História Just Happened - SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~IsaPLL

Exibições 277
Palavras 2.428
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura pessoal💙

Capítulo 7 - Eu tive um sonho...


Fanfic / Fanfiction Just Happened - SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 7 - Eu tive um sonho...

P.o.v. Tyler

 

- Que merda você está fazendo? - Pergunto para Britanny enquanto me afasto.

- Um beijo, ue!

- Duas pessoas só se beijam, quando as duas querem! Você simplismente me puxou, nem me deu tempo de afastar!

- Ah, Tyler, vai dizer que você não queria?

- Claro que não! Olha, eu não sei exatamente o que aconteceu nesses últimos meses que eu não lembro, mas se eu te dei alguma moral, esquece. Eu não quero ficar com você e não vou, então vaza daqui porque eu estava procurando uma pessoa.

- Estava procurando a Ashley? -Pergunta rindo irônica- Você é um idiota mesmo.

- Não, eu não estava procurando ela. Mas isso não te interessa, então vaza! - Ela revira os olhos e sai irritada.

Vou até o corredor e a coordenadora avisa:

- Alunos. Vocês não terão as duas últimas aulas pois o professor de Biologia teve uma emergência para resolver.

Vejo os alunos pulando animados pois havia boatos que teria prova.

Assim que saio da escola, encontro quem eu estava mesmo procurando.

- Eu sei o que você fez, e você vai pagar por isso. - Digo dando um soco logo quando o Ryan vira.

- O que? Você está louco.- Diz andando para trás.

- Eu ouvi sua conversa. Sei que você que me atropelou.

- Você tem mania de perseguição, isso sim.- Diz segurando minha camisa ameaçando me devolver o soco.

- Eu ouvi você dizendo que se meteu com a polícia.

- Que? Fala baixo!- Diz me soltando. - Olha, eu explico. Mas não aqui.

- Tudo bem. Mas quero saber cada detalhe. - Digo e vamos para um lugar sem muita gente.

- Eu me meti com gente perigosa, ok? Não tem nada a ver com você. Eu já entendi sua história, ou seja lá o que você tem com a Ashley, mas eu não iria perder meu tempo com vocês. Muito menos ter o trabalho de bolar um plano para te atropelar.

- Que tipo de gente perigosa é essa?

- Eu não te devo satisfação.

- Mas vai ter que me falar, eu já sei o suficiente para polícia. - Digo e ele me olha com raiva.

- Eu peguei uma garota, menor de idade e o irmão é um cara perigoso com problemas na polícia, ele estava atrás de mim e eu tentei dar um sumiço nele, não queria que acontecesse nada grave, mas o cara ficou mal mesmo e conseguiu se infiltrar na polícia, eu só estou tentando passar despercebido.

- Você está muito fodido.

- Eu sei, não precisa ficar falando. Agora fecha a boca, se você contar para alguém vai se ferrar na minha mão- Diz em tom de ameaça.

- Eu não tenho medo de você, Ryan. Mas pode ficar tranquilo que eu já tenho problema demais para perder meu tempo com os seus problemas.

- Ótimo. Se me der licença, eu outras coisas para resolver. Boa sorte com a vidinha de detetive para saber quem causou seu acidente. - Diz irônico e vai embora.

Respiro fundo me controlando, aquele cara de dá nos nervos. Procuro a Ashley pela escola para voltarmos para casa, mas não encontro. Então vou sozinho e espero que ela esteja bem.

 

P.o.v. Ashley

 

Depois de ver aquela cena ridícula do Tyler e da Britanny se beijando eu me recuso a continuar naquela escola. Vou para a rua sem direção e sinto uma pessoa tocar no meu ombro e viro rapidamente assustada.

- Calma, sou eu! - Diz dando aquele sorriso encantador. - Não esperava te ver de novo depois daquele fora que levei.

- Henrique... Oi. - Digo sorrindo, disfarçando que a pouco tempo estava chorando.

- Você está bem?

- Estou ótima!

- Você estava chorando. - Diz mais afirmando do que perguntando e eu fico em silêncio. - Quer conversar?

- Hum... Não acho uma boa ideia.

- O que? Eu sou um bom ouvinte, e juro que não vou te agarrar- Diz rindo- Se você não quiser.

- Não precisa, sério...

- Mas eu quero conhecer você melhor. Tem um boliche aqui perto, vamos?

- Agora?

- É.

- Eu estou com a roupa do colégio e...

- Olha, não precisa arrumar desculpa, se você não quiser, não tem problema!- Diz me olhando intensamente e pensando bem, não tenho o que perder indo com ele não é?

- Tudo bem, vamos.- Rio e ele pega minha mão, fico sem graça mas ele aje naturalmente.

Chegamos lá e eu vou ao banheiro e imediatamente ligo para a Shay.

 

-Ash? Eu te procurei por todos os lugares. Onde você está?

