História Just Friends. - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Melissa McCall, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski
Tags Hentai, Lemon, Scott Mccall, Stiles, Teen Wolf
Exibições 288
Palavras 1.523
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


AVISO: ESSE TÁ FORTE.

Gente. Antes de lerem o capítulo. Deem uma olhada na reação do meu migo e de mozão quando mandei o capítulo pra eles:

Migo : VAI TOMAR NO SEU CU
Migo : CARALHO
Migo : PORRA
Migo : VADIA
Migo : ESCROTA
Migo : DO CARALHO
Mozão ♡: Eu não quero me pronunciar pelo que acabei de ler

Capítulo 13 - Capítulo treze... Sinto muito pelo cú de vcs.


 Mason acordou com suas pernas sendo quase separadas do restante do seu corpo. Sentou rapidamente no tapete, assustado. Os olhos arregalados. Extremamente apavorado.

Não entendeu muito bem, apenas viu um vulto correndo. Deduziu que fosse Scott devido a pele morena e os cabelos escuros.

Rapidamente puxou Liam pela camiseta derrubando o garoto no chão. Fazendo o mesmo acordar da mesma forma apavorada.


— O que? Hum. Não fui eu! — Liam pulou rapidamente já se colocando em pé. 


— Não foi você, mas o Scott aprontou alguma coisa. Ele acabou de me atropelar aqui. 


— Que? — Liam não havia entendido nada. O garoto estava lento.


Mason bufou e levantou fitando a cozinha. Viu Stiles sentado no chão.


— Liam. É o Stiles? — Mason apontou em direção a cozinha.


Liam correu seu olhar até onde o dedo de Mason indicava. 


— Eu acho que sim.— Liam saiu caminhando até a cozinha lentamente. Pra ter certeza de que era Stiles. 


O garoto soluçava feito criança. O rosto escondido entre os joelhos. 


— S-Stiles… — Liam foi se aproximando lentamente até estar ao lado do garoto. — Cara o que aconteceu?


Stiles levantou a cabeça encarando Liam. Os olhos vermelhos, o rosto já com um roxo evidente, os cabelos bagunçados. Ele literalmente estava um caco. 


— Não aconteceu nada. — Stiles apoiou a mão no chão pra levantar e logo fora auxiliado por Liam. 


— Foi o Scott, não foi? — Mason se aproximou dos dois, encarando os roxos na face de Stiles. 


Stiles apenas assentiu e respirou fundo. 


— Eu preciso descansar. — deu alguns passos, se afastando dos meninos. 


— Onde ele está? — Liam perguntou. Ainda confuso com tudo que havia acontecido.


— Eu não sei. — Stiles deu as costas pros dois subindo em direção ao quarto. 


Liam e Mason se dividiram pra poder encontrar Scott. 

Liam saiu pela porta principal. Estava muito escuro, o pouco de Luz que sobressaía, era a da lua. Liam estava descalço. Caminhou sobre o gramado, sentindo o mesmo, úmido em baixo dos seus pés.


— Scott… — Liam chamou o maior após ouvir um barulho vindo do lado mais escuro — Cara, aparece! 


Liam continuou andando rumo ao extenso nada que rodeava o lugar. 

Quanto mais ele adentrava a parte densa de árvores, menos ele enxergava. Sentiu um arrepio percorrer seu corpo. Logo decidiu voltar. Aquele lugar não era agradável. A cada dois passos que o garoto dava ele olhava pra trás.


— Aqui. 


Liam deu um pulo pra trás ao se deparar com Scott. Ambos os olhos vermelhos. O rosto brevemente iluminado pela lua. Aquilo deu medo até mesmo no beta.


— Você me assustou! — Liam sentia seu coração acelerado.


Encarou Scott e percebeu que o alfa estava devidamente arrumado. Como se fosse à algum lugar.


— Vai a algum lugar? 


— Não é da sua conta, beta. Vai pra casa. — a voz de Scott saira ríspida.


Aquele Scott fazia Liam sentir mais medo do que ele mesmo já havia sentido antes.

O garoto virou as costas e saiu andando rapidamente dali. 

Assim que chegou na porta, virou pra trás a procura de Scott. Mas o rapaz não estava mais ali. Liam entrou correndo na casa, esbarrando em Mason. 


— Eu não encontrei ele. — Mason segurou Liam pelos ombros.— Cara, você tá pálido. 


— Eu encontrei ele… ele… foi pra algum lugar. Ele está muito estranho. — Liam encarou Mason 


— Defina estranho. 


— Estranho!


— Tá. Eu quero dormir pelo menos mais duas horas. — Mason deu as costas para Liam, se jogando no sofá.


Liam não conseguia dormir depois daquilo. Então decidiu assistir TV enquanto Mason e todo o resto da casa dormia. 


Passava das dez da manhã, Stiles fora o último a acordar. O garoto desceu as escadas, se deparando com todo mundo sentado na sala. Haviam alguns cochichos baixos, que logo que Stiles descera o ultimo degrau, silenciou. 

Todos encaravam Stiles. O rosto do garoto estava rouxo. 


— O que foi? — Stiles perguntou se sentindo desconfortável com todos aqueles olhares.


— O que aconteceu ontem? — Malia, perguntou sem jeito. 


— Nada. — Stiles colocou ambas as mãos nos bolsos, se escondendo entre os ombros levantados.


— Como nada, Stiles? — Lydia levantou de onde estava sentada. Dando alguns passos até onde Stiles estava. — Olha o estado que está seu rosto. O Scott tá desaparecido. 


