História Just keep swimming (Camren) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camren, Lauren Jauregui
Visualizações 1.911
Palavras 892
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Esporte, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - I love you


Camila passou suas mãos na lateral da minha barriga me fazendo ficar toda arrepiada, não tenho certeza se deixei um gemido escapar ou não. Olhei pra baixo e Mani estava com a cabeça sobre Dinah, estavam atentas ao filme. Chovia bastante e fazia um frio enorme além de vários trovoes. Aconcheguei-me um pouco mais em Camila e ela colocou as suas mãos na minha coxa, senti outro arrepio percorrer meu corpo. Peguei meu celular e coloquei em notas, digitei rápido e entrei pra ela:

Vai pro meu quarto agora.

Camz deu uma risadinha, digitou e me devolveu.

Sim, senhora!

-Onde fica o banheiro?

Ela fez uma cara de sonsa.

-Primeira porta, ali. 

Aponte e ela se levantou e saiu, me levantei uns dois segundos depois:

-Volto já.

-Só não façam barulho que eu quero assistir o filme.

Dinah falou sem nem tirar os olhos da televisão e Mani deu um tapinha nela. Ignorei o comentário e fui para o quarto, entrei e passei a chave na porta. Camz estava olhando a chuva pela janela e eu me aproximei ficando atrás dela, coloquei minhas mãos na sua cintura e coloquei seu cabelo pro lado pra poder beijar seu pescoço. Ela se virou pra mim e eu pude alcançar sua boca, tateei a blusa de Camila na tentativa de tirá-la, mas ela colocou as suas mãos sobre a minha as tirando de lá.

-Tá achando o que, Jauregui?

Ri da sua colocação e arqueei as sobrancelhas sem entender.

-Minha vez de ficar por cima hoje.

Camila colou outra vez nossas bocas me dando um beijo que eu perdi totalmente a noção do espaço, foi me empurrando pra cama e me jogou nela. Suas mãos começaram a se movimentar e percebi que ela estava tirando suas roupas:

-Não ta tirando as suas por quê?

Comecei a tirar tudo bem rápido e ela se ajoelhou  engatinhado até mim, se deitou empurrando meu corpo contra o seu. Tive uma ligeira vontade de pegar seus braços com forçar e colocar meu corpo sobre o dela. Camila desabotoou meu short e o tirou, me deu uma mordida no ombro:

-Você tá me deixando toda roxa! Protestei

-Fica caladinha, vai.

Senti sua mão apertar forte a minha bunda me fazendo sentir coisas inimagináveis. Seus cabelos passavam pelo meu peito enquanto ela me olhava fixamente passeando com suas mãos. Camila com toda certeza estava disposta a me deixar inteiramente marcada, passou intermináveis minutos mordendo e chupando o meu pescoço deixando um pouco doloroso. Desceu até meu peito e

Meu Deus do céu, que língua era aquela.

Camila desceu sua boca quente até chegar à minha intimidade, cravou suas unhas na minha bunda.

Que fetiche era aquela pela minha bunda.

Ela começou a me chupar vagarosamente e isso fez com que eu fechasse os olhos, Camz parou subitamente:

-Não para...por...por favor.

-Então olha pra mim, eu quero você olhando pra mim.

Olhei pra ela e ela continuou, senti dois dedos dela me fazendo arquear o corpo e gemer baixinho, instintivamente voltei a fechar os olhos e Camz me deu uma estocada forte:

-Olha pra mim!

Sua voz era autoritária e me fez quase ter um enfarto, senti minhas pernas tremerem e meu corpo superaquecer, prendi a cabeça de Camz entre as minhas pernas e mordi meu lábio tão forte que senti um gosto sutil de sangue.

Era isso ou ter dado um grito.

Camila veio até mim e me beijou na boca e abriu um pouco minhas pernas se posicionando entre elas. Nem me atentei aos seus movimentos até que ela pegou a minha mão e levou até a sua bunda. Cravei meus dedos ali com força a fazendo rebolar no meu colo. Levantei minhas costas do colchão e grudei nossos lábios enquanto ela de mexia ainda mais rápido.

-Eu adoro sua bunda.

 Estalei um tapa.

-Sério que você me bateu?

Dei outro. 

-Serio!

Suas mãos foram para os seus seios e ela prendeu seus mamilos entre os dedos enquanto tinha um orgamo. A visão de Camila fazendo aquilo me tirou completamente desse planeta. Deitei outra  vez sentindo seu corpo cair sobre o meu.

- Você me deixou suada nesse frio todo.

-O mérito é todo seu!

-Quer tomar um banho quente? Sugeri.

-Você vem junto?

-Claro!

Me levantei a puxando comigo, peguei duas toalhas me enrolando em uma e dando a outra pra ela. Entrei no banheiro e Camz entrou depois trancando a porta, liguei a água quente e senti-a me abraçando pra que os jatos caíssem sobre ela. Passei as mãos nos seus cabelos e ela me olhou nos olhos como ninguém havia feito antes. Nos beijamos e deixei minhas mãos andarem por todo o seu corpo.

Minhas mãos pararam na sua bunda e fui empurrando Camz para a parede:

-Porra!

Ela xingou em referencia a suas costas que tinham encostado na parede fria.

Ajoelhei-me e Camila apoiou uma de suas pernas no meu ombro, abocanhei sua intimidade e comecei a chupar com força, uma das minhas mãos não largavam a sua bunda e Camz começou a rebolar pra mim.

Tive convulsões, juro.

Chupei Camz inteira até que senti seu corpo ficar pesado e ouvi o gemido mais gostoso de todos, me levantei ainda segurando seu corpo e nos abraçamos:

-Eu amo você, Camz...

Ela demorou um pouco para associar minhas palavras mas disse em seguida.

-Eu amo você, Lo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...