História Just Another Love Story: Moon - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hizashi Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Hinaneji, Kibahina, Naruhina, Naruto, Neji X Hinata, Nejihina, Nejiino, Nejiten, Romance, Sasuhina
Visualizações 31
Palavras 1.370
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Bishoujo, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi alpacas, eu voltei! Finalmente eu voltei a postar a fic semanalmente.
Primeiro de tudo, obrigado aos 77 favoritos >w< eu fico mt feliz de saber que tem tanta gente lendo.
Espero que todos estejam gostando. Boa leitura.

Capítulo 39 - Memórias de quando não estavam separados


Fanfic / Fanfiction Just Another Love Story: Moon - Capítulo 39 - Memórias de quando não estavam separados

Sasuke POV On

Encarei Hinata enquanto a paisagem na janela se movia, o trem era realmente rápido e... eu não sabia o que falar. Todas as minhas tentativas de puxar conversa resultavam em uma resposta nada agradável capaz de me calar em segundos. O “está empolgada?” foi respondido com um cruel “não fico empolgada ao seu lado.” o meu “A paisagem é linda!” foi respondido com um “Seria bem mais bonita se fosse Neji no seu lugar” e o “Aquela nuvem parece um cachorro” foi respondido com “Assim como você, que fica abanando o rabo para o meu pai”. E continuou assim a cada pergunta que eu fazia.

No final eu decidi ficar calado, mas isso não ajudava quando a intenção era me aproximar dela. O trajeto do trem já estava acabando e todos os meus planos já havia ruído. Conversar amigavelmente, observar as paisagens, dizer o formato das nuvens! E quando estivesse próximo do fim, segurar sua mão. Ah! Eu ainda não tentei isso. Lentamente levei minha mão a dela e quando elas se encontraram, eu aguardei pela próxima patada, mas me surpreendi ao não ouvir nenhum insulto. Encarei a garota ao meu lado com um pouco de esperança.

-Tira a porcaria da sua mão de cima da minha. - Disse furiosa, acho que ela só não tinha feito isso antes porque estava indignada com a minha coragem…. foi o que o olhar dela deu a entender.

-Desculpa... - Disse assustado.

-Eu não aguento mais... estou há muito tempo sem Neji. - Murmurou.

-Você não precisa dele! Eu vou te mostrar isso! Eu sou melhor que o seu primo! - Falei desesperado.

-Não é. - Ela me encarou, furiosa. - Em primeiro lugar, é ele quem eu amo. Mas se você se refere à “quem me ama mais” saiba que ele sempre me colocou acima de si mesmo! Diferente de você, que acabou com o momento em que eu mais me senti feliz!

-Eu só quis uma chance para provar que eu sou melhor que ele! Me deixe mostrar! Se depois de tudo você não me retribuir eu juro que te ajudo a voltar para ele! - Implorei e recebi o meu primeiro olhar que não fosse de ódio.

-É bom cumprir com o que disse. - Ela suspirou. - Eu vou parar de te tratar com tanto desprezo, mas isso é tudo.

-... - Eu não soube o que dizer, mas minha alegria era demais. - Obrigado, eu realmente não vou te decepcionar!

-Espero que não...

Sasuke POV Off

Ino POV On

Segurei a mão de Sai mais forte. A expressão do meu pai não era nada convidativa. Estivemos namorando por três anos em segredo, mas eu realmente não aguento mais. Ontem eu e Sai conversamos sobre isso, ele insistiu bastante para não contarmos para meu pai, afinal o velho é do tipo conservador, mas ter que dizer que estou indo para a casa de uma amiga toda vez que quero vê-lo complica um pouco a situação. Sem contar que eu cortei laços com minha antiga “cúmplice” que ligava para o meu pai e pedia para ele me deixar dormir na casa dela, mesmo que eu nem estivesse lá.

Fiz isso por que ela brigou com meu namorado, e consequentemente fez aquela pergunta “ou você termina com ele e me mantém como amiga, ou você continua com ele ou corta laços comigo” e eu nem preciso dizer que escolhi a segunda, certo? Afinal, eu conheço Sai a mais tempo, só estou no colégio que estou por causa dele, e consequentemente, só conheci ela por isso. Mesmo assim ela ficou indignada e disse algo sobre eu ser ingênua demais. Depois disso tem sido difícil conseguir desculpas para dormir na casa de Sai mas já fazem três anos, nós temos que contar para o senhor Yamanaka o andamento das coisas.

-E então? Quem é esse seu amigo? - Perguntou o meu pai, claramente irritado.

-Ele é… meu namorado. - Disse séria.

-Então é isso. Sai, você disse, certo? - Ele encarou o garoto ao meu lado, tranquilo, viu? Não há porque me preocupar.

