História Just Best Friends... (Imagine Taehyung) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Taehyung, Você
Exibições 258
Palavras 2.975
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi ^^

Capítulo 1 - One Shot


P.o.v ____ 

Eu estava em uma festa, com meu amigo de infância Kim Taehyung, eu era apaixonada por ele há anos e ele parecia nem ligar. Eu estava sentada em uma área mais longe e vazia, mas, eu tinha uma boa vista de tudo.  Tae se encontrava bêbado, dançando com uma garota que estava se esfregando nele. 

-Não sou obrigada a ver isso. - sussurro para mim mesma me levantando. - Ele se vira para ir para casa depois.  

Quando eu estava perto da saída, sinto que sou puxada por alguém. 

-Pra onde tá indo, gatinha? - era um garoto, bem bonito por sinal. - Por que não fica mais?  

Consigo sentir o bafo de álcool dele. Eu nunca fui de beber pra falar a verdade. 

-Não to afim... Me solta. - tento me soltar. 

-Não... Fica mais. -ele me segura mais forte, começando a machucar. -   Juro que você nunca mais vai se esquecer desse dia. - ele sorri malicioso me puxando mais para si.  

Ele estava a ponto de me beijar a força, quando é empurrado para longe de mim.  

-O que você tá fazendo com a MINHA garota? - pergunta o ser, quando o olho, percebo que era Tae.   

A garota dele? Eu ouvi direito? Ele tava com uma puta à alguns minutos atrás e agora que um cara tenta me beijar eu sou "a garota dele", sério isso? 

-Sai daqui cara. Nós vamos nos divertir, não é gatinha? - O cara insistente tenta me puxar.  

Tae da um soco nele e depois me puxa para si, me beijando. Eu esperei esse momento a minha vida toda, mas, não queria que fosse desse jeito, com ele bêbado e sendo que a pouco tempo ele estava com outra garota, eu queria que fosse especial.  

O empurro com toda a força que ainda me restava, dou um tapa em sua cara e começo a chorar, ele me olha espantado e eu saio correndo dali.  

-_____! - ele grita meu nome. 

Eu não me viro para ele, apenas continuo correndo.  

Eu acabo parando em um parque, não era qualquer parque, foi o parque onde nos conhecemos e onde tudo começou. 

Maldito parque. Penso.  

Eu corro até a nossa árvore, tinha os nossos nomes nela e embaixo estava escrito "melhores amigos para sempre". 

É isso que éramos. Amigos. Apenas amigos. Essas palavras ecoavam na minha cabeça, o que me fizeram chorar mais ainda.  

-_____! - ouço de longe Tae chamando meu nome, obviamente aqui seria o primeiro lugar que ele procuraria.  

Eu rapidamente subo na árvore, me escondendo entre as folhas.  

-Droga! Eu jurava que ela estava aqui! - ele fala embaixo da árvore, olhando para as marcas. 

Tae passa a mão por elas e sorri fraco. Vejo ele pegar o celular, provavelmente ligaria para o meu, rapidamente pego o meu celular e coloco no silencioso, durante esse ato quase deixo o celular cair e eu quase vou junto. Ele fica com o seu celular no ouvido por um tempo, mas, desliga, o que me levou a pensar que foi para a caixa postal. Ele disca outro número número e liga.  

-Sra._____ (Nome sua mãe)? 

Ah, ele ligou para a minha mãe... Espera... ELE LIGOU PARA MINHA MÃE?! 

-Eu não consigo achar ____ em lugar nenhum. - ele fala. 

Ele fica um tempo sem falar.  

-Obrigado. Tchau. - ele desliga o celular e começa a correr para longe dali.  

Eu fico um tempo ali em cima e quando tenho certeza de que ele tinha saído eu desço da árvore e fico olhando para o tronco da árvore.  

Eu resolvo ligar para minha mae e ela rapidamente atende. 

-VOCÊ QUER ME MATAR DO CORAÇÃO? - Ela grita assim que atende.  

-Des-desculpa. - falo soluçando, ainda chorava. 

-O que houve? Por que ta chorando?  - sua voz agora era de preocupação.  

-Taehyung. - é a única coisa que respondo.  

-Ah filha... O que houve dessa vez? 

Eu explico para ela. 

-Ele está aqui, muito preocupado. Não acha melhor vocês conversarem? - ela pergunta e logo completa baixinho. - Não é melhor dizer tudo de uma vez?  

-Eu não sei, mãe... De qualquer forma estou indo para ai.  

Eu me despeço e desligo.  

Como minha casa de ali perto eu resolvo ir andando. Chego lá em uns 10 minutos. Abro a porta ainda bem triste. 

