História Just Another Year - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 1
Palavras 1.805
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Musical (Songfic)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - 3


Logo depois de sentarmos de baixo da árvore e conversamos sobre as fans micões vi uma sorveteria.

Levantei e fui na direção dela deixando os meninos para trás, a loja e super fofa, as paredes eram todas rosa bebê, com retângulos representando os detalhes do sorvete, mas mesas eram azuis e redondas, mais ou menos pra 4 pessoas e algumas para 2 pessoa, fui até o balcão e pedi para o caixa uma fixa, peguei ( e paguei) sorvete para todos ( que amor eu sou não ?).

Para mim, eu escolhi morando e creme, para Yoora pistache com gotas de chocolate, e para os meninos peguei napolitano, voltei ao parque e vi que Yoora estava tendo uma "discussão pacífica" com suga e hope sobre música clássica, não sei quem estava defendendo ou contrariando, mas a cara que ela fazia quando um deles falavam era ilaria, ela levantava as mãos e ficava de boca aberta e balançando a perna impaciente.

Entreguei a todos os sorvetes, isso fez Yoora se concentrar mais no sorvete do que na discussão, Jin parou por um minuto olhou para o sorvete que eu havia lhe entregado, experimentou cada um de uma vez

- vamos fazer um jogo ? fácil claro, mas com esses sorvetes ? - jin fala sem tirar os olhos do sorvete

- não involve perder os nossos sorvetes né ? Por que se for, um monstro vai sair da jaula -  suga diz fazendo uma cara de mau olhando para jin

- Não, claro que não, é assim, vamos provar os sorvetes e ver qual é a composição do sorvete.

- sério ? Que graça tem nisso ? Eu vou adivinhar todos agora, no de morango tem morando e creme e no de creme, bem, creme, napolitano sorvete de chocolate com morando e creme - namjoon fala como se estivesse certo 

- duvido alguém ganhar da jangmin, eu acho que ele só é boa nisso - Yoora diz olhando para cima

- desculpe discordar de você namjoon, mas no de morando e essência de morango com um toque de baunilha, mas o mais estranho e que tem chanttili. posso provar Jin ? - digo apontando para o sorvete que estava na mão de Jin para falar os ingredientes - o chocolate é amargo, o de morango e igual a o outro e o de creme e baunilha junto com chanttili, e o de pistache, tem deixa eu ver -digo pegando um pouco da mão de Yoora - pistache, e leite condensado, e deve ter também um pouco de creme de leite pela consistência

Todos me olharam assustados, Jin me aplaudia não muito isagerado, mas imprecionado.

Ficamos mais um pouco até o celular do namjoon tocar, deveria ser algo importante, já que quando atendeu ficou sério e apenas disse Tchau e Olá, ele levantou e chamou todos.

Eu e Yoora ficamos um pouco decepcionadas, pensávamos que eles iram poder ficar mais tempo, nois duas falamos tchau para  todos e eles foram em bora.

Após não conseguir mais ver os meninos eu olho para Yoora e damos risadas meio istericas:

- da pra acreditar ? O BTS, nossos colegas, se for um sonho nao me acorde - digo com um ar sonhador

- né, eles estão bem pertinho, tão perto que eu sinto o perfume deles em todo lugar - Yoora diz pensando - hahaha... Você acha que o tae, sei lá, me achou bonita ?

- e porque ele não acharia, fia - falo botando os braços para cima -tu é maravilhosa, olha para mim, aí olha pra você, tu canta, dança, tem notas boas, e eu ? Jogo vôlei, e faço doces, porque alguém olharia para você e não gostaria de você ? De nos três (min-jee, eu e Yoora) eu sou a mais inútil, hahahaha, eu acho que é por isso que eu namoro uma pessoa como o kaeseu, e tudo que eu vou consegui.

Nas minhas últimas falas minha voz falhou, senti meu coraçao encolhendo, lagrimas foram formando na linha d'água dos meus olhos, Yoora após me dar um tapa, por ter falados essa coisas de mim mesma me da um abraço, lágrimas pesadas escorrem meus olhos com desdém

- os seus doces são os melhores - ela diz com um sorriso sincero

- sei, deve ser mesmo, pra um alien, só se for - falo limpando meu rosto e dando gargalhadas

Levantamos e saímos do parque em direção ao ponto de ônibus mais próximos.

Quando chegamos na nossa rua cada uma foi para sua casa, abri a porta de casa e omma estava brigando feio com meu irmão, ele apenas estava sentado no sofá, chorando pelas palavras duras que omma falava para ele, eu decidi falar com ele mais tarde.

subi as escadas e fui ver se meu pai estava em casa, a porta do quarto estava fechada, bati uma vez e ele falou para entrar, entrei no quarto e vi meu pai sentado em uma cadeira de frente para o computador, seu rosto parecia cansado e preocupado

- appa, porque omma está assim com meu irmão ? - falo sentando no chão ao lado da cadeira dele

- você conhece sua omma, se um de seus filhos não são iguais a ela, ela pira - ele diz com os olhos na tela

- eu realmente estou ficando cansada disso appa - falo levantando

Sai do quarto de appa já sem paciência, fechei a porta do meu quarto logo apos de entrar, liguei meu computador e coloquei uma música alta para não ouvir os gritos de omma, e mandei uma mensagem via Skype para Min-jee

*~Skype on~*

Min-jee 🦄 : Annyeong jang, que gritos são esses ?

