História Juntos pelo perigo - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Guns N' Roses
Visualizações 119
Palavras 1.566
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEIIIII, bem rapidinho não foi? ahahah
Obrigada por todos os comentários e favoritos!! De verdade. Temos 10 favoritos agora!!
Acho que está na altura de mais leitores começarem a comentar ;)) #JustSaying
Bom, espero que gostem. Eu pessoalmente AMEI!!!
Bom capítulo:

Capítulo 6 - New Enemy?


Fanfic / Fanfiction Juntos pelo perigo - Capítulo 6 - New Enemy?

Gata, ela é uma gata. Não mais do que eu, mas realmente é muito linda.
-Nunca a vi antes, é nova na cidade? –Savannah
-Sim, cheguei à uma semana.
-Tem namorado? –Barbie
-Bom, podemos dizer que sim. –A garota respondeu.
-Quem? Ele é conhecido aqui em Manhattan? –Angela
-Sim e ele é muito gato. –Todas riram, incluindo eu. –Ele chama-se Axl Rose. –Se antes eu estava rindo, agora eu estou chocada. Os meus olhos arregalaram-se, trinquei os dentes e poderia sentir a minha pele começar a ferver.
-Não, não vais fazer uma cena aqui mesmo. –Pensei para mim mesma. –Ele não vai ficar com ela por muito tempo. Relaxa!
Estava perdida nos meus pensamentos quando percebi todas as meninas a olhar para mim.
-Quê? –Perguntei
-Nada, estávamos só a ver uma coisa. –Michelle
A pouco e pouco as garotas tiveram que ir embora e eu subi para o meu escritório, tinha algumas coisas a fazer por ali, já que não estava aparecendo muito por lá. A dada altura a porta abriu-se e uma das meninas que trabalham no bar da boate entrou pelo escritório. Simplesmente olhei para ela, esperando uma explicação.
-Jennifer, desculpe entrar mas tem uma garota lá em baixo e ela quer falar com você.
-Manda os seguranças a revistarem, se ela estiver limpa mandem-na subir.
E assim aconteceu, uns minutos depois surge pela porta, ninguém a mais e ninguém a menos, do que a Adriana.
-O que você quer daqui? –indaguei
-Só venho dar-lhe um aviso. –Ela falou encostando-se à minha mesa. Olhei para ela e levantei-me da cadeira, indo até ela. Ficando assim frente a frente com a morena.
-Um aviso? Querida, aqui você não é ninguém para me dar avisos.
-Amor, eu estou sendo realmente simpática. Pense bem, eu poderia simplesmente fazer você se calar para todo o sempre. –Dei uma grande risada.
-Você por acaso, faz uma pequena ideia de quem eu sou? Antes que estivesse sequer perto de chegar a mim, você já estaria morta. –Ela riu de escarnio.
-Vamos tentar de novo. Eu não quero você perto de mim, ou sequer perto do Axl. Eu não quero você com essas suas amigas. Eu não quero que você seja a manda chuva do grupo. –Levantei a sobrancelha.
-Temos de ressaltar um ponto que é: Aqui não importa o que você quer, ainda não entendeu que não é ninguém?
-Você não me conhece.
-E você não me conhece a mim. –Comecei a elevar o tom de voz –Estou no MEU território, faço o que EU quero e não é uma vadia qualquer que chega aqui e tenta impor as suas regras. Estamos esclarecidas? –Trinquei os dentes, abri os olhos e aproximei o meu rosto do dela.
-Eu. Vou. Tirar. Tudo. O que. É. Seu! –Ela falou pausadamente. Antes que eu pudesse responder, ela andou em direção à porta, deixando-me estática no meio do escritório. Ela parou perto da porta e voltou-se para olhar para mim. –E eu não vou descansar, enquanto não conseguir!
***
Depois da minha conversa com a Adriana, peguei nuns papéis e voltei imediatamente para casa. Tomei duche, bebi um pouco de vodka e deitei-me para dormir. Não estava com disposição para o que quer que fosse. Pela primeira vez, uma mulher tão bonita quanto eu estava realmente me declarando guerra. Eu sempre lutei com o Axl e até mesmo com o Slash. Desde que entrei para o tráfico que estou acostumada a matar pessoas, a ter inimigos mais que todas as outras pessoas. Mas essa garota não estava a declarar-me guerra por causa das drogas, ela estava simplesmente chegando aqui e querendo abalar o meu mundo. Querendo ficar com o que é meu, por direito. Querendo ficar com o Axl…
Estava presa em pensamentos até que a porta do banheiro abriu.
-É a Michelle. Hoje é o dia do grande assalto, a menina está pronta? Temos muito a fazer. –Revirei os olhos e bufei. Tudo o que eu menos queria era participar de um assalto. Mas teria de ser. Saí do duche, enrolei-me na toalha e fui direta para o meu quarto, deixando a Michelle no banheiro. –Estou bastante empolgada, é o meu primeiro assalto. –Voltei a revirar os olhos.
-Michelle, sem euforias, ok? –Ela disse um “ok” mudo, como resposta.
Peguei roupa interior, uns shorts, t-shirt, all star e vesti-me. Descemos e passámos toda a tarde no galpão a trabalhar, incluindo Axl e os meninos.
A certa altura decidi puxar conversa com ele.
-Conheci a Adriana. -Vi-o ficar pálido.
-Gostou dela?
-Não propriamente. –Rimos
-Se ela tentar ameaçar você, ignore.
-Tarde demais. Axl, ela chegou ao meu escritório ontem à noite, me ameaçando. Você sabe como eu sou.
-Ela é uma boa pessoa.
-Não me pareceu isso quando ela disse que iria retirar-me tudo o que tenho.
