História Just Memories - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Originais, Romance
Exibições 9
Palavras 1.479
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Shoujo-Ai
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Não reparem na foto. As cores dos cabelos estam trocadas, mais foi essa imagem q consegui achar.

Boa leitura!
💋

Capítulo 4 - Exercício em dupla.


Fanfic / Fanfiction Just Memories - Capítulo 4 - Exercício em dupla.

Quatro anos atrás...

Dois meses e meio depois do primeiro dia de aula.

Quinta-feira, 9:37h AM.

Era quinta. Mas, para uma quinta-feira, as coisas estavam muito paradas. 

A nossa professora de física havia faltado porque foi ao médico. E, por acaso, o seu substituto havia pegado um forte resfriado devido ao tempo que estava bastante frio e chuvoso.

Sendo assim, estávamos dentro da sala de aula, sem professor, esperando as horas passarem e a próxima aula começar.

Olhei para as pessoas ali.

Algumas conversavam, outras desenhavam bobagens no caderno, outras observavam o nada, algumas estavam querendo fazer bagunça e algumas (assim como eu) só estavam querendo que aquele tédio acabasse logo.

Inclinado para o lado, com a cabeça encostada na janela, olhei para a Yuki-chan que dormia profundamente com o corpo sobre minhas costelas direitas e com a cabeça sobre meu peito.

Fazia frio e chovia. Por esse motivo, ela usava seu grande e grosso casaco preto (ela sempre o vestia como uma blusa, já que ele é totalmente fechado e não possui zíper) e pôs o capuz dele sobre sua cabeça cobrindo também boa parte de seu rosto.

Apesar disso, Yukiko segurava firmemente enquanto dormia, a barra do meu casaco. Como se não quisesse me deixar ir embora.

Ao ver isso eu sorri.

Mesmo que, em pouco tempo, nós dois viram os amigos inseparáveis. O que me deixou muito feliz.

Yukiko não era do tipo que dormia na aula, aliás, nunca foi. Mais dessa vez eu entendia o motivo: ela passou a madrugada ajudando os pais com coisas do trabalho deles. Por ter ficado sem dormir ela estava muito cansada.

Enquanto a observava, percebi a porta sendo aberta. De repente, entra nossa professora de matemática.

Geralmente, o problema da matemática não é o professor, e sim a matéria em si. Mais no nosso caso era diferente. No nosso caso o problema era a professora.

Enquanto ela arrumava suas coisas na mesa, eu toquei na Yukiko.

— Yuki-chan, acorda! — Chamei.

Ela dormia.

— Vamos lá Yuki-chan... — A chamei de novo. — Acorda logo!

Ela dormia.

— Acorda Yukiko! — A chacoalhei um pouco.

— Hm... — Ela resmungou.

— Anda, acorda logo! — Chamei firme.

— Eu tô com sono... — Ela disse baixo e se aconchegou melhor.

Vi que ela não ia levantar tao facilmente então resolvi apelar.

— Yukiko... — A chamei.

— Hum... — Ela disse baixo.

— Minhas costelas... Estão doendo! — Falei com um tom de voz indicando dor.

Bastou falar isso ela se levantou em um único pulo.

— Ai, me desculpa Hide-chan eu não... — Ela parou de falar quando me vil rindo um pouco. — Me enganou de novo!

Ela fez bico e eu a abracei de lado.

— Sim, mais pelo menos serviu pra você levantar. — Comentei.

Ela me mostrou a língua exatamente do mesmo jeito que uma criança mimada faz e nós rimos mais ficamos em silêncio depois quando a professora se virou para a classe.

— Bom dia alunos. — Ela sorriu de lado.

— B-Bom d-dia p-professora... — Dissemos com medo.

Ela só desejava um bom dia quando tinha prova ou trabalho pra fazer.

— Peguem seus cadernos. — Mandou. — No final da aula tenho uma “surpresinha" pra vocês.

Todos ficamos com medo. Se fosse prova, estávamos ferrados.

A aula passou rápido para o nosso desespero e logo a “surpresinha" foi revelada.

— Vocês teriam uma prova surpresa. — Ela disse calma. — Mas, hoje, acordei de bom humor e por isso vou pegar leve.

Suspiramos aliviados.

— Vocês teram que resolver isso. — Ela disse e entregou a casa dupla, uma folha.

— A gente morre e não consegue resolver isso! — Ouvi alguém dizer.

— Vocês terão que me entregar amanhã. — A professora disse sorrindo.

— Mais professora, são questões difíceis demais. — Yukiko comentou. — Vamos precisar de mais tempo.

— Não. — Ela disse calma. — Ou me entregam amanhã, ou podem se preparar para a recuperação. E, eu aviso logo, não irei pegar leve de novo...

O sinal toca.

A professora sai e todo mundo se desespera mais param ao ver a professora entrando na sala novamente.

— Esqueci de avisar. — Ela sorriu fraco. — Podem resolver essas questões em dupla.

Quando ela saiu e se afastou da nossa sala, logicamente, nós comemoramos por alguns segundos o fato de que poderíamos receber a ajuda. 

— Com quem você vai fazer dupla? — Yukiko perguntou.

