História Just Happen - Capítulo 42


Escrita por: ~, ~FranDoJustin e ~skywithjustin

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Pattie Mallette
Tags Carmella Rose, Drama, Justin Bieber, Romace, Sexo
Exibições 195
Palavras 1.462
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa tarrrrrde gostosas da Babi!!! Não pude resistir colocar o meu amor de capa desse capítulo. Espero que gostem, boa leitura! 💙

Capítulo 42 - Humilhação


Fanfic / Fanfiction Just Happen - Capítulo 42 - Humilhação

Points Of View Jennifer Mackenzie.

Não sabia mais o que fazer. Tudo estava desmoronando ao meu redor e eu não poderia fazer nada contra isso, afinal, tudo o que está acontecendo é por mérito meu. Eu causei toda a baderna que está me deixando tão mal e sozinha.

— Você vai mesmo à festa de Sienna? — perguntou Anne.

— Claro que vou, não sou de fugir de desafios — dei de ombros.

— Pode ser uma armadilha, Jenni — comentou.

— Se for, eu estarei lá para ver — dei uma piscadela.

Minha amiga cessou as palavras e saiu do quarto; eu sabia que ela estava querendo me alertar sobre algo que Sienna pudesse fazer, mas eu tinha que ir à essa festa. Não deixaria que ela comandasse minha vida de tal forma!

Levantei e decidi que precisava tomar um ar. Coloquei uma blusa de frio por cima minha camisetinha e sai do quarto. Vi uma movimentação estranha perto do quarto de Jazmyn e me aproximei.

— Não há nada sobre o porquê de Jaxon ter saído da escola — ouvi a voz doce de Jazzy — O que vamos fazer? Tudo isso é muito estranho!

— Estranho até demais, Jaxon não sairia daqui assim, principalmente deixando Harry para trás — concluiu Justin.

Naquele momento minha cabeça girou à 360 e lembrei de Harry: ele deveria estar louco atrás de Jaxon, e eu precisava falar com ele.

Me dirigi até a ala masculina, encontrando Ryan no corredor.

— Ei, Ryan? — o chamei, ele se aproximou — Sabe onde é o quarto do Harry?

— Sim, aquele ali — apontou — 379. 

Agradeci e fui até o mesmo. Bati na porta algumas vezes, esperando uma resposta, mas nada. Decidi então entrar. O garoto dos olhos verdes e cabelos grandes e cacheados estava deitado sobre a cama, enquanto chorava.

— Styles? — chamei.

— Oi, Jenni — me aproximei do garoto.

— O que aconteceu? — perguntei.

— Nada — tentou disfarçar.

— Qual é, Harry? — ele sorriu de lado, me olhando, mas logo voltou a chorar.

— Ele me deixou, Mackenzie — se aproximou de mim, me abraçando — Bieber me deixou.

— Não diga isso, Styles. Ele teve seus motivos — imediatamente o garoto se afastou e me olhou.

 — Está sabendo de algo que não sei? — perguntou.

— Muita coisa, infelizmente. Mas não posso contar, só te garanto uma coisa: ele foi obrigado a sair daqui, Jaxon te ama e vai voltar — o garoto assentiu, não falando mais nada.

Dei mais um abraço nele e sai dali, o deixando muito bem acompanhado por sua tristeza e lágrimas. Não está fácil para ninguém.

(...)

Eu não estava muito afim de me arrumar, resolvi colocar um vestido simples de lã pois o tempo estava esfriando. Coloquei uma meia calça e uma bota de cano alto. Soltei meu cabelo que eu havia prendido durante o banho. Passei um leve perfume e batom vermelho. Não queria me maquiar, mas batom sempre era necessário.

Ao invés de estudar para a prova que eu teria amanhã, estava me arrumando para uma noite que eu não fazia ideia de como iria terminar. Sienna tinha sido bem clara que iria espalhar tudo sobre a minha vida, caso eu não aparecesse na merda da festa que ela estava fazendo. Peguei meu gravador e escondi ele dentro do sutiã, ligado. Caso nossa conversa fosse para algum lado interessante eu tinha que gravar tudo.

Talvez Sienna fosse a minha única chance de fazer Justin me perdoar. Eu só tinha que provar que ela terminou o meu relatório e que eu não escrevia a muito tempo.

Ajeitei meu vestido e peguei minha bolsa em cima da cama. Ariane já estava me esperando no estacionamento da faculdade. Cheguei alguns minutos antes do combinado e pudemos partir antes do previsto. Ane sabia onde era a festa, não precisei falar nada. Mas claro que ela ia saber, Ariane já foi uma idiota, seguidora de Sienna. Aquela vadia da Sienna já tinha sido muito popular na faculdade.

Não pude deixar de imaginar como tinha sido na época que Justin e Sienna estavam juntos. Ambos andando pela faculdade de mãos dadas, sorrindo e tirando sarro dos bolsistas. Não que isso tivesse acontecido, eu simplesmente não conseguia fazer minha cabeça parar de imaginar essas coisas. Outra cena veio a minha cabeça: Justin dizendo para Sienna que a amava. Ele sem dúvidas amou muito aquela loira aguada.