-Sim senhor.

-Saia daqui antes que eu mande te levarem a força. - O tom ameaçador com o qual ele pronunciou aquelas palavras foi o suficiente para quebrar o alívio que senti.

Ino POV Off

Sasuke POV On

Chegamos depois de um curto período de tempo caminhando, na casa do avô dela. Não foi exatamente o cenário de todas as nossas brincadeiras, mas uma boa parte delas aconteceu lá… inclusive uma da qual eu certamente me arrependo. No galpão do lado dessa casa… é a única lembrança que eu não quero que ela consiga de volta. Nos colocamos de frente para a porta e depois de bater na mesma algumas vezes, fomos atendidos por um Hyuuga de longos cabelos quase que inteiramente brancos. Ele me encarou com um pouco de confusão e depois encarou Hinata, demorando alguns segundos para reconhecê-la, mas expressando total alegria ao fazê-lo.

-O que é isso, Hina? Que surpresa maravilhosa! - Ela o abraçou carinhosamente e eu juro que até do velho eu senti ciúmes… - Faziam três anos que eu não a via! Como cresceu!

-Todos dizem isso… alguns até me confundiram com a minha mãe. - Murmurou sem jeito.

-E quem é esse, seu namorado? - O velho perguntou e meu coração acelerou.

-Não! - A garota negou rapidamente e senti um forte aperto no peito. - Ele é o Sasuke-kun, aquele garoto que brincava comigo…

-Ah, aquele que brigava com Neji? Você também cresceu Uchiha! Nem o reconheci! - Ele me cumprimentou, mesmo que eu ainda estivesse me recuperando.

-Obrigado. - Sorri para ele, minimamente.

-Entrem, por favor. Está tudo uma bagunça, mas acho que pelo menos cadeiras livres eu tenho. - Ele nos guiou pelos estreitos corredores da casa no estilo japonês tradicional. Haviam pergaminhos e livros jogados por todo o canto.

Nos sentamos na sala, depois de uma arrumação rápida. O velho disse que ia preparar um chá, frase a qual eu ouvi em todas as visitas que fiz para os Hyuuga, enquanto isso eu e Hina ficamos sozinhos em silêncio, nos encaramos como esperando que o outro dissesse alguma coisa, mas eu estava nervoso demais para conseguir falar. Tentei reuni coragem, passei alguns minutos escolhendo delicadamente as palavras que ia usar, ensaiando mentalmente e só então eu abri a boca para dizer o que queria.

-Então Hina… - Ela me olhou por um instante, mas antes que eu pudesse continuar, o avô dela voltou com o chá. Não acredito nisso…

-Então? O que traz você e seu amigo para cá? - Perguntou o velho Hyuuga, para a sua neta.

-Meu pai, ele quis por que quis que eu viesse para cá… eu não me importaria se fosse com Neji mas… - Ela me encarou com um olhar de decepção.

-Ei Hinata… assim faz parecer que eu… - Não consegui terminar de falar.

-Já entendi. - Disse o velho, sem se importar em estar me interrompendo. - Falando no Neji, como anda ele? Faz tempo desde que ouvi alguma coisa do Hizashi.

-Não vamos falar do Neji… - Tentei mudar de assunto, mas os dois já estavam me ignorando.

-Eu não sei… o Nii-san anda meio distante desde que o meu pai mudou de ideia sobre ele herdar a firma. - Disse Hina, cabisbaixa.

-Ora, isso é realmente horrível, primeiro ele vai para os estados-unidos e agora ele está distante mesmo morando perto, huh? Ele mudou bastante, antigamente não conseguia ficar longe de você. - Disse de uma forma amável.

-ENTÃO! O dia está lindo lá fora, certo? - Tentei desesperadamente parar com aquela conversa estúpida! Os dois pararam de falar e me encararam surpresos.

-Você não vai interromper uma conversa entre Avô e neta, vai Uchiha? - Disse aquele velho arrogante, com um tom calmo e um tanto desafiador.

-Não… eu… - Implorei pela ajuda de Hinata com o olhar, e ela apenas revirou os olhos.

-Eu vou levar as xícaras para a pia. - Disse séria, nos deixando a sós. Esperei ela se afastar e disse em um tom ameaçador para o avô de minha futura esposa:

-Escuta aqui velhote! Eu já entendi o seu jogo!

 


Notas Finais


Acabou.
O que será que o sasuke vai aprontar?
E o avô da Hinata? Ele está mesmo fazendo aquilo de propósito?
E quanto a ino? Faz tempo desde que ela apareceu da última vez, e agora quando ela finalmente aparece de novo acontece uma coisa dessas...

Enfim, espero que tenham gostado. Até a próxima quarta >w<

Bye~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...