elas sentaram no sofá, frente à minha mesa. Espalhei os mapas e os outros papéis importantes.

-Amanhã chega uma das cargas a Manhattan Beach, vindas da Colômbia. São cerca de oito toneladas de cocaína, não podemos falhar. Mais uma vez o nosso galpão foi mudado de local, desta vez é em Murray Hill, peguem uma dessas pastas azuis, estará lá todos os dados do galpão. Entre a praia e o galpão são cerca de 32 minutos, mas iremos fazer um caminho mais longo, levando quase uma hora…

***

***

- Então é isso? Nós estamos com o FBI na nossa cola, acho que deveríamos ter mais cuidado.  –Barbie

-E temos, por isso que trocámos o lugar do galpão, trocámos a praia, a carga sairá da Colômbia por um outro lugar, temos só duas carrinhas, facilitando assim o arranque…

-Prejudicando a nossa forma de despistar os policiais, caso eles nos encontrem. –Angela

-É um plano suicida! –Barbie

-Eu não acho, nós mudámos todo o plano em relação ao anterior. –Savannah

-Exato! Eles demoraram um ano para descobrir como nós fazíamos para colocar a carga para dentro. Agora nós trocámos tudo de um momento para o outro… Eles nem sonham! –Michelle

-Mas… -Barbie

-Mas nada querida, ou você está dentro, ou tenho de te matar. – Olhámos uma para a outra por uns momentos, ela sabia que eu não estava a brincar. - Então, como vai ser?

-Estou dentro! –Barbie

-Eba, amanhã será uma grande noite. –Savannah

-Deveríamos comemorar. –Michelle

-Vamos para a sala, coloquem musica enquanto eu fecho o escritório. –Elas saíram e eu arrumei os papeis. Tudo daria certo, era um ótimo plano. Saí do escritório, fechando e trancando as duas portas. Tocava Crazy do Aerosmith, uma banda muito famosa de Boston. Axl adorava aquela banda, foi por causa dele que eu comprei os discos. Aquele idiota.

Fui até à cozinha e peguei várias cervejas geladas, tínhamos de nos refrescar, já que a noite estava quente, por ser Verão.

Voltei para a sala e…

-O QUE VOCÊS ESTÃO A FAZER NA MINHA CASA? –Gritei desesperada.

-Hey Baby, não achava que nós iriamos perder a festa, não é mesmo?! –Axl respondeu com o seu irritante ar petulante. Esse homem tem o poder de me tirar do sério.

 


Notas Finais


Acho que o 1º capitulo não ficou muito bom, mas mesmo assim espero que tenham gostado.
Se gostaram favoritem e/ou comentem. Isso é bastante importante, porque só dessa forma é que temos animo para continuar a escrever. Então, pfvr... favoritem e/ou comentem ;) BJÃO <3

PS: As personagens femininas são: Jennifer Driver / Michelle Young / Barbie Von Grief / Savannah Longoria e Angela Nicoletti.
Na fic elas não têm o mesmo aspecto que na realidade. No próximo capitulo eu coloco as fotos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...