História Just a friend....or no...!? - Capítulo 46


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Iris, Kentin, Lynn, Lysandre, Nathaniel, Nina, Rosalya, Violette
Exibições 345
Palavras 1.186
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Faz tempo que eu não posto Hentai não é? No próximo vai ter sim...

But... Eu estou com a semana muito cheia então vou demorar um pouco mais para postar o próximo, não me matem.....

Boa leitura..... <33333

Capítulo 46 - " Vai se arrepender disso. "


Fanfic / Fanfiction Just a friend....or no...!? - Capítulo 46 - " Vai se arrepender disso. "

Me levantei da cama secando os vestígios de lágrimas em meu rosto e caminhei até o andar de baixo. Nem sinal do ruivo! Ao chegar na sala identifiquei uma sombra, através das enormes janelas, do lado de fora da casa.

   Andei lentamente até o local e o encontrei sentado na cadeira de praia, encarando a cristalina água da piscina com seu olhar vazio é um cigarro na boca. Porém havia algo de diferente desta vez, algo brilhava em sua bochecha.

   Uma lágrima!

   Meu coração se contorceu dentro do peito, ele realmente achava que eu o tinha traído. 

 - Cassy... - Chamei carinhosa me aproximando bem devagar ao seu encontro.

   Ele olhou para mim, um pouco surpreso e bem triste, secou a lágrima em seu rosto e se ajeitou na cadeira antes de falar.

 - Isabella eu já disse que... 

 - Não. - Cortei-o, agora quem iria falar sou eu. - É minha vez de falar, e você vai me escutar.

   Ele apenas acentuou com a cabeça, estava bem mais calmo do que antes o que me assustou. Esperava que ele esbravejasse e não me deixasse falar.

 - Da última vez em que brigamos eu fui embora e você deixou, mas eu não sou assim e não vou deixar você sair da minha vida tão rápido quanto você entrou. Você não pode deixar tudo de cabeça para baixo e simplesmente sumir. - Minha voz estava mais calma do que eu aparentava e as palavras saiam do modo automático sem nem eu perceber. - Não eu não te trai, porque eu iria querer o Damon se eu tenho você, a pessoa mais fascinante que eu já conheci. - Caminhei mais um pouco em sua direção e ele não recuou desta vez. - Você me fez sentir de novo, me fez conhecer o único sentimento que estava tentando fugir todo esse tempo. O amor. Eu não seria nada sem você, eu seria só mais uma menina careta que vive pulando de país em país sem amigos, família. Mesmo que eu não queira admitir você foi a única pessoa que conseguiu passar por minha armadura. 

   " Eu nunca te trairia porque eu não poderia pedir pessoa melhor do que você, Cassy eu te amo. E nada vai mudar isso. Não importa para onde você vá, não importa que eu não saiba onde você está, eu não vou deixar de te amar. Então por favor para de ser cabeça dura e me beija. " 

   Ao terminar de falar eu senti sues lábios quentes e com gosto de menta, que eu senti tanta falta, precisarem contra os meus. Não tinha percebi sua aproximação repentina mas foi a melhor coisa que ele pode fazer. Envolvi minhas mãos em seu cabelo e os puxei sentindo o mesmo gemer em minha boca.

   Sua língua adentrou a minha boca e aquela sensação indescritível que sinto sempre que nos beijamos voltou. Ah como eu senti falta dele, mesmo por poucos dias que pareceram eternidades.

   Suas mãos apertaram minha cintura e bunda fortemente enquanto eu percorria seu corpo com os meus dedos.

   O ruivo voltou a se sentar na cadeira me colocando em seu rodeando sua cintura com as minhas pernas. Ele quebrou o beijo puxando meu lábio inferior e logo encaixou sua cabeça em meu pescoço me fazendo arrepiar.

 - Como eu senti falta do seu cheiro amor. - Sussurrou em meu ouvido antes de voltar os beijos para meu pescoço.