-____! - era Tae, ele veio correndo até mim me abraçando. - Me desculpa! Me desculpa mesmo! Eu não devia ter feito aquilo.  

-É, não devia. - Eu o empurro. - Taehyung, eu sempre fui sua amiga e a verdade é que... - respiro fundo. - Desde que éramos pequenos eu sou apaixonada por você. Mas eu cansei. Eu não sou uma das garotas que você encontra na balada que você fica com ela e que no outro dia voces fingem que nem se conhecem. Antes de você me beijar, estava com uma outra garota, acha que eu não vi? Sabe, eu tava la também. Não vou aceitar você brincando com os meus sentimentos. - Eu começo a subir a escada, indo para o meu quarto com os olhos lacrimejando. - Amanhã, eu vou fingir que nada aconteceu, mas que você nunca mais faça isso.  

Sem deixar ele falar nada eu vou para o meu quarto e me tranco la. Eu sentia como se um grande peso tivesse saído dos meus ombros.   

Me jogo na cama e eu acabo dormindo,depois de parar de chorar. 

... 

Havia se passado algumas semanas desde aquele dia, eu e Tae não nos falávamos tanto quanto antes, isso faz com que a dor só aumente.  

Nesse momento estava jogada na cama olhando para o teto, o lado bom é que finalmente estávamos de férias. Meu celular vibra, avisando que havia chegado uma mensagem.  

~~Mensagem on~~ 

Tae: Oi, _____. 

Eu: Oi, Tae. 

Tae: Tudo bem? 

Eu: É, to. E você? 

Tae: Bem. Eu queria saber  se você topa sair comigo hoje a noite? 

Eu: Tá, pode ser... 

Tae: Ótimo, te pego as 19. 

Eu: Até mais tarde. 

Tae: Até. 

~~Mensagem off~~  

Meu coração pulava de alegria, mas minha cabeca falava "Você não estava tentando esquece-lo? Acho melhor você não ir." 

Eu acabo me desesperando ao ver que faltava apenas 1 hora para eu me arrumar, considerando o fato de que eu não sai da cama o dia inteiro. 

Me levanto rapidamente e corro até o banheiro, coloco uma maquiagem simples e vou para o meu quarto me vestir. Eu coloco uma lingerie branca, uma saia preta levemente rodada, uma blusa branca caída em um dos ombros e um all star preto. Depois eu penteio o meu cabelo o colocando de lado. Eu estava linda, eu nunca havia me importado tanto com um encontro assim. Será que eu podia chamar isso de encontro? Só íamos sair como amigos, né? 

Eu estava perdida nos meus pensamentos quando a campainha toca.  

-_____, O TAEHYUNG TA AQUI!! - ouço minha mãe gritar.  

É quando eu olho para o relógio e vejo que já era 19:00. 

Eu respiro fundo, dando uma última olhada no espelho e saio do meu quarto, descendo as escadas. Enquanto descia reparo que Tae me olhava fixamente,minha mãe  logo sai dali piscando com um dos olhos para mim. 

-Uau _____! Você tá linda! 

-Obrigada... - falo sorrindo de leve. - Você também.  

Ele realmente estava lindo, usava uma blusa branca, jaqueta preta,  uma jeans rasgada e um tênis.  

-Vamos? - ele estende a mão.  

-Vamos... - Eu, um pouco hesitante, a seguro.  

Ele me puxa de leve pela mão,  parece que íamos a pé.   

-Onde vamos? 

-Surpresa.  

-Eu odeio surpresas. 

Ele ri. 

-Eu sei, você vai saber pra onde vamos pelo caminho. - Tae não fala mais nada depois disso.  

Passamos o caminho todo sem trocar mais nenhuma palavra, o que me deixava ainda mais nervosa do que já estava. Percebo que estavamos indo para o parque em que nos conhecemos, o mesmo que eu fui quando ele me beijou á algumas semanas.  

Tae continuou segurando minha mão mesmo quando chegamos.  

-Agora... - ele fica atrás de mim e coloca um pano em meus olhos.  

-O que você ta fazendo? 

-Você vai ver. 

Eu resolvo ficar calada e eles pega minha mão me guiando por um caminho, até que ele para e sinto ele se afastar.  

-Tae? - o chamo e ele não responde. - Kim Taehyung, isso não tem graça. - Eu levanto minha mão prestes a tirar o pano. 

Isso tinha que ser uma piadinha, não acredito que cai nessa.  

-Calma! Eu to aqui. - ouço a voz dele de longe. - Não tira isso até eu mandar, ta? 

Eu suspiro e abaixo minha mão, por trás do pano eu revirava os olhos.  

-Pode tirar. - ele fala depois de um tempo. 