- Shay, aconteceu muita coisa.

- Fala!

- Eu fui até a biblioteca e vi o Tyler beijando a Britanny.

- Ele o que? Eu vou matar aquele filho da...

- Calma, eu estou bem.

- Duvido!

- Eu não estava, mas já estou melhor porque uma pessoa está me ajudando...

- Quem? Posso saber, misteriosa?

- O Henrique.

- O carinha que você deu um fora na festa quando iam para cama?

- Tecnicamente a gente foi para cama.

- Oi?

- Mas não transamos.

- Você não me contou esses detalhes, conte agora.

- Tá, foi assim...

 

Flashblack on

 

Estamos nos beijando e quando eu ao menos percebi estamos no corredor que dava para os quartos. Henrique abre uma das portas sem parar de me beijar e me prensa contra a mesma, quando ele começa a beijar o meu pescoço eu me afasto.

- Desculpa, mas eu não posso continuar.

- O que foi? Eu fiz alguma coisa?

- Não! Você é maravilhoso- Digo corada e dou um riso fraco. - É que eu não posso mesmo.

- Ai meu Deus, você tem namorado.

- Não é isso!

- Ah, já sei...

- O que?

- Você é virgem.

- Não! - Digo rindo.

- Não?

- Não, eu só, digamos que gosto de outra pessoa e não consigo tirar ela da cabeça nesse momento. - Falo olhando para o chão.

- É aquele cara que você estava tentado fazer ciúmes?

- Que cara?

- Eu vi que você me beijou quando tinha um cara olhando.- Ele fala e eu fico em silêncio.

- Desculpa... 

- Não precisa pedir desculpa, tudo bem. - Diz sentando na cama e eu sento ao seu lado.- O que vocês são?

- Quer mesmo falar sobre isso? - pergunto rindo.

- Acho que apostei todas minhas fichas em você esta noite. Se não estamos nos pegando, podemos conversar.- Diz rindo.

- Okay... Nós já namoramos.

-...Pesado.

- Pois é. E ele não sabe disso.

- Como assim? Você é tipo aquelas psicopatas que acha que ta namorando um cara mas é tudo da sua cabeça?- Diz me fazendo rir.

- É mais sério que isso... Ele sofreu um acidente e não lembra que namoramos. Na cabeça dele somos "melhores amigos para sempre".- Digo revirando os olhos.

- Nossa, sinto muito.

- Não sinta... Acho que já gastei demais seu tempo. Ache uma garota que você realmente leve para cama, porque garotas loucas por você não deve faltar!- Digo rindo simpática.

- Não é tão fácil, mas obrigado - Diz indo até a porta comigo.

- Vou achar minha amiga... Tchau.- Dou um abraço, e ele me dá um beijo na bochecha. Saio sem graça e vou atrás da Shay.

 

Falshback of

 

- E foi isso!

- Nossa, ele é uma gracinha.

- Pois é.

- Mas você está com ele agora?

- Sim, ele me encontrou chorando e me convidou para um boliche, estou aqui agora.

- Ashley, não vai fazer coisa precipitada. Você ama o Tyler, não faz nada porque está frágil.

- Eu não estou frágil!

- Está sim. Qualquer pessoa na sua situação, estaria. Meu concelho: vai para casa e organiza suas idéias.

- Shay...

- Ah foda-se, você nunca escuta meus concelhos mesmo! Agora tenho que desligar porque meu namorado acabou de chegar e prevejo que vou gastar muitas camisinhas.

- Nossa! Vai lá safada, acho que vou seguir o seu conselho.

- Olha que novidade! Boa sorte amiga, beijo, tchau!- Diz rápido e desliga.

 

Saio do banheiro e vou até onde o Henrique está.

 

- Não me diga que foi chorar de novo.

- Não! Eu estou melhor e queria agradecer por você estar sendo tão legal e gentil comigo.

-Mas...- Diz sabendo que já vem uma coisa a seguir.

- Mas eu preciso ir para casa, colocar minhas ideias no lugar, sabe?

- Tudo bem.- Diz parecendo um pouco desapontado mas entende.- Antes, me dá seu celular.

- Pra que?

- Você vai ver! - Entrego meu celular, ele escreve algo e me devolve.

- Coloquei meu número aí. Qualquer coisa me liga.- Sorrio e dou meu número para ele também.

Saio do boliche e chego em casa, já está começando a escurecer. 

Faço minhas higiene e deito na cama para pensar na vida mas acabo pegando no sono.

 

P.o.v. Tyler

Ligo para Ashley várias vezes e ela não atende.

Resolvo tirar um cochilo e depois eu tento saber mais sobre ela.

 

Pego no sono e começo a sonhar coisas que parecem mais lembranças.

                                 ...

"-Então, o que você queria falar? -pergunta a Ashley.

-Bom...vocês sabem que o Ian é ciumento, não sabem?! -Nós concordamos com a cabeça.

