História Juntos pelo perigo - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Guns N' Roses
Visualizações 99
Palavras 912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Só 3 comentários no capitulo anterior? Muito triste sinceramente. :(( Mas conseguimos mais 2 favoritos e isso é muuuito bom!! :))
Espero que mais pessoas comentem este capitulo, 3 comentários é muito pouco. Como estou fazendo birra, este cap é um pouco mais curtinho. kkkk
Mas, espero que gostem:

Capítulo 9 - Revenge


Fanfic / Fanfiction Juntos pelo perigo - Capítulo 9 - Revenge

-Bom, como deve imaginar, tudo o que eu mais quero é acabar com a vida dessa menina. –Ele falou –Mas, digamos que não sou homem de simplesmente matar os meus inimigos. Eu faço muito mais que isso, eu os torturo e a maioria deles, enterro vivos. –Engoli em seco.
-Então o que pensa fazer? Persegui-la?
-Isso mesmo! –Ele riu
-Mas irá mata-la?
-Tudo ao seu tempo.
-Não é assim que eu faço as coisas. –Resmunguei
-Mas essa é a minha forma e vamos fazer como eu quero, ou nada feito!
-E enquanto isso, eu deixo ela estragar a minha vida?
-Ela ficará tão ocupada, que estragar a sua vida vai ser o menor dos problemas dela.
-Explique-se! –Exaltei-me
-Vou começar a mandar-lhe bilhetes e cartas a ameaçando.
-Só isso?
-Por agora, depois logo iremos colocar o meu plano em prática.
Ele explicou-me todo o seu plano e ele consistia em perseguir a Adriana, de forma a ela querer sair de Manhattan e assim que ela o estivesse fazendo, seria capturada e torturada. Ela morreria de fome, completamente ferida e o seu corpo seria atirado aos crocodilos. Se eu tinha gostado do plano? Eu tinha amado. Tudo o que eu mais queria, era ver essa garota sofrer.
-Percebeu tudo? –Ele perguntou
-Claro que eu percebi.
-Acho que vamos dar-nos muito bem! –Ele falou, apertando-me a mão.
-Com certeza! Só uma coisa… -Falei enquanto nos dirigíamos à sala. -Como se chama?
-Ethan! Ethan Belmonte. –Ele respondeu, sem nem me olhar.
Acompanhei-o até à porta e ele foi embora, entrando num carro esportivo.
Subi para o meu quarto e tomei um duche. Eu iria vingar-me da Adriana. Ela não fazia ideia do que estava por vir. Mas eu não poderia confiar neste homem, poderia?
Peguei meu celular e disquei rapidamente o numero da Emily, pedindo-lhe para investigar o homem. Em seguida, eu dormi.

- POV Jennifer OFF-
Uma semana depois…
-POV Adriana ON-

Eu estava a receber ameaças à cerca de uma semana, eu poderia dizer que o Ethan estava na cidade, mas isso seria pensar o pior. Provavelmente é só a vadia da Jennifer a tentar derrubar-me. A verdade é que a piveta conseguiu que eu não chegasse a fazer nada contra ela. A minha cabeça fica completamente cheia de pensamentos. “Quem está a mandar-me estes bilhetes?” “Quem está a perseguir-me?” “Porque eu estou com medo?” Eu tinha inúmeras perguntas na minha cabeça. Mas mais cedo ou mais tarde, essa menina irá ter o que merece. Bom, ela já está a ter. Afinal, eu estou namorando o Axl. Ele gosta de mim e eu gosto dele. As amigas dela, são minhas amigas. Exceto a Savannah, todas as outras a largaram para estar comigo. Para estar nas minhas festas.
A propósito, hoje à noite eu estarei dando mais uma. A ocasião? Mostrar que não tenho medo da piveta.
-Adriana, se quiser pode descer. Já terminámos. –A minha criada informou.
Eu desci e a minha boca abriu num perfeito “o” enquanto os meus olhos se arregalaram.
-NÃO QUERO NADA DESSE JEITO! ESTÃO A PENSAR QUE VOU DAR UMA FESTA PARA PESSOAS VELHAS? MUDEM TUDO! –Gritei
A decoração estava quase toda em tons neutros, com umas decorações de seculo passado. Comecei a ligar para todas as pessoas que eu conhecia, a convida-los para a minha festa. Depois disso feito, subi para o meu quarto e escolhi a roupa para a festa.
Tomei duche, hidratei-me e liguei para o Axl:
-Alô? –Ele atendeu
-Como está amorzito?
-Bem e você? –Ele bocejou
-Também. Estava a dormir?
-Sim, adormeci tarde.
-Mas você saiu daqui cedo.
-E daí? –Ele perguntou
-Nada demais. Era só para o avisar que esta noite eu irei dar uma festa! –Ele bufou
-Eu não posso ir.
-Porque não?
-Tenho uns assuntos pendentes…
-Mas amor, eu realmente quer você aqui.
-Eu vou em todas as suas festas. Não irá morrer se eu não for nessa.
-Mas eu quero você aqui! –Ordenei e ele bufou mais uma vez.
-Ok! Eu estarei aí.
-Eu amo você.
-Eu também. –Ele falou, desligando a chamada.
Umas horas depois, tudo estava preparado para a festa. A música já se podia ouvir e as minhas amigas começaram a chegar. Michelle, Barbie e Angela passaram pela porta, fazendo-me abrir um enorme sorriso.
-Mais uma noite que a piveta está sem as amiguxas. –Pensei
Esperámos bastante tempo, mais ninguém aparecia e eu começava a ficar nervosa.
-O que se passa? –Michelle
-Não convidou mais ninguém? –Barbie
-Claro que convidei, sua burra! –Gritei para a Barbie
Eu estava realmente chateada, mais ninguém tinha aparecido e nem mesmo o Axl estava na festa. Já se tinha passado cerca de uma hora e ninguém passava pela porta do meu jardim.
Algum tempo depois, todas nós recebemos uma mensagem e eu li-a em voz alta:
“Festa em casa da Jennifer, venham todos. Está a bombar!”
Corri a pegar o meu casaco, deixando as outras idiotas correrem atrás de mim. Saí porta fora, em direção à casa da ruiva. Mal viramos a esquina da casa dela e o som altíssimo da música mais os gritos das pessoas era percetível. Fomos barradas quando tentámos entrar na casa dela, estávamos proibidas de entrar. Mas se a noite estava péssima, ela piorou milhões de vezes quando espreitei para dentro da casa da Jennifer e pude ver o Slash, o Izzy e o Axl lá dentro. A piveta tinha o meu namorado na sua casa e eu nem poderia entrar para o tirar dali.


Notas Finais


Vou falar aqui um pouco:
1º- Quando eu peço para vocês comentarem, não é para ser chata, é para eu saber se vocês continuam a acompanhar a fic e se gostaram do capitulo.
2º - Plmdds, não precisam de comentar altas textos, só um "adorei o capitulo, a minha parte preferida foi: XXXXXX . Continua" já é muito bom!
3º- Obrigada a quem comenta, amo vocês! Próximo cap tem tretaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

Meu twitter: @suckaxl
Até ao proximo ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...