História Just Love Me 2 - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli
Personagens Karol Sevilla, Personagens Originais, Ruggero Pasquarelli
Tags Agustín Bernasconi, Ana Brenda Contreras, Carolina Kopeklioff, Chay Suede, Karol Sevilla, Michael Ronda, Ruggero Pasquarelli, Valentina Zenere
Exibições 70
Palavras 678
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi
Espero que gostem
Boa Leitura!

Capítulo 20 - Foi só ela sair, para o mal entrar.


Fanfic / Fanfiction Just Love Me 2 - Capítulo 20 - Foi só ela sair, para o mal entrar.

...


Brenda : Obrigada, não precisava me defender.


Karol : Precisava sim! Você é minha prima, essa é a minha obrigação. Eu não vou aturar ninguém te difamando na minha frente, não mesmo.


Brenda : Obrigada, eu vou dormir um pouco.


Karol : Vai, você tem motivos o suficiente para estar cansada.


Brenda foi para seu quarto, mas não dormiu como prometido. Ao contrário, a mexicana foi planejar mais sobre seu plano contra a Karol


Brenda : ''Você é minha prima, essa é a minha obrigação'' ''Vem cá priminha'' ''Não falem mal dela assim'' É um otária mesmo. Dá até dó dela, coitadinha. Mal sabe o que a espera.


Karol convidou Ruggero para sua casa.


Ruggero : Oi minha flor.


Karol : Oi Rugge, tenho que conversar com você.


Karol contou tudo o que estava acontecendo em relação á sua prima Brenda


Ruggero : Karol, eu não sei nem o que te dizer. A Brenda, falsa ? Sério, não imagino. Ela parece ser super verdadeira em relação aos seus sentimentos. Ela não seria capaz de mentir e nem de fingir ser sua amiga. Ela é transparente demais


Karol : Por isso eu desfiz minha amizade com as garotas. Não vou ser amiga de alguem que odeia minha prima.


Ruggero : Bom, você quem sabe.


Karol : Ai, não acredito!


Ruggero : O que foi ?


Karol : Esqueci que deixei meus patins lá na casa da minha amiga de escola, fica aqui ?


Ruggero : Okay, vai lá. É muito longe ?


Karol : Sim. Muito longe mesmo. Ela mora em um bairro bem longe do meu. Talvez uns 15 bairros depois


Ruggero : Que pena, ficar sem você é um tormento, princesa.


Karol : Não fica assim, amor. Já volto


Ruggero : Beijos.


Enquanto Karol se despedia de Ruggero, alguém observava tudo do corredor.


Brenda : É agora, meu plano entra em ação agora!


Foi só Karol sair e esperar uns 10 minutos para Brenda descer as escadas com uma baby doll vermelha e rendada, super sexy. A Baby-Doll tinha escrito ''Sexy, Baby'' e ''Oh, Yeah!'' com toda a certeza foi comprada num sex shop na esquina... Kkk. Ela estava sem short nem nada, até sem calcinha, a baby doll era longa, até o começo da coxa, mas o intuito de Brenda não era cobrir-se.


Ela foi até Ruggero e sentou do seu lado de uma forma que para ela era ''excitante'', na verdade para Ruggero aquilo era ''bizarro''.


Brenda : Oi, anjinho. - Falou de uma forma sexy e lenta.


Ruggero : Oi. Tá tudo bem com você, Brenda ?


Brenda : Nunca estive tão bem quanto estou agora.


Ruggero : É, bem. Eu vou pegar um suco


Brenda : VOCÊ FICA! Ops, quero dizer que não precisa, eu pego.


Ruggero : Claro que não. Soube o que houve pela Karol, precisa descansar.


Brenda : Já estou descansada, já passou. Como você ficou em relação ao que houve comigo ?


Ruggero : É, bom. Fiquei preocupado, mas normal.


Brenda : É... Você nem se importou comigo - Disse choramingando


Ruggero : Não, não quero dizer. Acho melhor eu ir pegar o suco de laranja


Brenda  : Deixa, eu entendi. Eu pego, não se preocupa.


Ruggero : Se você diz


Brenda foi até a cozinha e pegou um suco de laranja que estava na geladeira, e colocou dentro de um copo laranja e colocou dentro do copo um tal de ''liquido do besouro'' ou ''spanish fly''. Um liquido digamos, ''estimulante'' a pessoa não se dá conta do que faz e fica tipo ''dopada'' o liquido deixa a pessoa com uma vontade incontrolável de transar com a primeira pessoa que a aparece na frente, ou seja, Brenda.


Brenda : Aqui está. Não tinha de laranja, apenas de melancia, você gosta né ?


Ruggero : Sim, gosto.


Brenda : Que bom, pode tomar.


Ruggero : Ok.


A cada gole de Ruggero na bebida era um aumento no sorriso de Brenda, ela estava louca para que ele terminasse aquilo e a verdadeira festa começasse. Brenda havia ido longe demais


Continua...


Notas Finais


Sério, achei super 'engraçado' na parte da Brenda se oferecendo com o baby-doll, cara, Kkkk que bizarra.
RUGGE POR QUE VOCÊ TOMOU O SUCO ?
P.S* NÃO PAREM DE LER, OKAY ? VAI DAR TUDO CERTO, GARANTO *


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...