História Just friends? HOT - Park Jimin - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Park Ji-min (Jamie Park)
Personagens Jimin, Personagens Originais, Suga
Tags Bts, Hot, Imagine, Jimin
Visualizações 491
Palavras 1.961
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey babys :3
Bem, eu ia postar o cap. final de semana, mas como eu não sei se vou ter tempo para escrever no resto da semana eu preferi escrever e postar antes do que acabar não postando. Espero q gostem <3

P.s.: Não vai ter hot ainda, só no próximo cap. :)

Leiam as notas finais.

Boa leitura u.u

Capítulo 2 - Cap.2 - O que foi que aconteceu?


Fanfic / Fanfiction Just friends? HOT - Park Jimin - Capítulo 2 - Cap.2 - O que foi que aconteceu?

      Jimin on

Com toda essa história de ficar doente e não poder ir à escola eu acabei ficando muito tempo sozinho. Minha irmã não fica em casa por mais de 2 horas durante o dia, e durante a noite fica trancada em seu quarto, não que eu não goste de privacidade e de ficar na minha, mas eu estava realmente entediado e solitário esses dias.

Chamar S/N para assistir um filme foi uma decisão sábia, ela é uma garota legal, temos bastante assunto em comum e eu gosto de sua companhia.

Eu a levei até a estante, onde guardava os filmes e pedi para que ela procurasse o que iríamos assistir enquanto eu ia até a cozinha e pegava algo para comer. Peguei alguns salgadinhos, doces e refrigerantes, e os levei até a sala, ela já havia encontrado.

- Então...- ela iniciou a conversa.- O que houve com você? Não me parece muito bem, está doente?

- Durante o fim de semana retrasado eu peguei muita friagem e acabei tendo pneumonia, agora estou melhor.

- Você foi ao médico certo?- ela parecia preocupada.

- Claro que sim. Por isso fiquei tanto tempo em casa, acabei esquecendo de levar o atestado até a escola...

-Oh, entendi.- sorriu aliviada, ela era definitivamente o ser mais fofo que já vi.

- A gente pode deitar aqui no tapete.- disse apontando para o mesmo.- Ele é bem fofinho.- sorrio passando a o pé nele de um lado para o outro.

- Ok.- disse sorrindo e olhando para onde meu pé faziam os movimentos.

Ela se sentou no tapete e eu me sentei ao lado dela, puxando algumas almofadas do sofá.

- Céus! É realmente fofinho.- ela falou enquanto deitava a cabeça no tapete comprovando sua maciez.

- É sim. Aqui, mais confortável.- lhe entreguei duas almofadas.

Me inclinei para colocar o filme, a televisão e DVD já estavam ligados, porque eu estava assistindo um outro filme. Coloquei o filme e peguei o controle me acomodando no tapete novamente.

As comidas estavam ao nosso redor ao lado de cada um. O filme começou, S/N parecia ansiosa, ela tinha me recomendado o filme dizendo que eu ia o adorar.

- Preste atenção, vai começar.- ela sorriu e apontou para a tela da TV.

Sorrio de volta e voltei minha atenção para o filme.


    *~QUEBRA DE TEMPO~*   


Ao final do filme, o qual eu realmente gostei, percebi S/N limpando os olhos discretamente.

- Não acredito que você está chorando!- disse rindo.

- Claro que estou. Você viu o que aconteceu com o Groot?! Meu Deus seu insensível.- disse fazendo biquinho mas se negando olhar para mim.

- Você fica muito fofa chorando.- sorri, ela estava vermelha.- Ainda mais fofa corada.

-Aigoo, pare com isso.- disse cobrindo o rosto com as mãos.

Segurei levemente em seu pulso e os puxei pra baixo, ela parecia muito surpresa, sequei o resquício das lágrimas do seu rosto e sorrio, ela é realmente muito bonita.

- Por mais linda que fiquei chorando, não gosto de ver garotas chorando, por qualquer que seja o motivo, então pare, por favor.- seu rosto estava ainda mais vermelho.

- Me desculpe.- sorriu- Gostou do filme?

- É realmente bom, obrigada pela recomendação.

- Sabia que ia gostar, sempre sei do gosto das pessoas.- disse se gabando.

- A é? Quais meus gostos então S/N?- sorrio provocativo, sempre é divertido esse tipo de brincadeira com ela.

- Não consegui descobri todos eles ainda.- disse sorrindo e se sentando, a acompanhei.

- Tenho alguns gostos peculiares.