— Ou foi pra casa. — Mason completou. 


— O Scott é bem grandinho. Sabe o que faz. — Stiles respirou fundo. — Eu vou pra casa. Preciso de paz. Chega de seres sobrenaturais por hoje. 


Ninguém falou nada sobre o garoto ir embora daquele jeito. Stiles subiu, pegou sua mochila. Assim que saiu pela porta do quarto o garoto seguiu até o quarto onde Scott dormiu, ou pelo menos esteve. 

Pegou a mochila do maior e desceu as escadas.

Stiles não fez muita questão de se despedir de ninguém. Apenas seguiu até o Jipe, jogando ambas as mochilas nele. Entrou no carro e com muito custo, fez seu velho jipe funcionar. 

Stiles não quis demonstrar pra ninguém o quanto estava preocupado com Scott. Tão preocupado a ponto de usar a mochila como desculpa para ir vê-lo. 

Assim que estacionou em frente a casa de Scott. O garoto permaneceu um tempo dentro do jipe até criar coragem suficiente para ir até a casa. 

Assim que achou que estava pronto, o garoto pegou a mochila e saiu do jipe. 

A cada passo que Stiles dava pra perto da porta seu peito esmagava seu coração. 

Parou em frente a porta e tocou a campainha. Ele não se sentia mais a vontade de usar sua cópia da chave ou até mesmo de pular a janela. 

Foi tirado de seus devaneios pelo som da porta sendo aberta. Assim que levantou os olhos se deparou com Raphael, escorado na porta.


— Pequeno Stilinski. — Raphael arqueou a sobrancelha. 


— Cadê o Scott?


— Seu pai não te deu educação?


— Deu. E também me ensinou com quem usar. — Stiles bufou. — Cadê o Scott?


— Hum. — Raphael arqueou a sobrancelha. — No quarto. 


O homem deu passagem para Stiles que não perdeu tempo. Entrou correndo e subiu as escadas. Respirou fundo e abriu a porta do quarto de Scott, encontrado o comodo vazio. 

Stiles ficou encarando o quarto frustrado. Ele não entendia porque Scott não estava ali. 


— Sabe, fico me perguntando, como você pode ficar cada vez mais bonito.


Stiles sentiu seu corpo estremecer, ao ouvir aquela voz. Algumas memórias tomaram conta da sua mente. Fazendo seu peito apertar e lágrimas escorrerem pelo rosto do garoto.


— Eu vou embora. — Stiles largou a mochila no chão mas Raphael impediu que o menor saísse do quarto. Jogando Stiles contra a cama. 


— Não vai a lugar nenhum. — Raphael saiu da porta fechando a mesma. — Eu sinto pena de você… estuprado tão novinho pelo amante da mãe, e ainda por cima levou a culpa… coitado, renegado a infância toda. Até a morte da mãe.


Stiles não conseguia dizer nada. Lembranças de tudo que havia acontecido massacravam sua mente, fazendo Stiles chorar descontroladamente. 

O garoto ouviu o som de um revolver sendo engatilhado. Seguidos por alguns passos. Respirou fundo tantando controlar o choro mas era inevitável.

Raphael largou a arma na cama ao lado de Stiles. O garoto encarou a arma sentindo seu corpo se contrair. Stiles sentiu medo pela segunda vez. Tanto medo a ponto de paralisar o garoto. 


— Shh… — Raphael se aproximou de Stiles na cama, se livrando no cinto. 


Não foi preciso muito esforço para dominar o garoto. Stiles não moveu um músculo se quer, apenas sentiu seu corpo ser invadido por Raphael. Uma dor imensa percorreu o corpo de Stiles. Mas não pelo fato do maior penetrá-lo sem dó nenhum. Mas pelo fato da maior dor da sua vida estar se repetindo. 

Após muitas estocadas fortes Raphael gemeu e gozou dentro do garoto. 

O homem saiu de dentro de Stiles, recolheu a arma e saiu do quarto deixando o garoto em prantos sobre a cama. 


Stiles se sentia sujo. Seu corpo doía. Seu coração estava em pedaços. Ele estava se odiando.

Ficou horas em cima da cama de Scott, sem se mover. O choro parecia não ter fim. E a dor, muito menos. 


Melissa entrou no quarto a procura de Scott. Ao ver Stiles naquela situação correu até a cama cobrindo o corpo do garoto com o lençol.


— Stiles… o que aconteceu — Melissa estava desesperada. — Stiles quem fez isso? Foi o Scott? STILES FALA COMIGO! — sacudiu o menino. 


Stiles apenas chorava. Seu corpo inteiro tremia. 


Melissa correu até o telefone e ligou para Scott. Chamou algumas vezes até o alfa atender. Melissa não disse muita coisa. Em seguida Scott desligou. 

Não demorou muito para o garoto entrar em casa derrubando tudo que via pela frente. Até encontrar a mãe e Stiles no quarto. O garoto já sentado na cama. 

O olhar de Stiles estava perdido. Distante. O choro convulsivo assustava Scott. Mas ele sabia o que tinha acontecido. Pela segunda vez. 


Scott se aproximou de Stiles tocando o queixo do menor. Olhando em seus olhos. 


— Isso não vai ficar assim. — Sussurrou e sentou na cama abraçando o menor. 


Notas Finais


Ninguém se mostrou muito interessado pelo segredo que o pai do Scott tinha. Mas né. Tá ai o segredo.
Não me matem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...