História Just 3 years - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bts, Intercâmbio, Kpop, Revelaçoes, Romance
Exibições 7
Palavras 1.337
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Essa é minha primeira fic nessa nova conta 🌸, epero que gostem, para a personagem principal eu escolhi a Isabelly Tristao, a fanfic não é sobre ela, é apenas como eu imagino a personagem físicamente.

Boa leitura 💙

Capítulo 1 - Meu livro caiu ai?


Bianca's POV 

-MANHEEEE !!! -Gritei. Essa seria minha ultima noite em casa, pela manhã pegaria um voo para San Diego, estava checando minhas malas, como sempre aquela sensação de estar esquecendo algo importante. Segundos depois minha mãe aparece na porta do meu quarto trazendo minhas lentes de contato e um óculos de grau. 
-Sabia que estava esqueçendo algo - dei um leve sorriso e uma fina lágrima escorreu pelo meu rosto. -Também esqueci do seu abraço -disse eu, indo em direção a minha mãe e a abraçando fortemente.
Minhas lágrimas se mesclam com as dela e juntas como naquele momento a partir de amanhã já não estaríamos mais. 
-Vá dormir Bianca, amanhã começa uma nova fase na sua vida, espero que nos Estados Unidos tenha alguém muito corajoso disposto a te acordar. -minha mãe disse rindo um pouco, e ela estava certa, eu sempre perdia a hora e quando iam me acordar tinham que suportar meu modo super irritadinha "SAI DAQUI CARALHO ME DEIXA DORMIR !!!" acompanhado de gritos, e dependendo das pessoas alguns arranhões. 
-Insônia...-falei 
-Não importa, tenta dormir, boa noite filha, até amanhã -minha mãe falou se despedindo e saindo do quarto. 

Meu pai ainda não havia voltado do trabalho, ele prometeu que pela manhã me levaria ao aeroporto, só espero que ele volte da reunião a tempo de conseguir dormir e me dar uma carona ao aeroporto.

Como de costume coloquei meus fones de ouvido e coloquei na playlist aleatória, pela primeira vez começa bem, BTS, mais precisamente Blood Sweat & Tears, curtindo a música começo a pensar na sua tradução "meu sangue, meu suor, minhas lágrimas, leve os todos", minhas lágrimas... Muitas lágrimas estavam escorrendo pelo meu rosto, lágrimas de saudades, pelos meus amigos e minha família, lágrimas de emoção por pensar que daqui a algumas horas estaria completamente sozinha em outro país, sozinha mas seguindo o meu sonho. 

Mais algumas musicas tocaram e acabei adormecendo.

Não sei por quanto tempo dormi, mas pareceram séculos, acordo com um enorme barulho de rodinhas no chão e pessoas falando. Segundos depois minha mãe não bate, ela espanca a porta do meu quarto e grita meu nome dizendo que já estava na hora de me arrumar para ir ao aeroporto.

Fui em direção ao banheiro e liguei o chuveiro, esperei alguns segundos antes de entrar debaixo d'água, respirei fundo e pensei que talvez esse fosse o meu ultimo banho em casa, emtrei no chuveiro, a água quente ao entrar em contato com minha pele me causou arrepios pelo fato de o dia estar frio. Ao acabar meu banho coloquei uma calça jeans, um moletom e um par de tênis.

Peguei uma mochila e coloquei nela coisas que gostaria de ter em San Diego, alguns posters de umas bandas, lightsticks, fotos de polaroid, poucos livros, um caderno que uso à anos para escrever textos, um notebook, e cartas de despedida que recebi dos amigos.

Tudo pronto, vi meu pai e o abracei. Depois de me despedir da minha mãe, entrei no carro com meu amontoado de malas e fomos a caminho do aeroporto. Depois de toda a parte chata finalmente meu voo sai, abraço o meu pai intensamente

-Vou sentir sua falta meu velho ! -falei sorrindo, meu pai morria de raiva de ser chamado de meu velho, mas dessa vez não reclamou, fez uma coisa bem pior 
-Também meu bebezinho fofucho! -disse ele. A propósito não sou um bebê e muito menos fofucha!. Olhei um pouco irritada, mas logo minha cara de raiva se transformou em um sorriso acompanhado de uma lágrima e um forte abraço.
-Boa sorte minha filha, eu te amo ! -meu pai falou antes de me ver indo em direção ao avião 
-Também te amo ! -falei, logo depois dei as costas a ele e começei a chorar.

A saudade seria enorme, e a partir do momento em eu chegasse nos EUA, estaria completamente sozinha... 

