História Just Love (Lutteo) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Gaston, Luna Valente, Matteo, Nina, Simón
Tags Amon, Gastina, Lutteo, Simbar, Souluna
Exibições 184
Palavras 1.207
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa é minha primeira fic espero que gostem
beijinhos no core
postarei nos dias:
Terça, Quinta; Sábado e Domingo
Boa Leitura...

Capítulo 4 - Talking about Kiss..


Fanfic / Fanfiction Just Love (Lutteo) - Capítulo 4 - Talking about Kiss..

 

Anteriormente...

-Matteo você fez isso com várias garotas... E nem se preocupou com elas depois - tentei me segurar para não derramar nenhuma lágrima, mas parecia ser impossível- Não me surpreenderia se eu fosse só mais uma  para você...

-Luna, você não é como qualquer garota, você é Luna, minha menina delivery - espera, eu ouvi ele dizer minha?- Você não vê o que eu sinto por você? - me mantive em silencio - Se você não vê deixa eu esclarecer as coisas para você - ele disse me olhando nos olhos mas logo tirou os seus olhos dos meus, olhou minha mão e pegou a mesma, voltando a me olhar em seguida - Me deixa eu te explicar ? - disse esperando minha resposta, assenti com a cabeça e ele prosseguiu- Luna o que eu sinto por você...

Pov Luna

Ele ficou quieto por uns segundos como quem escolhe as palavras certas para dizer, aquele silencio estava me matando por dentro, até que ele percebendo meu nervoso, continuou com um sorriso doce...

 

-Luna, você não é como as ouras porque você é especial, você é muito importante para mim Luna, eu sei que eu era muito galinha e até um pouco cafajeste - Pouco? não vem ao caso ... - mas eu  era, no passado, mudei depois que conheci, você me mudou Luna, o amor me mudou, Luna não duvide do que eu sinto por você, eu estava a muito tempo confuso em relação a o que eu estou sentindo, pois sempre fiquei com as meninas por diversão, nunca tinha sentido isso antes, isso tudo é um sentimento novo para mim, e a única vontade que eu tenho é de me jogar de cabeça e descobrir todo esse sentimento, com você...

-Matteo.. ainda é difícil para mim ter certeza, eu não sei o que estou sentindo, eu nunca namorei antes,- dei um longo suspiro- aquele beijo na competição....

-Foi seu primeiro beijo? - disse com um olhar terno, e eu assenti com a cabeça - Luna tudo bem, todo mundo já passou por isso, você sente borboleta na barriga, estremesse a cada toque, seu coração bate loucamente... Sabe como eu sei disso tudo ? - perguntou e eu neguei com a cabeça - Pois é exatamente o que eu sinto quando eu estou com você... - disse com um sorriso encantador, quando ele disse isso meu coração foi a mil e eu abri um sorriso de orelha à orelha - Eu estou apaixonado por você Luna... 

-Matteo...  Eu realmente sinto o mesmo que você, mas isso tudo é muito novo para mim... Você me entende? Matteo você me esperaria? Olha eu entendo se não quiser, mas é que... - comecei a falar e uma lágrima que insistia em cair, finalmente caiu..

-Luna, não chore.. - disse secando a lágrima com o polegar - eu te esperaria por séculos se fosse necessário... eu tenho um proposta... pois eu não aguentaria mais um dia sem ter fosse aqui.. então se fossemos bem devagar?

-Como?

-Por exemplo, tem um restaurante Italiano (pizzaria) aqui perto muito bom que eu como bom italiano que sou adoraria te levar que tal?

-Um encontro?

-Não vamos devagar...

-Poxa... rsrsrs - disse fingindo estar magoada. - não queria sair só como amigos... - disse caindo na risada 

- Tá bem menina delivery você venceu é um encontro... 

-Vamos então? Ou quer que eu te faça um delivery?

-Não seria necessário menina delivery, eu não vou te privar da minha doce e maravilhosa companhia...

