História Just A Dream - Capítulo 9


Escrita por: ~

Exibições 49
Palavras 2.448
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demorei? Demorei, mas estou de volta amores e amoras. Quero pedir desculpas, eu ia voltar a postar de nv quando minah amiga (linda, maravilhosa, se vc estiver lendo isso, eu te adogo) tivesse terminado de fazer minha capa pra essa fanfic, mas como não foi dessa vez, eu vou deixar esse cap aqui. Me desculpem pela demora mais uma vez, mas no próximo, infelizmente vai demorar ou não, depende da minha amiga (Ou seja, matem ela, não eu).
B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 9 - Posso fazer é nada.


Fanfic / Fanfiction Just A Dream - Capítulo 9 - Posso fazer é nada.

POV Lily

Eu acordo com o despertador tocando, desligo o mesmo e levanto da cama em um pulo. Vou em direção ao banheiro e começo a fazer a minha higiene. Assim que saio vou em direção ao closet e coloco minha lingerie, meu short preto, minha blusa branca que tem uma cruz preta no meio e meu tênis vermelho. Na minha make eu passei a base, o pó e o rímel. Não tinha muita necessidade eu exagerar na maquiagem. Eu fiz um coque mal feito e coloquei meu óculos escuro, pego meu celular e a minha mochila e desço as escadas, vou a cozinha e vejo meu pai e meu irmão sentados a mesa. Dou um beijo na bochecha de cada um e me sento no meu lugar.

- Então, o que vocês vão fazer hoje depois da escola? – Pergunta meu pai.

- A gente ainda não sabe, mas eu tava pensando em sair hoje pra algum lugar. – Eu respondo e meu pai sorri pra mim.

- Tudo bem, se forem ficar até tarde, não esqueçam de voltar antes das 23:00. – Diz meu pai e olha pro relógio que está no seu pulso. – Está na hora de vocês irem pra escola e eu pro meu trabalho. – Meu pai dá um beijo na minha cabeça e na do Zayn , e sai pela porta.

Eu e meu irmão saímos de casa e fomos em direção a nossa garagem, eu pego a chave do meu Bugatti Chiron, assim que entramos eu coloco Eminem - Rap God e começo a cantar junto com meu irmão, e acabava rindo com as tentativas falhas dele de cantar igual o Eminem.

Depois de um tempo finalmente chegamos naquele inferno que eu chamo de escola. Assim que eu saio do meu carro, eu vejo o carro do Justin e dos amiguinhos dele do outro lado, eles estavam me encarando, me poupe né? Parece que nunca me viram na vida.

Meu irmão passa os braços em volta de mim e ficamos encostados no meu carro conversando, e comigo ainda rindo das tentativas do meu irmão de cantar igual a um dos Deuses do Rap.

Quando toca meu verso favorito eu olho pro Zayn e o mesmo me encara já sabendo o que eu ia fazer. Eu vou pra frente dele e começo a cantar.

 

Uh, summa-lumma, dooma-lumma, you assuming I'm a human

What I gotta do to get it through to you? I'm superhuman

Innovative and I'm made of rubber

So that anything you say is ricocheting off of me

And it'll glue to you

And I'm devastating, more than ever demonstrating

How to give a mothafuckin' audience a feeling like it's levitating

Never fading, and I know the haters are forever waiting

For the day that they can say I fell off, they'll be celebrating

Cause I know the way to get 'em motivated

I make elevating music, you make elevator music.

 

Começo a respirar fundo, afinal, não é todo dia que eu consigo cantar igual o Eminem, enquanto isso o Zayn fica me encarando como se eu fosse de outro planeta.

- Eu juro que eu ainda não entendo como você consegue cantar assim. – Diz meu irmão incrédulo com a minha capacidade de cantar.

- Nunca duvide das minhas habilidades meu irmãozinho. – Digo e fico rindo da cara dele.

