História Just Like Animals - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 9
Palavras 523
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Spoilers, Suicídio, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oooie

Capítulo 1 - One


Fanfic / Fanfiction Just Like Animals - Capítulo 1 - One

    Acordei com alguma luz solar adentrando meu quarto, através da cortina preta transparente. Me levantei e me espreguiçei " Um longo dia! " sorri com meu pensamento. Lentamente caminhei até meu armário e peguei o de sempre: Jeans preto, moletom preto e meu tênis, preto.
   Caminhei até o banheiro onde, tranquei a porta. Deslizei o pano que cobria meu corpo e fui para debaixo do chuveiro, onde tomei um banho rápido. Sai do box e me vesti. Abri a porta do banheiro e caminhei até o canto do meu quarto onde peguei minha mochila, saindo logo em seguida. Desci as escadas e caminhei até a porta de entrada, saindo e trancando a mesma. Alguns degraus e eu me encontrava na calçada, onde caminhei por alguns minutos até chegar no meu colégio.
   Entrei pelos portões e logo puxei o capuz, cobrindo meus cabelos negros. Eu sempre passo despercebida. É como se eu fosse um nada. Isso me da muitas vantagens.
   Passei por algumas pessoas que socializavam com suas amizades falsas, e entrei na grande escola. Me curvei e bebi um pouco de água no bebedouro. Me virei e vi Tomás caminhando até mim.
- Bom dia Mia! - Seu sorriso faz com que seus olhos fechem, isso me irrita as vezes.
- Bom dia. - Respondi fria saindo do local. Caminhei até o patio e me sentei nas arquibancadas. 
   Minha respiração falha quando vejo ele, Raphael entrando na escola, com a peste de sua irmã. Apenas um detalhe. 
...
   Minha fama na escola? Ah, é 'louca e psicopata'. E dai se eu sou? Alias, eu não sou psicopata, nem louca, só luto para conseguir oque eu quero. E não me importa quanto sangue eu tenha que derramar, eu sempre tenho o que eu quero, e não vai ser diferente com Raphael.
   Uma das garotas, Clara, esta tentando me 'desmascarar' para a escola inteira. Até parece.
 
   Perdida em meus pensamentos, nem percebo que a aula já acabou liberando todos para o intervalo. A sala, agora apenas comigo e Clara. Ela logo vem e apóia as duas mãos na minha mesa.
- Oi Mia - Falou Clara sorrindo falsa
- Oi Clara! - Soltei a caneta e a encarei
- Como você consegue? - Clara.
- O que? - Mia
- Ser tao.. Falsa! - Clara
- Do que você ta falando? - Mia
- Não se faz de sonsa! Eu sei muito bem que foi você que empurrou a Gabriela depois que ela disse que gostava do Raphael! Eu vou te desmascarar para deus e o mundo e..- A interrompo, e perfuro sua mão esquerda com a tesoura, que por acaso tinha ponta.
- Olha aqui garota. Eu cansei de você, minha paciência com você já esta negativa! - Comecei a movimentar a tesoura que ainda estava perfurando a mão de Clara - Ou você para com essa porra de me "desmascarar" antes que essa tesoura corte sua língua! Entendido?
- S-sim! - Disse a garota entre soluços. Tirei a tesoura da mão dela e sai da sala, com a tesoura no bolso do moletom. Corri até o banheiro que se encontrava totalmente vazio. Limpei a tesoura e sai do banheiro como se nada tivesse acontecido.

Notas Finais


:3
:3
:3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...