História Just Memories - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Originais, Romance
Exibições 12
Palavras 565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Shoujo-Ai
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Um dia de outono.


Era só mais um dia de outono...

As folhas balançavam fortemente nas árvores e o barulho que produziam quebravam o silêncio dentro daquele quarto.

Aquele quarto...

Em um canto, um buquê de rosas brancas repousava dentro de um jarro cheio de água. As cortinas na cor bege estavam fechadas assim como as janelas de vidro. 

Na cama, respousava o corpo pálido e pouco quente da garota. Seus cabelos negros se misturavam ao travesseiro branco enquanto algumas mexas caiam sobre seus ombros descobertos. 

Estava imóvel...

Seus olhos azuis estavam apagados e sem vida. Eles já não brilhavam como antes.

Cheia de fios sobre toda a parte de cima do seu corpo, ela usava um pequeno aparelho no nariz para ajudar sua respiração. Com muita dificuldade, virou vagarosamente o rosto para o lado direito pois havia algo na pequena mesa ao seu lado que queria ver.

Retratos...

Sobre aquela mesa haviam três fotografias. Em uma estava todos os seus amigos. Em outra, toda sua família. E, atrás dessas duas fotografias, havia a sua preferida.

Uma foto onde estava com ele.

Seu melhor amigo, seu maior e mais valioso tesouro, seu parceiro em todos os momentos, seu mundo, o motivo dos seus sorrisos, seu mais forte amor...

E ela tentou sorrir...

Mais seu corpo deixara de responder. Apesar disso, sorriu em seu pensamento.

Virou novamente o rosto pra frente com bastante dificuldade. Aquela parte de seu corpo que antes era a única que lhe respondia agora estava imóvel como todo o resto do seu corpo.

De repente...

Olhando para a parede branca a vários metros de si, sentiu seu coração bater mais lento. Uma batida triste e melancólica. Sua visão já queria falhar e seus olhos estavam ficando pesados.

Enquanto ouvia o aparelho que registrava o batimento do seu coração apitar, viu enfermeiros e dois médicos entrarem em desespero dentro do quarto.

E a cada segundo ela ouvia mais baixo e seus olhos continuavam pesados.

Ele...

Tomado de medo e desespero, aquele garoto de cabelos escarlates e bagunçados, com seu porte físico de atleta, com seu jeito preocupado e seus olhos azuis transmitindo tristeza entra no quarto. Enfermeiros tentam segura-lo enquanto ele os empurrava, pois queria saber o que acontecia com a morena.

E ela...

Apenas sorriu novamente no seu pensamento. Estava triste e feliz ao mesmo tempo. Feliz pois o último rosto que veria seria o dele. O rosto do garoto que lhe deu a oportunidade de ama-lo.

E triste pois preferia partir sem o ver do que olha-lo tão aflito e desesperado do jeito em que estava enquanto a observava.

Uma lágrima...

Uma única lágrima solitária desceu pelo seu rosto enquanto via o ruivo gritar com os enfermeiros, pois queria permanecer perto dela.

Até o tempo...

Chovia forte. Fazia frio.

O céu estava cinzento, o vento estava furioso, as nuvens, carregadas.

Parecia que até o céu estava aflito com aquele dia tão mórbido. Parecia que até as nuvens choravam por aquele anjo e o vento espalhava suas lágrimas como sinal de tristeza.

As batidas diminuíam...

Olhou para os dois médicos.

Eles choravam e tentavam de tudo para mante-la ali. 

Quando eles se posicionaram, um de cada lado da cama, ela juntou todas as forças que ainda lhe restavam e lentamente levantou o seu dedo indicador na direção da pequena mesa onde estavam as fotos.

Sua visão estava embaçada, já não suportava mais o peso de seus olhos. Outra lágrima solitária percorreu seu rosto ao olhar novamente para o ruivo e perceber que ele chorava.

Sem expressar mais nada, ela fechou os olhos...

E nunca mais os abriu de novo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...