- Como você consegue cantar assim? – Um voz que não era nem minha e nem do meu irmão, fala atrás de mim. Me viro e vejo que era Chris que também estava surpreso.

- Nem sei como eu consigo. – Digo rindo. – Bom dia pra você também.

- Bom dia pequena. – Diz Chris me abraçando e dando um beijo na minha bochecha. Chris foi até o meu irmão e eles fizeram um toque.

- Você bem que podia ir lá em casa hoje né? – Eu digo pro Chris fazendo bico.

- Nossa, só é ele chegar que você já esquece a minha presença. – Diz Zayn se fazendo de ofendido, o que fez eu e Chris rirmos.

- Claro que não meu amor, é que eu vejo você todo dia, e ele não. – Eu digo beijando a bochecha do meu irmão.

- Uhum sei. – Diz Zayn sem disfarçar o ciúmes dele.

- Viu? Vocês parecem namorados. – Diz Chris como se fosse óbvio. – Impossível alguém pensar que são irmãos.

- Essa é a intenção meu querido Chris, pensarem que eu e o Zayn somos namorados. – Digo piscando pra ele e ele fica com uma expressão confusa.

- Mas por que? – Pergunta ele.

- Longa história. – Digo e o sinal toca. – Vamos?

- Vamos. – Chris e Zayn respondem.

Fomos em direção ao corredor, meu irmão me deixou na porta da minha sala e foi em direção a sua aula. Eu entrei na sala e fui sentar na frente como sempre e com o Chris do meu lado.

Ryan, Chaz e Justin passam pela gente e vão sentar no fundo da sala. Assim que o professor de artes matemática chega, a aula começa. Eu e Chris ficávamos conversando o tempo todo enquanto o Justin e os amigos dele não paravam de me encarar. O por que? Eu não sei e nem quero saber.

Depois de um tempo, os dois próximos horários seriam de educação física. Fomos em direção a quadra, enquanto Chris ia colocar o uniforme dele eu ia colocar o meu. Advinha como era o uniforme? Isso mesmo, curto pra caralho e bem apertado. O uniforme todo era preto com detalhes brancos, a blusa era regata e bem colada e deixava minha barriga aparecendo. O short além de ser colado tinha que ser curto, ele deixava quase minha bunda aparecendo, o que fazia eu puxar ele toda hora pra baixo.

Assim que saio do banheiro vejo os olhares das pessoas sendo atraídos pra mim. Os meninos não paravam de falar coisas do tipo “gostosa”, “oh lá em casa”, “assim eu não aguento”. Já as meninas, digamos que elas não gostaram nenhum pouco. Fazer o que se meu corpo é assim e o uniforme não colabora?

Fui em direção ao Chris que me olhava com um sorriso malicioso no rosto. Eu parei na frente dele e fiquei com cara de idiota, o que fez ele rir.

- Para de rir idiota. – Digo batendo no braço dele. – Esse uniforme é um absurdo.

- Eu gostei, você fica bem nele. – Diz Chris segurando na minha mão e fazendo eu dar um voltinha.

- Gostou por que não é você que tá usando uma blusa que aperta seus peitos e um short que deixa a bunda quase toda de fora. – Digo bufando.

- Continuo gostando. – Diz ele com um sorriso malicioso no rosto. Eu o encaro incrédula e começo a estapear ele, e advinha o que ele faz? Ri, grande amigo esse que eu fui arranjar.

- Para pequena. – Diz Chris prendendo meus braços.

- Okay, parei. – Digo e ele me solta.

Sinto o olhar de alguém em mim e olho em volta pra ver quem é a pessoa, meus olhos param em quem eu menos esperava, Justin Bieber. Ele estava me encarando de uma maneira que parecia que ia me comer aqui mesmo. Mas tudo bem, cada doido com sua mania né?