- Isso soa muito Christian Grey, senhor Park.- disse com um olhar irônico.

- Soa?- falei com uma sobrancelha levantada.- Talvez essa tenha sido a intenção.

- Oh, esse Park Jimin eu não conhecia, a doença fez você perder a timidez?- disse sorrindo surpresa.

- Você me deixa à vontade, me sinto bem na sua presença, agora, sua presença com a de outras pessoas me intimida.- sorrio e desvio o olhar, não pretendia dizer isso.

- Interessante. É outra pessoa quando está à sós com alguém?

- Todos nos tornamos outras pessoas à quatro paredes.

- Oh céus! Não é disso que estou falando Jimin, como você é pervertido.- ela ri, eu a acompanho.- Porém, você é mais divertido assim.

- Deveríamos ficar mais tempos sozinhos então...- sorrio de forma alegre para ela.

- Claro!- ela sorriu de forma doce. Era realmente muito bonita mesmo.- Acho que tenho que ir embora...- disse olhando seu celular.- Puta merda, já são oito horas.- me olhou assustada.- Me desculpe.

- Sem problemas, pode falar da forma que quiser comigo, não tenho essas frescuras.- ri dela por um tempo.- Quer que eu te acompanhe?

- Não, não precisa, eu posso ir sozinha mesmo!- não ia a deixar ir sozinha a essa hora.

- Tem certeza? Já está tarde para você ir sozinha!- ela parecia pensativa.

- Olha, não quero te incomodar, mas também não quero ir sozinha...

- Eu vou com você, só me deixe por uma roupa mais quente, quer que eu te empreste um casaco? Está esfriando.- disse indo na direção da escada.

- Não precisa, tá tudo bem.- ela disse negando com a cabeça.

- Nada disso, vou trazer para você, só um minuto.

Subi a deixando na sala. Entrei no meu quarto o procurei por um casaco que servisse nela, peguei um moletom cinza, ficaria grande nela, mas é o menor que eu tinha.

Peguei uma calça jeans rasgada no joelho e uma jaqueta cinza. Me vesti e desci.

Quando cheguei lá embaixo a vi olhando algumas fotos da minha estante, meu Deus, eram as fotos de quando eu era pequeno.

Cheguei calado, ela não percebeu minha presença, fiquei atrás dela, inalei o seu perfume. O que está acontecendo comigo, meu coração parece que vai sair pela boca.

Então ela se vira.

- Misericórdia, que susto Jimin.- disse colocando a mão sobre o peito.

- Desculpe, vamos.- rio.

- Vamos.- ela sorri passando por mim e pegando sua mochila no sofá, assim que ela passa o rastro do seu perfume fica no ar. Céus, isso não está acontecendo.- Você era muito fofo.

- Como?- olho confuso. Ela aponta para a estante.- Ah, sim, eu era gordo.- rio de mim mesmo.

- Você era muito fofo.- ela sorri.

- Obrigado. Vamos logo, está ficando mais tarde, aqui.- à entrego o casaco.- Vista.

- Obrigada.- ela o pega colocando sua mochila novamente no sofá, vestindo o casaco.- Ficou um pouco grande.- ela ri erguendo os braços ao seu lado.

- É o menor que achei.

- Está ótimo, obrigada.- pega a mochila de novo.

Sorrio para ela e vou em direção a porta. Ela sai e eu tranco a porta logo em seguida. Saímos pelo jardim e fomos em direção a rua. Caminhamos calados.

- O que irá fazer amanhã?- perguntei iniciando uma nova conversa.

- Provavelmente vou passar o dia todo na cama assistindo alguma série ou dorama.- ela disse rindo.- E você?

- Eu também vou passar o dia todo na cama. Jogando.- ri também.- Não quer dar uma volta amanhã?

- A previsão de tempo para amanhã durante a tarde é de chuva, não sei se seria uma boa ideia.- ela falou erguendo uma sobrancelha e mordendo o lábio, Jesus, que lábios.

- Certo, um filme então? Pelo menos assistimos algo juntos então.- digo me virando e andando de costas, de frente pra ela.

- Então...- a olho fazendo biquinho.- Não me olhe desse jeito! Você está muito carente em?! Não quer mesmo ficar sozinho.

- Eu fiquei todo esse tempo sozinho.- digo voltando a andar normalmente.- Qual é? Eu não sou tão chato assim.

- Tudo bem, eu vou...

- Oba!- a interrompo.

- Com uma condição...- ela me olha com o indicador levantado em frente ao corpo.

