História Just Hold Me Tight - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Coréia, Couple, Hope, Hoseok, Jhope, Romance, Shipp, Sonyeondan, Taehyung, Taeseok, Vhope, Yoonseok
Visualizações 204
Palavras 1.309
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Não foi na hora que eu pretendia, mas aqui está mais um capítulo!
Não tenho muito o que dizer, apenas agradecer por quem está apreciando essa história comigo, pois mesmo que eu tenha escrito essa fanfic, ainda adoro ler outras vezes enquanto reviso!

Desculpem pela qualidade da capa deste capítulo! Foi feito as pressas!

Então, boa leitura >.<

Capítulo 3 - O coração é quem manda...


Fanfic / Fanfiction Just Hold Me Tight - Capítulo 3 - O coração é quem manda...

Ele me puxou com força para perto dele, colando seu corpo ao meu. Fiquei vermelho e me senti afobado. Olhei pra baixo sem saber como reagir a isso. Nem precisei pensar no que faria, pois Hoseok fez o que internamente eu queria há muito tempo. Ele me puxou mais, chegando seu rosto perto do meu e selando nossos lábios de uma forma delicada, como se estivesse com medo do que estava fazendo ou de que eu faria.

Minha mente ficou em branco e não conseguia pensar em nada. Apenas veio na cabeça que aquilo não deveria ter acontecido. Afastei minha cabeça da dele de uma forma brusca e ia me distanciar quando Hoseok colocou a mão esquerda na minha cintura, me puxando para mais perto e segurou minha nuca com a mão direita, me trazendo para si e me beijando mais uma vez, mas de uma forma mais desesperada, como se estivesse com medo de perder aquela oportunidade.
No fundo pensava assim também. Não queria perder a oportunidade única de estar tão próximo do hyung, mas ainda estava assustado com esse desejo.
Hoseok começou a me beijar mais forte, de forma sedenta, enquanto me apertava em seu corpo.
Apenas deixei de pensar e parei de resistir. Passei meus braços por sua cintura e o abracei enquanto retribuía o beijo.

Senti um sorriso crescendo de um dos lados dos lábios de Hobi. O mesmo aproveitou e intensificou mais o beijo. Abri um pouco a boca permitindo que ele colocasse a língua, que foi o que ele fez. Aquele estava sendo o momento mais incrível que já tinha vivido. O sentimento de estar próximo do hyung enquanto nós dois explorávamos nossas bocas com uma intensidade enorme, famintos por sentir cada parte. Enquanto isso, Hobi desceu a mão e a colocou dentro de minha camiseta, me fazendo arrepiar ao toque quente de sua mão, que passava nas minhas costas de baixo pra cima, me fazendo sentir cada toque seu a minha pele, crescendo ainda mais a vontade de tê-lo. Estava ficando louco com aquilo. Queria mais que isso. Apertei mais meu abraço para que ele diminuísse ainda mais o pouco de espaço que tinha entre nós. O beijei com mais rapidez, enrolando minha língua a sua com mais intensidade.
Soltei de seus lábios, mordendo o mesmo no final e depois vendo Hobi sorrir. Beijei sua mandíbula e fui descendo até chegar ao seu pescoço. Depositei vários beijos no local, sentindo Hoseok estremecer com o ato. Sugei um ponto em seu pescoço com força e deixei uma marca para mostrar que aquele pescoço era só meu. No final, mordi o local e passei a língua ali devagar, selando meus lábios ali. Esse ato fez com que o hyung soltasse um pequeno gemido de satisfação, que me fez ficar realmente realizado.

Hoseok tinha tirado a mão de baixo da minha camiseta e a depositou em meu rosto, levantando ele e selando meus lábios com o seu de uma forma menos intensa e carinhosa. Usou sua mão esquerda na minha cintura pra me puxar para cama. Sentou-se nela e me colocou em seu colo com cada uma de minhas pernas de um lado do seu corpo.
Enquanto fazia isso, continuávamos nos beijando, quando senti algo onde estava sentado. Mexi meu quadril um pouco e Hobi arfou. Percebi que o que sentia era o membro do hyung que estava enrijecido. Aquilo me fez sentir um calor inexplicável enquanto Hoseok  desceu suas mãos para meu quadril para me apertar mais a ele e, assim, apertando mais seu membro rígido abaixo de mim.
Naquele momento passou por minha mente um desejo intenso de ter ele por inteiro. Como se lesse minha mente, Hoseok me deitou na cama e ficou em cima de mim, sorrindo. Apertou-se a mim e me beijou. Sua mão começou a descer até minha bermuda, colocando ela dentro enquanto procurava a elevação do meu membro, que naquela altura já estava rígido. Fui dominado pelo desejo de ter ele me tocando mais.