-Ela não fará nada contra você e se fizer, você sabe, eu estarei aqui.
-Do lado dela? –Fiz beicinho e ele riu.
-Alguma vez eu fiquei do lado de um inimigo seu? –Pergunta retórica e ambos demos um pequeno sorriso.
-Não, você nunca ficou.
Voltámos a sorrir e regressámos ao trabalho. Angela e Steven saem para comprar alguma comida e todos os outros continuamos a testar o equipamento.
Quando eles voltaram, nós comemos e começamos a sessão de tiro. A Barbie não estava a conseguir atirar muito bem e podemos dizer que o Axl como seu mentor, não foi a melhor das ideias.
-ATIRE! ESTÁ À ESPERA DE QUÊ?! VOCÊ É UMA MULHER OU UMA FLOR? LEMBRE-SE, FLORES NÃO GANHAM BATALHAS! –Ela apenas mantinha a cabeça baixa, com a arma nas suas mãos. Ele estava a assusta-la e a deixa-la nervosa. –ATIRE! ATIRE OU MORRE! ATIRE VADIA! ATIRE!
Ela errava todos os pontos em que tinha de atirar, todo o corpo dela termia. Até que finalmente, alguém decidiu ajudar a coitada e esse foi o Izzy.
O tempo foi se passando e já era noite, mais precisamente meia-noite. Os turnos dos seguranças estariam a mudar neste precioso momento. Entrámos na van e Steven dirigiu até às traseiras do banco. Ainda faltava um pouco até à hora prevista para o assalto, então ficámos dentro da van, vendo pelo notebook o movimento dentro do banco. Assim que chegou à hora prevista, todos saltamos da van, exceto a Michelle, o Duff e o Axl. Muito lentamente, aproximámo-nos da porta das traseiras. Usaríamos um silenciador nas armas. Se alguém ouvisse tiros vindos de dentro do banco chamariam a policia e provavelmente nem teríamos tempo de fugir.
-Desliguei as camâras e coloquei o vídeo para rodar. Meninas, vocês têm 3 minutos para matar o vigilante. -Michelle
Ouvido isso, Slash abriu a porta e todos entrámos, Steven era o último então ele mesmo a fechou. Assim como o combinado, Michelle deu-nos informações no auricular, Slash e Izzy estavam prontos e com o caminho livre para abalar o corredor numero dois. Assim que eles saíram da pequena sala, eu e a Angela subimos para o segundo piso. As escadas pareciam intermináveis e nem sequer podíamos conversar, ou fazer qualquer tipo de barulho. Chegámos à porta da sala do vigilante e eu e Angela ficámos cada uma de um lado da porta. O combinado seria ela abrir e eu atirar.
Dei sinal positivo com a cabeça e ela abriu a porta, ainda sem nenhuma de nós ser exposta para o homem. Antes que ela pudesse pensar, eu fiquei de frente para a entrada da sala e atirei três vezes no homem, uma primeira na perta, outra no peito e outra na cabeça. Guardamos as armas e fomos até ele.
-Está morto! O coração já não bate. –Angela
Dito isso, voltámos a descer as escadas e com as coordenadas da Angela fomos até ao resto do grupo, que estava a abrir a primeira porta.
-Vocês têm quatro minutos! –Michelle gritou no nosso auricular.
Izzy e Slash arrastaram o segurança até à segunda porta e colocaram a mão dele na máquina. Pouco tempo depois, a segunda porta abriu e enquanto o Steven e a Savannah abriam todos os cofres, todos os outros começámos a retirar os sacos das malas, para colocar o dinheiro.
-Uh, barras de ouro! Estamos com muita sorte. –Izzy; Todos rimos.
Eu e todos os outros retirávamos desesperadamente todo o dinheiro que conseguíamos dos cofres. Era algo insano, a adrenalina subia pelo nosso corpo e todos estávamos elétricos e felizes.
-Falta um minuto! –Duff falou no auricular.
-Seria melhor começarem a fechar os sacos e saírem. –Michelle
-Estamos quase terminando! –Slash
Angela e Barbie começaram a fechar os sacos e ajudar-nos a colocar mais alguma coisa nos nossos. Mas já não dava para muito mais.
-Estão todos os sacos fechados? –Savannah; Todos assentimos.
-Está na hora de dar o fora daqui! –Falei e todos colocamos os sacos às costas e começamos a correr. Como o combinado, regressámos ao corredor seis e seguimos para o sete, que seria o que nos colocaria fora do banco, porém do lado oposto ao que tínhamos entrado. Quando saímos, a van já estava estacionada no lugar combinado.
-Não falta ninguém? –Izzy perguntou; Todos olhámos em volta e falámos ao mesmo tempo um grande “não”. Começámos a correr até à van e assim que chegámos, o Duff começou a liga-la, enquanto a Michelle e o Axl nos ajudavam a colocar os sacos lá dentro e a subir. Dali fomos diretos para o galpão, a noite ainda não estava nem a meio…


Notas Finais


Eu vou falar muito aqui hoje, então vamos lá:
1º - Digam-me lá em baixo o que acharam do cap. Digam-me o que acham que a Adriana vai fazer com a Jenn. Não sei, dêem palpites. Eu amei o capitulo (1º que eu realmente gostei) então espero que vocês tenham gostado também!!
2º - Eu já sei quantos capitulos a fic irá ter E provavelmente serão 20! O que vocês acham? Poucos capitulos?
3º - SPOILER: Vai haver mortes!! Quem acham que irá morrer? ahahah
Meu twitter: @suckaxl
SE GOSTOU, COMENTE E FAVORITE!! (: <- Isso anima-me!! ahah
Beijão* Atééé ao próximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...