História Just make me fall in love - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Personagens Originais
Tags Aposta, Justin Bieber, Merie Grey, Nigth, Romance
Exibições 35
Palavras 920
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


A vida após o Justin, sim ela existe :v
Minha gnt eu sinceramente ri mt lendo minhas notas e também adorei ler de novo os comentários de vocês, esse capítulo tá bem "A cabeça da Merie"
Espero que gostem e comentem o que vocês estão pensando sobre a minha fic agr mais do que nunca eu preciso saber o que vocês estão pensando sobre ela.

Capítulo 20 - Thinking about life


        Eu realmente estava com muita vontade de entrar em um buraco e nunca mais sair, eu estava tão confusa, parecia que meu coração iria sair da minha boca e eu me forçava a engoli-lo e ao voltar para o lugar um gosto ruim ficava na minha boca e eu me sentia a pessoa mais nojenta do mundo. Me sinto como se o Justin tivesse um enorme poder sobre mim, o qual eu não conseguia controlar e por culpa dele tinha um vídeo meu e só de lembrar me dava calafrios, andar com o vento frio que estava de manhã também não me ajudou, parecia que tudo colaborava para minha vida parecer uma musica bem triste.

        Quando eu cheguei em casa o sol já estava esquentando, meu maior medo em meio aquela confusão toda era que minha avó estivesse acordada, eu não conseguiria mentir pra ela, abri a porta com cuidado e ela estava no sofá, estava cochilando mas assim que coloquei o pé dentro de casa ela abriu os olhos e me fitou.

- Aonde você estava? - ela perguntou, sua voz tinha saído firme mas sem nenhuma emoção o que me fez ficar mais nervosa que eu já estava.

Respirei fundo.

- Na casa da minha amiga vó! - tentei falar com o máximo de naturalidade.

- Eu liguei para a Caulim! - ela me fitou desconfiada.

- Não tenho só ela de amiga, fiquei na casa da Jazzy! - respondi e cruzei os braços.

- Você nunca falou dela! - ela respondeu e ligou a televisão.

- Ela é novata, estou fazendo trabalho com ela... Qualquer dia eu trago ela pra senhora conhecer! - respondi e tentei o máximo fazer algo que parecesse um sorriso.

- Pode subir então! - ela falou e um alívio tomou conta de mim, mas logo depois veio a culpa.

        Me sentia culpada, me sentia assim por mentir pra minha avó, a única pessoa que eu tenho na vida, me sentia culpada por ter feito sexo com o Justin, por ter um vídeo nojento meu circulando a escola e ter olhares nojentos sobre mim, parecia que eu estava sendo corroída por dentro. Como minha vida ficou desse jeito? Sempre tentei olhar a vida pelo lado bom, só que agora... Agora está cada vez mais difícil achar um lado bom em toda essa situação.
         Me olhei no espelho, por fora eu parecia absolutamente normal, minha pele um pouco bronzeada e meu cabelo roxo baguncado e agora já aparecendo alguns fios pretos, estava com a roupa da Jazzy, ela me emprestou, era simples, um short moletom cinza e uma camisa regata branca, mas pela confusão que estava dentro de mim parece que só por fora estava tudo normal. Se a Maria estivesse viva eu estaria recebendo um sorriso, mas ela não está aqui. Ela nunca mais vai voltar, isso só fazia tudo doer mais, a culpa era minha, ela nunca vai dar seu primeiro beijo, nunca vai se apaixonar por ninguém, nunca vai a um baile de formatura, nunca vai ser líder de torcida como ela dizia tão entusiasmada que queria ser, nunca vai participar de protestos por seus direitos ou entrar pra faculdade dos sonhos, nunca vai a uma festa de ensino médio, agora ela não passa de uma lembrança e não ter mais aquele sorriso pra me animar era dolorido. Batia uma tristeza ainda maior ao lembrar que eu não queria que meus pais tivessem me dado uma irmã, na minha opinião ela iria roubar minha atenção, não seria mais a preferida da casa, mas quando ela nasceu não me importei mais com isso, ela sorria sempre ao me ver, mesmo quando nem tinha dentes e em sua cabeça mal tinha cabelo e agora eu não tinha mais ela, eu não tinha mais ninguém, só quem me restou foi minha avó e eu menti pra ela, posso perder a confiança da única pessoa que me restou e eu estou me sentindo ainda pior por isso.

(...)

        Em algum momento dormi, quando acordei já era de tarde, ainda estava com a roupa da Jazzy, então decidi que eu precisava tomar um banho, coloquei a roupa da Jazzy para lavar e entrei no chuveiro, todas as lembrança das últimas semanas voltaram, eu tinha que ver o Justin novamente, tinha o trabalho que eu realmente estava planejando fazer ele sozinha e só colocar no nome dele, poderia falar com os professores pra mudar de dupla, poderia também ir na polícia para que fossem em busca de quem postou esse vídeo, mas eu não fiz nada. Terminei meu banho e vesti uma roupa limpa e confortável o suficiente para ficar vegetando na cama - vegetar pode ser um exagero mas com certeza eu iria passar um bom tempo ali, onde nada poderia me atingir. - com o tempo eu iria ficar Bem, aquilo era apenas uma fase, tinha que ser pois eu não aguentaria passar por mais disso.
Eu nunca imaginei que iria ser uma das garotas que perdem a virgindade com o popular do Colégio - claro que eu também não esperava ter esse momento super íntimo divulgado para o Colégio todo também. - Eu nunca imaginei que minha vida estaria tão de cabeça para baixo como está agora.
        Mas a vida continua e eu não posso me abater e também não vou nunca mais fazer nada com o Justin, ele me causou sofrimento demais e eu não quero sofrer mais do que eu já sofro, ele não merece que eu perca meu tempo com ele.


Notas Finais


Amo vocês e espero realmente que gostem, ainda tem muitas coisas por vir...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...