Mas ao mesmo tempo despertei de minha inércia e cai em si. Pensei na situação que estava se desenrolando e comecei a me sentir nervoso com aquilo. Nunca tinha ficado com um cara. Nunca nem beijei um, imagine transar com um homem. Aquilo me assustou e empurrei um pouco o hyung de cima de mim, que tirou a mão da minha bermuda e olhou me interrogando. O fiz levantar e sentei na cama olhando para baixo enquanto colocava a cabeça entre as mãos. Hoseok se sentou ao meu lado e ficou me olhando.
Levantei a cabeça e olhei pra ele com uma expressão confusa. Ele sorriu um pouco.

-O que foi Tae? Está confuso com a situação? Serve-se de consolo, também estou. Ou melhor, estava.

- O-o que quis dizer com ‘estava’?

- Bem, não foi fácil descobrir que estava sendo atraído por você, Taehyung. Desde quando comecei a me afastar de você, já me sentia confuso com o que acontecia comigo cada vez que via um sorriso seu. Só comecei a andar com Suga pra poder me afastar de você e esquecer esses sentimentos. Achava que estava confundindo as coisas e que não estava gostando de um ‘cara’.

-Você gosta de mim, hyung? - perguntei com vergonha.

- E ainda tens dúvidas? - riu alto - Quando você gritou comigo no estúdio eu percebi o quão maldoso estava sendo ao me afastar de você por uma coisa assim. Depois que você disse aquelas palavras, imaginei que você também sentia o mesmo que eu. Então esperei você se acalmar e vim te ver. Mas quando o vi deitado em minha cama, não pude resistir. Queria me aproximar mais do que deveria. Quando você correspondeu aos meus toques, percebi que você gostava de mim.

- Ma-as hyu-ung - estava tremendo surpreso, de felicidade e vergonha - Eu não gosto de homens, ou melhor, não deveria gostar. Não sou assim, não quero ser diferente. - disse com uma voz chorosa.
Hoseok olhou para mim sereno e me perguntou:

- Você gostou de estar comigo agora? Gostas de mim tanto quanto gosto de você? Pense bem!

- Bem, acho que sim. Pelo jeito sim não é? - falei corando.

- Então não deveria ter vergonha de aceitar seus sentimentos. Não importa quem for, a partir do momento em que você passa a gostar de alguém a ponto de não querer viver longe do mesmo, nada mais importa. É o seu coração que deve mandar dessa vez. Ouça seu coração. Você poderia ficar comigo do jeito que quero ficar com você? Você realmente gosta de mim? - Hobi disse com uma expressão de mistura de um pouco de tristeza, carência e ansiedade por minha resposta.
Olhei no fundo dos seus olhos e percebi que realmente pensava em ficar com ele mais do que ser ‘hyung e dongsaeng’.

- Eu gosto de você, hyung - disse fazendo manha no ‘hyung’ - E eu quero estar com você do jeito que estávamos agora pouco.
Hoseok sorriu aberto e ficou pulando de leve na cama.

- Aahhh te adoro Tae! - me abraçando.

- Aish, ok! Está bom já. E olhe, não quero mais ver você em cima do Suga hyung. Sejam próximos no nível ‘amigos’ e o mais importante, me dê mais atenção! - Falei sorrindo de lado.

-Claro meu TaeTae!! - Disse ele beijando minha bochecha.

Fiquei vermelho na hora e coloquei as mãos no rosto.
 

Depois de tudo resolvido, decidimos que eu dormiria na sua cama, ao seu lado. Iríamos ficar sozinhos, já que Jimin ia dormir com Kookie que não conseguia dormir após ter um pesadelo. Melhor para nós.
Deitei no seu peito e ele colocou seu queixo na minha cabeça. Comecei a pensar no momento maravilhoso que tinha acabado de ter com Hoseok e dormi com medo de acordar e descobrir que foi apenas um sonho.

 


Notas Finais


Não sei se o nome do capítulo teve muito sentido, mas ok kk

Tem uma parte desse capitulo que eu adorei escrever!
Quando Tae estava confuso, Hoseok fala para ele a frase:
"Então não deveria ter vergonha de aceitar seus sentimentos. Não importa quem for, a partir do momento em que você passa a gostar de alguém a ponto de não querer viver longe do mesmo, nada mais importa. É o seu coração que deve mandar dessa vez. Ouça seu coração"

Apenas acho que o importante é sempre ter o amor envolvido em todas as circunstâncias! E se você ama alguém, e esse alguém te ama, devem lutar para ficarem juntos, mesmo que tenham que passar por algumas dificuldades!

Apenas penso que tudo deveria ser mais simples e que não deveria haver tanto ódio no mundo ;-;

Desculpe pelo texto grande e por caso não ter conseguido me expressar direito!

Obrigada por lerem a fic >.<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...