Depois de um tempo o professor chamou a gente e começamos a fazer o aquecimento, tudo como sempre. Depois de um tempo o professor deixou a gente jogar queimada. O que me deixou feliz pra caralho e fazendo meu time ganhar.

Assim que a aula acabou, eu fui trocar de roupa, afinal, eu não era nem doida de aparecer com a roupa da educação física pra todo mundo ficar me encarando.

O sinal pro intervalo tocou e eu sai do ginásio indo em direção ao refeitório, antes de eu chegar, eu escuto alguém me chamando. Quando me viro vejo um garoto que eu não conhecia, ele tinha a pele branquinha, cabelo castanho escuro e olhos da mesma cor. Sinceramente, ele é um gato.

- Sei que você não me conhece, mas bem... – Diz ele sorrindo e passando a mão na nuca. – Eu sou o Dylan Mitchell.

- Eu sou a Lily Collins. – Digo sorrindo pra ele.

- Eu sei. – Ele diz me fazendo arquear as sobrancelhas e em seguida ele arregala os olhos. – Quero dizer... Você é novata... Ai acontece que todo mundo já te conhece... Sabe? – Diz ele me fazendo rir pelo modo que ele se embolou pra poder se explicar.

- Tudo bem, não tem problema. – Digo sorrindo e vejo o mesmo me encarar por alguns minutos antes de se pronunciar.

- Eu vou dar uma festa amanhã na minha casa, eu queria muito que você fosse, pode levar seu namorado. – diz ele sorrindo pra mim.

- Okay, pode ter certeza que eu vou. – Eu digo e vejo ele sorrir mais ainda.

- Me passa seu número, ai eu te mando o endereço junto com o horário que a festa vai começar. – Diz ele e eu passo meu número em seguida. – Vou te esperar lá Lily. – diz ele me dando um beijo na bochecha antes de sair.

Vou entrando no refeitório e vejo meu irmão sentado na mesa conversando junto com o Chris. Eles pareciam bem animados com a conversa, só pararam de conversar quando notaram a minha presença.

- Oi princesa. – Disse meu irmão beijando o topo da minha cabeça.

- Oi amor. – Digo te dando um beijo na bochecha.

- Demorou Lily. – Disse Chris. – Eu te vi conversando com o Dylan, sobre o que falavam?

- Ele me convidou pra ir numa festa que vai ter na casa dele amanhã. – Digo e me viro pro meu irmão. – E você vai comigo.

- Mas por que? – Pergunta ele me encarando.

- Você quer mesmo que eu vá sozinha? Quer mesmo que algo aconteça comigo? Tudo bem, mas quando receberem a noticia que eu estou morta, lembre-se, a culpa é sua. – Digo fazendo meu drama de sempre e vejo ele bufar.

- Ta bom, eu vou. Mas eu já vou avisando, se eu ver você agarrada com um garoto, eu mesmo vou fazer questão de te matar. – Disse ele sendo ciumento como sempre.

- Quanto amor o de vocês dois. – Diz Chris rindo da gente.

- Você ainda não viu nada. – Digo piscando pra ele. – Você vai né?

- Claro que sim, eu não perco uma festa dele por nada. – Diz Chris sorrindo pra mim.

- Então está certo, vamos todos juntos. – Digo batendo palmas fazendo os meninos rirem.

Ficamos o intervalo conversando sobre coisas aleatórias, mas sabe aquela sensação de que tem alguém te olhando? Pois é, eu estava sentindo isso.

Fico olhando pros lados pra ver se acho a pessoa, e meus olhos acabam parando no garoto de topete e olhos cor de mel. Por que ele tava me encarando? Sem sentindo nenhum. Dou um sorrisinho debochado e vejo ele arquear as sobrancelhas. Chego mais perto do meu irmão Zayn que me olha e passa o braço na minha cintura fazendo eu chegar mais perto dele, meu irmão me dá um beijo na testa e sorri pra mim. Eu olho pro meu querido Bieber, e o mesmo estava com uma cara nada boa. Pois é, acho que alguém não gostou muito do fato do Zayn ser melhor que ele. Posso fazer é nada.