Ariane parou o carro na frente de um jardim impecável. O som estremecia as janelas da grande casa a nossa frente. Peguei minha bolsa no chão do carro e sai do mesmo, Ane veio logo atrás. 

A primeira pessoa conhecida que eu vi na festa foi Carter. Ele estava com mais duas meninas e dois garotos. A loira, baixinha, era uma colega da minha classe, o restante eu não conhecia. Me aproximei do grupinho e Carter me abraçou de lado.

— Adorei o Look — sorriu. 

— Adorei o seu também. — zombei. Carter só estava de bermuda. — Está mesmo muito calor.

— Pode ter certeza que estava pegando fogo — brincou. Não pude deixar de ficar vermelha ao perceber o motivo de sua gracinha. Ele estava flertando com Ariene, mesmo que ela não tivesse percebido. 

Poxaaaaaa! Minha amiga e meu ex ficante. Quem sabe eu não dê uma forcinha para os dois, hm?

— Vocês viram a Jazzy por aí? — eu queria muito fazer as pazes com ela. Talvez fosse mais fácil começar por Jazzy para depois partir para o Bieber mais velho.

— Ela não vem para a festa. Sienna não convidou ela. — explicou um garoto que estava no mesmo grupo que nós.

— Sorte da Jazzy! — resmungou a loira da minha turma. Qual era o nome dela mesmo?

— Lilia, você não presta — Carter zombou. 

Obrigada por responder a minha pergunta, Carter. — sorri comigo mesmo.

Ficamos conversando aleatoriamente. Lilia era super extrovertida e todo mundo deu muitas risadas com as palhaçadas da garota. Já Carter e Ariene começaram a flertar descaradamente na frente de todo mundo. Eles nem iriam precisar da minha ajuda. Antes da esta acabar eles estariam na cama!

De repente a música parou de tocar. Todos os convidados pararam de dançar e olharam na direção do palco. Sienna testou o microfone e pigarrou antes de começar a falar.

Suspirei pesadamente olhando ao redor, todos prestavam atenção nela. Eu já podia prever o que Sienna falaria. A mesma lançou seu olhar em mim e sorriu com maldade, antes de, finalmente, começar a falar:

— Boa noite, galera — Ela olhava fixamente para mim, mas logo desviou seu olhar. — Foi mal atrapalhar o momento de vocês. Mas, eu tenho uma coisa para revelar para vocês — Senti Ane segurar minha mão e apertar a mesma, como se quisesse me alertar que ela sempre estaria ao meu lado. — Vocês conhecem Jennifer Mackenzie? — Senti meu coração começar a pulsar com mais rapidez e logo um nó se formou em minha garganta. — Quem não conhece, né?! — Deu uma risada debochada. — A namorada, ou melhor, ex, de Justin Bieber, filho do presidente. Uma garotinha pobre que só queria realizar o seu sonho de ser jornalista — Revirou os olhos. — Mas vocês sabem que gente pobre não tem vez, né? E como pobre é assanhado, ela logo tratou de conhecer o filho do presidente, para tentar arrancar alguma coisa dele. — A vontade de chorar era imensa, mas não iria dar aquele gostinho àquela vadia idiota. Como alguém consegue ser assim? — Vocês sabem como ela conseguiu entrar nessa faculdade? Teve de começar a vender drogas e se prostituir. — Disse, entre dentes. — Pois é, queridos. Andamos tão tranquilamente pelos corredores e mal sabemos o que está por trás de tantos rostinhos bonitos, como o da nossa querida Jenni. Além de interesseira, é traficante e prostituta! — Agora, todos os olhares das pessoas queimavam sobre mim e o que eu mais queria era sair dali.

Abri a boca pensando em retrucar, mas nada que eu falasse iria adiantar nada. Ela, eu querendo ou não, iria sair por cima daquela vez. A festa era dela e como todos já a conheciam, por ela ser popular, com certeza dariam ouvidos a ela, não a uma "interesseira, traficante e prostituta".

O olhar piedoso de Ariane e Carter queimavam sobre mim. Sabia que meus amigos queriam abrir um buraco para que eu me enfiasse, para poupar o que eu estava passando, mas, não podiam. Infelizmente eu tinha que arcar com minha realidade.

Permaneci calada e virei-me, passando por meio de tantas pessoas, afim de chegar logo até a porta e sair daquele local. Assim que o fiz, me permiti deixar que as lágrimas rolassem. Caminhei saindo daquela rua o mais rápido que pude, enquanto deixava às lágrimas caírem compulsivamente.

— Jennifer — Ouvi a voz de Justin logo atrás de mim me fazendo parar de andar. Fiquei um tempo parada de costas para ele, mas, logo virei-me, tentando limpar as lágrimas que insistiam em cair.

— Não acha que já fui humilhada demais não? — Foi apenas o que saiu da minha boca.


Notas Finais


A cada dia que passa eu odeio mais a Sienna, e vocês? Então, o que acharam desse capítulo??? Lembrando que a fic está acabando, infelizmente!! Espero que tenham gostado 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...