História Just Believe - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Abaddon, Adam Milligan, Balthazar, Bela Talbot, Bobby Singer, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Kevin Tran, Lilith, Lúcifer, Mary Winchester, Miguel, Personagens Originais, Rafael, Rowena MacLeod, Ruby, Sam Winchester
Tags Ariel Miller, Dean Winchester, Sam Winchester, Sobrenatural, Supernatural
Exibições 20
Palavras 797
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie Gente!
Bem, minha prima me mandou o que era para por aqui, mas eu acho que apaguei.
Então vou explicar do meu modo;
Aqui é a prima da Autora (como já perceberam), a Kah vai ficar um tempo sem entrar na conta
No máximo umas duas semanas.
Como ela está aqui em casa. Pedi para ela postar logo o capítulo
Ela disse que não queria entrar
Então eu pedi para ela me enviar, e agora estou postando
Espero que gostem!

Capítulo 3 - Chapter 2


Colorado, 2006

 

Barulhos de sirenes, em uma área onde tem uma antiga mina. Quase ninguém saberá o real motivo de tanta agitação naquele local.

 

Os paramédicos e os policiais caíram na história de que, um dos garotos haviam se perdido, fugindo de um urso para dentro da floresta, e que o resto do grupo, estava apenas o procurando.

Mas eles não mentiram por querer, sabiam que nenhum deles acreditariam no que aconteceu.

 

- Espero mesmo que consigam encontrar seu pai - Uma mulher disse para um homem de olhos verdes, enquanto seguia para a ambulância

 

O Homem que estava encostado no seu impala, deu um pequeno sorriso, enquanto observava a ambulância se afastar.

 

- É a primeira vez, em anos... Que eu vejo Dean Winchester sair de um local sem ficar ou pelo menos arranjar número de uma mulher - Dean se assustou ao ouvir a voz do seu irmão, mas logo após relaxou

 

- Sammy, sempre tão engraçadinho - Sam bufou ao ouvir o seu antigo apelido, Dean sorriu e percebeu que Sam o Olhava estranho - O quê foi ?

 

- Eu dirijo  - Dean fez uma careta, mas logo após jogou a chave para o irmão

 

Caçar e matar um Hendigo, pode parecer tudo. Menos fácil

Os meninos estavam cansados.

 

- Agora entendo, - Sam falou, quebrando o silêncio dentro do carro - mesmo não achando nosso pai. Podemos ficar feliz em apenas ajudar os outros

 

Dean deu um suspiro.

 

- Até que fim entendeu Moleque - Os dois riram

 

No carro só se ouvia o som da música preferida de Sam, Dean estava olhando pela janela. Até que o celular do mais velho toca.

 

- Atende logo essa droga - Dean bufou, e pegou o celular, vendo o número desconhecido.

 

<< Chamada On >>

 

- Vocês precisam me ajudar! - Foi a primeira coisa que o menor ouviu - eu estou com medo - Agora a voz parecia se acalmar, e Dean tenta lembrar onde ele já tinha ouvido a voz

 

- Onde você conseguiu o meu número? - Foi a única coisa que saiu da boca do Winchester mais velho.

 

A ligação deu uma pequena chiada, e ele ouviu uma respiração pesada.

 

- Winchester ou seja lá quem for... - A voz saiu mais abafada - ele vai me matar. Preciso de vocês, por favor!

 

Sam olhou para seu irmão como se perguntasse o que está acontecendo. Dean colocou no viva-voz e os sons abafados voltaram

 

- Quem é você e dá onde nos conhece? - Sam perguntou e a linha ficou muda

 

- Aqui é Ariel...- A voz continuava abafada - Winchester, certo? Precisam me ajudar, ele vai me matar... Estou trancada no sótão  

 

Dean se lembrou quem estava falando. Era a garota que tinham visitado, no dia anterior

 

- Você disse ele... - o menor fez uma pausa, como se pensasse - Ele quem? - Completou o mais novo

 

- Os olhos amarelos - A garota falou - é ele.

 

Depois de ela falar isso, foi ouvido pelos irmãos uma batida e logo após a linha ficou em silêncio.

 

- Ariel? - Sam perguntou e Dean olhou o celular

 

A ligação tinha sido encerrada.

 

<< Chamada off >>

 

O carro que Sam dirigia, entrou no primeiro retorno para a cidade em uma velocidade constante

Dean ficou um pouco incomodado, mas não resolveu falar nada

Assim que pararam na frente da casa da menina, viram pela janela, fogo.

 

- Algo me diz, que chegamos tarde demais - O mais novo pensou alto

 

O mais velho e menor, olhou para o irmão, que pediu desculpa silenciosamente

 

- Não, eu não permito isso - o mais velho falou e correu para dentro da casa.

 

Sam até gritou para o irmão parar, mas não adiantou muito.

Assim que Dean entrou na casa, viu bastante fumaça. Seguiu achando quase um círculo de fogo.

 

- Ariel - Ele exclamou nervoso

 

A garota estava dentro do círculo, com as duas mãos esticadas, apenas para o fogo não pegar nela. Após ela ver o homem, ela se sentiu tonta e caiu.

O círculo se desfez assim que Sam jogou água.

 

- Essa garota pode ser tudo - Dean falou enquanto pegava a garota - Menos normal.

 

Ouviram mais sirenes, e viram o carro de Bombeiros se aproximando.

Sam explicava tudo que ocorreu para os bombeiros, bem na verdade inventava tudo que ocorreu. Pois na verdade, nem eles sabiam.

Enquanto Dean acompanhava a menina na ambulância

 

- Sua prima teve sorte. - A enfermeira falava com Dean - Imagine se vocês não tivessem chegado à tempo

 

- Sabe como é... - Dean fez uma pausa, enquanto olhava a garota - Ela é bastante rebelde. Iremos tomar conta dela.

 

Dean seguiu pensando, até o hospital

"Que diabos é essa garota?"

 


Notas Finais


Então, eu e a Kah esperamos mesmo que tenham gostado.
Comente, quem sabe assim eu possa convencer a Kah a voltar a postar os outros capítulos que estão prontos e revisados;
É isso, Tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...