Eu retiro o pano e vejo que estávamos em frente a árvore, a nossa árvore. Do lado dele estavam seus amigos, Jimin, Jungkook, Yoongi, Namjoon, Jin e Hoseok.  

-O que está acontecendo? - pergunto cruzando os braços arqueado uma sobrancelha.  

Tae coloca um de seus dedos sobre seus lábios pedindo silêncio e eu reviro os olhos. Ele olha para seus amigos e eles começam a cantar e dançar uma música, antes de começar a cantar ele disse o nome da musica: "Boy in Love". 

A música era linda e Tae cantava ela olhando fixamente para mim. Eles eram realmente bons. Assim que a musica acaba os amigos dele se despedem e dando um "Boa sorte" para ele e acenando para mim. 

-Tae, o que está acontecendo? 

-_____, por favor, escute tudo o que eu tenho a dizer antes de ir, Okay? - ele pede se aproximando e segurando minhas mãos .  

Eu assenti levemente com a cabeça .  

-Eu amo você, _____. Sempre fui apaixonado por você. - ele fala me olhando nos olhos - Eu sei que sempre ia em muitas festas e ficava com várias garotas, mas eram tentativas falhas de te tirar da minha cabeça. - Ele coloca a mão no meu rosto o acariciando com o polegar. - Eu te amo mais que tudo. Não consigo deixar de pensar em seus olhos, em como a cor deles é linda e brilhante, não consigo parar de pensar em seu cabelo, tão macio e que eu poderia ficar o dia todo acariciando ele, sua boca, com uma cor avermelhada que me faz ter vontade de beija-la todas as vezes que te vejo. Por favor, me perdoe pelo o que eu fiz, eu te fiz sofrer e farei de tudo para que esqueça isso. _____, Me deixa ser seu oppa?  

Meus olhos estavam lacrimejando e eu pulo nele o abraçando, sinto ele sorrir contra meu pescoço.  

-Vou aceitar isso como um sim. - Ele segura meu rosto e me beija.  

Eu automaticamente retribuo, sua língua explorava cada canto da minha boca, ele beijava muito bem. Ele segura fortemente minha cintura contra ele o que faz com que meu corpo todo se arrepie com seu toque. Nos separamos pela maldita falta do ar.  

-Eu esperei tanto tempo por isso... - Tae encosta sua testa na minha. - Minha pequena, só minha.  

-Meu alien. - falo sorrindo.  

Ele sorri, aquele sorriso quadrado que eu amo tanto. Foi nesta noite que eu percebi que não poderia viver sem ele.  

... 

Faz alguns meses desde que eu e Tae começamos a namorar, não vamos à festas a um bom tempo e elas não estão fazendo nenhuma diferença em nossas vidas. Nos fins de semana, sempre vamos na casa um do outro, vemos filmes, jogamos, conversamos, vemos series... E o melhor de tudo, ficamos juntinhos. Eu havia dormido na casa dele ontem, que foi sexta, seus pais haviam viajado e ele pediu para eu ficar com ele, minha mãe aceitou facilmente.  

-Tae, vamos ver o que? 

-Que tal (Nome de uma série que gosta)? - pergunta sorrindo.  

-Vamoooooooos. - era nossa série preferida. 

Eu estava com um moletom do V e um lingerie Preta por baixo, o moletom dele era grande então era como um vestido para mim. Eu deito com minha cabeca no ombro dele e começamos a assistir do episódio que estávamos.  

Depois de assistirmos um pouco Tae se vira para mim e me beija. O beijo comecou calmo mas foi se intensificando e foi se tornando mais urgente, ele me deita no sofá ficando em cima de mim. Sua mão estava em minha coxa e ele a aperta fazendo eu soltar um gemido entre o beijo, o que o faz sorrir. Sua mão sobe, passando por baixo do moletom indo ate meu seio direito.  

-Tem certeza que quer isso? - ele pergunta me olhando nos olhos, ele sabia que eu era virgem.  

Assenti com a  cabeça voltando a beija-lo. Ele sorri de forma maliciosa e aperta meu seio e depois me pega no colo, eu coloco minhas pernas ao redor de sua cintura, fazendo com que minha intimidade fique contra seu membro, já acordado, e solto um gemido baixo. Tae  coloca a mão na minha bunda me apertando mais contra ele.  

Tae me leva no colo até seu quarto e me deita em sua cama, ficando em cima de mim. Ele tira o moletom que eu vestia e fica encarando meu corpo e morde seu lábio inferior.  

-Gostosa. -Ele da um tapa na minha coxa me fazendo soltar um gemido de dor e prazer.  