- Chris, você vai lá pra cada hoje né? – Pergunto olhando pra ele.

- Isso foi um convite? – Pergunta ele sorrindo.

- Sim, e você vai. – Digo sorrindo pra ele.

- Isso é uma ordem? – Pergunta ele fazendo o Zayn rir.

- Pode ter certeza que sim. – Digo piscando pra ele.

- Tudo bem senhorita, eu vou sim, mas só se eu ganhar beijinho. – Diz ele fazendo bico e me fazendo rir. Eu me estico entre a mesa da dar um beijo na bochecha dele.

- Tudo bem, já chega né? – Diz Zayn me puxando, o que acabou fazendo eu sentar no colo dele. Eu olho pro meu irmão e o mesmo fica me encarando. – Você não acha que já ta bom de amizades com garotos?

- Realmente? Não.  – Respondo fazendo ele fechar a cara e eu começo a rir junto com Chris. – Você sabe que vai ser sempre meu preferido Zayn. – Eu digo abraçando ele, que abraça a minha cintura.

- Bom mesmo, você sabe que eu odeio quando você me troca pelos seus amiguinhos. – Diz ele beijando a minha bochecha. O sinal toca e eu me levanto do colo do meu irmão e vou junto com os meninos pra nossa sala. Zayn me dá um ultimo beijo na bochecha antes dele ir pra sua sala.

Eu e Chris ficamos sentados na frente e jogando conversa fora até o professor de química chegar e começar a matéria dele. Finalmente a aula acabou e eu e os meninos fomos em direção ao meu carro.

- Chris. – Alguém grita fazendo eu e os meninos olharmos pra trás pra ver quem foi. Assim que olhamos, era Chaz. – Tudo certo pra hoje? – Pergunta Chaz pro amigo.

- Cara, eu tinha me esquecido. – Diz Chris coçando a nuca e ele se vira pra mim. – Desculpa Lily, não vai dar hoje, eu vou pra casa do Chaz, a gente tinha combinado de jogar vídeo game.

- Tudo bem. – Eu digo abaixando a cabeça

- Se quiser vocês podem ir, não tem problema. – Diz Chaz e eu olho pra ele sorrindo.

- Sério? – Pergunto sorrindo.

- Claro, por que não? – Diz ele sorrindo pra mim.

- Então a gente vai, mas primeiro a gente vai ter que passar em casa pra trocar de roupa. – Eu digo e vejo ele concordar. – Você veio de carro?

- Não, normalmente o Justin que dá carona pra gente. – Ele responde pra mim.

- Então a gente pode fazer assim, vocês vão com a gente lá pra casa e almoçam lá, ai de lá a gente vai pra sua casa. – Eu digo e vejo o Chris e o Chaz concordarem sorrindo.

- Por mim tudo bem. – Diz ele levantando as mãos.

- Então vamos. – Eu digo puxando Zayn pela mão pra entramos no carro. O Chris e o Chaz sentaram atrás e eu no banco do motorista. Eu ligo o som e começa a tocar Icona Pop - I Love It feat. Charli XCX. Eu e os meninos começamos a cantar e a dançar no carro como se não existisse amanhã, eu olho pra fora e vejo Ryan e Justin, a cara dos dois era a melhor. Ryan estava com um olhar confuso, já o Justin só faltava lançar fogo pela boca. Mandei um beijinho pra eles e sai de lá rindo junto com os menino. Hoje o dia vai ser ótimo, e não vai ser logo o Justin Bieber que vai mudar isso.


Notas Finais


Lily (Escola) - http://media.tumblr.com/tumblr_mevxyyoiF01ranlym.jpg

Icona Pop - I Love It (feat. Charli XCX) - https://www.youtube.com/watch?v=UxxajLWwzqY



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...