-Sempre tão modesto né Mauricinho?

-É uma das minha qualidades...

Fomos para o restaurante comemos bastante, e conversamos muito, nunca tinha me divertido assim antes com o mauricinho, foi ótimo depois de comermos fomos caminhar um pouco, paramos numa praça já de noite para olhar as estrelas e tomar um sorvete, depois deitamos na grama para observar a estrelas, estava meio frio, e o mauricinho me abraçou me puxando para si,ficamos um bom tempo em silencio, não naquele silencio constrangedor, mas naquele silencio gostoso, que não se tem necessidade de dizer nada só aproveitar o momento, tava tão bom, mas como sempre tinha que ter alguém para atrapalhar, meu celular tocou, era o Simón, amo meu amigo mas poxa logo agora? desliguei o celular e o guardei no bolso, e voltei a ficar abraçada com Matteo, só que ele ligou mais uma vez...

-Menina delivery, atende o guitarrista logo, deve ser importante para ele insistir tanto assim..

Ligação On

-Alo Simón ?

-Oi Luna tá tudo bem? Não te vi o dia todo estava preocupado, está tudo bem?

-Sim Simón, estou na praça, por que ?

-Nada, queria saber se ia querer ir jantar comigo hoje..

-Deixa para próxima Simón, já jantei...

-Jantou sozinha? - ele sabia que não mas provavelmente ele queria confirmar sua intuição 

-Não Simón jantei com o Matteo... - dizia até ele desligar na minha cara, ele diz que está de boa com tudo isso, mas não gosta de ouvir nem o nome do Matteo sair da minha boca...

Ligação Off

-O que ele queria ?

-Me chamar para jantar, mas eu disse que já jantei com você e ele desligou na minha cara...

-Impressão minha ou o guitarrista está com ciúme?

-Impressão sua claro.. - sente a ironia.. rsrsrs - Bom está ficando tarde eu vou indo...

-Eu te acompanho e não aceito um não como resposta - disse com o seu ar brincalhão, mas quem disse que eu negaria sua presença? -Vamos, é minha função como um bom cavalheiro....- disse e eu ri...

-Vamos...

O caminho de volta foi divertido, pegamos um táxi pois já havíamos andado demais por um dia só, fomos brincando um com o outro estava sendo um dia perfeito ao lado do Matteo, mas na hora que ele foi me deixar no lobby do hotel foi melhor... O abracei e estava indo em direção ao elevador quando ele me chamou...

-Esqueceu de nada não menina delivery? - ele disse apontando para a bochecha... 

-Não que eu saiba... - me fiz de desentendida enquanto me aproximava...

-Meu beijo - disse mais uma vez apontando para a bochecha...

Me aproximei e fiquei na ponta dos pés por causa da diferença de altura, e o que era para ser um beijo na bochecha virou um selinho, pois digamos que o senhor Balsáno "sem querer" virou o rosto na hora do beijo, depois do selinho o olhei nos olhos e continuei me aproximando, o olhar dele desceu a minha boca e eu fiz o mesmo, Matteo envolveu uma mão em volta de minha cintura e puxou para mais perto com jeitinho, a sua outra mão acariciou minha bochecha, e sem mais delongas acabou com o espaço entre nós e me beijou, logo ele pediu passagem com a língua e eu cedi, era um beijo calmo, apaixonado mas intenso, minhas mãos subiram para sua nuca e seus lindos cabelos castanhos, o beijo estava perfeito até que um ser humano - que me deu vontade de mata-lo  - limpou a garganta atrapalhando nosso beijo, quando eu me virei para ver o infeliz que tinha atrapalhado não podia acreditar em quem eu vi...

-O que faz aqui? - disse ainda surpresa enquanto Matteo me olhava sem entender nada...


Notas Finais


Espero que tenham gostado,até porque quero saber a opinião de vocês, se gostarem comente se odiarem também
beijinhos no core e até a próxima...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...