História Juntos pelo perigo - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Guns N' Roses
Visualizações 96
Palavras 1.035
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


voltei aaaae. voltei em DOIS (2) dias e trago o primeiro capitulo de Axifer. Espero que vocês gostem, eu pessoalmente não achei muito lá aquelas coisas. Mas FINALMENTE os dois estão juntos. Será que por muito tempo? pois é...
+Entretanto, eu vou começar "vendo" algumas fics e divulgando aqui. Porque eu acho a parte da divulgação mt importante e ajuda muito. Então se eu posso ajudar outras escritoras, pq não o fazer?! Então, no próximo capitulo já terei essa parte de divulgação!
Estou TOTALMENTE sem inspiração. Acho até que é do calor, que está insuportável. Para quem não sabe eu sou Portuguesa e vivo em França. É, vivo em França e não, aqui não é tão bom quanto se imagina. ~Pessoa desiludida aqui~ Estou quaaaase a fazer anos, 12/08 <33 Talvez ainda falte um pouco, mas já estou entusiasmada! kkkk
Não vou falar mais, pq duvido que alguém tenha lido isso tudo xD
Se gostar do cap dê favorito e comente também ;)
Espero que gostem:

Capítulo 15 - Texas


Fanfic / Fanfiction Juntos pelo perigo - Capítulo 15 - Texas

Já fazia vários dias que estávamos refugiados no Texas e eu e Axl estávamos realmente a divertir-nos.

O tempo estava radiante, era Verão e o muito sol e calor faz com que ninguém queira estar em outro lugar que não seja numa piscina, a olhar as verdes paisagens que somos capazes de encontrar por aqui. Poderia passar toda a minha vida no Texas, a calmaria que podemos encontrar aqui, não tem nada haver com a correria e poluição que existe em Manhattan.

-No que está a pensar? –Axl interrompe os meus pensamentos, chegando montado em um cavalo branco.

-No quanto é bom estar aqui… -Ele sorriu

-Quer vir andar de cavalo?

-Acho que não, estou com muito calor. Não aguentaria.

-É Verão, querida… -Ele saiu do cavalo, os prendendo ao mastro e sentando na espreguiçadeira, que estava ao meu lado.

-Por isso mesmo… Está muito calor para andar de cavalo.

Ele voltou a sorrir, se deitando.

-Não sei o que gosto mais, se da tranquilidade do Texas, ou da euforia de Manhattan. –Ele falou

-As duas coisas, para momentos diferentes. –Eu concluí.

Nesse momento, o meu celular toca…

-BOA TARDE VADIA! –Era Emily, que havia me telefonado

-Como você está?

-Bem. Vinha fazer-lhe uma proposta…

-FALA! –gritei

-Eu estou na Austrália e conheci aqui um grupo bem maneiro, o que acha de me fazer uma visita? Vão ser as melhores semanas de toda a sua vida.

-Para quando? –perguntei

-AGORA!

-Não posso, estou no Texas com o Axl…

-Como assim? Com o Axl?

-Bom, nós meio que estamos… namorando?!

-Isso é ótimo, parabéns.

-É, é mesmo!

-Bom, já que não aceitou… Tenho de ir. –Ela desliga, mas eu continuo a pensar na proposta. Não seria assim tão mau se eu aceita-se, seria?!

Enquanto isso, Axl adormeceu ao meu lado, decidi ligar para Ethan. Ele tinha a Adriana presa em cativeiro desde que eu e os outros fomos presos. Ela tentou fugir do país e como combinado, ele apanhou-a. Alguém atende do outro lado da linha:

-Sim? –Um homem fala

-Gostaria de falar com Ethan.

-Com certeza. –Algumas trocas de palavras e a chamada é passada para ele.

-Como está a nossa menina?

-Pior não poderia estar. –Ele ri

-Está morta?

-Ainda não!

-Sabe se ela tem algo haver sobre ter sido presa?

-Torturei-a para ela me falar essas informações e ela jura que não fez nada.

-Mas ela fez! Continue…

Algum tempo de conversa e desligámos, eles estão em Nova Iorque, era para eu participar do plano de tortura. Mas não tive qualquer hipótese com tudo o que aconteceu…

Levantei-me e mergulhei na piscina, sentia o meu corpo ferver por causa do sol.

Talvez eu ficasse um pouco mais morena…

Enquanto eu nadava, a mãe do Axl chega perto da piscina.