- Qualquer coisa, diga!- estava realmente animado em ficar com ela novamente.

- Você vai ter que comprar um pote de Nutella só para mim.- disse cruzando os braços.

- Só para você? Não vai me dar nem um pouquinho?- ela nega com a cabeça.- Então não.

- Uma colher e nada mais.- ela fecha os olhos e faz biquinho, céus, como ela é linda.

- Uma colher?- ela concorda.- Quatro e não se fala mais disso?- ela me olha com cara de brava, mas ri logo em seguida.- Quatro então?

- Só quatro!- concorda.

- Tudo bem, vamos nos ver amanhã então...- digo sorrindo, olho para frente e vejo que estamos perto de sua casa.

Andamos mais um pouco e chegamos. Me viro para ela. Ela sorri e abaixa o olhar.

- Até amanhã então...- ela diz esticando a mão para mim.

- Até.- à pego e a puxo de leve, ela entende e me abraça.

Não seria exagero se eu dissesse que é o melhor abraço do mundo. A cabeça dela estava apoiada no meu peito, e meu queixo no topo de sua cabeça. Ficamos assim por alguns segundos até ela se afastar.

- Tchau.- ela diz sorrindo, aponto para minha bochecha cochichando um “Popo”.- Não vou te beijar Jimin.- ela diz rindo.

- Um beijinho, vamos lá.- me inclino, com o rosto virado, até ela.

- Aigoo!- ela se inclina também. Quando ela ia beijar minha bochecha eu tenho a impressão de ver algo atrás dela e me movo, fazendo o beijo ser em minha boca.

Nos afastamos rápido.

- Meu Deus, me desculpe.- ela diz tampando a boca com a mão.

- Desculpe eu tive a impressão de ter visto algo atrás de você.- nós dois estávamos vermelhos, meu coração estava quase saindo pela boca. Mesmo com o mínimo contato pude sentir o quão macio eram os lábios dela. Queria que acontecesse de novo.

Ela já havia tirado a mão do rosto, então levei meu indicador ao seu queixo e puxei seu rosto levemente para mim, ela não recuou nem me impediu, então aproximei nossos rostos e quando senti nossas respirações se misturarem senti também sua mão em minha nuca, me puxando para ela, nos beijamos, calmamente.

Um beijo muito bom, doce, pedi passagem com a língua e ela cedeu, minha mão estava em seu cabelo agora e a outra em sua cintura, senti sua língua úmida e quente se enroscar na minha, em um ritmo lento e sensual, senti seus dedos puxarem levemente o cabelo da minha nuca, aprofundando ainda mais o beijo, a batalha de nossas línguas estava mais rápida agora, meu corpo estava queimando, então tivemos que nos separar porque o ar fez falta. Foi o melhor beijo da minha vida.

Colamos nossas testas e ela sorriu.

- O que foi isso?- disse ainda sorrindo.

- Também não sei, só aconteceu...- sorri também, meus lábios estavam formigando e meu coração acelerado.

- Acho melhor eu entrar, minha mãe já vai chegar do trabalho.- ela disse se afastando, estávamos de mãos dadas.

- Tudo bem, nos vemos amanhã certo?- sorrio, ela retribuiu.

- Certo!- ela soltou minha mão.- Tchau.

- Tchau!- sorri, ela foi até a porta, se virou e acenou, acenei de volta. Ela entrou.

O que eu acabei de fazer? Céus, porque parece que estou pisando em nuvens? Meu Deus, o que foi que aconteceu?

Voltei pra casa depressa, assim que cheguei fui para o quarto, entrei no banheiro, tirei a roupa e fui tomar um banho para acalmar, o que aquela garota fez comigo?

Estou realmente ansioso para amanhã.

Tomei o banho, assim que terminei saí do banheiro e coloquei uma calça de moletom e uma camiseta qualquer, vou me deitar e assistir alguma coisa.

Liguei a televisão em um canal aleatório e assisti ao programa que estava passando. Algum tempo depois o sono bateu, então desliguei a TV e me acomodei para dormir.

S/N não saía na minha cabeça.

O que vai acontecer agora?

       Jimin off


Notas Finais


Eae? Gostaram? Muito obrigada por ler! E obrigada a todos que favoritaram e comentaram, é realmente muito importante para mim! <3
Tenho uma pergunta para vocês, vocês querem que a fic continue após o próximo cap.? Porque eu ia encerrar ela no cap.3, mas se vocês quiserem eu posso continuar...

Desculpe qualquer erro, prometo fazer melhor no próximo ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...