-Então...hoje de manhã ele veio aqui, nós ficamos conversando até que ele disse que não me queria perto do Tyler, porque tinha ciúmes!Então eu falei que ele não precisa ficar com ciúmes, porque...porque...

-Porque? 

-Porque você e a Ashley estavam namorando! - a Shay falou e depois continuou - E agora eu achou que vocês vão ter que fingir que estão namorando.

Quando a Shay disse isso, eu e a Ashley ficamos paralisados, olhando para ela.

-VAMOS TER QUE O QUE? -gritou a Ashley, levantando do sofá."

                                   ...

"- Vocês só precisam se pegar na frente do Ian, ou fora se quiserem - falou Shay, rindo

- A gente não vai se pegar nem na sua frente e nem sozinhos! O que vamos fazer por você, na frente do Ian, é pura atuação, até os beijos serão técnicos! - diz Ashley

- Fale por você. - respondo.

- Cala a merda da sua boca, Tyler.

- Calminha vocês dois! Nem começaram a namorar direito e já estão com DR? Mas eu não vou interferir na forma que vai ser a "atuação" de vocês - Shay ironizou a palavra atuação enquando observava Ashley revirar os olhos - Só espero que seja bem convincente.

- Pode deixar, parece até que não conhece as minhas habilidades.

- Por isso mesmo, Tyler, que eu estou com medo. - Disse Shay enquanto gargalhava com Ashley. "

                                     ...

"- Ele vai começar a desconfiar, não é normal um casal passar um filme todo sem dar uns pegas, Ash... 

- Digamos que nós vamos ser um casal diferen... - ela nem terminou a frase e eu colei nossos lábios"

                              ...

"Puxo o celular de sua mão e continuo sentado segurando.

- Ei, devolve, isso é roubo! Vou chamar a polícia. - diz tentando pegar de volta e desiste. - Certo, não foi por bem, vai ser por mal.

Talvez afetada pela bebida ou não ela senta no meu colo e começa a distribuir beijos pelo meu pescoço.

- Você bem que podia devolver meu celular né? - diz com a voz rouca e extremamente sensual em meu ouvido mordiscado minha orelha, estou suando e me controlando para não agarrar ela agora mesmo.

- A-Ash, eu estou com calor, levanta aí para eu beber água. - digo numa tentativa falha de me livrar daquela situação.

- Logo agora você quer água? Se for pelo calor, pode tirar sua camisa, juro que não me incomodo - diz e mesmo eu querendo acreditar que era pela bebida, ela não me parecia tão bêbada assim. Ela coloca mão na barra da minha camisa e a puxa para cima tirando-a e voltando a beijar meu pescoço. Ok, eu desisto, não sou de ferro, ela não vai ser a única a se aproveitar da situação.

- Você deve está com calor também... Não é como se eu não tivesse te visto sem blusa a uns minutos atrás... eu juro que não me incomodo – digo repetindo sua frase, deixando escapar um meio sorriso malicioso e com minhas as mãos em sua blusa e ela deixa eu puxar para cima mostrando seu sutiã mais uma vez. Beijo seu pescoço e desço aos poucos vendo ela ficar arrepiada. Ela levando meu rosto, olha em meus olhos e me beija intensamente, nossas línguas se misturam.

Resolvo pensar com a cabeça de cima e não com a de baixo. Sentei na cama e ela fez o mesmo depois me olhando confusa e envergonhada.

- Eu queria te propor uma coisa...

- O que?

- Não vamos fazer nada hoje, mas o que eu quero mesmo dizer é... Não estamos namorando de verdade, e somos melhores amigos, eu realmente gosto de você e da sua amizade, mas te beijar é uma das coisas que eu mais gosto de fazer quando estamos juntos... Enfim, aceita ser minha amizade colorida?

-...Ash, você ainda tá ai? Olha se você quiser ir embora, eu vou entender...

-O quê? Não, eu só.... Eu só não acho que você está falando sério!

-Por que eu não estaria falando sério?

-Ah sei lá...

-Então isso é um não?! 

-Não, é só que... - Ela simplesmente se inclinou e me beijou. 

-Então, é um sim? -

-O que você acha?

-Eu acho que é um sim. -Nós dois sorrimos"

                                   ...

Acordo atordoado e resolvo que tenho que tirar essa história a limpo.

Bato na porta da casa da Ashley e ela me atende com cara de sono.

- Tyler? O que está fazendo aqui essa hora?

- Eu tive um sonho... Na verdade acho que foram umas lembranças, e preciso saber se eu estou mesmo lembrando de tudo aos poucos ou foi só coisa da minha cabeça.

 

Continua...

 


Notas Finais


Parece que não foi o Ryan que atropelou o Ty...
Henrique apareceu de novo.
E o Tyler está começando a lembrar, aos poucos.
Então, o que acharam?
Haha, BjBj❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...