Ele começa a beijar meu pescoço e eu tiro sua blusa, arranjando suas costas, fazendo-o gemer rouco contra meu pescoço, me deixando mais excitada. Ele desce os beijos pelo meu colo e tira meu sutiã com facilidade pelo feixo ser na parte da frente. Tae  começa a dar atenção para aquela área, ele abocanha um dos meus seios e ele massageia o outro com a mão, eu tampa a minha boca com a mão para impedir os gemidos de saírem.  

-Não os impeça... Quero ouvi-Los. - fala tirando a mão de minha boca. 

Tae volta a abocanhar meu seio e com a mão livre afasta minha calcinha e enfia lentamente um dedo na minha intimidade o que me faz gemer alto, ele coloca mais um e comeca os movimentos de vai e vem me fazendo delirar de prazer, rebolo contra seus dedos e gozo neles.  

Tae tira seus dedos de mim satisfeito e coloca eles na boca.  

-Deliciosa... - isso me faz corar.  

-Minha vez. - falo trocando as posições.  

Tae sorri malicioso e me deixa no comando. Eu distribuo beijos pelo seu peitoral e ele andava com o toque, tiro sua calca vendo o grande volume em sua box. Coloco Minha mão em seu membro, por cima do pano, o apertando de leve. 

-Anda logo com isso, ____! - fala em tom de ordem e isso me faz arrepiar.  

Eu desço até o seu membro tirando sua box e ele pula para fora, ele era grande e grosso o que me assusta um pouco, não sabia o que fazer direito e coloco minhas mãos nele o masturbando e abocanho o que consigo, usando minhas maos onde não conseguia alcançar. Eu lambia e chupava toda a sua extensão, ele gemia baixo e me incentivava com as mãos em meu cabelo.  Antes que ele goze ele me puxa para cima e muda as posições.  

-Vai doer no início mas depois passa, tá? - ele fala roçando seu membro em minha intimidade, ainda coberta pelo fino pano da calcinha. 

Eu apenas assenti com a cabeça, mordendo o labio inferior. Ele rasga minha calcinha.  

-Ei!  

-Nem vai se lembrar dela quando estiver gemendo meu nome. - fala rouco no meu ouvido o que me faz arrepiar. 

Tae me penetra e eu grito de dor, mordendo seu ombro.  

-Vai passar... - Ele fala distribuindo beijos pelo meu pescoço tentando me acalmar.  

Aos poucos a dor vai se transformando em prazer e eu mexo minha cintura querendo mais contato. Tae começa com as estocadas lentas, e isso era uma tortura. 

-Tae... Mais... - peço gemendo em seu ouvido. 

-Hum? O que você quer? - ele pergunta malicioso me penetrando ainda mais lentamente. 

-Me fode mais rápido, Taehyung! 

Ele sorri e começa a ir mais rápido, fundo e forte, me fazendo gemer alto.  

-Eu quero que grite meu nome,_____. Quero que toda a vizinhança saiba meu nome. - sussurra rouco em meu ouvido. 

Ele aumenta as estocadas, indo mais rápido e forte que antes, ele segurava minhas coxas mantendo minhas pernas abertas e o dando mais acesso.  

-TAEHYUNG! - grito seu nome ao sentir ele acertar o meu ponto G. 

-Ah, ______.... Tão apertada.... - Ele geme baixo, com o rosto no meu pescoço.  

Ele começa a acertar mais vezes aquele local me fazendo gemer alto seu nome, e ele parecia estar gostando disso. Depois de um tempo sinto minha intimidade contrair seu membro e eu gemo alto gozando nele. 

-De quatro. - Ele fala tirando seu membro de mim.  

Mesmo um pouco sem força eu obedeço.  

-Empina essa bunda gostosa pra mim, ______.  

Eu empina minha bunda, o obedecendo. Sinto sua língua em minha intimidade e eu gemo alto. 

-Eu amo seu gosto... 

Ele se posiciona atrás de mim e me penetra, sinto seu membro completamente dentro de mim, Tae segura minha cintura e volta com as estocadas fortes e eu gemia alto.  

-Tão gostosa... - ele da um tapa na minha bunda me fazendo gemer de dor e prazer.  

Continua com as estocadas e eu gozo novamente, ele chega no apice dele logo depois de mim, caindo ao meu lado ofegante. Um pouco sem forças eu me deito com ele e o abraço. 

-Eu te amo, Tae... - falo de olhos fechados.  

-Eu também te amo, pequena. - ele beija minha testa.  

Logo eu durmo, com seus braços me envolvendo, sabia que ele era o homem certo para mim, não o deixarei por nada. Eu o amava antes, amo agora e vou amar para sempre.  

 

☆♡ FIM ♡☆


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3
Por favor deixem a sua opinião.
Quem vai ser o próximo?
Kisses no Kokoro
Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...