-Está gostando das suas férias? –Ela perguntou

-Claro, você é sempre tão acolhedora…

-Ainda me lembro de vocês mais pequenos… -Ela choramingou. –Agora estão adultos e fazem as suas próprias decisões.

-A vida passa e as pessoas crescem…

-É verdade, mas a menina não entende porque ainda não é mãe. Quando for, você vai perceber…

Ela sentou na cadeira perto da piscina e choramingou, olhando para o Axl, que dormia.

Decidi colocar um pouco de conversa…

-Porque decidiu se isolar aqui no Texas?

-Bom, minha carreira terminou e eu não estava mais com cabeça para ficar em Manhattan. Chega a uma certa idade que a correria da cidade a deixa estasiada.

-Entendo… Mas a casa é muito bonita. Tem uma bela propriedade.

-Eu sei, tenho tudo o que alguém de qualquer idade gostaria de ter.

-É verdade. –Concluí, concordando.

-Você e o Axl estão a pensar ter filhos? –Nesse momento engasguei-me com a minha própria saliva.

-Acho que não, é muito cedo.

-Vocês já têm 24 anos e se gostam desde crianças…

-Eu sei, mas como a senhora sabe, nós nunca nos demos muito bem.

-Eu lembro-me, vocês se debatiam mesmo quando ainda tinham uns 5 ou 6 anos, era hilariante.

-Imagino… -Rimos

Algum tempo depois e ela retirou-se para descansar, ela estava fraca, tinha tido um ataque cardíaco à cerca de dois meses. Axl acorda e vem até mim, entrando na piscina.

-Você sabe o quanto é abençoada por estar namorando comigo? –Ele pergunta

-Não. Deveria saber?

-Sim, eu escolhi você e isso a torna especial. Você é minha, só e apenas minha! –Ele falou, mordendo o meu lábio.

-E você é meu! –Ele fez uma careta de desaprovação e beijou-me o nariz.

-Já não está tanto calor, vamos andar de cavalo? –Assenti e ele puxou-me para fora da piscina. Montámos nos cavalos e galopámos pela encosta abaixo.

-Já me tinha esquecido do que é andar de cavalo… -Falei-lhe

-Normal, em Manhattan não pudemos.

-Acho que isso está muito mal feito!

-É uma cidade, é normal…

-Acho que vou voltar para cima, quero ir jantar a algum restaurante hoje.

-Não estou muito afim…

-Tudo bem, então eu vou sozinha. –Falei, galopando de volta para casa. Logo ele veio atrás de mim.

-Não, eu vou com você. Acha que vou deixar você sozinha, enquanto tem esses crocodilos lá fora? –Eu ri, parando o cavalo perto do celeiro.

-Leva-os para dentro? –Perguntei e ele assentiu.

Voltei para casa, tomei um demorado duche e escolhi minha roupa. A casa era enorme, além de todo o espaço verde que tem em volta, só a casa é bastante grande. Cerca de seis quartos, sete banheiros, um escritório, uma sala de jantar e outra para descansar, uma cozinha enorme, um salão onde só habita um grande piano, um pequeno ginásio e uma cave. Todo decorado em estilo antigo, também com algumas coisas modernas, dá à um certo luxo e um design surpreendente.

Passei os meus cremes e vesti-me, estava a acabar de me maquilhar quando o Axl bate à porta do quarto.

-Está pronta?

-Não, mas você está…

-Vim buscar as minhas coisas enquanto você tomava duche.

-Porque não tomou comigo?

-Você demora muito tempo. –Ele riu

Terminei de me maquilhar enquanto ele foi dizer à mãe que iriamos sair para jantar.

Encontrámo-nos na saída da propriedade.

-Acho que você deveria ir com algo mais comprido… -Ele reclamou já no carro.

-Mas a minha saia vai até ao joelho…

 


Notas Finais


Tenho mais uma reclamação a fazer, é... é mesmo. esses últimos capítulos tenho tido muitas reclamações e sinceramente espero que quem lê a fic e quer novos capítulos leve a serio as minhas reclamações.
1- Os comentários estão muito baixos, se continuar assim eu não vou voltar a postar a fic.
2- Pq eu deveria escrever se não sei se estão lendo?
3- Escrever 1 cap dá mt trabalho, mas escrever um comentário não.
Espero que reflitam, estou vendo isso acontecer não só na minha fic mas em outras também.

Enquanto isso, eu vou mostrar a capa para a 2ª parte da fic: CAPA: http://imm.io/1dGvd
Eu quero mt postar a 2ª parte mas preciso de vcs.
Em breve, mais SPOILERS ;) <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...