História Just A Princess - Capítulo 15


Escrita por: ~ e ~Cachinhos123

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 8
Palavras 393
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


- L

SIM, SIM! Eu voltei, sem falhas dessa vez.

¯\_(ツ)_/¯

Bom, vou deixar o capítulo pra vocês lerem. Até as notinhas finais...

***CAPÍTULO CURTO. SORRY***

Capítulo 15 - Capítulo 14 - Hora De Nascer


NARRADORA

Todos, absolutamente todos os seres humanos presentes saíram correndo para ajudae Amália, que gritou de dor depois de alguns segundos. O olhar de Harry guardava dor. Ele odiava ver a sua pequena sofrer.

Depois de longos segundos que passaram devagarosamente, ele conseguiu pega-la no colo e levá-la até o carro

A Ala-Hospitalar do castelo, ainda não havia adquirido todos os produtos necessários pra fazer um parto de tamanha importância e ainda mais, uma recuperação.

Harry — quando chegou no carro — começou a tentar acalmar Amália, que gritava agoniada e já querendo desistir. Com o olhar perdido, ele ofereceu sua mão para a esposa que se encontrava desamparada no momento.

— Acalme-se amor. Acalme. Hm? Vai ficar tudo bem, eu prometo. — sussurrou ele para Amália, que se botou para chorar.

— E-eu... — outra vez ela berrou. — N-não consigo. Não dá. — Novamento, outro grito. — MEU DEUS! QUE DOR!

— Olha Amor, olha para mim. Okay? Mostre que você consegue. — ela balançou a cabeça negativamente. 

— Não, não...

— Você é a minha garota. Não posso perder você. — murmurou ele enquanto segurava mais forte na mão de Amália. Outra contração. Outro grito. Outra dor. 

Demorou em torno de quinze minutos até chegar no hospital. — levando em consideração que os guardas quase foram no racha para salvar a vida da Rainha e dos bebês, futuros herdeiros dos tronos e das monarquias.

Amália caminhava de um lado para o outro no quarto minúsculo que não tinha a mínima comparação com um quarto de hóspedes do castelo. Sim, sim! Era minúsculo. Mas confortável. Tinha uma televisão virada para a cama que continha edredons refinados. Um criado mudo estava do lado da cama e também as ancubadoras.

Tusk perfeitamente organizado. Havia um banheiro também. Era de chuveiro, nada demais.

Amália suspirou pesadamente ao se sentar na bola e rebolar para tentar aliviar a dor. Sem sucesso algum. A dor só piora a com o tempo.

— Majestade? Acho melhor fazermos uma cesariana. — o doutor comentou. E deveria ter em torno de cinquenta e sete anos, cabelos grisalhos e os poucos fios ainda negros, estavam puxados para trás, com bastante gél. Também usava óculos de garrafa e um jaleco branco com uma plaquinha escrito seu nome “David Willson's”. Somente.

— N-não. Não quero. — Ela argumentou logo apertando as mãos de Harry. O doutor respirou fundo.

— VOSSA MAJESTADE! EMPURRA! — a parteira gritou.


Notas Finais


AMANHÃ EU CONTINUO. PROMETI PRA JU UM CAPÍTULO GRANDE, MAIS EU ESTOU COM SONO.

Bjs. Até amanhã.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...