História Just Like Fire - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas
Personagens Cameron Dallas, Personagens Originais
Tags Cameron Dallas, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Magcon, Matt Espinosa, Nash Grier, Old Magcon, Savannah Montano, Shawn Mendes, Skate Maloley
Exibições 44
Palavras 815
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 41 - Capítulo 41


Fanfic / Fanfiction Just Like Fire - Capítulo 41 - Capítulo 41

Annelise: 

Cameron está tão magro, mas ainda assim continua lindo, continua sendo o moreno mais maravilhoso de Chino Hills.

— Porque está me olhando tanto, dona Lise? - pergunta e em seguida sorri. Ah, esse sorriso!

— Você emagreceu tanto... - acaricio seus cabelos, já que o mesmo se encontra deitado em meu colo - Porém, lindo como sempre! - sorrio.

— As medicações são muito fortes e acho que o fato de eu não comer tanta besteira mais, me fez perder alguns quilos. - diz rindo e eu apenas concordo.

— Só para eu saber, quantos anos essa Megan tem? - eu to tentando aceitar o fato de uma morena bonita ser enfermeira do meu namorado, mas é complicado, poxa ela está convivendo mais com ele do que eu.

— Você não vai esquecer a Megan, né Annelise? - revira os olhos.

— Cameron, responde! - digo impaciente.

— Ela tem 23 anos. - responde e sem querer solto um "puta que pariu" - Com o que você está preocupada? - se senta na cama e fica me fitando.

— Ela é da sua idade, bonita e está o tempo todo com você aqui, passa mais tempo contigo do que eu! - respondo.

— Meu amor... - dá risada - Lise, entenda, ela aqui só faz o trabalho dela e por mais que sim, ela seja bonita e da minha idade, é apenas minha enfermeira. - diz e sinto convicção em suas falas.

— Tudo bem! - tento sorrir. 

— Agora, será que você pode me beijar muito? Por quê a minha saudade, está maior que esse seu ciúmes bobo. - reviro os olhos e por fim beijo-o.

Ficamos mais um tempo conversando, até que vi no relógio que já marcavam 11:00 a.m, decidi chamar Franklin para conversar um pouco com seu filho. 

— Oi meu garoto. - Franklin diz entrando no quarto e indo dar um abraço em Cam.

— Oi pai, como o senhor está? - sorri ao se soltar do abraço de seu pai e se sentam na cama.

— Estou muito bem e vejo que você hoje está radiante! Não é mesmo? - Franklin dizia com um sorriso largo no rosto e de fato eu sorria junto.

— Estou literalmente radiante! - Cam me olha sorrindo e eu não resisto. Como sou apaixonada por este garoto, senhor!

— Gostou da surpresa? - pergunta.

— Eu amei, obrigado pai. - sorri para seu pai que apenas concorda.

— Bom... Vou deixar vocês a sós, vejo você quase todos os dias e a Lise precisa de mais um tempinho. - Franklin pisca para Cameron e se levanta, dá um beijo no topo da cabeça de seu filho - Te espero lá fora, okay? - me olha.

— Okay! - sorrio e vejo Franklin sair porta afora.

Volto meu olhar para Cameron e vejo ele me encarando, odeio quando o mesmo faz isso, fico mais constrangida que o normal.

— Eu odeio quando você faz isso! - digo olhando para qualquer outro ponto, menos para ele.

— Me desculpa, mas estava sentindo falta de fazer isto! - discretamente percebo seu sorrisinho sacana. 

— Babaca. - dou um tapinha em seu braço e damos risada em seguida.

— E os garotos, como estão? - pergunta e vejo seu olhar brilhar ao se recordar de seus amigos.

— Todos estão bem e sentindo muito a sua falta! - digo - Nash teve um ataque de saudades suas umas três vezes durante esse tempo e ele sempre foi se refugiar lá em casa, chorava junto comigo. - dou um pequeno sorriso.

— Sinto tanta a falta desse cara, na verdade... De todos eles. - seus olhos estavam marechados e para não vê-lo chorando, pego em sua mão e entrelaço nossos dedos.

— Nenhuma amizade por aqui? - tento contornar o assunto.

— Eu fiz um amigo, o nome dele é Jack, é um cara muito maneiro e somos muito parecidos em certos aspectos... - dá risada - A história dele é parecida com a minha, porém um pouco mais triste! - diz e vejo seu semblante entristecer ao falar sobre esse seu novo amigo.

— Pode me contar? - torço os lábios, queria saber mais sobre o tal "Jack"

— Claro que sim! - sorri.

Cameron começa a contar toda a história do garoto e fico triste pelo mesmo, sua história é tão dolorida, fiquei realmente comovida.

— Que barra, meu Deus. - digo e Cameron assente.

— Na próxima visita sua, te apresento ele, pois sempre lhe contei sobre a namorada maravilhosa que tenho! - me puxa para um abraço e encaixo meu rosto no vão de seu pescoço.

— Eu tenho que ir, o horário já está terminando e seu pai deve estar me esperando! - digo cabisbaixa e ouço o seu longo suspiro de frustração.

— Tudo bem, te levarei até a saída. - diz.

Nos levantamos da cama, antes de sair me olho no espelho e vejo que ainda estou inteira, por fim saímos de seu quarto e seguimos por aquele longo corredor até o elevador.


Notas Finais


OIS.
EU VOLTEI, VOLTEI PARA FICAAAAR, PQ AQUI, AQUI É O MEU LUGAAAAR! YEAHH 🎉😀 kkkkkkj
espero que tenham gostado deste capítulo, pq se não, ficarei bad. 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...