 - Então é assim? Nós mal acabamos de brigar e já vamos transar? - Perguntei brincalhona.

   Castiel tirou seu rosto de meu pescoço me fazendo reprimir um gemido de desaprovação e me lançou um sorriso malicioso levando sua mão a minha busca e apertando enquanto me observava gemer.

 - Faz quanto tempo que não transamos? Está na hora de tirar o atraso não acha? - Respondeu me afastando os cabelos de meu pescoço ao observar a onde de arrepios que percorreu meu corpo e então trilhou leves mordidinhas desde minha clavícula até meu ombro.

 - Cassy...

 - Geme meu amor, estou com saudade de sentir seus gemidos sofridos pedindo por mim. - Sussurrou calmo levando sua mão ao meu seio e apertando o local.

 - Nós... N-Nós temos... v-visita.... - Respondi falha por conta da minha respiração descompassada.

 - Acho que Damon não vai se incomodar com alguns gemidos. 

   O ruivo passou a mão dentro de minha blusa e abriu meu sutiã, dando leves beliscadas em minha auréola. Deixei minha cabeça cair para traz e alguns gemidos escaparem de minha boca entreaberta enquanto sentia o calor de suas mãos em minha pela desnuda.

   Senti minha intimidade pulsar e rebolei contra seu membro duro determinada a arrancar alguns gemidos do Castiel.

   Em resposta o mesmo apenas levou uma de suas mãos até minha cintura me ajudando nos movimentos enquanto eu beijava seu pescoço. Escutei um baixo gemido saindo de sua garganta.

   Levei uma mão ao seu sinto e comecei a tirá-lo.

 - Parece que alguém está apressada hoje. - Observou sarcástico olhando para os meus olhos.

   Sem desviar meu olhar do seu adentrei sua cueca e levei minha mão ao seu membro acariciando-o. Um som grave saiu de sua boca me incentivando a continuar. Comecei um movimento de vai e vem bem lento enquanto Castiel gemia sem tirar os olhos dos meus.

   Aproximei meu rosto do seu e depositei um leve beijo no canto de sua boca levando minha face mas perto de seu ouvido. Parei os movimentos recebendo um gemido de desaprovação.

 - Vamos la pra cima. - Pedi levando minhas mãos ao seu rosto e fazendo uma leve carícia no local.

 - Se prepare para implorar por mim amor. - Sussurrou sensual em meu ouvido se levantando comigo em seu colo e se dirigindo ao nosso quarto.

    Castiel fechou a porta do aposento e me depositou em cima dos lençóis escarlate. Apoiei me sobre os cotovelos e o observei tirar sua camisa e calça jeans ficando apenas de cueca box e subindo em cima de mim outra vez.

   Ele retirou minha blusa e parou para me observar como se fosse a nossa primeira vez.

 - Tinha esquecido como seu corpo é lindo. - Sussurrou e vi seus olhos nublados de um cinza muito escuro, desejo!

 - Então porque não relembra. - Provoquei retirando meu sutiã já aberto.

 - Vai se arrepender disso.

   O ruivo voltou os beijos para meu pescoço me provocando. Desceu uma trilha de leves chupões por entre meus seios e parou ao chegar em meu umbigo. Castiel ficou me torturando ao passar a boca pela região, ele beijava, mordia, chupava mais nada de ir mais para baixo.

   Me remexi embaixo de seu corpo, levei minhas mãos ao seus cabelos e tentei abaixar sua cabeça porém ele era mais forte. Castiel segurou as minhas mãos e voltou seu olhar para mim com seu famoso sorriso cafajeste. 

 - Me desconcentrou, agora eu vou ter que começar tudo de novo. - Disse sorrindo sacana me fazendo soltar um gemido sofrido.

 - Já brincou demais, eu preciso de você. - Pedi manhosa tentando puxa-lá mais para cima. 

 - Acho que vou ter que te algemar bebe. 

 


Notas Finais


Parei no meio?! Parei no meio

Porque? Porque eu sou má


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...