Me sentei, coloquei meus fones de ouvido, durante um curto espaço de tempo consegui fazer através da música um enorme intercâmbio cultural, ouvi Kpop, pop, rap, sertanejo, rock, new metal, eletronica e muitos outros estilos musicais. De repente sinto uma mão gelada tocar meu ombro, levei um pequeno susto. Ao olhar para trás me deparo com um garoto parecendo ter aproximadamente 15 anos, a minha idade.

-Desculpe, o meu livro caiu aí ? -o garoto me perguntou.

Me abaixei e avistei um livro caido do lado dos meus pés, apaixonada por leitura após apanhar o livro antes de devolve-lô ao garoto dei uma rápida espiada no seu título: "Romeu e Julieta", eu era simplesmente apaixonada por esse livro, não só pelo fato de ser uma linda história de amor, mas pela maneira que Shakespeare escrevia, todos os seus textos eram tão intensos, sempre gostei de escrever os meus sentimentos no papel, sempre procurando as melhores palavras para expressa-los e Shakespeare fazia isso com uma naturalidade invejável.

-Romeu e Julieta? Boa... -falei um pouco envergonhada, conhecer pessoas novas sempre foi um pouco difícil pra mim 
-Err... Não é que eu goste de romance nem nada... É só que...-ele falou bem envergonhado e se sentou na poltrona vaga que estava ao lado da minha 
-Eu não vejo problema nenhum em gostar de romance -falei sorrindo pra ele
-Eu não curto muito, mas Romeu e Julieta... É  tão... Como dizer... Intenso -ele falou me olhando nos olhos. 

Pela primeira vez pude reparar no seu rosto, ele sem duvida era lindo, com cabelos castanhos claros, olhos cor de mel, malhado porém não era "grande", ainda por cima lia Romeu e Julieta, não seria sacrifício nenhum pra mim conhece-lô melhor. 

-Eu penso exatamente da mesma forma, os textos de Shakespeare tinham emoção mas ao mesmo tempo eram tão naturais, são tragédias, dramas, muito drama pra falar a verdade, se qualquer outro tivesse escrito chegaria a ser enjoativo, mas nas palavras de Shakespeare fica tão... Lindo -falei dando um leve sorriso 

-Você é brasileira? -ele me perguntou 
-Sou sim, e você? Suponho que sim já que seu português é perfeito -falei
-Não, sou canadense mas minha mãe é brasileira e meu pai americano, sei falar bem o português pelas vezes que vim para cá visitar a família materna -ele respondeu 
-Que legal. Hm... Desculpa, esqueci de perguntar o seu nome -falei 
-Nossa, que cabeça a minha nem me apresentei... Meu nome é Tobias, mas pode me chamar de Toby, e o seu é? -me perguntou 
-Bianca -falei sorrindo 
-Desculpe a ousadia, mas você... É tão linda... -ele falou e começou a me secar 

Senti minhas bochechas queimarem, eu provavelmente estava com um sorriso idiota no rosto, e sem perceber também estava o encarando 

-Ah... Obrigada -falei meio sem jeito
-Você vai fazer o que em San Diego? -Tobias me perguntou 
-Como sabe que eu vou pra lá? -perguntei 
-Bianca... Esse é o voo para San Diego. -falou 
-Puta que pariu, como eu sou burra, desculpa aí. Ah, vou fazer intercâmbio, fazer o high school. -respondi 
-Host family ou Boarding School ? -perguntou 
-Boarding School -falei
-Moro em San Diego, você podia pegar meu número, talvez a gente possa se encontrar quando você não tiver aula. -ele deu a ideia 
-Claro, mas eu ainda tenho que comprar um chip daqui, me passa seu número que acho que ainda hoje consigo te mandar uma mensagem. -disse eu 
-Okay. -respondeu 

Ele me entregou uma espécie de cartão de visita.

Tobias Gierad Costa 
Tel:  +1 (xxx) xxx-xxxx 
San Diego, U.S.A

-Obrigada -falei 
-De nada -ele disse e sorriu pra mim

Logo depois Toby pegou um dos meus fones de ouvido e colocou na sua orelha 

-Posso? -perguntou.

Mexi a cabeça indicando que sim.

-Bangtan! -ele falou sorridente
-Você gosta de BTS ?! -perguntei espantada
-Mas é claro! -ele falou -Pelo amor de Deus, você tem ai o álbum inteiro de Wings ?! -perguntou 
-Mas é claro ! -coloquei para tocar todas as faixas de Wings, então ouvindo as músicas acabamos adormecendo até que chegamos ao fim da viagem e ja estava na hora de descer do avião.

 


Notas Finais


Roupa (aeroporto) : Roupa: http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=18298517&.svc=copypaste-and&id=212176736

Espero que tenham gostado.

💙🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...