— Com você é claro. — Respondi rápido e vi que algumas meninas, que antes caminhavam até mim, se afastaram bufando de raiva.

Ela apenas acentiu com a cabeça.

As horas demoravam a passar. Mais quando o sinal tocou indicando que estava na hora de ir pra casa, a gente saiu rápido.

Caminhamos com nossos guarda-chuvas abertos por conta da chuva fina que caia. Chegamos tarde em casa. Depois que tomei banho e comi alguma coisa, Yukiko tocou a campainha.

— Preparada? — Perguntei quando ela entrou.

— Não. — Ela respondeu.

Fomos para o meu quarto pois aquele exercício precisava ser feito a todo custo.

Já sentados na cama, estávamos frente a frente com os cadernos e livros nos separando. Yukiko respirou fundo antes de pegar um dos livros.

— A gente consegue. — Sorri fraco.

Ela acentiu com a cabeça e sorriu.

Foi duro, deu trabalho, a gente quase ficou louco mas finalmente conseguimos terminar aquele exercício. 

— Vou pegar alguma coisa pra gente comer. — Falei e sai para a cozinha.

Yukiko resolveu ir comigo.

Enquanto eu preparava dois sanduíches ela ficou sentada a mesa. Quando me virei a vi com a cabeça deitada em cima de seus braços que estavam sobre a mesa. Me aproximei com calma e vi que ela dormia.

— Nosso primeiro trabalho em dupla foi bem cansativo... — Falei baixo e acariciei seus cabelos negros.

Preferi não a acordar pois ela dormia pesado. Então eu apenas a peguei nos braços e a levei até meu quarto onde, ao entrar, a deitei na minha cama.

Desci novamente as escadas e fui para a cozinha. Comi meu sanduíche e voltei pra o quarto mais antes vi que o relógio marcava 4:52h AM. Chegando no quarto, fui ao banheiro, escovei meus dentes, troquei de roupa, puxei a cama auxiliar que ficava em baixo da minha e a arrumei. Peguei lençóis grossos e quentes no guarda-roupa e com um eu cobri a Yukiko enquanto o outro usei para me cobrir.

Estava tão cansado que mal fechei os olhos e já estava dormindo.

No outro dia acordei e ao olhar para a cama vi que Yukiko já tinha ido pra casa.

Eram 7:20h AM e eu ainda estava bêbado de sono pois havia dormido pouco. Imaginei que por esse motivo, era provável que a Yukiko não fosse pra escola.

Apesar do sono, me levantei, tomei banho, me arrumei, tomei café e fui para a escola sozinho mesmo.

Quando cheguei encontrei a minha mesa vazia. Sentei e tentei ao máximo me manter acordado até que a vi chegar.

— Você fica fofa quando está com cara de sono. — Comentei quando ela se sentou ao meu lado.

Yukiko estava com os olhos inchados de sono e não sei como ela ainda conseguia mante-los abertos.

A primeira aula foi de, adivinha só... Matemática!

Todos tentamos ficar acordados mais isso era algo impossível. Mais da metade da turma já dormia e o resto tentava manter os olhos abertos.

Em um certo momento, eu e Yukiko não conseguimos mais aguentar. Coloquei os braços sobre a mesa e deitei minha cabeça sobre eles. Yukiko me imitou e antes que eu pegasse no sono, segurei sua cadeira e puxei, deixando-a colada com a minha. Nos escoramos um no outro e dormimos.

Acordamos minutos depois com o barulho do sinal tocando. Eu acordei assustado mais Yukiko mal se mexeu. Eu odiava fazer aquilo mais precisava acorda-la pois a próxima aula era de história e o professor era muito exigente.

— Acorda Yuki-chan. — Falei sonolento.

Afundei meus dedos por entre os cabelos negros dela e então os acariciei. Em poucos segundos ela retribuiu o carinho passando seu dedo indicador pela minha mão que ainda estaba sobre a mesa.

— Aula de história? — Perguntou enquanto passava a mão nos olhos.

— Sim. — Respondi a observando.

De repente o professor entra.

Pelo menos a aula de história passou rápido e chegou a hora do almoço. Ao contrário de todos, eu e Yukiko fomos para o terraço da escola.

Sentados em um grande banco que tinha debaixo de uma cobertura recém feita ali, nós dois nos aconchegamos um no outro e dormimos.

Naquele momento, alguns minutos de sono tranquilo era só o que a gente precisava pra encarar o resto das aulas e do dia.

Quando o sinal tocou indicando que já nera hora de ir pra casa, a gente saiu andando vagarosamente. Nós parecíamos dois zumbis andando pela rua. Assim que chegamos na frente da minha casa, nos despedimos rápido e nos separamos.

Eu mal entrei em casa e já fui tirando os sapatos. Quando cheguei no meu quarto, joguei minha mochila em algum lugar por ali e do jeito que estava cai na cama. Com certeza a Yukiko fez a mesma coisa que eu

Dormi pelo resto daquele dia e só acordei na manhã seguinte quando o despertador tocou pela milésima vez.







Notas Finais


Desculpem os erros ortográficos.
;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...