Jangmin : penas ignora, minha omma sendo minha omma, mas em fim, o que que você estava fazendo hoje a tarde ? - falo fazendo moon face

Min-jee🦄:  estava com o kook, ele estava me ensinando uma dança, porque toda vez você pensa merda, que coisa chata - ela fala em meio de gargalhadas

Conversamos durante uma hora, até eu me render ao sono, dei Tchau a min-Jee e desliguei o computador, coloquei meu pijama e lembrei do meu irmão.

Sai do quarto e fui ao quarto dele, bati na porta, mas ele não me respondeu, entrei sem permissão.

Ele estava deitado de barriga para baixo, eu conseguia ouvir seu choro, por mais baixo que seria, sentei na beirada da cama e coloquei a mão em seu cabelo, ele virou e olho para mim, seus olhos estavam inchados de tanto chorar, cheguei mais perto e abracei ele, novas lágrimas caíram do seu rosto molhando meu ombro, eu e meu irmão temos uma mãe severa de mais, ela cobrá muito tudo, e para meu irmão que só tem 8 anos, as coisas que ela fala são cruéis.

O quarto só estava iluminado por um abajur de luz amarela, faço com que ele bote a cabeça em meu olho e mecho em seu cabelo até ele adormecer, saio do seu quarto e volto ao meu.

Caiu com tudo em minha cama, onde não demoro muito para adormecer.

Acordei assustada com o pesadelo, meu coração batia forte e rápido, estava tudo escuro, olho pela janela e vejo que ainda está escuro, mas os pássaros já cantavam, meu sono foi embora completamente, minha respiração estava pesada, sentei na cama e me acalmei, fiquei olhando para janela onde o sol nascia.

Levo susto quando o despertador começa a tocar, levanto me e vou ao banheiro, fico de baixo do chuveiro por bastante tempo, a água estava quente, fazendo meu corpo frio esquentar, pego a toalha e me enrrolo, já no meu quarto coloco o meu uniforme, penteio meu cabelo é coloco uma faixa, deixando minha franja na minha cara.

Fui até o quarto do meu irmão para ver como ele estava, abri a porta é não havia ninguém lá, mas em cima da sua cômoda tinha um bilhete com aparentemente a letra de Dae

"Jang, eu acordei cedo de mais, eu sei, não se preocupe comigo, estou no lugar de sempre, não comente nada com omma e nem appa"

Após ler fiz uma bolinha de papel e joguei no lixo, desci as escada e peguei duas laranjas e as descasquei, e mais duas maçãs, coloquei tudo um pote para meu irmão.

Coloquei meu moletom rosa bebê e sai de casa, o dia estava nublado por conta do outono, eu amo outono, as cores são maravilhosas, olho em volta e viajo em meus pensamentos.

Andei mais ou menos por dois minutos até chegar em uma praça meio velha, um pouco acabada, mas no centro havia uma linda cerejeira, e sentado de baixo dela um menino de cabelos negros, e DS nas mãos.

Ando até ele, após perceber minha aproximação o menino levanta os olhos para mim e suspira

- posso sentar ? - digo olhando pra ele

Myung-Dae- pode... Você acha que omma só sente desprezo, tipo, que eu sou uma desonra para ela e para a familia ?

-ele diz de cabeça baixa e voz trêmula

- nae sin ! não fale isso, se omma não sente orgulho de você e problema dela, e ela seria uma idiota se não sentir, eu e appa nos orgulhamos de você sua praga - falei bagunçando seus cabelos e logo depois abraçando-lhe

Ficamos sem falar nada durante um tempo, até que lembrei de uma brincadeira que fazíamos quando éramos pequenos, peguei algumas folhas que estavam no chão e joguei em sua cara, ele se assustou, mas logo depois fez o mesmo que eu, e assim demos início a um guerrinha.

Escondo me atrás de várias árvores, fazendo um "pique-esconde" .

Meu irmão pega um monte de folha e joga em minha cara, fazendo com que uma abelha pouse na minha bochecha, em tentativa de afastar a abelha começo a me debater até que esbarro em alguem, olho para ver quem era, Jin estava sorrindo para mim, ele usava uma calça jeans colada com um moletom igual ao meu.

Ouso meu irmão dar risadas atrás de uma árvore, olho para Jin e depois para meu moletom e dou risada da sua reação

-por que você me copiou ? - ele diz cruzando os braços 

- eu te copiei ?! Você me copiou !! Esse é meu irmão Myung-dae  - digo abraçando meu irmão  Por trás

Jin-- e um prazer te conhecer, meu nome é seokjin, mas me chame de Jin

- annyeonghaseo Jin - meu irmão fala invergonhado

Olho para as horas em meu celular e vejo que era quase sete horas, acompanhado meu irmão até seu colégio junto com Jin e depois fomos para o nosso colégio.

Ao chegar na porta do colégio vejo hana com uma ligt novel de no game no life, e quando chego perto ela grita em nossos ouvidos que aquilo era melhor coisa do mundo e quando eu a abracei ela ficou dando tiques, e nos três fomos em direção às salas de aula e nos despedimos de Jin que e do 3 ano A



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...